Governo gastou R$ 1,8 bi em alimentos em 2020; despesa com leite condensado foi de R$ 15 mi

26.01.21 11:42

O governo federal gastou 1,8 bilhão de reais com a compra de comida em 2020. O valor é a soma das despesas de todos os órgãos da administração pública com itens alimentícios e representa uma alta de 20% com relação aos gastos de 2019. O levantamento foi realizado pelo Portal Metrópoles.

Entre os itens comprados por ministérios, estatais e autarquias estão, além de alimentos como arroz, feijão, carne e batata, outros considerados supérfluos, como biscoitos, sorvete e massa de pastel.

Só com a compra de leite condensado, o governo gastou 15 milhões de reais no ano passado. O produto ganhou notoriedade durante a campanha de 2018, quando o então candidato Jair Bolsonaro apareceu em algumas ocasiões comendo pão com leite condensado em transmissões pela internet e durante entrevistas com jornalistas.

As despesas com chiclete somaram 2,2 milhões de reais, de acordo com o levantamento. Há ainda gastos com produtos como geleia de mocotó, picolé, pão de queijo, vinho, bombom, chantilly e sagu. As contas com pizzas e refrigerantes custaram 32,7 milhões de reais, segundo o portal.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Na época da campanha Bolsonaro no café da manhã comia pão com manteiga. Porque Bolsonaro mudou tanto? Votei em um pior que os outros.

  2. Alexandre Garcia passa pano disse que não viu nada de absurdo com relação aos gastos pq " mtos ficam no gabinete e se alimentam de forma FRUGAL" piada pronta!!

    1. Alexandre Garcia já era, coitado. Prova de que jornalista segue a cartilha da chefia, afinal ganhar dinheiro na idade dele não é fácil. Infelizmente é uma pena!

  3. O Brasil é um país católico, atrasado, analfabeto, perdulário, escravista, autoritário,corrupto, cínico, imoral com a coisa pública, genocida com negros, pobres e índios, ojeriza aos, inimigo do mérito... santa inquisição!

  4. da para se notar o quanto é possível cortar de custeio no GF. nos Estados é a mesma coisa. O negócio é por CPMF em cima do povo para poder gastar um pouco mais. Esse país não tem jeito.

  5. É tudo igual. São todos iguais. Brasilia corrompe e é corrompida. Pobres brasileiros pobres. Só de leite condensado, por baixo, são aproximadamente 2.500.000 (dois milhões e quinhentas mil latinhas ) A vida é doce para os políticos brasileiros. Vergonha !

  6. Aí entra gastos que vão da alimentação servida em quartéis, hospitais federais, restaurantes universitários das universidades, presídios federais, creches... não é pra alimentar só "servidores da ativa". Qualidade da Crusoé despenca diariamente.

    1. Não caro Marco, a imensa maioria NÃO é terceirizado. A prestação de serviços de cozinha até pode ser terceirizado a maioria dos casos, mas a gestão, as compras, a probidade ou a corrupção é estatal (com poucas exceções). Sei do que falo, caso não acredite vá ao portal da transparência ou solicite informação diretamente nas repartições.

    2. Não é verdade o que está escrevendo, em grande parte dos órgãos que você elencou o serviço de alimentação é terceirizado. Não entra nesta rubrica.

  7. A quadrilha vermelha foi defenestrada do poder por causa da corrupção e gastos absurdos como o desse com alimentação em 2020. Bolsonaro foi eleito para acabar com toda essa roubalheira e falta de respeito com o suado dinheiro do contribuinte. Bovino bolsonarista que defende tal gasto de alimentação em 2020 é, no mínimo, um mortadela petista desiludido que se encantou com o bolsonarismo hipócrita e delinquente. No final, petismo e bolsonarismo são as duas faces de uma mesma moeda podre.

  8. Tenho uma conta mais interessante : Bozo teve em 2018, 57.797.847 votos , sabendo que 30% representa o “ gado” fica 17,4 Mi . Se ele gastou 1 Mi com alfafa da R$ 17,4 por cabeça e Sabendo que o Kg de alfafa em média e R$ 1,00 da 17,4 kg por ano ou 1,45 kg por mês ! Ou seja tem bolsominion passando fome !

  9. Pesquisando no Google, temos 12 milhões de funcionários públicos. Dividindo a verba 1.800.000.000,00 por 12 meses temos 150.000.000,00 novamente dividir por 12 milhões de funcionários públicos teremos um custo mensal per capita de R$-12,50 . Francamente, são 3 cafezinhos mensais. Um jornalismo sério teria o cuidado de fazer a avaliação. O Mourão e Guedes estão certos quando dizem que a mídia quer ver o circo pegar fogo por terem perdido a boquinha

    1. essa era a mesma conta que voces fazia. do Flavio Rachadinha.

    2. Mais uma prova de que bozetes bovinas são incapazes de somar 2 + 2. Denis, dessa vez conseguiu ultrapassar a estupidez dos mortadelas petistas. Sempre digo q fanatismo ideológico cega e emburrece, Denis é uma prova viva disso.

    3. Haaa é desses 1.300.000 na ativa estão 607.833 o resto já aposentou ! Calcula aí pra nois !!!🤣

    4. Se eu li direito esse 12 Mi refere se a quantidade de servidores públicos no Brasil somando federal , estadual e municipal. Os Federais giram em torno de 1.300.000!! Aí o cálculo muda um pouco viu !

    5. O bolsonarista bobão, a despesa reportada e do governo federal, então se vc olhar de novo no Google, com atenção, vai ver que são só 1.2 milhões e não 12 milhões como vc falou

  10. Isso é uma vergonha e malversação de dinheiro público! Há leis que tratam de ajuda alimentação de servidores em todas as instâncias. Demais disso, a alimentação do servidor já faz parte da composição de seus vencimentos, como ocorre com o salário mínimo que, segundo a utopia que o criou, ele garante as despesas com o empregado da alimentação ao lazer. Isso é vergonhoso porque nos dá a entender que estamos diante da Família Real de Dom João VI com a gulodice de suas coxas de perus.

    1. Acho que um chiclete o funcionário federal podia pagar do salário dele, não é?

  11. Dúvidas??? 1) metade dos servidores não estavam em home office durante à pandemia? 2) fizeram cestas básicas e doaram? 3) não prometeram cortar gastos em seu governo? 4) sofrem de fome oculta? Caramba! Brincadeira tem hora.

    1. Cesta básica não tem leite condensado, chiclete, barra de cereal ou vinhos.

  12. Só a despesa com leite condensado já podia pagar o auxílio emergencial para um bocado de gente. Eles têm grandes salários, podem com certeza pagar pelo seu chiclete.

    1. A quadrilha vermelha foi defenestrada do poder por causa de corrupção e absurdos como o desses gasto com alimentação em 2020. O Bozo foi eleito para acabar com tudo isso e não se lambuzar nos mesmos erros de seus antecessores. Bovino que defende tal comportamento do Bozo à frente do governo federal é no mínimo um mortadela petista desiludido que se encantou com o bolsonarismo hipócrita e delinquente.

    2. Vamos esperar o caminhão da Micheque sair para comentar.

    3. Lula era da 51. No governo, passou a “beber” Romanné Conti, de mais de mil dólares à garrafa. Sem contar as oito jamantas de objetos roubados dos palácios governamentais, inclusive um crucifixo de ouro. Isso é que era presidente (?) honesto...

  13. Ainda bem que citaram a fonte. O Post está totalmente mal redatado. O Portal Metropoles explica que se refere a todas as compras de todos os órgãos federais do Executivo: Forças Armadas, Min Educação q inclue Univ, Escolas Federais, FUNAI, etc etc. Melhor ler na fonte mesmo.

    1. Detalhe Milton, aumento de gasto com alimentação em um ano de pandemia q pedia um comprometimento com a contenção de gastos e, mais ainda, pelo fato de boa parte desse funcionalismo federal estar trabalhando em home office. Só muito otário ou mau caráter para defender esse esquema clássico de superfaturamento e corrupção.

    2. Realmente são muitos orgãos no Governo Federal para esse pequeno gasto de um bilhão e oitocenos milhões de reais. Mas o que importa mesmo, e que para essa gente toda se alimentar, houve um aumento de 20% em relação ao ano anterior. Igual ao nosso aumento de salário. Não é?

    3. Aí devem estar incluídos os restaurantes universitários, casas dos estudantes etc

  14. Chiclete, leite condensado, lagosta, festa de aniversário pra maquiador da micheque, hospedagem pra médico da cloroquina ,etc seja este ou outro governo é um bufete na cara do BRASILEIRO! Pior é gado justificando tal absurdo!

    1. Disfarçando vadiazinha? Já pra casa!

  15. Além do muito que ganham e da mordomia em que vivem, alguns funcionários públicos graduados e canalhas, ainda comem e bebem do melhor, fazendo compras com o dinheiro suado de um povo sempre explorado e desgovernado por crápulas. Enquanto isso ocorre na maior tranquilidade criminosa e despudoradamente, os nossos mais miseráveis morrem de fome.

  16. É tanta coisa mal feita aparecendo, que estou começando a ficar asfixiado, não está dando tempo de se recuperar tomar um folego e se preparar para a próxima

  17. A Dilma Rousseff almoçou num restaurante popular na véspera do segundo turno em 2014. Depois tomamos conhecimento da sua lista de compras: Dilma e os 500 potes de sorvete Häagen-Dazs para o avião presidencial... Com Bolsonaro é a mesma hipocrisia. O Brasil muda para não mudar nada.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO