Breno Esaki/Agência Saúde

A primeira peça publicitária do governo em defesa da vacinação

19.01.21 14:46

O Ministério da Saúde pretende finalizar ainda nesta terça-feira, 19, a primeira peça publicitária da campanha nacional de vacinação contra a Covid-19. Em contraposição à usual postura do presidente Jair Bolsonaro, a propaganda de um minuto apresenta a imunização como peça-chave para o combate à pandemia e incentiva a adoção de medidas de proteção, como o uso de máscara facial e a higienização das mãos.

Ao longo da peça, um narrador afirma que, “com a união de todas as nossas forças”, o país conta com um imunizante contra o novo coronavírus e ressalta que a vacina “é segura, eficaz e de todo o Brasil“. O roteiro do material, obtido pelo site O Antagonista, ainda pode passar por pequenos ajustes até a veiculação.

Bolsonaro avalizou o texto e requisitou à equipe de comunicação do ministro Eduardo Pazuello a inclusão no vídeo de imagens de militares. O pedido foi prontamente atendido: a peça terá cenas de integrantes das Forças Armadas em operações de logística.

Tratam-se de imagens do transporte do estoque de Coronavac aos 26 estados e ao Distrito Federal, realizado na segunda-feira, 18. A distribuição ocorreu após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa, autorizar o uso emergencial e temporário de 6 milhões de doses do imunizante e de 2 milhões de doses da vacina de Oxford — este último lote, entretanto, ainda está nas dependências do fabricante, o Instituto Serum, na Índia.

No fim do vídeo, o Zé Gotinha, símbolo da imunização brasileira, aparecerá dentro do mapa do Brasil fazendo sinal de positivo. Não se fala em “tratamento precoce”, que inclui remédios sem eficácia científica atestada para o tratamento da Covid-19, como a cloroquina.

Leia a íntegra do texto:

“O Brasil é gigante. E o desafio de vacinar os brasileiros, também.

Um desafio que vai além da saúde. É uma questão humana…

E econômica, pois muita gente depende disso.

Ninguém pode ficar pra trás.

É… mas com a união de todas as nossas forças, o Brasil já tem vacina contra a Covid-19, aprovada pela Anvisa, chegando em todos os cantos do País. E ela é segura, eficaz e de todo o Brasil.

A vacina vai devolver para a Mariana a confiança para ela continuar salvando vidas.

Para o seu Isaías, a sua roda de amigos.

Para a Dona Regina, o sorriso que iluminava a vizinhança.

Para a Roseli, o carinho de seus alunos.

A gente ainda precisa se proteger, enquanto a vacina não chega a todos.

Juntos, vamos cuidar uns dos outros.

Em cada canto, terá proteção.

Somos um Brasil. Somos uma só nação.

Brasil imunizado. Somos uma só nação.”

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Como todo o resto, a campanha chega atrasada, com finalidade marqueteira de por holofotes nas forças armadas. Para que mesmo?

  2. A preocupação do bolsonaro é por militares no vídeo. Devia por então o mestre da logística general pazuello (o calmo), com aquele avião que foi preparado para ir buscar vacinas na Índia. #forabolsonaro

  3. Nem tentando fazer o certo eles deixam de embutir uma fake news...rs... Convenhamos, essa vacina (coronavac) "é para os brasileiros", mas nunca será "dos brasileiros". Ela tem um pai, o nome dele é Dória. Sem o esforço dele não haveria essa vacina agora "para os brasileiros". pode colocar avião azul, zé gotinha e o escambal, ainda assim será um feito com a assinatura e suor de Dória. Já o bozo, esse não merece nenhuma vinculação com essa vacina que ele fez questão de insistir em sabotar.

    1. TUDO O QUE SE FALAR SOBRE VACINA, LEIA-SE : VACINA DO DORIA. DORIA JÁ VACINOU TODOS OS PRIMEIROS. SÓ SOBROU O PRIMEIRO BURRO A SER VACINADO, SÓ QUE BURRO NÃO TOMA ESSA VACINA. KKKKK

  4. Domingo o presidente da Anvisa, falou mais de uma vez, sobre a importância da mudança de comportamento em razão da pandemia. Os diretores da Anvisa reforçaram que não existe infelizmente, um tratamento terapêutico eficaz. O general Pazzuelo disse ontem que nunca falou em tratamento precoce, o que obviamente é mentira. Bolsonaro agora chama a vacina do Butantan, de vacina do Brasil. E agora começará a publicidade da vacinação. Antes tarde do que nunca. Porém o estrago já está feito.

  5. A tendência é sempre o certo e o bom triunfarem sobre o errado e o mal. Vamos ver o que vão inventar agora, quando engata uma re na xaranga e remonta é difícil engatar uma primeira.

    1. E aqui ainda aparece o ridículo do ridículo para rebater seu comentário. Mas é cada BNP que me aparece. #ForaBozotário

    2. Ridículo mesmo, até ontem mortes má formações, código genético defeituoso enfim o certo e bom vencendo o errado e mal

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO