Ricardo Stuckert / PR

Janja aparece na Suíça em Semana dos Namorados

13.06.24 10:16

A primeira-dama Janja apareceu em Genebra, na Suíça, ao lado do presidente Lula em mais uma viagem internacional nesta quinta, 13. No desembarque, ela foi flagrada pelas lentes de Ricardo Stuckert, o fotógrafo oficial de Lula.

Após críticas feitas em relação à participação de Janja em diversas viagens do presidente, ela passou a ser mais discreta. Por dois dias, a primeira-dama não publicou nada nas redes sociais.

A Secretaria de Comunicação da Presidência não anunciou a viagem da primeira-dama nem respondeu a uma pergunta de Crusoé, enviada na terça, 11. Como Janja não tem agenda pública, a informação sobre a viagem não podia ser confirmada em lugar nenhum.

A presença de Janja foi questionada principalmente após suas idas ao Rio Grande do Sul. Uma pesquisa da AtlasIntel divulgada no final de maio apontou que 50% dos gaúchos acreditavam que a primeira-dama estava buscando “se aproveitar ou capitalizar politicamente em cima da crise causada pelas enchentes“. Outros 26% discordavam dessa afirmação.

Lula passou o Dia dos Namorados na Europa?

A viagem para a Europa ainda ocorre na semana do Dia dos Namorados. Quando O Antagonista publicou uma nota,  no início do mês, sobre a presença de Janja na viagem para a Suíça e para a Itália, a Secretaria de Comunicação Social (Secom) do Planalto reagiu.

“A Secom lamenta a tentativa do site O Antagonista de desvirtuar o caráter dessas importantes agendas do presidente da República, fazendo uma associação com o Dia dos Namorados”, disse a Secom. Forçou até a data comemorativa, inventando uma ‘semana dos namorados’, já que o dia correto não cabia na sua notícia falsa.”

E, no meio da tarde do dia dos namorados, ambos embarcaram para a Suíça, sem os tradicionais fotos ou vídeos do Planalto.

O presidente brasileiro foi a Genebra participar de uma reunião da ONU, que tem sedes na cidade. Durante o dia, ele se encontra com Viola Amherd, a presidente da Suíça; de reuniões na Organização Internacional do Trabalho (OIT). Antes de ir, ele participa de um jantar na Embaixada Brasileira na ONU — onde haverá uma festa em homenagem aos 35 anos de O Alquimista, livro de Paulo Coelho que se tornou o livro em português mais vendido da história.

De noite, Lula embarca para Brindisi, No sul da Itália. Durante a sexta-feira, 14, e o sábado, 15, o chefe de Estado brasileiro participará de reuniões do G7.

 

Leia mais em Crusoé: A mãe dos bichinhos pobres

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. E por que nossa Evita tupi não comemorou a data com o amado com seus descamisados? na Suiça está o cofre Palocci? vão comendo manés.

  2. Lula, seu ídolo, o Hitler, era brocha e passou 8 meses preso com um general que ele amava e era homosexual: Ernst Röhm. Muito romantico né Janja?

Mais notícias
Assine agora
TOPO