Adriano Machado/Crusoé

A equivocada matemática do Ministério da Saúde

13.01.21 19:21

O sistema do Ministério da Saúde registra uma equivocada conta matemática. O painel com o descritivo de dados sobre o avanço do novo coronavírus no país indica que, desde o início da crise sanitária, 8.256.536 brasileiros foram diagnosticados com Covid-19. Em uma contradição, porém, o portal informa que 14.594.139 de cidadãos se recuperaram da doença.

Reprodução

Não é a primeira vez que o ministério comandado por Eduardo Pazuello divulga informações incorretas. A pasta já contabilizou mortes e casos a menos, usou dados duplicados e se confundiu sobre a data do registro do primeiro caso da doença no Brasil.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

Edição nova toda Sexta-Feira. Leia com Exclusividade!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

Deixar para mais tarde

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. A conta fica mais complicada. Para ~212 milhões teríamos 17.5 milhões de diagnosticados 14 milhões de "recuperados" e 3.5 milhões de não "recuperados"

  2. No geral, ministros mal formados e despreparados... o tal de mito não aceita gente mais competente e inteligente que ele por perto. Temeroso de concorrência em todos os campos de sua vaidade doentia...

  3. Arnaldo, se a conta for esta fica ainda mais complicado. Em 212 milhões teríamos ~17.500.000 diagnosticados 14 milhões de "recuperados" e 3.5 milhões de não "recuperados"

  4. Abaixo dos 8.256.536 há uma informação que a reportagem não vê. Os dados são por cada 100 milhões de habitantes. Está aí, na foto da reportagem.

    1. Quem é ruim de aritmética não pode ser bom e logística ou qualquer outra área técnica!

  5. Os números referentes aos casos acumulados 100mi foram cortados. Eles deveriam ser mostrados logo abaixo, seguindo o mesmo dos dados anteriores. E sim tem erro na crasso.

  6. Logo abaixo do número de casos acumuladoa, aparece uma escala: 100 mi. Que significa? Talvez o M.S esteja adotando uma escala diferente. E, não esqueçam, a culpa é, sempre, do estagiário...🙃

  7. Tem muita coisa errada neste governo e no ministério da saúde, entretanto neste caso o erro me parece ser da reportagem. Se olharmos a informação com a devida calma podemos observar que o dado referente ao número total de infectados é referente à base de 100 milhões de habitantes. Sendo assim o número total de recuperados, considerando o total de nossa população é coetente.

    1. Luiz, minha dúvida é qual o fator usado. Qual é a metodologia? 8 para 14. Diferença de 75%. Por que 75 e não 50 ou 150%? Qual a lógica?

    2. Entendo que mostrando o número de infectados por cada 100 milhões de habitantes obtem-se diretamente o percentual de infectados na população. Este percentual aplicado na população total de 210 milhões e descontados os casos de óbito e de presente acompanhamento resulta num numero próximo destes 14 milhões de infectados. Acho simplista definir apenas como um erro absurdo sem identificar com cuidado o que está escrito. Não é comum na Crusoé uma avaliação apenas para justificar uma crítica assim

    3. Luiz, eu estou lendo no celular, com isso não consegui ler o que está escrito embaixo do número. Mas pelo seu raciocínio o Ministério da Saúde projetou um número? Seria mais de 8 milhões de casos e mais de 14 milhoes de casos projetados para 100 milhões? Cara se for isso, qual é a lógica por trás disso?

    4. pqp.... 30 anos vendo gráficos financeiros nacionais e internacionais e essa é a primeira vez que vejo isto. Padrão militar ?

    5. Ahh, bão. Não tinha entendido aquele 100 mi logo abaixo do número de recuperados. Valeu a explicação.👍🏾

  8. Imagina se o ministro da Saúde não fosse especialista em logística doDia D, da Hora H, do Mês M ,do Ano A a perder de vista ...

    1. Muito em breve ele vai bater o sino pedindo pra sair. Só esperar pra ver.

  9. Isto prova que não é só o genocida que está doido. Na verdade, todo o gabinete dele sofre de deficiências cognitivas sérias!

Mais notícias
Assine
TOPO