Adriano Machado/CrusoéO chefe da Casa Civil até articulou com o Centrão um nome para substituir Paulo Guedes

Guedes diz que críticas à política ambiental do Brasil escondem ‘interesses’

25.10.21 19:04

O ministro da Economia, Paulo Guedes, participou nesta segunda-feira, 25, do lançamento do Programa de Crescimento Verde, no Palácio do Planalto. Durante o evento, Guedes voltou a falar sobre o episódio de fritura que sofreu na semana passada, quando integrantes da ala política fizeram lobby por sua substituição.

“É sempre assim, quando estou morrendo afogado, ele (Bolsonaro) aparece e renova a confiança”, disse Guedes. O ministro comentou a decisão do governo de desrespeitar a regra do teto de gastos para criar o Auxílio Brasil, mas afirmou que Bolsonaro “não é um presidente populista, é um presidente popular”.

Durante o evento, o chefe da Economia apresentou a proposta de crescimento verde, que prevê investimentos em iniciativas sustentáveis. O lançamento do programa ocorreu a seis dias da abertura da conferência do clima da ONU, a COP-26, que será realizada em Glasgow, na Escócia.

O Brasil tem sido alvo de duras críticas por uma política ambiental considerada permissiva e pela alta sequencial das taxas de desmatamento na Amazônia. Paulo Guedes tentou rebater os argumentos dos ativistas estrangeiros.

“Como pode o país que menos polui ser o país mais agredido internacionalmente? Há interesses políticos, comerciais, protecionistas por trás dessas críticas”, disse Guedes. “O Brasil é uma democracia forte, que fala de igual para igual com qualquer país do mundo. É um país de grande importância geopolítica, econômica e ambiental”, afirmou durante a cerimônia.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Tudo para eles tem interesse ele só não fala do interesse deste governo mequetrefe que é dizimar a Amazônia e estão conseguindo.

  2. É "Poste Ipiranga", só as críticas à nefasta política ambiental desse desgoverno que escondem interesses, né? E os dólares em paraíso fiscal, hem "Poste Ipiranga"?

  3. Quer dizer... "tudo bem" com os garimpeiros, e os madeireiros, deixarem terra arrasada, na Amazônia, por onde passam, tais quais gafanhotos? Essa madeira e outro ilegais privilegiam uma minoria, em detrimento de toda a população brasileira. Mais importante seria preservar essas terras, para uso responsável!

  4. Tá na hora do Guedes pedir autorização ao Esteves pra sair na rua de chapéu de alumínio. Combina bem com o discurso.

  5. Pode ser que haja muito interesse oculto por trás de tudo isso. Mas, sem dúvida, não faltaram desmandos, estupidez e muita burrice por parte do Governo, que levaram a esse movimento mundial de crítica e rejeição à política ambiental brasileira;

    1. Vão continuar destruindo a Amazônia, pois mentecapto está sendo muito bem remunerado para isso. Pobre povo brasileiro que não consegue enxergar o que está por vir.

    2. Nada contra o agronegócio, amigo. Que Deus abençoe o agronegócio, mas não só de agro devemos nos preocupar. E as indústrias? Nesse governo fugiram do Brasil. Algo deve ser feito.

  6. eu sequer iria lá mandava o ministro . os "civilizados" destruíram suas florestas poluem o meio ambiente agora querem a Amazônia e nos ditar regras . imbecis idólatram a Greta Thunberg cujo único problema é falta de testosterona.

  7. Esse é o governo que mais preserva a honradez, a economia, a família, a natureza, o respeito às normas e tratados e é o que é mais criticado pelos apátridas defensores do quanto pior melhor. BOLSONARO 2022, para o Brasil continuar crescendo.

  8. O Posto Ypiranga do Jair virou um animador de auditório cuja plateia se resume ao cercadinho do Planalto, onde o cerimonial dos desacreditados continua promovendo lançamentos de imagens e programas ocos, estéreis. A economia do país já não lhe pertence e a elite financeira, antes seus credores , já o desprezam. Os encontros do Guedes lembram os discursos reservados da Dilma nas ante-sala do andar térreo do Planalto cercada por suas “mortadelas” antes do pé na bunda.

  9. Guedes realmente se comporta como o bobo da corte. Agora apela para uma questão semântica para rotular o Bolsonaro. O BOLSONARO É POP E O POP NÃO POUPA NINGUÉM. Mor🇧🇷 Presidente.

  10. Moro no Amazonas, nunca vi tanta queimada como esses últimos 4 anos. Mas no ano passado foi um horror. Quem tem interesse é o governo para defender o pessoal do agronegócio que enriquece a alhos vistos. Gracas ao dólar estratosférico. O povo só se lasca.

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO