Agência Brasil

Dos 50 maiores, 23 são ou foram investigados

18.01.19 16:29

Da lista de 50 maiores clientes divulgada nesta sexta-feira, 18, pelo BNDES, 23 se envolveram em investigações originadas pela Lava Jato.

Além da própria Petrobras, vítima dos crimes apurados originalmente pela operação, as construtoras Odebrecht e Andrade Gutierrez estão na lista. Assim como empresas criadas para empreendimentos que foram ou ainda são investigados, como a Santo Antônio Energia, responsável pela usina hidrelétrica de Santo Antônio, a Energia Sustentável Brasil, que opera a usina de Jirau, e a Norte Energia, da usina de Belo Monte.

A Embraer, que está entre os maiores clientes do BNDES, teve problemas com a Justiça, mas por negócios em outro país: teve ex-executivos condenados por pagamento de propinas na República Dominicana em dezembro, pelo juiz federal Marcelo Bretas (foto), o mesmo que cuida da Lava Jato no Rio de Janeiro.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Joaquim Levy deve ser exonerado do BNDES. O presidente Bolsonaro sempre falou em caixa preta do BNDES. A lista dos 50 maiores clientes dos últimos anos nunca vai incluir as empresas financiadas de Cuba, Venezuela, Angola, e empresas joint venture com a Venezuela. Joaquim Levy trabalhou para Cabral e Dilma. Já foi contaminado pelo socialismo/comunismo.

  2. A divulgação dessa lista foi chamada por alguns mal informados de abertura da caixa preta, mas não é nada disso, pois esses mesmos dados estão há tempo disponíveis no site do BNDES. Requentaram um assunto já de pleno conhecimento público, tentando valorizar a medida. Enquanto perdem tempo nesse tipo de assunto, atrasam matérias importantes a serem tomadas no BNDES. O palavrório de campanha sobre o BNDES foi nada mais do que um engodo de campanha, como muitos outros que ainda surgirão.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO