Reprodução

Por que a eleição legislativa em El Salvador deste domingo pode colocar a democracia em perigo

27.02.21 18:02

As eleições legislativas em El Salvador deste domingo, 28, poderão colocar o país em perigosa trajetória autoritária, numa região que já conta com as ditaduras de Cuba, da Nicarágua e, possivelmente, do Haiti.

O partido Novas Ideias, do presidente Nayib Bukele (foto), é o favorito nas pesquisas e pode conseguir a maioria simples de 43 das 84 cadeiras no Parlamento. Com isso, o Executivo pode criar e reformar as leis. Caso consiga ao menos 56 cadeiras, Bukele poderá eleger um terço dos magistrados da Corte Suprema em junho e, ainda, o procurador-geral.

Nos dois anos da presidência de Bukele, o Legislativo tem sido o principal limite para o seu impulso autoritário, como suas investidas contra o Judiciário e contra a imprensa. Se esse freio desaparecer, o risco para a democracia será muito grande“, diz o advogado Eduardo Escobar, diretor-executivo da ONG Ação Cidadã, em El Salvador.

Copiando o comportamento do ex-presidente americano Donald Trump, Bukele tem acusado a Justiça eleitoral e os partidos políticos de fraudarem os pleitos. Como Trump e Jair Bolsonaro, ele não tem mostrado evidências. O temor é o de que, se seu partido não obtiver um resultado favorável, Bukele busque uma solução alternativa.

Em fevereiro do ano passado, ele entrou com policiais e soldados armados no plenário da Assembleia Legislativa para pressionar os deputados a aprovar uma lei que autorizava a compra de armamentos. A lei acabou não sendo aprovada, mas as cenas ficaram gravadas no imaginário dos salvadorenhos. “Naquele episódio, Bukele quis mostrar que tinha o controle das forças de segurança. Agora temos esse fantasma nos rondando, pois ele poderia usar esse domínio sobre os militares caso o resultado não o agrade“, diz Escobar, da Ação Cidadã.

Publicitário que não chegou a se formar, Bukele, de 39 anos, é aprovado por mais de 80% da população. Ele é querido por sua forma direta de se comunicar nas redes sociais e pela redução dos índices de criminalidade. Jornais atribuíram o sucesso na área de segurança a acordos com gangues violentas, como a MS-13, ou Mara Salvatrucha, mas as investigações judiciais sobre isso ainda não foram concluídas. Fala-se também que o governo tem comprado o apoio político dos grupos criminosos que controlam partes do território.

O que sabemos é que os partidos oposição já reclamaram que não conseguem entrar em alguns bairros dominados por essas gangues“, diz a advogada salvadorenha Claudia Umaña, vice-presidente do instituto de pesquisas Fusades. Para conquistar eleitores, o governo de Bukele tem distribuído víveres e dinheiro. “Este é um governo populista, que criou um culto à personalidade de Bukele e desrespeita as leis democráticas a todo momento“, diz Claudia. “Estas próximas eleições serão cruciais para a nossa democracia.”

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Líderes que fomentam o culto à personalidade, são o piores para uma nação. Dias atrás Bolsonaro foi ao Ceará e como sempre, houve aglomeração de pessoas. Mas quem são essas pessoas, que em pleno dia de semana, em horário comercial, se juntam para ficar gritando louvores a uma personalidade como ele? São vagabundos que não trabalham? Quantos são? Centenas? Um milhar? São pessoas como essas que enxergam um rato como um deus, que coloca os demais em perigo. Por isso Bolsonaro quer armá-los.

  2. O único fato da reportagem é a presença dos militares para pressionar, sem sucesso, a assembleia a aprovar compra de armas, mas não diz se essa compra é ou não para a própria força militar. Se for para a população em geral, não condiz com regimes autoritários, que usam o desarmamento para exercer o poder sem o problema da revolução popular. Todo o resto da reportagem é baseado em suposições, em "fala-se", "suspeita-se".

    1. Vc estava comendo a professora e não estudou. Por isso não entende a questão.

    2. De que mundo você é? Se um governante quer incentivar a compra de armas, que parcela da população vai efetivamente comprar essas armas? O povo em geral? Quantos desempregados, desalentados, fodidos no geral, temos hoje no Brasil? Como eles terão acesso a compra de armas? O Bolsonaro vai propor um voucher das armas? Eu nasci a noite, mas não nasci ontem a noite. Sei exatamente o que o Bolsonaro e este outro energúmeno querem fazer. Na escola que eles estudaram, eu comia a professora.

  3. Talvez esteja desmontando o esquema doentio da esquerda naquele país. A Direita também pode ir a extremos e cometer erros, mas na historia, a destruição moral e extrutural da sociedade tem sido aplicada pela esquerda. A biblua nunca se refere a esquerda como coisa boa.

    1. Eu sou contra o Bolsonaro e à esquerda. Na gestão Bolsonaro tivemos um PIB de 1,1% em 2019, e uma queda amortecida com ações anticíclicas em 2020. Então em termos de crescimento do PIB, o governo Bolsonaro é uma lástima. Some-se a isso, estarmos com uma dívida num patamar altíssimo, sem vacinas, pois ele não fez o seu trabalho e agora enfrentando a pior fase da pandemia, não tendo mais capacidade para às ações de 2020 em sua plenitude, sendo quê, o que for feito, endividará mais o país.

    2. Para combater a esquerda? Tá liberado a Bíblia, o Alcorão, a Torá, as fábulas de La Fontaine, qq coisa... e o “maior esquema de corrupção” foi a menos pior das coisas q a esquerda fez. (Só no “nosso” PIB, o “roubo” - ou estrago - é de uns 15 trilhões ao ano... não acredita? Veja qto caiu a média do PIB após a CF socialista; recalcule o PIB dos últimos 30 utilizando a média anterior a 88 e veja q qto a CF socialista nos rouba por ano.. ou acredite q nossa CF não é socialista ou q não é culpada).

    3. Os caras vão recorrer a Bíblia, para atacar a esquerda e poupar a direita. O conceito de esquerda e direita, se originou na assembleia nacional constituinte francesa. A Bíblia é = a merda da lei no Brasil. Sua interpretação é de acordo com o freguês. A esquerda no Brasil serviu para montar o maior esquema de corrupção da história da humanidade. Essa dita direita liberal bolsonaristas, para enganar trouxa, perpetrou um experimento macabro, que potencializau às mortes por covid, superando 250 mil.

  4. O péssimo exemplo armamentista, anti-democrático e miliciano estimulando resultados tenebrosos pela região... muito triste!

    1. Eu tb... mataram o Celso Daniel e depois conseguiram o poder federal...

  5. O que é que, na bela América Latina, não ameaça a democracia?!.... Tudo ameaça de fato essa sempre frágil senhora em nosso bloco continental.

  6. O que é que, na bela América Latina, não ameaça a democracia?!.... Tudo ameaça de fato essa sempre frágil senhora em nosso bloco continental.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO