Divulgação/Bharat Biotech

Fabricante da Covaxin rompe parceria com a Precisa Medicamentos

23.07.21 09:56

A Bharat Biotech anunciou o rompimento de sua parceria com a empresa Precisa Medicamentos, intermediária que vendeu 20 milhões de doses da vacina Covaxin ao Ministério da Saúde. O comunicado foi feito nesta sexta-feira, 23, sem a explicação dos motivos para a quebra do acordo.

Na prática, a Precisa não pode mais representar o imunizante indiano no Brasil, mas a Bharat Biotech diz que continuará atuando para obter o registro da vacina junto à Anvisa. Segundo a autoridade sanitária, 80% dos documentos necessários para a autorização do fármaco no Brasil não foram apresentados pela Precisa ou necessitam de complementação. Somente 16% da documentação necessária já foi aprovada pela Anvisa.

A empresa está no centro das investigações da CPI da Covid no Senado, que apura suspeitas de corrupção no contrato da vacina – a mais cara adquirida pelo Ministério da Saúde e a única adquirida por meio de uma intermediária sem atuação no mercado vacinal.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. 1- Estava literalmente na cara, q a diretora da Precisa, Emanuela Medrades mentia na CPI. Analisei a sua comunicação ñ verbal, suas microexpressões, e ñ precisa ser Paul Ekman, p/ perceber à incongruência entre a sua fala e o gestual. Essa notícia externa ao Brasil, o nível de senadores q defendem o Bozo. ELES SE SUSTENTAM EM MENTIRAS. O vídeo divulgado da dra Mayra, demonstrando que ela, como ficou claro na CPI, ñ entende nada de medicamentos, explicita ainda mais a atuação dos governistas.

    1. 2- Emanuela fingiu inicialmente de morta, e depois, com a ajuda dos senadores governistas, tentou enganar os brasileiros. Dra Mayra pediu para outro elaborar perguntas e respostas para ela e os senadores, pois não tem capacidade intelectual para isso. Vacina com propina e esquema de medicamento ineficaz de um lado, milhares de brasileiros morrendo do outro. ISSO NÃO É BRINCADEIRA. Os brasileiros merecem uma resposta dos senadores que compactuaram com esses crimes.

  2. Ótimo. Se a Covaxin mostrar ser confiável e eficaz, não deve manchar seu nome com associações à corruptos incompetentes e ligados a Bolsonaro e assim, com esforço, empenho e resultados, merecerá o reconhecimento dos brasileiros honestos.

  3. Vai faltar Água!!! Todo mundo abandonando o barco , O bozo já era , esqueceu até o que fez no verão passado, os indiano caíram no conto do empresário picareta do Brasil; com isto a bozolandia fica atirando pedra na Ptzada única com passado igual !!!!! Terceira via só não ganha se for muito incompetência!!!!

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO