Divulgação

CVM abre processo para investigar troca de comando na Petrobras

22.02.21 16:13

A Comissão de Valores Mobiliários, CVM, abriu um processo administrativo que mira a Petrobras após o presidente Jair Bolsonaro anunciar a indicação de Joaquim Silva e Luna ao comando da estatal, em substituição a Roberto Castello Branco.

O processo trata da supervisão de notícias, fatos relevantes e comunicados e foi iniciado pela Superintendência de Relações com Empresas da autarquia. Embora a investigação tenha sido aberta no sábado, as informações ficaram disponíveis no site do CVM somente nesta segunda-feira, 22.

A legislação societária prevê que empresas listadas em bolsa como a Petrobras informem o mercado sobre qualquer informação importante que possa mexer com os papéis de uma companhia por meio de um fato relevante.

No caso da mudança de comando na Petrobras, Bolsonaro fez o anúncio nas redes sociais. A petrolífera publicou fato relevante com a informações somente cerca de uma hora depois.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. A conta não fecha. Conceder auxílio emergencial de 100 bilhões não tem dinheiro. jogar pela janela 110 bilhões de valor de mercado da estatal em uma declaração e nomeação de general para a Petrobrás pode..... O posto Ipiranga faliu..... salve Michequi....

  2. O presidente não pode arcar com os aumentos de preços dos combustíveis verdadeiro efeito cascata na inflação pois os governadores não abre mão da arrecadação, uma verdadeira orquestração contra o governo central.

    1. Corretíssimo, César. Para alterar qualquer coisa na Petrobrás, é necessário mesmo informar à CVM com antecedência. A B3A tá exigindo que até mesmo executivos da empresa informem sobre as videoconferência que fazem e que dizem respeito à empresa. E eu não vejo a União, o Chefe Bolsonaro, informando nada. Bastou citar o nome da empresa num áudio ou vídeo pra União violar as normas da CVM.

    2. Invés bozista...to e maracujina e vá refletir sobre a sua vida desastrada..

    3. A Petrobras é uma empresa de capital aberto, acionista majoritário e administradores devem falar ao mercado através de comunicados de fatos relevantes e não na saída do Palácio, no cercadinho, para o seu gado.

  3. O Jair se comunica com a sua militância e só. Para eles, o mito é um estrategista sempre pronto a se antecipar ou a reagir aos ataques de seus inimigos e da imprensa lixo. Essa é a estratégia bolsolavista que busca manter a militância assanhada e a popularidade suficiente para garantir o apoio do Centrão, bloqueando o risco de impeachment, e as chances de disputar o segundo turno em 2022. Governar não interessa ao ex deputado de anexo, pois de administração nada entende. Taoquei?

  4. Quando o presidente vai aprender a falar no momento apropriado?! Se o prazo do comando vence em 20 de Março, por que antecipar essa indicação...

  5. Se houve venda anormal dos papéis antes da intervenção política na empresa, pode configurar que os beneficiados podem ter contado com “informações privilegiadas” . É óbvio que os pequenos acionistas e a própria empresa que perdeu 100 bilhões de reais em seu valor, é que foram os verdadeiros prejudicados e, por tabela, todo o povo brasileiro representado pelo seu controlador majoritário, o governo incompetente.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO