Adriano Machado/Crusoé

Rompido com o bolsonarismo, PSL perde 53,8 mil filiados de uma só vez

08.05.21 16:05

Após uma determinação do Tribunal Superior Eleitoral para que os partidos políticos atualizassem suas listas de filiados até o mês de abril, o PSL encaminhou um e-mail a todos os integrantes da legenda. Os interessados em permanecer na sigla deveriam assinar uma nova ficha de filiação. Quem não preenchesse seria automaticamente excluído do partido, presidido pelo deputado Luciano Bivar (foto).

O resultado do recadastramento foi uma desfiliação em massa. Em notificação publicada no mês passado, o PSL comunicou a exclusão de 53.850 pessoas dos quadros da legenda. O número representa cerca de 40% das filiações que se encontravam regulares no cadastro do TSE.

Agora, o partido que se sagrou o maior vencedor das eleições de 2018 e rompeu com o bolsonarismo após a saída do presidente da República da legenda em 2019, reúne cerca de 75 mil filiados. Antes do recadastramento feito em abril, o PSL já havia expulsado vários parlamentares bolsonaristas, mas Eduardo Bolsonaro, o filho 03 do presidente, segue filiado até hoje, embora sem ingerência nenhuma na sigla.

Recentemente, Eduardo bateu boca com o atual presidente do PSL paulista, Junior Bozzella, em um encontro inesperado no aeroporto de São Paulo. Segundo Bozzella, o processo de recadastramento feito pelo partido tem como objetivo “aproximar os filiados da vida partidária, facilitando a comunicação entre o partido e seus quadros em cada município”.

Já é assinante?
Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Assine a Crusoé

*válido até 30/06/2021

Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
    1. Se isso for feito de forma isonômica com todos os partido do País, teremos uma economia enorme de dinheiro. Que tal?

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO