Davidson Tolentino, o "homem da mala" do Progressistas, na época em que decidia sobre o orçamento da Saúde

Os executores

Como funciona a estrutura comandada pelo Centrão que possibilita o assalto aos cofres federais. O Ministério da Saúde é um dos alvos preferenciais da turma
02.07.21

O presidente Jair Bolsonaro foi filiado ao Progressistas, ex-PP, por mais de uma década. Como deputado federal, conviveu com colegas de partido enrolados com o mensalão e a Lava Jato. Ainda que sem protagonismo na legenda, o capitão da reserva testemunhou de perto correligionários como Pedro Corrêa, Arthur Lira, Ciro Nogueira e Ricardo Barros trocarem apoio político por cargos em todos os governos e serem tragados para o centro de escândalos. Depois de chegar à Presidência com um forte discurso de combate à corrupção, rendeu-se à realpolitik e loteou seu governo entre partidos do Centrão. O Progressistas, sua antiga casa, ganhou os quinhões mais generosos e escalou operadores experientes para comandar órgãos e empresas públicas com orçamentos bilionários. As graves denúncias de corrupção envolvendo a compra de vacinas, como a Covaxin, mostram como Bolsonaro escancarou as portas para que conhecidos personagens do submundo de Brasília se mantivessem em atuação sem serem incomodados.

Figuras indicadas pelo Progressistas em outras gestões e que se envolveram em denúncias de desvios no passado ganharam cargos estratégicos em órgãos como o Ministério da Saúde e seguem em operação na Esplanada – e, pior, protagonizando novos casos rumorosos. Além de fraude nas tratativas por vacinas em meio à pandemia, esses personagens atuam na distribuição de verbas e emendas do orçamento paralelo, e controlam contratos bilionários de obras de infraestrutura. Bolsonaro conhecia bem o modus operandi dos ex-correligionários e, ainda assim, lhes deu carta branca para retomar as negociatas. Após a revelação dos indícios de fraude na compra de vacinas, o presidente e seus aliados recorreram ao mesmo discurso adotado por Luiz Inácio Lula da Silva e por Dilma Rousseff no mensalão e na Lava Jato: o de que nada sabiam.

Sob Bolsonaro, operadores do Progressistas e de outros partidos do Centrão voltaram à ativa, em moldes muito semelhantes aos do passado. Para além de Ricardo Barros, o líder do governo que está no centro das suspeitas que envolvem o plano de comprar a vacina indiana Covaxin, há uma vasta estrutura de apadrinhados políticos dele próprio e de outros próceres do Centrão em escalões inferiores do governo que fazem os esquemas acontecerem exatamente conforme o desejo de seus padrinhos. O Ministério da Saúde, com seu orçamento bilionário (a cada ano, a pasta gasta acima da casa dos 120 bilhões de reais), costuma ser um dos alvos preferenciais da cobiça dos partidos fisiológicos porque tem cargos em diversos escalões com grande poder de caneta – por vezes, um negócio gigantesco pode ser travado ou liberado por um servidor aboletado em um cargo de terceiro escalão.

Marcos Oliveira/Agência SenadoMarcos Oliveira/Agência SenadoCiro Nogueira: sempre governo para alojar seus Tolentinos de estimação
Justamente por ter ingerência direta sobre uma parte considerável de tudo que é gasto pelo ministério, o Departamento de Logística, o DLOG, é estratégico. Entra governo, sai governo, o setor é um dos mais visados na distribuição de cargos e, nos últimos anos, tem sido ocupado sistematicamente por gente ligada ao Centrão. É ao diretor do departamento, que não precisa nem ser funcionário de carreira, que cabe a tarefa de coordenar e avaliar as compras de bens e as contratações de serviços feitas pelo ministério. Ele também é responsável por acompanhar e avaliar a elaboração dos contratos e dos aditivos. A depender de sua boa vontade, um contrato importante pode ficar travado ou ser simplesmente facilitado. No ano passado, as despesas relativas à pandemia, por exemplo, somaram 36,5 bilhões de reais. Todos os contratos passaram pelo DLOG. Era justamente na chefia do departamento que, até esta semana, estava lotado Roberto Dias, demitido após ser acusado por um policial militar de Minas Gerais que se dizia representante de uma empresa que oferecia ao governo vacinas que não tinha (leia mais aqui). Dias era apadrinhado por Ricardo Barros e pelo ex-deputado Abelardo Lupion e, segundo funcionários da pasta, contava ainda com a bênção de Davi Alcolumbre, ex-presidente do Senado. Ele nega ter feito o pedido de propina ao policial militar.

Pelo posto já passou outra figura conhecida como operador do Centrão. Trata-se de Davidson Tolentino, homem da estrita confiança do senador Ciro Nogueira, presidente do Progressistas. Tolentino dirigiu a portentosa DLOG quando Ricardo Barros era ministro da Saúde, no governo Temer. Junto com Barros, ele virou alvo de uma ação de improbidade administrativa por ter pressionado servidores da pasta a liberar pagamentos a uma empresa que vendeu medicamentos, mas nunca os entregou. A firma em questão era a Global Saúde, e seu dono é Francisco Maximiano – o mesmo que agora voltou o noticiário como proprietário da Precisa Medicamentos, que seria intermediária da venda da vacina Covaxin para o governo por 1,6 bilhão de reais, em um negócio que, nos bastidores, era azeitado com a ajuda do mesmo Ricardo Barros.

Davidson Tolentino foi demitido do Ministério da Saúde na gestão Temer após uma reportagem da edição de estreia de Crusoé revelar que ele achacou empresários que tentavam receber faturas em atraso – em uma reunião em um hotel, ele disse aos empresários que poderia liberar os pagamentos desde que topassem fazer um “alinhamento” com o partido. O então diretor do Departamento de Logística ganhou o apelido de “homem da mala”. O nome de Tolentino apareceu em um depoimento de um ex-assessor de Ciro Nogueira que o apontava como responsável por coletar propinas que eram armazenadas em um apartamento em São Paulo. O bunker chegou a armazenar, segundo o relato desse ex-assessor, 5 milhões de reais.

Marcello Casal Jr./Agência BrasilMarcello Casal Jr./Agência BrasilDias, que acaba de ser demitido do Ministério da Saúde: consórcio de padrinhos
O histórico do “homem da mala” é ilustrativo de como agem os operadores do Centrão, que quase sempre são os mesmos, independentemente das áreas onde são lotados por indicação de seus padrinhos. A ordem é fazer a máquina de arrecadação girar. Antes de ir para a Saúde, Tolentino estava, também por indicação do Progressistas, na estatal federal de trens, a Companhia Brasileira de Trens Urbanos. Em uma demonstração inequívoca da confiança dos políticos em seus operadores de estimação, mesmo após a teoricamente vexatória demissão no governo Temer, ele voltou à cena no governo Bolsonaro, novamente por indicação do partido de Ciro Nogueira. Está, neste momento, em um posto relevante com muito dinheiro para gastar: uma das três diretorias da Codevasf, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba, que vem sendo irrigada com fatias generosas do chamado orçamento paralelo – os valores repassados à empresa saltaram de 225,6 milhões de reais no primeiro semestre de 2020, quando ela ainda não estava sob controle do Centrão, para 729,9 milhões de reais no mesmo período deste ano.

Assim como Tolentino, há outros personagens que se repetem em confusões na companhia de seus padrinhos políticos. É o caso do advogado Tiago Pontes Queiroz, que substituiu Tolentino na DLOG do Ministério da Saúde em 2018 e, de acordo com o Ministério Público, também atuou ao lado de Ricardo Barros para beneficiar a empresa de Francisco Maximiano. Hoje ele comanda a Secretaria Nacional de Mobilidade do Ministério do Desenvolvimento Regional, responsável por empreendimentos também bilionários. Outro personagem denunciado juntamente com Barros por favorecer a Global Saúde, do mesmo dono da empresa intermediária da Covaxin, é o servidor concursado Thiago Fernandes da Costa, que coordenou a área de licitações e contratos de insumos estratégicos quando o hoje líder do governo Bolsonaro era ministro. Ele voltou aos holofotes nesta semana como um dos participantes das tratativas para a compra da vacina indiana. Thiago era simplesmente o gestor do contrato firmado com a Precisa Medicamentos.

Roberto Dias, o chefe da DLOG recém-demitido, tem história ao lado de Ricardo Barros. Antes de chegar a Brasília, ele ocupou cargos no governo paranaense durante a gestão de Cida Borghetti, mulher de Barros. Aos poucos, se transformou em uma figura de confiança dos caciques da sigla. Em outubro do ano passado, quando as vacinas contra a Covid já se revelavam uma potencial fonte de lucros bilionários, Ciro Nogueira tentou emplacá-lo em uma diretoria da Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, responsável por autorizar o uso de imunizantes no país. Bolsonaro chegou a indicar o nome de Dias ao Senado, mas retirou a mensagem em meio à repercussão negativa de um contrato suspeito assinado por ele no valor de 133 milhões de reais.

Com a vivência que lhe foi proporcionada pelos 28 anos que passou no Congresso como deputado federal e sua proximidade com figuras destacadas do Centrão, Bolsonaro sabia das implicações de abrir para elas as portas de seu governo. “É muito difícil supor que o presidente da República não tinha consciência ou foi pego de surpresa. Não foi. Ele sabia do que se tratava e tinha consciência, porque conhece bem seus antigos colegas do Progressistas”, diz o cientista político Bruno Bolognesi, do Laboratório de Partidos e Sistemas Partidários da Universidade Federal do Paraná. A narrativa de que o presidente é vítima do sistema pode até convencer sua militância mais fiel, mas não faz sentido. O simples fato de que os operadores de rolos milionários de outrora estão aboletados agora no governo por indicação de seus notórios aliados é a prova de que, sim, ele se rendeu alegremente ao assalto.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Talvez um paredão, como foi feito em Cuba resolveria essa chaga, fuzilando todos os políticos corruptos. Lembrando que teríamos que gastar muita bala.

  2. Fico imaginando, como seria o Brasil sem estes desvios todos, com servidores públicos conscientes de seus deveres e atribuições, capazes de prover hospitais, escolas, universidades, fundações, institutos, centros e etc... abastecidas e equipadas com o que há de melhor, sem torrar fortunas. A diferença agora, reside no tipo de larápio: cabo, sargento, capitão..., que somados aos outros figurões, só fazem aumentar o desvio!

    1. Caro Carlos, vc tem toda razão. Com todo respeito às devidas exceções, a nossa classe política nos três níveis da federação parece que não tem compromisso com a ética e com a moralidade pública, que diferentemente da moralidade privada, é escrava do interesse público. Os chefes do Poder Executivo (presidente, governador e prefeito) têm, por obrigação constitucional, de realizar, como disse Ruy Barbosa, o bom governo.

  3. Será que algum dia caímos nas mãos de um administrador do Brasil que não seja corrupto ? Sergio Moro nosso herói , será que deixariam ele governar , ou temos que declarar guerra .

  4. Há mais de 20 anos, presidentes corruptos e seus milicianos assaltam o Brasil e os brasileiros! Luladrão e Capetão, as almas gêmeas “mais honestas” do país são farinha podre do mesmo saco! Vade retro, Capetão! Volta pra cadeia, Luladrão! #nenhumdos2em2022!

  5. Muito triste essa realidade. Triste e desesperançosa porque não se vislumbra nunca seu final. Um câncer. Ótima reportagem.

  6. Essa forma promíscua que o Executivo e os políticos manipulam os órgãos federais é horripilante. Os servidores públicos de carreira são colocados de lado na escolha dos cargos de chefia e outros estratégicos, para os apadrinhados que na maioria das vezes não sabem nada de nada, só ganhar dinheiro. Vergonhoso!

  7. No Brasil, a cegueira da Justiça, com todo respeito, não parece fincada na idéia de imparcialidade, sendo mais uma figura de linguagem que não corresponde aos fatos. A frustração da população com não julgamentos de políticos suspeitos e acusados de crimes, é realmente muito grande. Para culminar, o desmonte da Operação Lava Jato acompanhada da anulação das condenações de Lula pelo STF, trouxe a certeza que a Justiça não funciona contra os poderosos e os Juízes e Membros do Ministério são

    1. desautorizados no árduo combate à grande corrupção que o STF não pode decretar que não existiu, pois bilhões foram devolvidos aos cofres públicos por crimes provados. Que ninguém se engane a corrupção parece ser a base em que se funda a política brasileira e sua missão tem sido capturar o Estado, a Administração Pública nos 3 níveis de governo. PR’s da República têm sido alvo do esquema e mesmo quando são afastados do cargo, os parlamentares permanecem impunes e o renovam perante o sucessor.

  8. Entra governo e sai governo e esses bandidos do centrão continuam mandando na política brasileira e ai de quem contrariar os seus intere$$e$. Enquanto existir cavalo, são Jorge não anda à pé. Viva o Brasil varonil. Kkkkk

  9. São todos do mesmo grupo, ou da mesma quadrilha. Estão instalados no MDR, Codevasf, Saúde. Não esqueçam do MEC. São operadores do Centrão. Por que a Polícia Federal não faz nada?????

  10. Nosso País está carente de uma reforma política profunda, mas tem que ser comandada pelos eleitores e será um processo demorado. Aos que defendem um Estado focado apenas em suas funções essenciais, privilegiando uma economia liberal, acho que já existe uma semente promissora à nossa disposição, o Partido Novo. Quem ainda não conhece, sugiro uma pesquisa a respeito de sua atuação, baseada em princípios muito coerentes com a pregação ...

    1. concordo plenamente. Cheguei até a falar pelo telefone com o dep. Marcel Van Haten. Ele atendeu na hora do almoço. Possui uma atuação irrepreensível no congresso. O Novo é uma excelente alternativa para o Brasil. Vamos evoluir pro voto auditavel para conseguirmos mudar o pais

  11. O Poder Judiciário custa caro e não tem eficácia: ao contrário, comporta-se com apatia, demora, quando não proclama o dito pelo não dito anulando ações feitas por quem trabalha consciente mente. Assim, libera o caminho pra quem quer roubar.

  12. Helena, excelente reportagem! Parabéns!!!! O Brasil agradece seu trabalho jornalístico! Agradecemos aos repórteres de primeiro nível, todos!!! Como o Antagonista me ajudou a entender o que acontece no Brasil! Obrigada!!!!!!

    1. Sem dúvida, como o Antagonista e Crusoe me proporcionou outra visão do q acontece verdadeiramente nesse país. Parabéns a todos os jornalistas. Helena Mader vc é excelente!!!!

    2. Assino embaixo. Os jornalistas do Antgonista e Crusoé são os melhores do Brasil. Nota dez em competência, em credibilidade, em investigação e em simpatia.

  13. É Sérgio, quem fez a pergunta que nunca parece que calará só podia ter vindo de uma banda brasiliense: Que país é este? E a resposta será sempre a mesma: é um país de gente sofrida e trabalhadora que ri e chora e que enterra mais de meio milhão de pessoas pacificamente e sofre dia após dia com a grande corrupção que o assola. Em outros países em que o povo tem sangue mais quente, consciência e educação, as ruas das suas cidades já teriam pegado fogo. Triste Brasil derrotado e apático.

  14. Entra governo e sai governo a coisa já piora, numa demonstração clara que todo o sistema está contaminado. O próprio General Heleno dedicou a doce melodia do “se gritar 0pega Centrão não fica um”. O chefão não é ingênuo, é sim im temendo picareta vigarista.

  15. Os acontecimentos atuais são o desaguar de trajetórias compostas para entrar no sistema e justamente fazer a governança para os apaniguados...ninguém dessa troupe atual ou que já tenha ocupado os cargos trabalhou senão para suas próprias turmas, e como todos são bem enturmados vira sempre ação entre amigos...mas eles sempre cuidam de ter amigos nos órgãos que cuidam de libertar os amigos, ou nem tão amigos mas necessários à manter a roda girando e fluindo verbas para a rede toda...

  16. A literatura jurídica mesmo aquela encontrada nas leis e em decisões judiciais, já com ampla jurisprudência, não tem outro termo para indicar a atuação dessa gente senão ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA. Por que isso prospera, já que é um procedimento velho e reiterado? Eu mesmo explico: É que não temos PROCURADOR DA REPÚBLICA (RES PUBLICAE = COISA PÚBLICA), mas apenas o um Procurador de Jair Bolsonaro, o qual se sente certamente num HARAS.

  17. Infelizmente para "mudar o país" como queremos, será necessária uma reestruturação do sistema político inteiro, a começar pelos partidos. Será uma batalha longa uma vez que os interessados têm o poder de voto. A última constituição nos colocou nessa posição e agora nos faltam nomes decentes ( e de confiança) para conduzir o processo....

  18. Bolsonaro tinha o povo brasileiro ao seu lado, tinha o Moro, não precisava de mais nada, mas escolheu protejer a família. E não deve ter sido so pela rachadinha porque isso não dá cadeia no Brasil. Demonstrou muita incompetência, e no caso da condução da prevenção da COVID cometeu crimes graves.

  19. Muito fácil atirar pedras e se sentir orgulhosa pela reportagem. Você que é entendida, se presidente fosse, estando constatado que sem acordo, mesmo com os aliados de ocasião espúrios, qual grupo político você se aliaria para governar? Quem teve Maia e Alcolumbre e um Congresso como este não restou opções. Bolsonaro bem que tentou. Não é o PR que gostaríamos, um estadista, mas no cenário atual não temos alternativa a não ser apoiá-lo ou Lularápio está ai para continuar destruindo o Brasil.

    1. Qualquer corrupção, mesmo que não tenha sido consumada, deve ser investigada sem dúvida. O que me impressiona é a falta de interesse dos jornalistas da Crusoe e de O Antagonista investigarem a eficácia do tratamento imediato deste vírus que está matando tanta gente. Vejam este vídeo super esclarecedor https://youtu.be/tzsfvo5dEXM Além disso, o NIH do EUA acaba de aprovar o uso da Ivermectina na profilaxia e tratamento da Covid. Vamos despolitizar o Tratamento imediato.

    2. É a mesma narrativa de sempre, se não apoiar o Bolsonaro, se não aceitar as maracutaias que estão aparecendo, e só não aparecem com muita mais força porque não é permitido investigar corruptos. Afinal neste governo não existe corrupção, “palavras do Bolsonaro”. O Lula volta. Alguém consegue acreditar que nós o povo esquecemos os 13 anos de roubalheira do PT, e vamos colocar o Lula de volta na presidência. Acreditar nisto é o mesmo que acreditar em Papai Noel. Fora Lula, fora Bolsonaro.

    3. Bolsonaro diz que não há corrupção no seu governo. Vá mentir assim na casa do Carvalho! Nem Lula, nem Bolsonaro. Temos que eleger gente honesta e nenhum desses dois é.

    1. Nesse caso, as moscas são as mesmas. Só mudou a me*da do PR.

  20. É a macacada cuidando dis cachos de bananas. É por isso que esse pessoal não quer ver o Sérgio Moro nem de longe. Adoram fazer a coisa errada do jeito errado na hora errada.

  21. Claro que ele sabia e sabe de tudo! Más para proteger seus filhos corruptos teve que entregar o país de volta aos corruptos do Centrão!! O país tá pagando caro e Bolsonaro será abandonado em breve!! Quem viver verá!!

    1. Não foi para proteger os filhos corruptos, ele é o chefe da quadrilha!

  22. Não entendo a indignação. A corrupção está liberada. Vejam o que fizeram com todas as instituições voltadas para o combate ao roubo de dinheiro público e com a legislação específica. Nosso país agora é assim. Não perceberam?

    1. Nosso país sempre foi assim e, parece, que sempre o será, infelizmente.

  23. Os parlamentares não devem ficar mais do que dois mandatos na Câmara Estadual e Federal, para não terem tempo de armar seus complôs.

    1. infelizmente os brasileiros terão que conviver com esse mar de lamas até o final de 2022.Essa corrupção na Saúde é apenas a ponta do iceberg.

  24. FOI PARA PRESERVAR ESSES LÁ DROES ALIADOS ,QUE EXTINGUIRAM A LAVA ,JATO ,colocaram ARAS E LIRA PARA ENGAVETAR O FIM DO FORO PRIVILEGIADO .LÁ DROES DO FUTURO DO PAÍS

  25. Só fanáticos, cúmplices e beócios ou patologicamente ingênuos, poderiam acreditar que um parlamentar durante 28 anos no baixo clero, praticando corrupção rasteira por falta de prestígio e estatura política para mais elevador voos, se converteria oa moral e bons costumes por ter atingido, acidentalmente, a caneta máxima e a chave do cofre federal. Ele é corrupto por opção e formação, tendo ra bo preso no Centrão, razão pela qual terá que seguir sendo conivente e acobertando o esquema.

  26. O responsável primário por todo este roubo institucionalizado são juízes corruptos, STF político e corrupto onde processos morrem de uma forma ou de outra, inocentam criminosos do colarinho branco, presidente corrupto e amordaçam juízes concursados. Não fosse esta laia de toga teríamos menos canalhas concorrendo e se reelegendo.

    1. O STF é o maior responsável pela impunidade que existe no Brasil. O crime do colarinho branco sempre saiu impune. A Lavajato e Moro foram lampejos que os brasileiros de bem um dia acreditaram que esse estado de coisas mudaria. O STF está aí para garantir o status quo

  27. Desembargadores e Ministros no Poder Judiciário garantem esse sistema nefasto que prejudica a Nação. Esses corruptos são processados mais os processos não andam; Decreta-se segredo de justiça , engaveta-se até a prescrição. O Judiciário é tão culpado quantos os que roubam diretamente. Pois consentem ( quem cala... ). Uma pesquisa sobre processos contra essa gente revelaria muita coisa. Os TJs , o STJ e o STF protegem corruptos.

  28. Para que haja mudanças inocentes morrerão, já dizia Lamarca. Agora trace um paralelo com a atual politica brasileira, onde não existem inocentes, somente hienas insaciáveis por dinheiro, o que será preciso fazer para que haja mudança? Enqto nosso povo ficar dormindo em berço esplendido e alguns otários ficarem somente Bolsoneando ou Lulando, triste realidade brasileira ad eternum

  29. Parebaéns , esse é ocaminho; Mostrara quem é quem no sistema de corrupção que devasta os cofres públicos. Este sistema de arrecadação de propinas e desvios funciona também nos Estados e Municípios. Os partidos ( quadrilhas ) são as mesmas. a imprensa deve divulgar o nome dos criminosos ( corrupção é crime ) e de seus padrinhos políticos para que a população tome conhecimento e talvez comece a escolher bem os partidos antes de votar.

  30. Onde há fumaça há fogo, ele não iria entregar bilhões de reais aos amigos do PP sem levar nada para ele e seus filhos… para quem do compra imóveis em cash… está ai a resposta.

  31. Os fascistas, togados e não togados, conseguiram. Agora é ficar de olhos abertos, um no STF outro no Congresso.E que a Constituição seja respeitada. E o Ministério da Defesa consciente de suas atribuições constitucionais.

  32. Esperar lisura e ética de alguém que nunca teve era muita ingenuidade (ou cegueira proposital). Princípios não mudam da água pro vinho nem com milagre. Não sei se alguém se lembra de qdo o Mandetta saiu do M Saúde, os seguidores da seita fizeram uma gde campanha acusando-o de desvio/superfaturamento na compra de medicamentos (ou produtos). Só que não conseguiram comprovar nada. Agora, com tantas evidências, negam a roubalheira.

  33. "Ele se rendeu alegremente ao assalto" e "Não há salvador nem donzela a salvar no Brasil ". É muita inspiração da Crusoé. Parabéns.

  34. os EXEMPLOS EXCECRÁVEIS que uma SOCIEDADE tão CORRUPTA é capaz de produzir! São DEGENERADOS MORAIS que IMPEDEM o BRASIL de AVANÇAR! Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” Triunfaremos! Sir Claiton

  35. O que vejo nessas reportagens é presidentes ficarem reféns desse tal centrao. Se não unir a ele nada passa pra ser votado se unir eles fazem sua horgia corrupta em todos os ministérios. Quem sentar nessa cadeira estão reféns desse centrao

  36. Como LULADRÃO dizia," não existe ninguém mais honesto que eu". Agora temos o Bozoscheisse dizendo que em seu governo não existe corrupção. Dois canalhas que devem ser presos. Os filhos do scheisse president estão bem caladinhos. Devem ser investigados também.Tem as mãos sujas deles essa sacanagem na compra e nas negociação da vacina covaxin. A PF do stück scheisse ainda não se pronunciou. Deve está limpando a sujeira do seu chefe e dos filhos.

  37. Enquanto o Centrão faz o seu arrastão na saúde, temos mais de meio milhão de mortos. O pior é saber que temos que esperar a boa vontade de um Arthur Lira, homem vil e desonesto e, depois do desprezível Supremo. É melhor as famílias das vítimas começarem a agir, se quiserem justiça. MS

    1. É claro que ele tem do que se orgulhar: ajudando a antiga quadrilha, beneficiou personagem que de lá vieram para compor a milícia política que está assentada sobre o Planalto!

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO