Divulgação

Operação Salva-Flávio

Não é só a Abin do B: por pressão do Planalto, as áreas mais importantes do governo se juntam no esforço para tentar livrar o filho 01 do presidente das barras da Justiça
08.01.21

A operação desencadeada pelo Palácio do Planalto para blindar criminalmente o filho primogênito do presidente Jair Bolsonaro segue firme em Brasília. A ofensiva em favor de Flávio Bolsonaro, para a qual foram mobilizados diferentes setores do governo, incluindo a Agência Brasileira de Inteligência, a Abin, além de setores do Judiciário com os quais o presidente tem proximidade, ganhou um novo e não menos audacioso capítulo.

Conforme revelou Crusoé, compelida por Flávio Bolsonaro e por seus advogados a apontar e punir os auditores que supostamente teriam sido os responsáveis pela apuração que originou a investigação sobre o “rachid” no antigo gabinete do filho 01 do presidente, a Receita Federal abriu um procedimento interno e encaminhou o resultado à Corregedoria do Ministério da Economia, comandado pelo ministro Paulo Guedes, para “ciência e providências cabíveis”.

O assunto é tratado no ministério com absoluto sigilo. Poucos servidores da equipe de Guedes conhecem os detalhes da apuração. Oficialmente, a Receita e a cúpula da Economia se recusaram a informar até mesmo a data em que o procedimento foi instaurado. O que se sabe até agora é que a equipe que cuida da apuração tem amplos poderes para, se assim entender, promover uma devassa para identificar os servidores da Receita envolvidos em supostas pesquisas nos sistemas internos sobre Flávio. Os investigadores da Corregedoria podem, por exemplo, acessar os computadores, e-mails funcionais, agenda oficial, sistemas eletrônicos e telefones de trabalho de funcionários.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéAlexandre Ramagem, diretor da Abin: relatórios para advogadas de Flávio
O esforço, sob a regência da Presidência da República e do próprio presidente Jair Bolsonaro, com a participação pessoal do diretor-geral da Abin, Alexandre Ramagem, não é outro senão o de tentar comprovar uma tese defendida pela defesa de Flávio: a de que uma suposta “organização criminosa” em funcionamento dentro do Fisco teria produzido relatórios ilegalmente destinados a incriminar o senador e seu ex-assessor Fabrício Queiroz.

A blitzkrieg na Receita foi iniciada em julho de 2020. Segundo a narrativa da defesa de Flávio Bolsonaro, atestar a ilegalidade supostamente cometida por servidores do Fisco, o que constituiria a comprovação de um vício de origem, seria o caminho mais fácil para tentar implodir toda a investigação e consequentemente as acusações que pesam sobre o filho do presidente.

No dia 25 de agosto, o tema foi abordado por duas advogadas de Flávio em encontro no Palácio do Planalto fora da agenda oficial, com a presença de Bolsonaro, do ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, e do diretor da Abin, Alexandre Ramagem. Na reunião, o presidente teria questionado Ramagem se a Abin sabia dos tais desvios de conduta no Fisco, no qual agentes teriam usado “senhas invisíveis” para acessar dados de contribuintes, com o objetivo de subsidiar futuras investigações.

Reprodução/ Youtube EstadãoFoto: Reprodução/ Youtube EstadãoO secretário da Receita, José Tostes: reunião com Flávio fora da agenda
Conforme revelou Crusoé, a resposta negativa do chefe da agência de inteligência foi seguida por um silêncio constrangedor entre os presentes. Na visão de quem participou do encontro, o embaraço instigou Ramagem a entrar pessoalmente no caso, o que ocorreria nos dias subsequentes. No mês seguinte, por meio do aplicativo WhatsApp, o diretor da Abin enviou a Flávio dois relatórios produzidos pelo órgão de inteligência para auxiliar em sua defesa. Os textos encaminhados ao primogênito de Bolsonaro e depois repassados às suas advogadas eram claros quanto à finalidade: “Defender FB (Flávio Bolsonaro) no caso Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) demonstrando a nulidade processual resultante de acessos imotivados aos dados fiscais de FB”.

Ao mesmo tempo, a cúpula da Receita era mobilizada. O próprio José Tostes, secretário da Receita Federal, se encontrou com Flávio Bolsonaro três semanas depois da reunião entre as advogadas de Flávio, Heleno, Bolsonaro e Ramagem no Palácio do Planalto. Detalhe: mais uma vez, fora da agenda. Sete dias depois, igualmente sem registro oficial, Tostes se reuniu no Planalto com o próprio presidente. Haveria mais três encontros entre Bolsonaro e Tostes nos meses seguintes.

Em uma das reuniões, o chefe do Fisco esteve a portas fechadas com Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes. Acionar a Receita Federal por meio de Tostes era parte importante da estratégia para identificar e tentar punir auditores ligados à apuração que encalacrou Flávio Bolsonaro com a Justiça.

Marcos Corrêa/PRMarcos Corrêa/PRA Corregedoria de Paulo Guedes está de olho nos auditores da Receita
O acinte na tentativa de blindagem de Flávio Bolsonaro vai mais além. Num país sério, já teria ensejado a abertura de processo por crime de responsabilidade do presidente. As instituições que deveriam adotar providências, porém, se limitam a produzir notas de repúdio ou a anunciar apurações que, provavelmente, não chegarão a lugar algum.

Para além da ação direta na Abin a na Receita, as investidas envolvem tentativas de influenciar a Procuradoria-Geral da República, onde há uma investigação em curso a pedido de parlamentares de oposição, e o Tribunal de Justiça do Rio, perante o qual foi ajuizada a denúncia sobre o esquema operado por Fabrício Queiroz a mando de Flávio, que teria desviado ao menos 6 milhões de reais dos cofres da Assembleia Legislativa fluminense.

Há, ainda, uma frente da operação no Congresso. Frustrada a recondução de Davi Alcolumbre à presidência do Senado, o temor com o destino do 01 no Conselho de Ética tira o sono dos articuladores políticos do Planalto. A atual correlação de forças da casa levou o senador Jayme Campos, do DEM de Mato Grosso, à presidência do colegiado responsável por julgar os atos dos parlamentares, o que assegurou, até agora, a blindagem de aliados do governo. No processo de sucessão de Alcolumbre, o Planalto quer que a redoma siga intacta e, para isso, usa todos os recursos que estão a seu alcance para que a cadeira permaneça com um senador de confiança. O plano é fazer todo o possível para, como se diz no submundo carioca, manter “tudo dominado”.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

Edição nova toda Sexta-Feira. Leia com Exclusividade!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

Deixar para mais tarde

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Pau que dá em Chico dá em Francisco! Qual o problema? Vazou sim ou não? Se vazou a troco de que e para beneficiar o prejudicar quem? Estado democrático de direito é assim, o crime tem de ser punido na esfera que for. Imagine auditor passando suas informações sem autorização judicial expondo a sua vida fiscal a terceiros. É ruim né... Vai saber saber se auditor levou um $, tudo tem de ser investigado. Isenção total, cada um com suas armas.

  2. Tem que ser preso e julgado, da mesma forma teria que ser preso e julgado o Lulinha, Renan, Collor, etc, etc, etc, etc, e mais alguns mIlhares de bandidos desse país, que estão cagando e andando pra justiça e pra sub-raça.

  3. Alguém ainda duvida de que o Brasil vive sob o domínio de uma ditadura, mediante silêncio e omissão de autoridades eminentes e das forças armadas?

  4. Q seja eleito um presidente pra câmara e senado com coragem pra tocar pra frente os mais de 50 pedidos de impeachment q estão lá. Tem q desgastar esse insano e escancarar quem é ele, família e amigos. Traidores dos nossos votos, desonestos, milicianos, desmatadores, incendiários.... precisa mais?

  5. fico perplexo em ver pessoas instruídas defenderem bandidos, seja de qual facção política, estejam filiados. Por causa disso nosso país está nesta merda.

  6. Indignação, é o meu sentimento. Será que somente Moro foi capaz de entregar o cargo? Está muito claro que esse calhorda continua usando às instituições para proteger o filho bandido, a que preço essas pessoas envolvidas se mantêm nos cargos, se curvando aos desmandos de um presidente louco. Acorda Brasil!

    1. André, aproveita o embalo da investigação ver os crimes de Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes.

  7. Lula tem mais sorte que o senador, SOU CONTRA OS DOIS CASOS. lULA, PELO VISTO TEM A PROTEÇÃO ESCANCARADA DA MAIORIA DA SEGUNDA TURMA stf vejam: em outro processe,QUE SÃO TANTOS!!!!!!!!! proibem a delação do Paloci por incriminar o RÉU e no HC intimam a incluir conversas roubadas .Gilmar disse "se tiver só conversas de anjos não altera nada" Duvido que ele não saiba que o CAPETA pode alterar as conv de anjos Essa AÇão da seg turma não é parcialidade?????????

  8. Sem querer defender o Flávio pors acho que estava errado também, ma teem que se defenderem mesmo pois foi o mais visado por ser filho do presidente.

    1. Defender dentro da lei é uma coisa, usar o aparato governamental do pai para se defender é outra coisa. E vc precisa se informar melhor, a defesa de Flavio nao quer defende-lo ou provar sua inocência, as provas são tão claras e robustas q não tem como ele sair inocente disso. A tática das advogadas e criar uma narrativa fake de "vício e erros" na investigação para anular o processo (diferente de tentar inocentar o corrupto), claro q para isso precisarão contar com a ajuda de Kassio e Gilmar.

    1. Lembremos de que o gal. Heleno foi ajudante do gal. Sylvio Frota, temido linha-dura do período Geisel. Boa coisa o gen. Heleno não poderia ser. Pena.

  9. Calhordas, como agora ficou provado escancaradamente pelo destrambelhado Trump, precisam ser derrubados antes, ou BEM ANTES que reiteradamente cometam atrocidades. Quanto mais tempo estiverem no poder, mais absurdos - alguns até irreversíveis - tais sociopatas malucos cometerão.

  10. Essa ideia de que intencionalmente teria havido manipulação por parte de auditores da Receita Federal para prejudicar o filho 01 não deve ser verdade, até porque muitos outros deputados da Assembleia do RJ, de vários partidos, também foram investigados. Inclusive o atual deputado federal pelo RJ, casado com o jornalista do Intercept. Estranho não ver notícias sobre os demais parlamentares. Basta a Receita e MP darem a eles o mesmo tratamento dado ao filho 01.

    1. Valha me Deus!!! O tratamento dado foi o mesmo para todos, a diferença esta tão somente no foco e interesse da mídia. Mas houve sim interferencia nas investigações, vimos o nosso presidente da republicanusar descaradamente o aparelho governamental para achacar e perseguir os investigadores. Bozo é Lula, essa é a grande verdade.

    2. Verdade onde encontrar notícias sobre os demais deputados citados(prá ficar só na Assembleia do Rio ). Quanto ao chefe da Orcrim, que de presidiário, passou a turista por obra e acao desse malfadafo STF. ninguém diz nada, como pode? PAÍS sem lei e moral, sao os donos da lei, que rasgam sem pudor a Constituicao.

    1. Que eu me lembre o bolsonaro foi eleito por mais de 50 milhoes de brasileiros para acabar com todos esse conchavos escusos, aparelhamentos e esquemas de corrupção. É um verdadeiro absurdo usar o exemplo petista para defender o Bolsonaro. Bozistas são realmente seres monstruosos e completamente desprovidos de moral, ética e respeito com a coisa pública. Bozistas sao os petistas envergonhados.

    2. Quanta imaginação do escrevidos dessa reportagem. Outras falcatruas oriundas do período petista, nao sao reverberadas. Propinas, roubos, Petrolão, Lava jato, Constitução rasgada abundatemente por varios togados. Este não é um país sério.

  11. A cada dia sou mais e mais grato a mim mesmo por ter "abandonado" este país BANANEIRA a 30 anos! Nunca me arrependi ou senti saudades disto aí. Sou com orgulho um EX Cidadão brasileiro!

    1. Me parece que a Bananeira está tendo mudas em vários paises heim...rsrsrsrs

  12. Bolsonaro , errou ao querer preservar o flavio B, flavio B deveria ter renunciado, e o Bolsonaro deveria focar em fazer os rachid , de todos os deputados se tornar público, quem acha q deputado vive com salário de 22 mil líquido e tonto, verba de gabinete de cada deputado passa de 200 mil, 99% dos dep praticam rachid, como a esquerda não tem do q acusar os Bolsonaro, se pegam a esse fato, quando olhamos pra traz, vemos as ações da Petrobras, caírem a míseros 3 reais , com a gestão de roubo do PT

    1. Concordo com vc Willians, em tudo!Mentira nao tem como não descobrir, quanto mais mente, mais sujeira aparece! Filho bandido, tem que se foder mesmo, está prejudicando uma nação esse canalha!

    2. Que bom que ele não fez, só assim será defenesstrado em 2022. E quanto à investigação de todos os outros parlamentares sobre o rachid

  13. enquanto isso.... BoBolsonaro que de bobo não tem nada deixa a Micheque em casa para curtir uma aglomeração na praia grande. A diferença agora é que ao invez do Queiroz quem paga as férias do fanfarrão somos nós mesmos.

  14. POIS É, NÉ?!!!.... MAS TAMBÉM QUEM HOJE CO..... CO.... COOPTA COM ESSES CRIMES DE LESA PÁTRIA CO.... CO..... CONTRA O POVO BRASILEIRO TAMBÉM CA.... CA....""CABARÁ"" NA CADEIA!!!!! MAIS CEDO OU MAIS TARDE, INDEPENDENTEMENTE DO CA.... CA.... CARGO QUE TENHA CO.... CO.....""COPADO""!!!!

  15. Sem querer aqui defender o filho do Bolsonaro, por que não se investigam todos os parlamentares que praticam a rachadinha nas casas legislativas desse país? O próprio presidente da ALERJ tem rabo preso e ninguém fala dele. Se é pra punir um crime, que seja para todos que o cometem

    1. Jhon, valha me deus!!! Não houve nenhuma ilegalidade da receita, do mpf ou da pf. Isso é tudo uma narrativa mentirosa propagada pelo gabinete do ódio. O que houve foi um crime de um então deputado que usou seu cargo para enriquecer ilicitamente.

    2. As investigações era de todos da Alerj, foram diversas vezes paralizadas pela insistencia da familia bozo em tentar melar elas. Ocorre q a mídia deu mais ênfase ao flavio. O resto é mimimi de bozista paga pau de mandido miliciano.

    3. A unica pergunta que faço é : é legal, que funcionários da receita, coletem Dados, DE QUEM QUER QUE SEJA, sem uma investigação formal, e com ordem judicial? Antes de ser, como é de costume, alvo do “ódio do bem”, deixo claro que, QUERO QUE FLAVIO BOLSONORO SE FODA! Mas, como a ilegalidade foi cometida contra quem vc não gosta, tudo bem?

    4. "sem querer defender o filho do bolsonaro". QUER ENGANAR QUEM? ACORDA BOZOMERDA. TODOS ESTÃO SENDO INVESTIGADOS, MAS SÓ UM É DA QUDRILHA DO FILHO DA PUTA QUE ELEGEMOS PRESIDENTE. É NATURAL A MAIOR REPERCUSSÃO. ACORDA BOZOLIXO.

    5. Ótimo comentário Sr. Amauri. Mas a imprensa esquerdista e saudosista dos tempos das mamatas dos governos Petistas não querem divulgar os outros parlamentares por que eles não têm o sobrenome "Bolsonaro" e aí não dá ibope entre as esquerdalhas.

  16. É lamentável ver todo um governo emprenhado em arranjar artifícios e formas de livrar o filho do presidente quando se sabe da inidoneidade que habitava em muitos deputados e dirigentes da Assembleia legislativa no momento em que ocorreram os fatos. O Ministério Público e a Justiça precisa cumprir o seu papel mesmo que o Brasil fosse um império e estivesse implicado o filho do Imperador. Há de haver igualdade na aplicação de Justiça e nem somente “pretos, pobres e putas” podem ser condenados.

    1. Ruy, um presidente q usou de um estelionato eleitoral para se eleger. Usou a maquina pública para subverter as leis a sua sanha delitiva. Não criou uma base governista em 2019 e trabalhou contra a agenda de trabalho de seus ministros. Em 2020 quis fazer mais, patrocinou a morte de mais de 200 mil brasileiros e vai deixar o brasil em 2021 completamente quebrado, falido e na miséria. Bozo é Lula até na alma.

    2. Um presidente eleito pela maioria do povo que não conseguiu governar, impedido pelo legislativo e, principalmente judiciário ...

    3. E dos governos da roubalheira do LULADRÃO e sua quadrilha, você também sente nojo?

  17. É uma vergonha um senador de segunda categoria travar o desenvolvimento do Brasil Estão igual a lula /pt roubar pode mas o sujeito da questão tem que ser inocentado uma das primeiras palavra do Bolssonaro, no inicio do governo " Não interessa se é meu filho se deve tem que pagar! No dia achei coerencia com sua campnha para ganhar presidencia, desse sofrido Brasil de tantas FRAUCATUAS.

  18. Não se trata de desvio de 6 milhões de reais, essa verba pertencia a verba de gabinete. O que deve-se discutir é a quantidade de cd gabinete tem direito. Esse quantitativo exorbitante faz com que parlamentares se sintam tentados a tomá-la pra si.

    1. POIS É. ESSE MERDÃO QUE FOI ELEITO FALAVA EM "NOVA POLÍTICA ". TRAÍRA FILHO DA PUTA. TEMOS QUE DAR A DESCARGA NESSA MERDA DE PRESIDENTE

    2. Palhaço Bozo, curti mil vezes seu comentário.Disse tudo.

    3. O problema é o aparelhamento da PF, o desmonte dos órgãos de investigação, indicação de um PGR alinhado com a esquerda corrupta para fazer o trabalho de destruir completamente a Lava Jato, indicar um juiz fake para o STF e usar o poder do cargo de presidente da república para achacar e perseguir as pessoas responsáveis pelas investigações do filho corrupto. O problema é destruir um país para poder livrar da justiça o filho senador.

    4. o problema é envolver instituições de Estado para defender o 01, e não para investigá-lo

  19. Ao invés de se preocupar de verdade com a pandemia, o PR só pensa em livrar a familícia e se manter no poder. JB é o pior presidente da história, ele é medíocre, ignorante intelectual, sofre de vários distúrbios mentais (capa Crusoé edição 141).

  20. O presidente Bolsonaro de direita quer interromper o processo contra o seu filho. O ex-presidente Lula, da esquerda, quer se livrar das garras da lei. E então direita e esquerda criam uma simbiose para a manutenção da corrupção e pela impunidade. Triste retrato do Brasil.

    1. o bozo não sabe realmente o que significa "direita" e "esquerda". no passado, votou no Lula, apoiou jose genuíno e Aldo Rebelo (pcb)...ele ent ende realmente de usar funcionários fantasmas para usurpar verbas em seu gabinete o que repassou com muita eficiência aos seus filhos...

  21. não poderia ser mais nítida a posição da esmagadora mídia de esquerda que tenta a qualquer custo atingir o PR usando quaisquer opções de descontração moral desse sobrenome. A digital, RG, CPF, endereço de residência do filho é a mesma do pai?

    1. Manoel, até que o Bolsonaro explique os cheques que foram depositados na conta da esposa, que acredito ter o mesmo endereço dele, fica a dúvida se ele teve a sua parte no butim. Mas vejo um avanço no seu comentário. Pelo menos reconhece que algo de muito errado ocorreu nas movimentações financeiras do 01.

  22. Se Rodrigo Maia e o resto do Congresso fossem dignos dos cargos que ocupam, bolsonaro sofreria o impeachment. Porém todos sabem qual o nível dos congressistas brasileiros, assim como o nível do PGR indicado por bolsonaro

    1. Exatamente isso. O "BOTAFOGO" finge que está contra a família maldita, mas no fundo já está comprado. Fica desviando o foco. Só trouxas não percebem.

  23. Os extremos se unem pelos rabos. No fundo, se parecem demais, apesar da estridência com que defendem os rótulos de suas ações e omissões desastradas. Os Brucutus da Esquerda não poderiam exibir a bandeira do combate à corrupção ao terem de justificar o Mensalão, o Petrolão, o BNDESão, o estupro de fundos de pensão. As Rachadinhas, o Kubank, leilões de sentenças e o Voleibol Sinistro embobinam os Brutukus da Direita. Aderiram todos ao fisiologismo do Quadrilhão Central, que adulam sem pudor.

    1. Faz sentido, pois, a avaliação da conjuntura encetada por Janaína Paschoal. Nem Esquerda, nem Direita. Nem muito menos os adeptos do fisiologismo, homiziados na pocilga do Quadrilhão. Impõe-se, desse modo, a Quarta Via. O contribuinte -- que a todos remunera, além de quitar as faturas emitidas pelos"Pudê" inchados da Res Putrida -- atuará como Davi-Eleitor. Munido de seixos e estilingue certeiros, promete abater mais vampiros e zumbis -- do Quadrilhão, da Extrema Esquerda e da Extrema Direita.

  24. Chega de mentiras! Lula, Flávio Bolsonaro e seus advogados apoiados pela máquina do Estado , continuam guerreando para esconderem seus crimes.São narrativas para matarem seus maus feitos e manterem o povo dentro de uma cortina de fumaça.Diz-se que a verdade é auto-eloquente, mas é um “defeito da pequena burguesia”, segundo Lenin. Portanto, por Lenin, mentir e esconder a verdade tem que ser feito sempre. Neste ponto esquerda e direita corruptas concordam absolutamente.

  25. Título deveria ser Salva-Mesias, que desde anos 90 vive das rachadinhas. Comanda 01 02 03 04 assessores, ex mulheres, fantasmas, etc. Dinheiro vivo e sabe-se lá o que mais nesse vale tudo próximo de milicias. Acreditava que era apenas exagero dos petistas. Esse governo tá de agual pra pior em corrupção, inoperância, fale.

  26. Muito engraçado, rachadinha no Brasil já podia estar na constituição, não salva um. Esqueceram do carniça e seus filhos?

    1. William, existe uma grande diferença entre os filhos do Lula e o filho senador do Bolsonaro, essa diferença se chama BRASIL! Bolosonaro está destruindo um país e o levando a retrocessos inimagináveis, tudo para conseguir livrar o filho senador de ser devidamente julgado pelos seus crimes. O maior problema não está no ato delitivo de A ou B, mas sim no quanto tudo isso está prejudicando atualmente toda uma nação.

    2. William, aqui ninguém se esquece de nada. Lula falou que o filho era o Ronaldo dos Negócios Bolsonaro chamou o filho de Neymar, salvo engano, do chocolate. Os dois jogadores tem a bola Os dois filhos, o 1,2,9 e vários zeros nas contas conseguidos com o butim.

    1. Família corrupta protegida por um exército de corruptos. Quando iremos nos vingar e fazer prevalecer a JUSTIÇA??????

    1. Como o filho do Lula não está preso, então deixem o meu ídolo destruir o país para poder defender o seu filho corrupto. Olha a mentalidade anencéfala da bozista.

    1. E os Bolsonaristas acusam Sergio Moro de ser traíra. Traíra é Bolsonaro, que destruiu a Lava Jato e corrompeu órgãos de Estado.

  27. Quando qualquer setor da RF faz espionagem interna para atacar indiretamente o Poder Executivo, ao qual pertence, para saná-lo só usando contra espionagem. Entendeu?

    1. Não ocorreu espionagem nenhuma, essa uma narrativa mentirosa digna de fake news bozistas. O senador corrupto caiu na malha fina da receita juntamente com todos os outros deputados da ALERJ. Até agora não vemos a defesa dele tentando explicar ou inocentá-lo, o que estão fazendo é tentar anular o processo. Mais claro que isso é impossível, bozistas estão defendendo enfaticamente um corrupto. Não podem mais usar a desculpa q o lula é bandido e corrupto. perderam a força da retórica e se nivelaram.

    2. E os fatos que ocorreram, deixarão de ter eficácia pela via da forma e não do mérito. ou seja, os crimes ocorreram e parece que ninguém discute, pois o objetivo é usar a máquina e garantir a impunidade do filho. Entendeu?

  28. Irregularidades na fase de inquérito são sanadas no curso do processo, não geram nulidade, a não ser, é claro, que se façam ginásticas para torcer a lei processual penal

    1. Perfeito! Muitos sabem disso, mas preferem a seletividade moral.

  29. Embora a reportagem tenha afirmado que o senador Jayme Campos é goiano, ele foi eleito pelo Estado de Mato Grosso.

  30. Bolsonaro não respeita regras. Esse foi o motivo de ele ter sido enxotado do exército. Quem não respeita regras não respeita pessoas!

    1. Ele foi saído do EB, mas se reconciliou aparelhando o seu governo com um contingente maior que o de 1964. A ideia agora é garantir impunidade dos seus a todo custo. 2022 promete!

  31. Políticos no BR tentam alegar “vício de origem” nas investigações de corrupção, para evitar sujar a imagem e manter as chances de reeleição na “carreira profissional”, aquele tipo eleito que vive pendurado nas “tetas do Estado” sem trabalhar, sem prestar contas, abusando das negociatas de interesse pessoal e dos privilégios, blindado pelos “tribunais de garantias” e se perpetuando no poder, de pai pra filho. Essa casta terá que acabar e o pé na bunda do Jair até 2022 será uma das providências

    1. O Sérgio Moro disse fatos na manhã em que renunciou, Que foram confirmados à tarde pelo JB, trata-se portanto, de crime confessado, de réu confesso. Os fatos narrados na reportagem só vem a confirma-os. Relembre o filmagem da reunião ministerial “”..... claro que vou interferir... vou deixar fu.... minha família e meus amigos....”””. SÉRGIO MORO tem razão em tudo, os fatos estão confessados.

  32. Flávio Bolsonaro pode não ter roubado quantias altas como roubaram os petistas como Lula e seus companheiros. Mas que roubou, roubou. Pode não vir a pagar por isso porque estamos no Brasil. Mas nunca deixará de ser um ladrão.

    1. O significado de roubo ou de ladrão é o mesmo tanto para quem rouba um lápis ou um milhão.Não há meio roubo ou meio ladrão.

    1. Atenção mato-grossenses! Pé na bunda desse senadorzinho nada confiável ba primeira oportunidade, por agir contra a transparência nas investigações no Senado e contra os interesses de seu Estado e do BR. Guardem bem o nome dele.

  33. A milícia instalada no planalto não tem a menor cerimônia em atropelar qualquer regra. O pior é saber que as forças armadas estão participando deste circo de corrupção a troco de cargos.

  34. Que família Jair / o Debi $ Loide , Flávio / o rei da rachadinha Eduardo/ o bananinha , embaixador 🤣🤣🤣 Carlos / um caso de psiquiatria Renan / o grande comedor , aí tem

  35. Políticos sempre aparelharam Instituições p benefício próprio ou de grupos q representa. Nada de novo. A diferença, talvez, seja a cara de pau, como nos mostrou a reunião de 22.04, o presidente dizendo as claras q vai aparelhar. Outros tantos pelo menos eram mais discretos. Como disse um outro, vamos aproveitar a pandemia e passar a boiada.

Mais notícias
Assine
TOPO