Reprodução/TV Brasil

Lira faz propaganda de Bolsonaro e diz que Câmara dá sustentação ao governo

28.09.21 17:19

Arthur Lira (foto) subiu ao palco ao lado de Jair Bolsonaro nesta terça-feira, 28, em uma das viagens de celebração aos mil dias da atual gestão federal. Em Teotônio Vilela, um de seus redutos eleitorais em Alagoas, o presidente da Câmara fez propaganda do Planalto pela compra de vacinas, embarcou na narrativa bolsonarista sobre a alta dos combustíveis e afirmou que o parlamento dá sustentação ao governo.

Lira discursou após pronunciamentos de ministros do alto escalão e do ex-presidente Fernando Collor, aliado do presidente da República. O deputado fez questão de tecer críticas a Renan Filho, governador do estado e filho de Renan Calheiros, relator da CPI da Covid e desafeto de Bolsonaro.

Entre os acenos ao Planalto, Lira frisou que o governo federal foi o responsável por 95% do investimento realizado no complexo de 400 unidades habitacionais do município inaugurado nesta terça-feira e atribuiu a Bolsonaro os louros da imunização em massa contra a Covid-19, embora o presidente tenha imposto dificuldades ao início da vacinação.

Quem vocês acham que comprou vacinas que vieram para Alagoas? Foi o governo do estado? Foram prefeitos? Todas as vacinas de Alagoas foram compradas e entregues pelo governo de Vossa Excelência [Bolsonaro]“, disse.

O presidente da Câmara acrescentou ser por mérito da gestão Bolsonaro, que, hoje, o estado tem um índice baixo de mortalidade por Covid-19. “Não é por esforço do governo estadual que alardeia e faz propaganda. Mas pelo esforço do governo federal que comprou milhões e milhões de doses“.

Na esteira dos afagos ao Executivo, Lira declarou que Bolsonaro recebeu “muito angustiado” a informação sobre a decisão da Petrobras de aumentar em 9% o valor do diesel nas refinarias a partir desta quarta-feira e culpou governadores pela alta.

“Sabe o que faz o combustível ficar caro? São os impostos estaduais. Os governadores têm que se sensibilizar, e o Congresso vai debater um projeto que trata do ICMS para que ele tenha um valor fixo, para que não fique vulnerável aos aumentos do dólar, porque esse a gente não controla, para que ele não fique vulnerável ao aumento do petróleo, porque esse a gente não controla”, disparou.

Lira disse, ainda, que todos precisam dar uma parcela de contribuição. “O governo federal já está abrindo mão dos seus impostos. Dois governadores — um do Rio Grande do Sul e um do Mato Grosso — estão baixando os impostos. Os outros têm que acompanhar, dar sua cota de sacrifício, porque estão arrecadando muito“.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Lira, você é presidente da Câmara, tome vergonha na cara e vá trabalhar pelas reformas que o Brasil precisa, absurdo você fazer campanha agora. vá trabalhar vagabundo.

  2. A mudança desse país depende do nosso VOTO. Temos que continuar lutando contra a corrupção enraizada e trocar a grande maioria desses políticos…!

  3. Com tudo, na próxima eleição o povão idiota vai eleger todos eles novamente! Ai me respondam, são só os políticos que não prestam?

  4. Infelizmente teremos que contar com o esclarecimento dos eleitores de Alagoas, para tirar essa Corja do poder nas próximas eleições… e também com eleitores do país todo para banir o Centrão da política de Brasília…Vamos acordar parceiros! …Votarei no Partido NOVO porque não usa dinheiro público!!!

  5. Estamos num mato sem cachorro. Se os Poderes se unem com intenções de se auto protegerem, acabou -se o princípio de pesos e contrapesos. Assim, seguimos ladeira abaixo.

  6. Nenhuma novidade. Todo mundo sabe que os maiores corruptos do país se aglutinaram ao redor do pior genocida da história da humanidade.

  7. Bolsonaro, presidente; Lira presidente da Câmara; Pacheco, do Senado; Tribunais superiores livrando criminosos e perseguindo quem combateu e combate a corrupção. Essa catrefa permanece no poder pois a população, de modo geral, compactua com a corrupção.

  8. Tai mais um capacho do governo comprado a preço altíssimo com nossos impostos. Falou o q o chefe sociopata incompetente mandou. Não está nem aí pra população.

  9. Lira é alma gêmea do FAMILICIA BolsoNero, é também corresponsável nas 600 mil vidas ceifadas pela irresponsabilidade do Genocida; é tão cafajeste e ambicioso quanto o Sociopata; é comparsa na corrupção da FAMILICIA. Um é a cara do outro, um é o reflexo imoral do outro.

  10. Se gritar pega Centrão não fica um meu irmão. Fisiologistas. Um atraso para nosso país. Políticos que não tem compromisso com a maioria do povo de nosso país.

  11. Passando pano, da pra sentir a superficialidade, tipo nos fizemos porcaria e só estamos tentando jogar a culpa nos outros. O que interessa é que estamos ganhando, danem-se.

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO