Breno Esaki/GDF

Investigação identifica ‘lista VIP’ de políticos na realização de testes para Covid-19

26.08.20 15:33

Mensagens usadas para embasar a segunda fase da Operação Falso Negativo, que mirou a cúpula da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, indicam a priorização de uma lista, a qual inclui políticos e empresários, na realização de testes para a detecção de Covid-19 na capital federal. Mais de 170 pessoas teriam sido beneficiadas.  

As apurações são conduzidas pelo Ministério Público do Distrito Federal e dos Territórios. Os diálogos mostram que Francisco Araújo, afastado do comando da Secretaria, exigiu que o diretor do Laboratório Central do DF, Jorge Antônio Chamon Júnior, agilizasse a entrega de resultados dos testes do senador cassado e empresário Luiz Estevão e do ex-governador do DF José Roberto Arruda. 

Araújo e Chamon e mais quatro pessoas foram presos na quarta-feira, 25. A segunda fase da Falso Negativo investiga o direcionamento e o superfaturamento da compra de testes rápidos para Covid-19. De acordo com o MPDFT, o esquema provocou um prejuízo de mais de 18 milhões de reais aos cofres públicos, valor que permitiria a compra de cerca de 900 mil exames, quantia suficiente para atender quase um terço da população brasiliense.

As conversas revelam que a cobrança pela agilidade no exame de Arruda ocorreu em 19 e 20 de junho. No diálogo, Chamon afirma que o resultado só ficaria pronto no dia seguinte. Araújo, então, reitera o pedido. “Cara, dar [sic] não. Tem que ser hoje. Eles [sic] tá só esperando para viajar para encontrar a mãe. Por isso a gente leva bronca pela demora”. O então diretor do Lacen responde que “não há como atender todas essas prioridades”. “Estamos recebendo mais de 1 mil amostras por dia”, completou. Araújo rebate: “Então prioriza o que peço”.

O caso que envolve Luiz Estevão aconteceu em março. “Esse e do Luiz Estevão preciso do Resultado urgente”, disse. O empresário, preso pelo escândalo nas obras do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo, cumpre pena em regime domiciliar, em caráter temporário, desde março, após decisão liminar no âmbito de um habeas corpus que tramita no Superior Tribunal de Justiça.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Se fosse comigo eu pegaria um exame qualquer com resultado positivo, mudava o nome pro do Sr. Arruda, ou de qualquer político que exigisse prioridade, e mandava.

  2. Os donos das Capitanias Hereditárias. Quem são os verdadeiros escravos? OS CONTRIBUINTES. “Porrada nos caras que não fazem nada”. Porrada vitalícia, e nos dependentes também, assim como o Plano de Saúde classe A que as excrescências têm de graça (de graça para eles, pago pelos contribuintes).

  3. Só dá sem caráter , marginais, corruptos tanto no governo federal quanto nos estaduais. Será que está em extinção homens e mulheres públicos honestos , probos?

    1. Está em extinção pessoas altivas e corajosas capazes de se unir e dar um basta nisso tudo à força. A maioria, 99%, está sempre esperando que alguém faça o “serviço sujo” por ela, por isso a calamidade vai se arrastando ad aeternum. Chega de conversa, de passeata e de cara pintada, vagabundo só entende uma linguagem. Estou farto de ser roubado, pago imposto demais, não recebo um serviço público que preste, tenho que pagar por serviços particulares e ainda querem criar mais imposto... CHEGAAAAAAA

    2. Há alguns, Moro, Dellagnol, dentre outros... mas a bandidagem (de todo lado) ta empenhada em silenciá-los.

    3. Me desculpem, mas eu a cada reportagem que leio chego a ficar mal, emerge um sentimento ruim , de revolta, de asco. Milhões de brasileiros morrendo em filas de hospitais pq lhes falta tudo e o Brasil atolado em corrupção. A Polícia Federal empenhada nas investigações e o STF brindando os algozes. Onde iremos parar?

    1. Eu também fico angustiada com este descaso com a população mais pobre.enquanto os ladrões do dinheiro de impostos.nao podem esperar os resultados

  4. E o governador querendo que os coitados dos empresários do comércio paguem pelos testes dos funcionários. Bando de desgraçados.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO