Universidade de Oxford

Dois milhões de doses da vacina de Oxford chegarão ao Brasil no sábado, diz governo

13.01.21 15:01

As duas milhões de doses da vacina de Oxford que serão usadas para iniciar o plano de imunização dos brasileiros contra a Covid-19 devem chegar ao Brasil, pelo aeroporto internacional do Galeão, no Rio de Janeiro, no sábado, 16, segundo informou o governo federal.

Em nota divulgada nesta quarta-feira, 13, a gestão Jair Bolsonaro declarou que um avião da empresa Azul decolará, de Recife, para buscar os imunizantes às 23h de quinta-feira, 14, e, não, na noite de hoje, como havia anunciado o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

A aeronave partirá com destino à Mumbai, na Índia, país que abriga o Instituto Serum, responsável pela fabricação da vacina com base na tecnologia desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford.

A vacina da AstraZeneca será distribuída aos estados em até cinco dias após o aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária para, assim, dar início à imunização em todo o País, de forma simultânea e gratuita“, completou o texto.

A Diretoria Colegiada da Anvisa agendou para o domingo, 17, a reunião em que deve decidir sobre a liberação do uso emergencial e temporário da Coronavac, desenvolvida pelo Instituto Butantan, e da vacina de Oxford, cujos estudos no Brasil são conduzidos pela Fundação Oswaldo Cruz, Fiocruz.

Além dos 2 milhões de doses da AstraZeneca, o Brasil também conta com mais 6 milhões de doses da vacina do Butantan para iniciar a inoculação.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

Edição nova toda Sexta-Feira. Leia com Exclusividade!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

Deixar para mais tarde

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
    1. Pelas notícias parece que algumas famílias deles já foram agraciadas com a coronavac.

  1. Dias atrás o general Pazzuelo provocou a população brasileira: Por que a angústia pela vacina? Foi só o governador João Doria colocar uma data para a iniciar a vacinação em São Paulo, que as coisas mudaram. Pergunto ao Pazzuelo, que segundo dizem, é especialista em logística. Buscar 2 milhões de doses da vacina na Índia usando transporte aéreo não é mais caro do que trazê-las de navio? Por que a pressa general de 3 estrelas que fica atrás da mesa com o cu na mão?

  2. Precisamos de 440 milhões de doses. Até agora o governo federal não tem nada por absoluta incompetência. Neste ritmo bozista, o Brasil será o último país do mundo a se livrar da doença. Faz sentido, pois é isso que os bozistas querem: prorrogar ao máximo o sofrimento da população.

    1. Não têm interesse em vacina a população porque tem medo do povo ir pra rua pedir a saida dele

  3. Se não chegar, a Anvisa deixar parada a Coronavac do Butantã, que existe graças à persistência pessoal do governo de SP, cujo brilho aos olhos do Brasil decente só cresce e assombra o Bozo e sua tentativa de reeleição...

Mais notícias
Assine
TOPO