Oposição ironiza escracho na base: ‘Bolsonaro não tinha acabado com a corrupção?’

03.12.21 15:16

Congressistas independentes e de oposição ironizaram a vinculação de Jair Bolsonaro com o deputado federal Josimar Maranhãozinho (foto), flagrado pela Polícia Federal manuseando generosos maços de dinheiro que, segundo as investigações, são produto direto de um esquema de venda e compra de emendas parlamentares. Maranhãozinho é um quadro tradicional do PL, partido que acaba de receber o presidente da República.

As imagens de Maranhãozinho com as mãos no dinheiro constam de inquéritos sigilosos em trâmite no Supremo Tribunal Federal e foram reveladas com exclusividade por Crusoé em sua 188ª edição semanal. O deputado do PL é suspeito de pagar uma espécie de “pedágio” para que colegas parlamentares se juntem a ele destinando emendas a municípios controlados por seus aliados políticos que, logo após receberem as verbas, contratam empresas ligadas ao esquema que devolvem o dinheiro, lavado e em espécie.

Nas redes sociais, o deputado Kim Kataguiri avaliou que a reportagem demonstra um episódio de “corrupção escancarada no governo federal. “O lugar dessa gente não é no poder, é na cadeia“, disparou. “Bolsonaro não tinha acabado com a corrupção?“, emendou.

Líder da bancada do PSOL na Câmara, Talíria Petrone observou que “todo mundo ao redor do presidente está envolvido em falcatrua“. Correligionária dela, Sâmia Bomfim reforçou o coro: “Um escândalo! Bolsonaro é o rei dos corruptos“.

O senador Oriovisto Guimarães usou o caso para exemplificar os perigos do “orçamento secreto, formado pelas emendas de relator. “O orçamento secreto só é secreto por ser ilegal e imoral. Se fosse bom para o povo, [esse orçamento das emendas de relator] não seria secreto”.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. No governo Bolsonaro tem dois tipos de corruptos. Tem o ex-vice-líder, que enfia o dinheiro no rabo sujo de merda. E tem o agora partidário, incumbido de levar o maridão Valdemar para se casar com a noivinha Bolsonaro, que usa luva para manusear o dinheiro sujo. E o Brasil? O Brasil é o país do futuro. Isso obviamente, se elegermos o Moro. Moro Presidente 🇧🇷

  2. Com a tolerância da PGR e do STF, o Bolsonaro interfere na Polícia Federal para conter investigações sobre atos de corrupção praticados por familiares e amigos.

  3. Orçamento secreto é para isto mesmo. Estou totalmente decepcionado com o Pacheco mineirin / candidato a presidente pelo psd, ele em entrevistas apóia com vigor as emendas secretas visto que ele também faz suas indicações.

  4. É por fatos como esses, que o Bolsonaro acabou com a Lava-Jato, para que não se investigue a mesma corrupção do mensalão, mas a PF não se emenda, mesmo conhecendo como funcionam PGR, STJ e STF.

  5. São os rotos ironizando os esfarrapados. Lula e Bolsonaro se merecem: nenhum dos dois têm um pingo de vergonha na cara.

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO