O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, foi um dos que teve o WhatsApp clonado pelos bandidos (Marcos Corrêa/PR)

A prova contra Bicuíra

Documentos apreendidos pela Polícia Federal reforçam testemunho de delatores da Odebrecht segundo os quais o ministro Eliseu Padilha, chefe da Casa Civil de Michel Temer, recebeu propina milionária por obra no Rio Grande do Sul
11.05.18
Mais notícias
TOPO