Júlio Nascimento/PRTeich e o general Pazuello: o ministério está cada vez mais tomada por militares

Saúde verde-oliva

Menos de um mês após chegar ao governo, Nelson Teich é desautorizado pelo chefe e se vê cercado por militares com métodos de gestão típicos de um quartel
15.05.20

Uma expressão que surgiu nas unidades do Exército na Amazônia se transformou em um cumprimento quase tão comum nos quartéis quanto prestar continência. Nos anos 1950, militares em atuação nas regiões de floresta começaram a usar a interjeição “selva!” para saudar os colegas e, desde então, a expressão é ouvida com frequência em encontros da caserna. Há pouco mais de três semanas, o cumprimento passou a ser corriqueiro em outro endereço: o terceiro andar do Bloco G da Esplanada dos Ministérios. A chegada do general Eduardo Pazuello ao comando da secretaria-executiva, segundo cargo mais importante na hierarquia do Ministério da Saúde, mudou os hábitos e rotinas na pasta. Com ele, foram nomeados ao menos oito militares para postos estratégicos. O ministro da Saúde, Nelson Teich, que tomou posse uma semana antes do general, não escolheu nem sequer seus auxiliares imediatos. Na prática, o presidente Jair Bolsonaro montou na Saúde uma estrutura organizada, estável, com disciplina e obediência militares, que deixou quase prescindível a figura do ministro. Isso ajuda a explicar a fritura imposta a Teich nos últimos dias.

Desde o início da semana, a militância bolsonarista nas redes sociais pede a demissão do ministro, em um movimento que conta com a silenciosa anuência do Palácio do Planalto. Na quarta-feira, 13, Bolsonaro não escondeu a insatisfação com o trabalho do médico carioca, pelas mesmíssimas razões que levaram à queda de Luiz Henrique Mandetta: a defesa do isolamento social e a resistência em ampliar o uso da cloroquina no Sistema Único de Saúde. Teich seguia no cargo até a quinta-feira, 14, apesar do constrangimento público alimentado por Bolsonaro. Mas o Planalto já sabia que substituição seria menos traumática desta vez. Ao contrário de Mandetta, o atual dono do cargo não desfruta de popularidade, nem conta com grande simpatia dos gestores locais. Além disso, a engrenagem militar que foi azeitada na Saúde está pronta para dar continuidade aos trabalhos, sem a necessidade de uma nova reviravolta nas equipes.

Os militares escalados para atuar no ministério de Teich foram acomodados em cargos relacionados a compras, planejamento, pagamento de pessoal e contratos administrativos – setores sem os quais a pasta praticamente não anda. O coronel da reserva Paulo Guilherme Ribeiro Fernandes, por exemplo, que atuou na área de estudos técnicos e orçamentários do Comando do Exército depois que saiu da ativa, foi nomeado coordenador-geral de Planejamento. Outro coronel, Antônio Elcio Franco Filho, que foi secretário estadual de Saúde de Roraima, virou adjunto do secretário-executivo. As duas funções são essenciais para a coordenação de diversas ações tocadas pelo órgão. Além disso, o próprio Pazuello não precisaria ser alçado ao cargo principal do ministério para tomar as rédeas de atividades precípuas se assim achar conveniente. Um decreto de maio de 2019, que fixou a estrutura regimental do Ministério da Saúde, delegou à secretaria-executiva algumas das funções mais relevantes do órgão, como coordenar os sistemas federais de organização da saúde, o orçamento, o planejamento e a contabilidade, a administração de pessoal e de recursos de tecnologia. O número dois da pasta é responsável ainda pela capacitação de recursos humanos, o planejamento de programas e projetos, e pela articulação com o Conselho Nacional de Saúde.

Integrantes da equipe de Mandetta, como o remanescente Wanderson Oliveira, estão sendo substituídos por fardados

Em visita ao Rio de Janeiro no último fim de semana, por exemplo, Pazuello atuou para liberar a entrega de 90 respiradores ao estado e causou boa impressão em médicos e gestores locais. O general revelou na ocasião que, diariamente, faz reuniões sobre a compra de respiradores, com prospecções nacionais e internacionais, assinatura de acordos de cooperação e parceria com outros ministérios para acelerar a aquisição do produto. Ao ser indicado para o cargo, ele recebeu a missão informal de ser uma espécie de tutor de Teich, um neófito em gestão pública. Pazuello assegurou na ocasião que seria “uma missão temporária”. Mas a multiplicação de militares na cúpula da pasta e a recente fritura do ministro, com risco iminente de uma nova demissão, mostram que a permanência do general e de sua tropa poderá ser muito mais longa do que ele fez crer ao tomar posse. “O ministro não tem equipe. Não é um gestor público”, diz um servidor da pasta, lembrando que Teich passou seus 39 anos de carreira no setor privado. O oncologista não trouxe sequer uma secretária de sua confiança a Brasília. Também contribui para essa percepção de longevidade dos militares na pasta o perfil de Pazuello. Servidores o definem como um “espalhafatoso” e “brincalhão” que sabe muito bem ocupar espaços. Teich, ao contrário, é calado e retraído.

O ministro e seu número dois até cultivavam uma relação amistosa. O general age de forma diplomática e conciliadora com o chefe, consultando-o sobre decisões relevantes. Mas militares abaixo dele, como alguns coronéis e tenentes-coronéis alçados a cargos-chave, têm sido alvo de reclamações por tentarem interferir no trabalho de técnicos e tirar a autonomia que as secretarias do órgão tinham até a gestão de Mandetta. Funcionários com mais tempo de casa também criticam a exoneração de servidores públicos com décadas de experiência no Sistema Único de Saúde. Eles acabaram substituídos por representantes do Exército, muitos até dotados de experiência com gestão pública, mas sem vivência na linha de frente do SUS.

“Tudo indica que o presidente quer colocar um fantoche no comando do ministério para, por meio dos militares, fazer o que ele quiser ali dentro. Acho gravíssima essa nomeação de generais e coronéis, que podem ajudar muito no combate à pandemia, mas lá do Ministério da Defesa”, afirma a sanitarista Ana Costa, presidente do Centro Brasileiro de Estudos de Saúde. “O que aconteceu foi a destituição de técnicos competentes e a nomeação massiva de militares sem nenhuma expertise para enfrentar uma pandemia. Isso é uma afronta à cultura sanitária do Brasil”, diz.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéEspecialista em logística: antes de chegar ao ministério, Pazuello atuou na operação que acolheu refugiados venezuelanos

É evidente que a participação de militares na Saúde não seria forte o suficiente para evitar outra crise política, caso o presidente opte pela nomeação do terceiro ministro em dois meses de crise do coronavírus. Entre especialistas, Nelson Teich é visto como um gestor errático que, em um mês, ainda não conseguiu desvendar o funcionamento básico da máquina pública. Mas a missão do médico, reconhecem aqueles que o criticam nos bastidores, é infausta. No meio da maior crise sanitária do século, o ministro tem que medir as palavras e andar na corda bamba para não desagradar ao presidente, um declarado opositor de medidas com amplo respaldo científico.

O processo de isolamento enfrentado pelo ministro já era indisfarçável. A situação ficou patente com a assinatura do decreto que transformou salões de beleza, barbearias e academias de ginástica em serviços essenciais durante a pandemia. Bolsonaro anunciou a medida à imprensa na segunda-feira, 11, poucos minutos antes da entrevista coletiva de Teich, que, questionado sobre a iniciativa, olhou com expressão de incredulidade para o general Pazuello, sentado ao seu lado. “Saiu hoje, é?”, perguntou o ministro, para em seguida tentar justificar a injustificável atitude do presidente. “Isso não é atribuição nossa, isso aí é uma decisão do presidente”, disse. O timing do anúncio de Bolsonaro foi a senha para excitar a militância bolsonarista nas redes. A partir dali, foi deflagrada uma sequência de ataques coordenados que pediam a demissão do ministro e a liberação irrestrita da cloroquina no tratamento da Covid-19.

Se ao que tudo indica Teich for realmente demitido, ou se pedir para sair diante da fritura, é real o risco de Bolsonaro radicalizar com a escalação de um substituto da chamada ala ideológica – seria uma forma de ele deixar a máquina funcionando na mão da turma de farda, mas ao mesmo tempo dar satisfação aos seus apoiadores (Atualização: o ministro pediu demissão na manhã desta sexta-feira, 15). Um dos cotados para a vaga é o ex-ministro da Cidadania Osmar Terra, um negacionista da gravidade da pandemia que coleciona previsões fracassadas sobre o progresso do coronavírus. Integrante do gabinete de crise, por escolha de Bolsonaro, a oncologista Nise Yamaguchi, defensora do uso da hidroxicloroquina nos estágios mais iniciais da doença, também é apontada como nome forte para o cargo. A possibilidade de o próprio Pazuello ser nomeado para o cargo também aumentou nos últimos dias, o que talvez seja o caminho menos traumático. Enquanto o ministro parece perder prestígio, nos próximos dias deve ser publicada a nomeação de outra leva de militares para o ministério, a começar pela chefia da área de comunicação, crucial no momento. O Bloco G da Esplanada dos Ministérios ganhará uma coloração definitiva em tons verde-oliva.

Com reportagem de Igor Gadelha

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Rapaz, o Ministério da Saúde resolveu seguir na loucura bozista. O novo protocolo com cloroquina vai lotar os hospitais com uma enxurrada de pacientes precisando de CTI por causa do coração. Mas qual CTI's? se todos já estarão ocupados por causa de pacientes com sintomas graves da COVID? Eis mais um gargalo de mortes a ser adicionado em nosso sistema de saúde brasileiro. Em tempo: a dosagem de cloroquina recomendada no protocolo supera em muito a dosagem dada para casos de malária.

    1. Ta explicado o protocolo esdrúxulo da cidade Imperatriz, não se preocuparam em fazer o devido isolamento social, a pandemia veio forte e o protocolo do uso da cloroquina foi uma tentativa desesperada de tentar reverter a situação pandemica catastrófica no local. Não deram houvidos aos especialistas, nem prepararam os hospitais, nem trabalharam a conscientização do povo em relação a necessidade do isolamento. Ai o jeito é apelar para o achismo e curandeirismo em momento de desespero.

    2. Percebe-se o enorme equivoco do referido protocolo quando vemos que é uma recomendação que não é assinada por ninguem. Ninguem quis assinar e assumir a criança, pq?...rs.

    3. Onde falta argumentos sobra relinchar. Bem ao modelo bolsonaro de ser.

    4. O ruminante amestrado deu agora para adivinhar? Aí complicou, por julgar que eu deva odiar alguém. Isso é patético, próprio de almas unicelulares. Todos têm opinião, inclusive os acéfalo a soldo. Daí a julgar alguém, imaginar o que o outro pensa, é típico de aprendizes de ditadores ou mentes subdesenvolvidas. Talvez vc concorde com o escroque falou sobre a natureza ter mandado um monstro. É bem da alma dos farsantes. Ainda que unicelulares.

    5. Outra coisa, aposto que o referido e renomado doutor deve ter tido todo o acompanhamento e suporte necessário para o caso de alguma complicação ao tomar a medicação. Mas como será com o zé povinho que levará o remédio para se automedicar em casa? Pq vc acha que as recomendações sempre foram para que o medicamento fosse somente ministrado em pacientes internados em ambiente hospitalar? por causa dos enormes efeitos colaterais. A cloroquina não é panaceia milagrosa para ser usada dessa maneira.

    6. Embora eu saiba de antemão que você deva odiar o Felipe Moura Brasil, aconselho ver o vídeo da entrevista dele com o médico Claudio Lottenberg para compreender melhor o motivo de ser completamente descabida e populista esse protocolo da cloroquina.

    7. Existe uma grande diferença entre um medico decidir se automedicar para uma doença que não tem medicamento ainda para ser devidamente tratada e usar o mesmo medicamento como protocolo para ser ministrado para todos. O fato do referido médico estar curado e saudável não significa que seja por causa da cloroquina. Se eu pegar covid e tomar somente cerveja preta e ficar curado não significará que a cerveja preta é um remédio milagroso. Para isso existem os protocolos científicos de testagem.

    8. Meu caro acéfalo e raivoso ruminante Palhaço Bozo, quer dizer então que vc, por sábio e especialista no assunto, refuta a declaração do Dr, Roberto Kalil, que afirmou ter usado a Cloroquina associada a outros medicamentos? Estou lhe oferecendo um nome, esse bem lustroso, de quem textualmente disse ter usado a Cloroquina. Por favor, com as luzes do seu infindo saber, espinafre o Dr. Kalil. Coragem!

    9. O mais engraçado nisso tudo, amigo gadinho raivoso dissimulado, é que se dá enorme crédito a um medicamento que já se mostrou não surtir os efeitos desejados e que tem enormes efeitos colaterais. Mas em sentido oposto, não vejo manobra nenhuma do presidente mentiroso no sentido de ver com bons olhos os vários outros medicamentos que estão sendo testados em pesquisas e que, diferente da panaceia da cloroquina, mostraram resultados promissores. É populismo barato sim.

    10. As especificações de dosagens são apenas duas e a menor dosagem, para casos críticos, é quase o dobro da recomendada para malária. O gadinho raivoso está teimando, mas contra fatos não existem argumentos falaciosos que se sustentem. Quanto a liberdade do médico decidir e ainda ter autorização do paciente, tudo isso eu já disse abaixo tmbm. Mas repito, não existe base cientifica para essa ministração, é puro achismo e vários testes pelo mundo comprovaram ser mais danoso q benéfico.

    11. Meu caro acéfalo ruminante, TODO medicamento tem indicativo, recomendação de uso. Para isso, é só ler a BULA, meu ruminantezinho renitente. Matéria assinada hoje por Tainá Farfán na CNN, diz: " a recomendação vale para todos os casos (leves, moderados e graves) observadas as ESPECIFICAÇÕES de dosagens. " E mais: " O médico terá liberdade para o uso, e os pacientes que aceitarem o uso da cloroquina terão que assinar um termo de consentimento " Antes de ruminar, consulte a BULA qualquer remédio.

    12. A CNNBrasil tem uma reportagem hoje sobre o protocolo, lá também está sendo informado que o protocolo do MS de hoje faz recomendação de dosagem sim. Pesquise melhor Lourival, vai ver que no protocolo de hoje existe recomendação de dosagem sim.

    13. Mas gadinho Lourival, isso já era feito assim, desde quando o Mandeta era o responsável pela pasta. Como disse, foi apenas uma jogada populista barata para agradar os gadinhos raivosos, pois continua tudo igual. Mas existe uma pequena diferença agora, o novo protocolo também recomenda a dosagem certa do medicamento para o tratamento da covid. Por sinal, vale mais uma vez lembrar q essa dosagem supera em muito a dosagem para o tratamento da malária, portanto aumenta o risco dos efeitos colaterais

    14. Meu caro ruminante acéfalo Palhaço Bozo, se sua referência de credibilidade, isenção, honestidade e mesmo humanidade for a Crusoé, e olha que assinei esse engodo travestido de jornalismo, entendo agora sua acefalia.

    15. É assim, ruminante acéfalo Palhaço Bozo. O Ministério da Saúde não avia receita. Recomenda o uso, mas as palavras finais são do médico e do paciente, um prescrevendo e informando eventuais riscos, o outro, concordando ou não. Não é uma IMPOSIÇÃO. Essa possibilidade da escolha compartilhada entre médico e paciente que incomoda os ruminantes amestrados, a indústria farmacêutica, os idiotas a soldo, a imprensa desmamada tardiamente e os acéfalos úteis.

    16. Lourival, se não existe recomendação de dosagem fica pior ainda. Mas quanto a dosagem ser dobrada em relação a ministrada para casos de malária, a própria Crusoé em sua matéria diária sobre o assunto trouxe as informações de dosagem recomendada pelo protocolo proposto na data de hoje.

    17. Ronaldo, fique a vontade para misturar a cloroquina em seu punhado de alfafa diária. Olhei atentamente o protocolo de hoje e percebi uma coisa interessante, é apenas uma recomendação e com regras iguais as já determinadas anteriormente, inclusive pelo Mandeta q já saiu de lá tem um tempo. Pois dá liberdade para o medico prescrever ou não e o paciente deve ser informado e dar o aval para a ministração do medicamento. Ou seja, apenas jogadinha populista barata para alegrar o gadinho raivoso.

    18. Caro ruminante raivoso e patético Palhaço Bozo, não sou bolsonarista, não votei no dito cujo, como não votei no poste " Andrade ". Se vc se der ao trabalho de ler a recomendação do MS, não há prescrição de dosagem, no que vc está mentindo. Há a recomendação de que o médico AVALIE o paciente ANTES da prescrição. Confira: " o uso das medicações está condicionado à avaliação médica, com realização de anamnese, exame físico e exames complementares, em unidade de saúde ". Leia, informe-se, rumine.

    19. Palhaço mesmo - não é médico e só copia material contra o governo. Vai pegar CoVid19 de qualquer maneira nos próximos meses e não vai tomar hidroxicloroquina, vai ficar esperando a vacina do Doriana. Adeus.

    20. Amigo Gado Bozista, você quer usar uma recomendação obtusa dessas como regra geral para o Brasil? Isso quando o mundo inteiro demonstrou por diversas pesquisas que o medicamento não funciona e ainda aumenta a chance do piora do quadro clinico do paciente? Mesmo com os diversos órgãos representantes da área médica o brasil se colocando contra? O mundo todo está conspirando contra o médico Bolsonaro, é isso? Ah vá mugir o cocho seu fanático lobotomizado de araque!

    21. Meu caro ruminante Palhaço Bozo, seja mais claro, ainda que com sua mente obtusa. Se não for muito trabalho para sua mente embotada, consulte a RECOMENDAÇÃO do Conselho Regional de Medicina do Maranhão, na cidade de Imperatriz, a segunda maior do Estado, para o uso da CLOROQUINA associada a outros medicamentos, no tratamento do Covid 19 Quando o CRM-MA recomenda, sem mugidos. Quando o Ministério da Saúde recomenda, os ruminantes mugem sem parar. Burrice e ignorância juntas, ou politicagem?

  2. Excelente,não haverão desvios vergonhosos,que vai de super faturamento à gastos inúteis pra se fazer política. Os militares obedecem hierarquia,são patriótas e preparadíssimos pra chefiarem qualquer Ministério. Ótimo, prefiro o verde oliva ao vermelho,prefiro cheiro de farda ao de cachaça (Lula),prefiro "selva" que terroristas infiltrados e pagos pelo crime organizado. É isso meus queridos,a mamata acabou,agora é roer os ossos.

  3. Como é gostoso ver meia dúzia de canhotos despreparados postando comentários sem nenhuma responsabilidade. Tem hora que até desconfio que são robôs. Sempre a mesma lenga lenga. O país é nosso e vamos melhora-lo quer vocês queiram ou não. Acho que está na hora de tomarem juízo.

    1. Ontem (18/05 ) Associação de Medicina Intensiva, a Sociedade Brasileira de Infectologia e a Sociedade Brasileira de Pneumologia, assinaram documento recomendando que não seja feito uso da hidroxicloroquina, exceto em casos graves, após previa combinação e esclarecimento por documento ao paciente ou família sobre a ausência de benefícios clinicamente significativos e potenciais riscos. Esse posicionamento dos especialistas, já é do amplo conhecimento da área médica há algumas semanas.

    2. Se o Paraguai notificasse que nos invadiria em 30 dias,certamente,com os militares que cercam Bolsonaro,e mesmo com esse aviso prévio,o país vizinho tomaria o Brasil em 48 horas.Notem quanta incompetência e ingerência que fazem naquilo que sequer possuem habilitação num momento onde quase 18 mil brasileiros morreram vítimas de uma pandemia que tão apenas está se alastrando. Esses, milicos, não chegam aos pés dos militares de que atuaram em 64 contra aqueles que queriam uma ditadura comunista

    3. Muito estranho que o CRM -MA tenha saído na contramão dos demais conselhos e sociedades médicas. Não seria uma “ falha” de interpretação da sua parte? A população maranhense teria uma “resposta diferenciada” à medicação??

    4. Precisamos inventar meios de nos proteger da ignorância que emana dos bolsonaristas e de esquerdopatas. Ambos são vulgares e desprezíveis; farinha do mesmo saco, não valem o que defecam

    5. Amigo gadinho, nao sei os detalhes dessa portaria maranhense, mas duvido q dure por muito tempo. Vejamos: pacientes do grupo de risco nao podem tomar pq senão o risco de morte aumenta, pacientes fora do grupo de risco não tem necessidade de tomar pq o próprio corpo é capaz de combater o vírus junto com os antibióticos já recomendados. Qual a lógica de insistir na cloroquina? Tem dedo político aí e intere$$es escusos tmbm.

    6. Palhaço Bozo, meu caro ruminante a soldo, quer dizer então que Mandetta, aquele que falhou todas as previsões de pico do Covid e a Folha de São Paulo merecem mais crédito que o Conselho Regional de Medicina do Maranhão?

    7. A entrevista do Mandetta para a FSP mostrou claramente o jogo político pela insistência do uso da cloroquina. Tem também um detalhe que os gadinhos fazem questão de não mencionar, falam que a cloroquina já é usada para a malária e etc. mas omitem o fato que a dosagem do medicamento é o dobro do receitado para malária e tmbm o período de continuidade da medicação é muito maior para a covid. Desonestidade e desinformação bolsonarista a todo vapor sendo repassada pelo gabinete do ódio.

    8. Dona Odete6, o CRM-MA RECOMENDOU um protocolo para tratamento do Covid 19 que INCLUI o uso da hidroxicloroquina, associada a outros medicamentos, nos primeiros dias da infecção. O que a senhora tem a comentar, posto ser especialista no assunto?

    9. Rubens, é claro que há robôs, inclusive descalibrados. O pior mesmo é que pessoas falem do que não entendem e defecam regras sem sentido. Gostaria de ver a súcia, ou gado, como denominam quem não concorda com suas ideias obtusas, comentarem a RECOMENDAÇÃO do CRM-MA de Imperatriz, segunda cidade mais populosa do Maranhão, para uso de protocolo que INCLUI o uso nos primeiros dias da infecção, da HIDROXICLOROQUINA. Vão apenas mugir e ruminar o ódio que disseminam a soldo.

  4. CrUsoe, como sempre, prestando um serviço à desinformação. Espero ansiosamente o dia que esse lixo que chamam de revista desapareça. Fará um bem para o país.

  5. DR. NELSON TEICH, os mais reverentes respeitos de todos os decentes, por ter, também patrioticamente tentado fazer, séria e honestamente, um trabalho científico, humano e útil, pelo POVO BRASILEIRO.

    1. DR. NELSON TEICH, os mais reverentes respeitos de todos os decentes, por ter, também patrioticamente, tentado fazer séria e honestamente um trabalho científico, humano e útil, pelo POVO BRASILEIRO.

  6. O Bolsonaro quer a Cloroquina, pelo visto, os medicos não querem assinar a inclusão deste medicamento no protocolo de tratamento do Covid-19, pois pode dar certo ou não, uma pessoa que não tem CRM, fica mais a vontade em assinar, pois apenas está cumprindo um cargo, uma ordem do seu presidente. Militar,obediência,regras andam juntas,e neste momento de tanta crise ( que ele adora fazer) ele quer deixar uma de um jeito que ele imagina ser controlavel.

    1. Vários estudos já comprovaram que a cloroquina não ajuda e, pelo contrário, aumenta a probabilidade do paciente morrer.

    1. Ditado adequadíssimo às nossas estúpidas circunstâncias!!! 👍👏👏👏👏

  7. "They're so good at making soldiers but they're not as good at making men". O depoimentos dos generais sobre a reunião confirmam isso.

  8. O que vocês querem, na verdade, é criar polêmicas. Está infectado, não quer usar cloroquina, então toma o remédio do lula, ou seja, caninha 51. Simples assim.

    1. É mesmo, bobalhão?! Caso você se infectar (digo fisicamente, porque mentalmente já é caso perdido), vai querer ser tratado por um médico ou pelo ""charlatão inconsequente receitador de cloroquina""????

  9. Outro dia li uma placa de aviso enigmática na entrada do ministério da saúde, onde lia-se : “ proibido a entrada de cachorros e milicos “

  10. É uma tristeza assistir a uma grosseira militarização do Ministério da Saúde. Tudo que não precisamos nesse momento é de militares. É urgente a necessidade de técnicos competentes em saúde pública, Sanitaristas, epidemiologistas, infectologistas e outros que conheçam o SUS, um dos sistemas de saúde pública melhores do mundo.

    1. Amigo Luiz, a questão é que Bolsonaro foi eleito para fazer diferente e não mais do mesmo. Lembra?

    2. Interessante. Os governos Luladrao e Dilma tá nomearam diversos esqueropatas para inúmeros cargos. Longe de serem competentes. Agora querem interferir nas nomeações de Bolsonaro.

    1. Não adiantaria desenhar, Palhaço Bozo, ele preferiria ser ""tratado por um charlatão receitador de cloroquina"" do que por um MÉDICO que consideraria a relatividade do emprego da droga ainda em estudo e, as particularidades do seu organismo!!! Esse "fenômeno" é o que se pode chamar de 'uma verdadeira 'seleção natural' Darwiniana'!!!

    2. Ricardo, pena q não dá para desenhar aqui. A cloroquina já é usada no tratamento da Covid-19 quando o médico assim desejar e o paciente concordar. O que não dá é o governo querer liberar um procolo de uso total e irrestrito do medicamento para o tratamento da covid quando as evidências cientificas mostram q ele nao ajuda e até piora a situação dos pacientes. JB com essa insistência está verdadeiramente buscando ser impichado.

    3. quem diz que não tomaria ou já pegou uma gripezinha, ou se pegar

    4. Gadinho ficou viciado na cloroquina e agora esta desesperado para poder ter acesso total e irrestrito a ela em todo território nacional. O MINTO é um vilão demoníaco, está tentando criar um exército de gados cloroquinados para dar um auto golpe e mostrar uma banana para o povo brasileiro e seus milhares de mortos pela covid-19. 😛

    5. Jenisvaldo, por que será que todos os estudos médicos sérios e com grande número de pacientes mostram q a cloroquina nao tem efeito? É uma nova fosfoetanolamina, ferozmente defendida por Bolsonaro deputado quando não tinha evidência de eficácia. Em seguida a fosfo foi testada e isso foi constatado definitivamente. Como pode matar por arritmia, no mundo se recomenda seu uso somente em pacientes internados. você, que como Bolsonaro nao deve ser médico , costuma impor a seu médico um tratamento?

    6. Meu caro, a cloroquina já vem sendo usada em larga escala na covid-19 em todo o Brasil. Quando mais cloroquina se administra, mais gente morre, principalmente em Manaus. O capitão cloroquina é maluco beleza.

  11. O idiota acha que os MÉDICOS, imersos na CIÊNCIA, darão ouvidos e considerarão ""as ""prescrições"" ""incondicionais"" de um completo néscio""!!! Mas que pretensão a desse inconsequentemente ""cloroquinado""!!!!

    1. Então, gado Palhaço Bozo, Odete6 e gado associado, a questão é que seus mugidos são decodificados como intolerância ao que não lhes é palatável, ainda que sejam ruminantes. Discordar, não é faltar com o respeito a quem pensa diferente de nós. Quanto à esquerda querer que Bolsonaro sangre, o culpado é o próprio Bolsonaro, por verborrágico que é. Mas que PRESCREVEU, não PRESCREVEU, nem poderia. O risco dele falar a favor da Cloroquina é equivalente ao do gado falar contra. Tomem tento, ou mujam.

    2. Dona Odete6, a senhora é um poço de gentilezas e tolerância ao contraditório. Não vou me tratar com quem a senhora diz ser receitador da cloroquina, pelo fato de o receitador não ter receitado. Qual é o grau de conhecimento da senhora para contestar, por exemplo, Dr. Roberto Kalil que falou explicitamente ter usado a Cloroquina ASSOCIADA a anticoagulantes e corticoides? Na falta de argumentos, a senhora escolhe o ódio e lhe compreendo. Sua xará da novela começou assim

    3. Gadinho Lourival, a esquerda não o denunciou e nem está trabalhando por seu impeachment. A esquerda está adorando esse circo de horrores onde o Bolsonaro atua como palhaço presidencial diariamente. Querem sangrá-lo até 2022 e é por isso que ele ainda não foi impichado, pois a Dilma caiu por muito menos. Tem também o acórdão nefasto com os vermelhos para o desmantelamento dos órgãos de investigação e aparelhamento da PF. Corruptos de todos os matizes estão satisfeitos com o Bolsonaro governando.

    4. Certo, lourival, então vá se tratar com o ""charlatão receitador incondicional de cloroquina que, no seu ""exercício ilegal da medicina"", se ""esqueceu do restante da prescrição"" para o POVO BRASILEIRO"", quando você for infectado, ao invés de sê-lo por um MÉDICO , que lhe ministrará as dosagens, o gênero e a combinação de medicamentos correta, de acordo com as particularidades do seu organismo!!!!

    5. Nas muitas bobagens que Bolsonaro fala, se existisse uma prova dele RECOMENDANDO que as pessoas usem a Cloroquina? Tem que ser néscio, de má fé ou ignorante mesmo, para acreditar que a esquerda e os oportunistas de sempre não usariam essa " prova " no ajuizamento de Ação Penal, ou mesmo de ser apeado do cargo? Interessante é não falam dos médios renomados de que falei. Mesmo na Tuberculose ou Lúpus a Cloroquina é usada associada a outros medicamentos.

    6. Os médicos Davi Uip, Roberto Kalil, Nise, Roberto Zeballos, Marcelo Amato, Justino Moreira, Marina Bucar (linha de frente da luta contra o Covid na Espanha) usaram em si ou nos seus pacientes a Cloroquina ASSOCIADA a corticoide, anticoagulante e antibiótico no INÍCIO da infecção. Quer dizer então que eles mentiram? Bolsonaro fala bobagens mesmo, mas ele nunca disse que APENAS a Cloroquina seria suficiente contra o Covid. Tanto é que a esquerda não o denunciou por exercício ilegal da medicina.

    7. Processado além de levar um impeachment o mais urgente possível, claro!!!

    8. Esse cara tem que ser processado por charlatanismo e exercício ilegal da medicina!!!

  12. se as forças armadas não tomarem a decisão de não ser submisso a esse governo "fora da casinha", vai pagar um preço alto e ficará para a história pior q a imagem dos USA na guerra do Vietnã

    1. Aa forças armadas estão rachadas, parte da velharada verde oliva tomou gosto pelo poder governamental e suas benessés, outra ainda honra a bandeira e a pátria e continua fechada com a caserna e bem longe do ideário olavista retardado. Do contrário o MINTO já teria conseguido dar o seu tão sonhado auto-golpe para governar no estilo Hugo Chaves.

  13. Qualquer um pode escolher tomar ou não a hidroxidocloroquina Será sua opção VIVER OU MORRER!!! Ninguém tem que se meter se você já viveu o que tinha que viver e quer morrer Simples assim!!! Temos que ter essa opção.

    1. Joaquim, se informe melhor garoto! Atualmente, se vc assim desejar, pode fazer uso de tratamento com cloroquina para combater a covid. Basta pedir ao seu medico q assim seja feito. O que o MINTO quer é um protocolo do governo federal recomendando o uso total e irrestrito do medicamento para o tratamento da covid. Uma atitude golpista e genocida, pois a ciência já demonstrou q o medicamento não é eficaz e aumenta a probabilidade do paciente vir a óbito.

  14. Vocês da Crusoe querem a saúde vermelha e se incomodam com o verde-oliva CRUSOE é tão lixo quanto a Globo Não vou esperar outubro pra para de ler esse LIxo Assinei pensando que fossem decentes e já informei que não quero renovar esse lixo em outubro A minha propaganda de vocês é a pior possível Lixos podres que fedem

    1. Caraio Joaquim.. se esse treco fede tanto assim o que tu anda fazendo por aqui ainda? Se acostumou com o cheiro?.. pede tua grana de volta camarada, e "sarta fora" logo..apscosta/df

  15. Me parececque o presidente está tomando suas decisões com ira, intempestividade e radicalizando. Poxa! Ele tem um imenso grupo de pessoas competentes e informações em tempo real para acertar. O que está fazendo?. Percebo que, mesmo o seu eleitorado, que a população esta assustada e preocupada. Tenha tenha piedade..

    1. Joaobatistasesc, você está coberto de razão!!! Embora tenha perdido gênios de caráter e competência, ele ainda tem algumas excelentes pessoas ao redor mas, não tem o '*equipamento* indispensável' para aprender qualquer coisa com elas: *cérebro*!

  16. Esperamos que agora dê certo. Sem a "pavonisse" de Mandeta e nem a apatia de Teich. Queremos disciplina e resultados positivos. Que estudem os prós e os contras antes de propor medidas, que tudo seja analisado para que aja a retração das contaminações e mortes por Covid-19, que diminua a politicalha em torno do tema. Os brasileiros agradecem o real esforços dos comprometidos, não importando se são militares.

    1. "Pavonice", com "c", Luciana. O restante não dá nem pra comentar.

    2. Você achou o Mandetta exibido demais e o Nelson exibido de menos. Excelente argumentação!

    3. Amiga, o uso irrestrito da cloroquina é uma jogada politica por parte do presidente. O rifamento de cargos públicos para os corruptos do Centrão tmbm é jogada politica do presidente. O uso do cargo q ocupa para favorecer familiares e amigos próximos (amigos dp Rei) foi usado nos governos vermelhos tmbm. É tudo mais do mesmo e em todos os casos o povo é visto apenas como número e curral eleitoral. A verdade é q governos anteriores e o atual só trabalham para si mesmos.

  17. Ainda bem que estão colocando gente honesta para gerenciar as aquisições. Infelizmente a extrema Imprensa, faz de tudo para prejudicar o Governo e o Brasil. Como este artigo. Tudo é parte de um plano para voltarmos à velha Política do Café (SP) com Açúcar (NE). E o Brasil? Ora Presidente!

  18. Pelo ao menos o Teich deixou de ser capacho de um desmiolado que só pensa em salvar a família e o segundo mandato ( que não terá ).

    1. Exato, Wanderlei. O Ministro NELSON TEICH tentou tomar providências edificantes pelo POVO BRASILEIRO, enquanto o desmiolado só destrói o país!

  19. As pessoas não perceberam, não se trata de direita ou esquerda, o partido é Brasil/brasileiros, esses é que pagam a conta com a vida, com os impostos, que virão.

  20. Ainda bem que minha assinatura vence amanhã. Cancelei minha assinatura. Não colaborarei com essa oposição irresponsável ao Bolsonaro, que só favorece a esquerda e os corruptos fisiológicos do Centrão.

  21. Graças a Rrus ,verde oliva,sinal de gente honestav pior seria se fosse vetmelha a,a cor da desgraça ,daqueles que assaltaram nosso país por 16 anos responsáveis pelo flagelo da saúde no país!

  22. Fico feliz por ele. Nunca deveria ter aceitado esse Ministério. O Dr. não imaginava que para participar de um governo deveria deixar seu diploma de médico e sua competência de lado. É política, Dr.!!!! Ou atende os desejos políticos de um presidente incompetente e perdido, ou cai fora!! Boa escolha Ministro, vai sair com sua reputação sem máculas!!

    1. Não sei se pobre ou conivente.... quem segura o Maduro?

  23. então todos esses militares que esse mentecapto desse presidente está colocando e já colocou no governo estavam sem fazer porra nenhuma nas forças armadas isso? só estavam comendo e bebendo a custa da nação. brincadeira o que esse cidadão chamado Bolsonaro está fazendo com as instituições, tudo isso achando que infiltrando militares nos órgãos do Estado fica mais fácil dar um golpe, ou ele está se achando inimputável?

    1. Jucemir, tenho certeza que o nosso PR acredita do fundo da sua alma que é inimputável! Tais os absurdos que ele diz e faz diariamente

  24. O Brasil parece um edifício em chamas. O problema é que estamos no interior do edfício, poucos podem sair e não há Corpo de Bombeiros disponível. Salve-se quem puder é apropriado para essa situação. Haja camomila, erva cidreira, maracujina e nos casos mais graves Rivotril. Ou cachaça mineira reforçada com cloroquina. Se não curar, pelo menos ameniza....

  25. Bom artigo. Só não concordo com o "amplo respaldo científico" para a adoção das medidas de quarentena. Isso não é verdade. Na ciência há muitas dúvidas e opiniões divergentes sobre o melhor modo de combate ao vírus.

    1. A cloroquina é defendida pela minoria da minoria e mesmo assim de forma muito duvidosa. Isolamento vertical tmbm é uma grande falácia quando falamos de Brasil e suas enormes desigualdades sociais. O vírus é novo mas é da família da gripe, existe metodo e ciência para combatê-lo, num momento tão delicado como o de agora, polemicas alimentadas por idologia fanática e anti ciência nao ajuda em nada.

  26. Fico me imaginando contaminado pela pandêmica Covid-19, lendo o final romântico deste excelente post, sentado ao lado da janela, de frente com minha cruel realidade, tirando acordes de um violão e relembrando, d’uma antiga canção, esta nostálgica parte: “MAS, a ilusão... Quando se desfaz... Dói no coração... De quem sonhou, sonhou demais...” (e penso nada saber sobre o que sente alguém condenado a morrer, mesmo que o PR ache isto natural para os velhos infectados pelo seu cúmplice SARS-CoV-19).

  27. Põe logo o Bolsonaro como ministro. Ele se mete em tudo mesmo!!! Ministro da Saúde, ministro da justiça, etc... O cara parece que não confia em quem nomeia.

    1. O Presidente não tem respeito com ninguém, o cidadão é nomeado ministro e empossado, em seguida é jogado na arena para as hienas( grupo de seu clã e aceclas), que realmente mandam no governo, é só fazer uma retrospectiva dos acontecimentos. Outra coisa é este modus operandi que Bolsonaro, está guerrilha urbana que opera todos os dias (manhã e noite)!!!

    1. Gadinho lobotomizado, a corrupção continua, mas por outros caminhos. O uso descarado do poder presidencial para proteger a familia e os amigos mais próximos mostra isso. O rifamento de cargos públicos para agradar Centrão corrupto tmbm mostra isso. 🐄 = 💩

    2. Oi tonta, aguentamos 14 anos da psicopatia do PT, por quê não aguentar um governo incorruptível do presidente?

  28. Graças a Deus o Nelson Teich, não rasgou o seu diploma e pediu exoneração! Quem vier a substituir será alvo do ridículo entre os seus pares!

    1. Isso é, se algum médico de posse de suas faculdades mentais aceitar esse negócio.

    1. Enfia no teu cu seu FDP baba ovo e chupa a pica desse doido do.

    1. Bobalhão é o idiota que prefere ser tratado pelo ""doutor boçalnato e sua cloroquina"", do que pelo DR. NELSON TEICH, um cientista em sua área!!!!!

  29. O Brasil está em guerra contra o virus, é preciso atuar com disciplina e obediência. Acabou a exploração política do virus.

  30. Que zerda de reportagem. Qual o problema colocar militares em postos de comando. Por acaso o PT colocou padres para fazer aquela administração calamitosa?

    1. José, a quem desejas enganar? todos sabemos que o Bolsonaro e família estão fechados com os vermelhos para dificultar ao máximo o combate a corrupção e isso inclui o combate contra a prisão em 2ª instancia e o fim do foro privilegiado. Não adianta mudar o nome e continuar com a mesma lenga lenga do Miguel que ninguém acredita mais.

    2. Nenhum. Só não pode ter o corporativismo CF se viu nos depoimentos que prestaram no inquérito do STF

    3. Ñ podemos ser tão estúpidos e desunidos. Somente a n determinação política, direta no q interessa ao POVO, a PRISÃO EM 2ª INSTÂNCIA E O FIM DO FORO PRIVILEGIADO, nos levará à reconquista da Pátria, aparelhada por bandidos de COLARINHO BRANCO, em conluio c corporações criminosas na OAB, STF, mídia, bancos, e até em açougues. Só as RUAS, sem ideologias e partidos políticos, na PRESTAÇÃO DE CONTAS definitiva c o Congresso, em quem confiamos n/voto e nos traem, haveremos de sair do caos.

    4. O PT saiu do poder há quase quatro anos, mas os idiotas bolsoasnistas continuam a falar como se tivesse sido ontem. O PT era corrupto sim, mas o Bolsoasno, amigo das milícias, também é. Trocaram o vermelho pelo verde e amarelo, mas a desonestidade continua.

  31. Um respeitado e importantíssimo médico e empresário oncologista como o Dr. Nelson Teich jamais deveria ter embarcado em uma canoa repleta de "jacares" como o Ministério da Saúde. Existe uma diferença gigantesca entre o pensamento médico e ser médico com pensamento político. Não dá certo porque são seres completamente desiguais. É melhor continuar sendo médico de verdade. A missão é salvar vidas...

  32. A imprensa já está querendo jogar o ministro contra o presidente. É óbvio que o subordinado dever seguir as ordens do chefe.

    1. Fico impressionado com a quantidade de esquerdistas que assinam esta revista.....

  33. Ñ podemos ser tão estúpidos e desunidos. Somente a n determinação política, direta no q interessa ao POVO, a PRISÃO EM 2ª INSTÂNCIA E O FIM DO FORO PRIVILEGIADO, nos levará à reconquista da Pátria, aparelhada por bandidos de COLARINHO BRANCO, em conluio c corporações criminosas na OAB, STF, mídia, bancos, e até em açougues. Só as RUAS, sem ideologias e partidos políticos, na PRESTAÇÃO DE CONTAS definitiva c o Congresso, em quem confiamos n/voto e nos traem, haveremos de sair do caos.

  34. em geral eu concordo com a análise da movimentação dos militares, mas eu discordo que as medidas sanitárias recomendas tenham pleno respaldo científico e, por consequência, da descrição do Osmar Terra

  35. Ainda bem !! Só não vê, quem não quer. O Ministério da Saúde estava aparelhado de psololulopetistas desde o a entrada da cancela até o ministro de plantão. Vide Humberto Costa e Alexandre Padilha que, pelo que o Brasil percebeu, eram chegados a outro tipo de atuação, pois nem injeçao sabiam dar !!

  36. A cada dia que passa o presidente mostra sua incompetência e falta de "tato" para com seus subordinados. Essas trocas só prejudicam a gestão e todo o povo brasileiro.

    1. Silvana, minha conspícua cidadã, eu sei a diferença de DITADURA e governo DEMOCRÁTICO. O sr presidente foi eleito por 57 milhões de votos, isto é democracia ou não? O sr presidente recebeu o poder de escolher seus auxiliares e conselheiros, isto é democrático pois a constituição lhe dá poderes, certo? O sr presidente tem o direito e o dever dizer quem esta alinhado á ele e aos 57milhões que o elegeram, certo ou errado. Diante disto, penso não estar diante de uma DITADURA!

    2. Será que o Anselmo não sabe que deu a fórmula da DITADURA? Tem a Venezuela aqui pertinho. Pode não ser de direita, mais o espírito é o mesmo.

    3. Tato? Qualé, manda quem eleito para tal. Quem tiver idéias divergentes tem sair e pronto. O senhor presidente deve assumir seu papel de mandatário e por os subordinados no devido lugar.

  37. Nem todos os militares são bons gestores da saúde segundo o TCU. O atual Diretor de Saúde do Exército e outros Ex-Gestores do HGeRJ foram condenados no TCU no Acórdão 4447/2000-2a Câmara de 30 de abril de 2020, por irregularidades com recursos do Fundo de Saúde do Exército no Hospital Geral do Rio de Janeiro. Documento público e não sigiloso que está no site do TCU, podendo ser obtido por qualquer Cidadão. O FUSEX arrecada por ano da Família Militar um bilhão de reais.

    1. Meu chapa.. isso aqui em cima é robot.. os asseclas carluxistas estão atacando bravamente

    2. Irregularidades não possuem ideologia, independentemente dos praticantes, afetam o interesse público. Irregularidades afrontam o artigo 37 da CF 88 e toda a Autoridade tem o dever de cumprir esses princípios basilares do Estado Democrático de Direito Brasil. Essas irregularidades, segundo o Acórdão, foram cometidas em 2014, ou seja, no Governo Dilma.Nada tem a ver com a atual Presidência do Bolsonaro ou seu Comandante do Exército.

    3. Você sabe tudo, hein !! Agora, começa com o Petrolão e a destruição das estatais e Bancos oficiais, BNDES, Caixa e Banco do Brasil. Esses voce sabe detalhes, psololulopetista de plantão ??

    1. Incompetente, desvairado, demente e perverso também, Maria!

    2. Se fosse um governo de esquerda, com ladrões usurpando os nossos impostos, seria um governo competente. O presidente esta certo em se cercar de pessoas de sua confiança, até que provem o contrário. Trocar quaisquer ministros quem não sigam a orientação foco. Foda-se vocês!

  38. O ministro precisa tomar a iniciativa de sair por conta própria. Se tivesse o comando da situação, até poderia aturar alguns vexames em nome de uma causa maior. Por enquanto segue desmoralizado entre colegas e desaparecido perante a sociedade.

  39. Quanto retrocesso. O pior é que a ideologia já impregnou instituições e virou tendência. As futuras gerações terão que partir para sobreviver. Salve, Pátria amada! mãe de poucos e madrasta da maioria dos seus filhos.

  40. 1- Que limitação incomensurável NÃO OUVIR A CIÊNCIA através do Ministro e não associá-la ao potencial de servidores experientes com a capacidade organizacional dos militares!!! Porque não associar e sincronizar edificantemente todos os potenciais realizadores e a expertise do POVO BRASILEIRO em prol do POVO BRASILEIRO?! Porque dissociar forças de conhecimento e vivência, ao invés de potencializar o conjunto dos preciosos recursos: CIÊNCIA, EXPERIÊNCIA E GESTÃO?!

    1. 2 - Que mentalidade predatória hipotrofiar uma parte e hipertrofiar a outra parte do conjunto, deformando a máquina, podendo tê-la inteira equilibrada, com cada um otimizando seu desempenho competente e respeitosamente na respectiva função, funcionando em exemplares padrões de excelência, apenas pra satisfazer um "complexo de ortoridade"?! Essa *máquina* não é de governo, é do POVO BRASILEIRO, feita por BRASILEIROS, é um conjunto de potenciais do NOSSO PAÍS para o NOSSO PAÍS!!!

  41. Não li o livro de estilo da Crusoé, mas esse artigo não segue padrões jornalísticos, abusando de adjetivações e editorialismo opinativo em matéria que se quer informativa e descritiva.

    1. Nossa q interessante agora q estão percebendo q o Brasil sempre foi administrado por incompetentes e despreparados aí vem alguém com pensamentos sou direita de esquerda ou de centro tudo vendidos só pensa no seu bolso agora não é hora e nem tempo temos os melhores vamos colocar convidar e implorar para q se misture com esses aí menos militares q vivem num outro mundo acorda BRasil

    2. Ou seja, não leu e quer opinar. Tipico de quem tem m* na cabeça ou seja, gado. O artigo é informativo e traz fatos. Gado não liga pra essas coisas.

Mais notícias
Assine
TOPO