ReproduçãoA juíza Amy Coney Barrett em um dos quatro dias de sabatina: "Eu sou independente"

A sabatina de lá

Com perguntas sem rodeios, senadores americanos tentaram descobrir se a indicada para a Suprema Corte assumiu acordos prévios que poderiam interferir em seu trabalho como magistrada. No futuro, suas declarações, sob o olhar do atento público americano, servirão como um compromisso público
16.10.20
Mais notícias
Assine
TOPO