Adriano Machado/Crusoé

Inquérito que investiga interferência de Bolsonaro na PF está parado há dois meses

14.11.20 10:02

O inquérito que investiga a interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal completa dois meses parado na próxima terça-feira, 17. Decretada pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, em setembro, a suspensão persistirá até que o plenário da corte decida se concede ou não ao chefe do Planalto o direito de depor por escrito.

Em 8 de outubro, o Supremo iniciou o julgamento do recurso movido pela Advocacia-Geral da União contra a decisão em que o então relator do processo, Celso de Mello, determinou o interrogatório presencial. Durante sua despedida da corte, o então ministro votou para referendar a posição. Em uma leitura de pouco mais de duas horas, afirmou que o presidente da República, como os demais cidadãos, é “súdito das leis” e ressaltou que “absolutamente ninguém” está acima da legislação ou da Constituição Federal.

O presidente do STF, Luiz Fux, entretanto, interrompeu a votação e, desde então, não marcou nova data para a retomada do debate. À época, o gesto foi lido como uma maneira de derrubar a decisão do decano sem constrangê-lo. Com a aposentadoria de Celso de Mello, o inquérito foi redistribuído e caiu nas mãos de Alexandre de Moraes, relator de outros dois processos incômodos para o Planalto: o que apura supostos ataques aos ministros da corte e o dos atos antidemocráticos.

Ao assumir o inquérito sobre a ingerência na PF, no primeiro despacho, o ministro pediu informações à Polícia Federal sobre outras investigações anexadas ao processo. Entre elas, a que apura supostos crimes eleitorais cometidos por senador Flávio Bolsonaro, filho 01 do presidente. As investigações justificariam o interesse de Bolsonaro em intervir na PF, conforme relatado pelo ex-ministro Sergio Moro.  

Na quarta-feira, 11, o Conselho do Ministério Público Federal rejeitou um recurso apresentado pela defesa de Flávio e manteve uma decisão que determinou a reabertura justamente desse inquérito eleitoral, que investiga o senador pela suposta prática de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica eleitoral nas eleições de 2014 e 2016. 

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. A verdade é que o Supremo Tribunal Federal é um tribunal político e essa politização agrega também todos os tribunais superiores, visto que todos decidem para as massas. Uma causa que parece ser individual tem repercussão geral, seja ela trabalhista, civil, tributária, penal ou verse por qualquer ramo do direito. Demais, os critérios de nomeação dos desembargadores e ministros dessas cortes de justiça são estritamente políticos, indicação pelo Presidente da República e confirmação pelo Senado.

    1. Sempre foi...Mafia TOTAL>>> e esse inquerito NÃO andará;;;

  2. sr. jair TRAIDOR faltam 24 meses para nos brasileiro botarmos o DR. SERGIO MORO em seu lugar . vai amaciando suas chinelas raiders(para uso na PAPUDA). vai treinando bater lata nas grades. o amanhcer virá ,não importa quão escura seja a noite o amanhecer virá e, amanhecerá.

  3. É UMA VERGONHA INOMINÁVEL ESSA DISSIMULADA TAPEAÇÃO!!!! É ""COMO SE"" UNS SUJEITOS FOSSEM OFICIALMENTE LIBERADOS PARA COMETEREM OS CRIMES QUE QUISEREM IMPUNEMENTE!!!!

  4. Escolha de foto perfeita.. tá parecido com crivella nessa foto.. parece q vão ficando com a mesma cor de pele... arhg.. mesmo olhar de zumbi.. nossa.. o apocalipse zumbi psicolobotômico... kkkkk qta bobagem.. rééééééiiiiva..

  5. BOLSONARO promoveu retrocessos na luta contra a CORRUPÇÃO que nem mesmo Dilma e Temer ousaram! Em 2022 teremos “UM PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE” = SÉRGIO MORO! Triunfaremos!

    1. Esse Lourival está defendendo o Ramagem como Diretor Geral da PF? Já esqueceu das falas do Bolsonaro durante a reunião ministerial, na qual iria INTERFERIR na "nossa segurança"? Pq falsificou a assinatura digital do Moro no ato da exoneração do Valeixo conforme consta no DOU? Pq trocar o DG da PF, se conforme os dados do SINESP 2019, todo tipo de crime havia diminuído?? 🧐

    2. Concordo, integralmente, Claiton. Infelizmente o q demandou tanto trabalho e tempo pra conseguir, foi jogado no lixo em um ano.. Corrupção toda de volta.. e bem como vc diz num grau acima.. maior.. O aparelhamento do Estado generalizou-se.. e, como não poderia deixar de ser, isso incentiva e POSSIBILITA desenvolvimento ao restante dos "segmentos" criminosos do país.. Dessa forma, tem-se, agora, mtos candidatos do pcc e/ou cvv concorrendo a diversos cargos eletivos.. Eles sabem q crime funciona.

    3. Paulo, há pessoas que pensam com o fígado e via de regra refutam a lógica e as Leis. Tanto não rolou essa pantomima de intervenção de Bolsonaro na PF, que passado esse tempo todo, o que se conseguiu como " provas " são fofocas, barulhos da esquerda desmamada tardiamente e imprensa idem. Tivessem mesmo material probatório robusto, a barulheira seria diferente. É como diz o Cláudio Lessa: " esquerdista burrinho pede a Deus que o mate, e ao Diabo que o carregue "

    4. Não esqueça que o presidente só governa com o apoio do congresso. E este apoio custa caro pro pagador de impostos. Este é o sistema criado pelos corruptos para triunfarem. E durante décadas estão tendo êxitos. Se o povo não se engajar na política, como faz no futebol, não tem solução, seja qual for o presidente.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO