Sergio Lima/Folhapress

Generoso com os grandes,
inclemente com os pequenos

O mesmo Supremo Tribunal Federal que está em vias de aliviar a vida processual de corruptos estrelados da Lava Jato sabe ser impiedoso com réus pobres e anônimos
01.11.19

Na iminência de soltar figurões condenados em segunda instância por envolvimento em esquemas milionários e até bilionários, o Supremo Tribunal Federal é implacável com cidadãos pobres presos por crimes, digamos, bem menos gravosos. Enquanto políticos e empresários costumam conseguir, por meio de renomados e caros advogados, o direito a responder a processos em liberdade, brasileiros assistidos por defensores públicos sobrecarregados de serviço têm habeas corpus negados em decisões monocráticas e colegiadas. Crusoé destrinchou alguns desses casos, em meio ao intervalo no julgamento que deve liberar presidiários famosos, entre eles o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e acabar com um dos principais mecanismos da Lava Jato no combate à impunidade.

Em uma tentativa de minimizar o impacto da previsível decisão do Supremo, Dias Toffoli, o presidente da corte, enviou ao Congresso Nacional, na segunda-feira, 28, uma proposta para alterar o Código Penal e impedir a prescrição de casos que chegam ao Superior Tribunal de Justiça e ao STF. Anunciada como um antídoto contra a impunidade, a medida interrompe o prazo de prescrição após condenação em segunda instância, enquanto ainda tramitam recursos em tribunais superiores.

A proposta de Toffoli enfrenta resistência de juristas. O ex-ministro do Supremo Carlos Velloso, por exemplo, rechaça qualquer ideia como a do atual presidente da corte. “É o estado confessando a sua impotência. Aliás, tenho minhas dúvidas se não é inconstitucional”, diz. Velloso afirma que um processo prescreve quando o Poder Judiciário não cumpre com a obrigação constitucional de dar um fim ao caso, punindo ou absolvendo um réu. “Há um tempo determinado para o estado, por meio do Judiciário, dar uma resposta ao cidadão.” A mensagem é clara: a interrupção da prescrição é uma falsa solução, além de ser injusta por abrir caminho para que o estado mantenha indefinidamente uma guilhotina sobre a cabeça de quem ele não consegue acusar devidamente em tempo hábil.

Thiago Bottino, professor da Escola de Direito da Fundação Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro, afirma que a prescrição existe exatamente para impor um limite aos órgãos de persecução penal. “Normalmente, a prescrição é uma punição à inércia do estado”, diz, referindo-se à costumeira lentidão das decisões nas várias instâncias dos diferentes tribunais. Ainda não há previsão para o Congresso analisar a proposta de Toffoli. Já o julgamento que vai decidir sobre a prisão de condenados em segunda instância será retomado na próxima quinta-feira, 7. Faltam os votos de quatro ministros: Cármen Lúcia, Celso de Mello, Gilmar Mendes e do próprio Toffoli.

Já votaram contra a execução antecipada da pena os ministros Rosa Weber, Ricardo Lewandowski e o relator do caso, Marco Aurélio Mello. A eles devem se juntar Gilmar e Celso de Mello, totalizando cinco votos. Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso e Luiz Fux votaram a favor da prisão logo após a condenação em segundo grau. Cármen Lúcia deve ir no mesmo sentido. A se confirmar a tendência, o desempate caberá a Toffoli, cuja posição, contrária às prisões, é conhecida. O voto de Barroso na primeira etapa do julgamento ilustrou o abismo que separa os réus ricos e poderosos, aqueles que como nunca antes na história aguardam com ansiedade o veredicto, dos que não têm condições de influenciar a mais alta corte do país a mudar mais uma vez de opinião acerca do tema. Disse Barroso: “Não foram os pobres que sofreram o impacto da possibilidade de execução da pena após a condenação em segundo grau. Não foram os pobres que mobilizaram os mais brilhantes advogados criminais do país. Não creio nisso. Pobre não corrompe, não desvia dinheiro público nem lava dinheiro. Não é de pobres que estamos tratando aqui!” A seguir, alguns casos do mundo real que emolduram a questão.

Roubou uma bermuda e Toffoli não perdoou

Analfabeto e alcoólatra, Evanildo José Fernandes de Souza passava o dia perambulando pelas ruas de Viçosa, interior de Minas Gerais. Em 2011, ele furtou uma bermuda em uma loja da região central da cidade. Logo uma equipe da PM o prendeu com a peça de roupa, vendida a 10 reais. Solto dias após o flagrante, respondeu ao processo em liberdade, mas não escapou da condenação a um ano e sete meses de prisão em primeira instância. A pena foi mantida no TJ de Minas Gerais e no Superior Tribunal de Justiça. Defensores públicos federais apresentaram um recurso ao STF. Pediram a aplicação do princípio da insignificância, argumentando que não houve prejuízo à loja. Coube ao próprio Toffoli analisar o caso. Em junho de 2018, veio a decisão: por ter praticado outros pequenos furtos, Evanildo tinha de ficar trancafiado.

Uma semana antes, o mesmo Toffoli deu a José Dirceu o direito de aguardar em liberdade pelo julgamento de um recurso. Um benefício, aliás, que os advogados do ex-ministro petista nem sequer haviam pedido. Dirceu era reincidente em desvios milionários de dinheiro público. Ele já havia sido condenado uma vez no mensalão e duas no petrolão por crimes que não eram nada irrelevantes. Nem ele nem os outros réus haviam devolvido um só centavo. Toffoli ainda ordenou a retirada da tornozeleira eletrônica de Dirceu. O ministro, vale lembrar, foi advogado, assessor e chefe de gabinete de Dirceu na Casa Civil do Planalto na era petista. O então presidente Lula o nomeou para o cargo de advogado-geral da União e, depois, o escolheu para assumir uma cadeira no Supremo, apesar da reprovação em dois concursos para juiz de carreira.

Evanildo, o ladrão da bermuda, teve que cumprir um sexto da pena, como manda a lei, e só depois disso ganhou de volta a liberdade.

Preso até hoje por roubar sacas de café

José Dirceu não foi o primeiro nem seria o último político da Lava Jato a receber benefícios de Toffoli e de outros ministros do STF. Tampouco Evanildo seria o primeiro e último miserável brasileiro a não obter a mesma complacência dos integrantes do Supremo. Em maio de 2018, um mês antes de soltar o ex-chefe petista, Toffoli negou o pedido de um defensor para que João Santos, acusado de roubar o equivalente a 81 reais em sacas de café, fosse colocado em liberdade, por meio do princípio da insignificância. O réu havia sido condenado a três anos, um mês e dez dias de cadeia.

Toffoli negou o pedido de liberdade argumentando que o réu era reincidente e que a jurisprudência do STF não admite a aplicação do princípio da insignificância nessas circunstâncias. O entendimento, no entanto, não é unanimidade no Supremo. O ministro Celso de Mello, por exemplo, já absolveu uma mulher condenada pelo furto de duas peças de queijo, avaliadas em 40 reais, apesar de ela ser reincidente. Gustavo de Almeida Ribeiro, o defensor público que defendeu o ladrão de café, destacou que não houve violência no crime e os 27 quilos de café furtados foram devolvidos integralmente à vítima. “Agravei e pedi julgamento presencial e não virtual. O ministro Dias Toffoli indeferiu. Sequer poderia sustentar, gostaria apenas de estar presente”, diz.

João Santos segue preso.

Cego com HIV tem Gilmar como seu algoz

Em junho de 2018, Gilmar Mendes decidiu manter preso Valdemir Firmino, acusado de ter roubado 140 reais em 2013, no interior paulista. As condições de saúde do detento não sensibilizaram o ministro. A Defensoria Pública de São Paulo ainda tentou argumentar que se tratava de uma questão humanitária. Cego, Valdemir havia contraído HIV e sofria de ataques de convulsão na cadeia, onde não tinha acesso a medicamentos e tratamento adequado. Os argumentos eram acompanhados de laudos médicos, que atestavam a doença e apontavam risco de vida.

No mesmo dia em que mandou o portador de HIV cego permanecer preso por roubar 140 reais, Gilmar Mendes concedeu habeas corpus a quatro figurões presos na Operação “Câmbio, Desligo”, aquela que desvendou um esquema de lavagem de dinheiro de 1,6 bilhão de dólares. Só entre maio e junho de 2018, o mesmo benefício foi estendido por Gilmar a outros 19 acusados da Lava-Jato no Rio de Janeiro. Nenhum desses réus esperou o julgamento definitivo do HC pedido pelos caros advogados no Tribunal Regional Federal e no Superior Tribunal de Justiça.

Valdemir teve que cumprir toda a pena.

Quando a coerência não é o forte

Em 2017, o ministro Edson Fachin negou um habeas corpus a uma mulher de 39 anos presa em flagrante seis anos antes por ter tentado furtar dois desodorantes e cinco caixas de chiclete de um supermercado de Varginha, no sul de Minas. Os produtos somavam 42 reais e foram devolvidos à prateleira após o segurança do estabelecimento perceber a ação de Georgina Gonçalves. O advogado pedia o arquivamento do processo. Fachin alegou que a tese da insignificância penal, com base no baixo valor que a ré havia tentado subtrair, não poderia ser aplicada devido ao fato de ela ser reincidente. Ele acompanhou a decisão do relator do caso, Ricardo Lewandowski. Naquela oportunidade, o HC foi concedido pelo STF porque os outros três ministros da Segunda Turma discordaram.

Nem sempre, porém, há coerência nos veredictos. Em abril de 2006, a mesma Segunda Turma decidiu de maneira diferente sobre um caso parecido com o de Georgina. Por unanimidade, manteve a pena de um homem condenado a um ano de cadeia pelo roubo de duas peças de picanha, avaliadas em 69 reais. Mais uma vez, defensores públicos pediram a absolvição do réu pelo princípio da insignificância. A turma, no entanto, entendeu que ele não poderia ser perdoado porque respondia a outras acusações de furto. O crime analisado pelo Supremo havia sido cometido em 8 de março de 2005, em um supermercado da mineira São Lourenço. Primeiro, Cleiton Costa recebeu uma pena de um ano e oito meses de prisão em regime aberto. A condenação foi confirmada pelo Tribunal de Justiça de Minas, que reduziu a pena para um ano. A Defensoria da União recorreu ao STJ, mas teve seus pedidos negados. Entrou, então, no Supremo, que manteve a decisão. Cleiton teve de continuar cumprindo pena.

Marco Aurélio e as caixas de chiclete

Em 2009 foi a vez de o ministro Marco Aurélio de Mello negar um pedido de habeas corpus a uma mulher que pediu a aplicação do princípio da insignificância para um crime ocorrido em Sete Lagoas, também em Minas Gerais, em junho de 2007. A ré, Valdete Cardoso, havia sido condenada a dois anos de prisão por furto de caixas de chicletes cujo valor estimado era de 98 reais. Um defensor público que cuidava do caso recorreu ao tribunal estadual, que não a inocentou, mas reduziu a pena para um ano e três meses. Depois, recorreu novamente, desta vez ao STJ, que também negou a anulação da condenação. Em ação protocolada em seguida no Supremo, a defesa da ré pediu a suspensão da sentença.

Marco Aurélio, no entanto, não se convenceu quanto à inexistência de crime no caso do furto dos chicletes. Embora tenha reconhecido que o prejuízo de 98 reais era de pequeno valor, ele analisou que não se trata de “furto famélico”, quando uma pessoa furta alimentos para saciar a fome. O ministro acrescentou que a acusada já respondia por outros crimes semelhantes. Por isso, justificou que não poderia suspender a condenação.

Valdete foi obrigada a cumprir pena.

O ladrão preso que roubou um rádio do ex-ministro solto

Em outubro último, o ministro Celso de Mello negou habeas corpus a um homem preso por furtar um rádio-comunicador de 70 reais de uma faculdade privada em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. Ao prender Jonathan Souza Gomes, policiais militares restituíram o equipamento usado por um vigilante da instituição, que integra uma rede de ensino pertencente ao ex-ministro de Lula, ex-deputado federal e ex-vice-governador de Minas Walfrido dos Mares Guia, investigado no mensalão mineiro.

Mares Guia, o dono da empresa roubada, conseguiu se livrar das acusações de crime de peculato e lavagem de dinheiro no esquema que, segundo as investigações, serviu para arrecadar mais de 100 milhões de reais para o tucano Eduardo Azeredo. Júlio Carlos, o ladrão do rádio-comunicador da faculdade do ex-ministro, está preso.

A via-crúcis de um legítimo ladrão de galinha

Nem mesmo um verdadeiro ladrão de galinha escapou do peso da caneta de um ministro do STF sobre réus desabonados. Em abril de 2014, Luiz Fux negou um pedido de habeas corpus para a anulação de um processo contra Afanásio Maximiniano Guimarães, um acusado pelo roubo de um galo e uma galinha na pequena Rochedo de Minas. Os defensores de Afanásio pediram o arquivamento do caso sob a alegação de que o crime tinha baixo potencial ofensivo, mas Fux decidiu que o Ministério Público deveria se manifestar sobre o caso. O desfecho da história deveria ser definido pela Primeira Turma do Supremo.

Primário, Afanásio roubara o galo e a galinha do vizinho, Raimundo das Graças Miranda. Mas logo se arrependeu, procurou a vítima e ofereceu 40 reais pelas aves, que havia comido. Era tarde. Pouco depois, um juiz de São João Nepomuceno, cidade-polo da região, aceitou a denúncia ajuizada pelo Ministério Público Estadual. O caso chegou ao Supremo após o Tribunal de Justiça de Minas Gerais e o STJ rejeitarem o pedido de arquivamento. A via-crúcis pelos tribunais de Brasília foi dura. Até que a Primeira Turma do Supremo decidiu por três votos a um acolher os argumentos do ladrão de galinha. Foi um ponto fora da curva, a exceção que confirma a regra. Crime é crime e deve ser punido. O que o cidadão que cumpre com suas obrigações espera, porém, é que a lei valha para todos, sem privilégios para os ricos e poderosos, como agora ocorre à luz do dia.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Todos sabem que Toffoli está onde está exatamente pra facilitar a vida dos bandidos do PT Acabou de cumprir com a palavra é mudou a lei pra soltar Lula, e simplesmente um absurdo total, dificilmente alguém irá respeitar um país como este!

  2. Já que eles gostam dos corruptos, corruptos devem ser, só existe uma solução para o caso do STF, torná-lo um tribunal de faz de conta, suas decisões não serem cumpridas por ninguém, vão ficar falando sozinhos, DESCUMPRIMENTO CÍVICO JÁ, vai ser a única forma de nos salvar, porque essa falácia que só vão soltar 4000 presos e conversa para boi dormir, vai sair muito homicida, estuprador e traficante da cadeia, simplesmente não cumprindo as decisões deles, vão ficar com cara de tacho

  3. O STF favorece os poderosos corruptos, aos pobres a cadeia. Lá pau que bate em Chico não alcança Francisco. STF acabando com a democracia no pais.

  4. Com os relatos dos casos acima do STF, conclui-se o que sabemos há anos. Nós simples mortais da população temos que fazer campanha permanente de repúdio a esses ministros. Vaia-los em qualquer aparição publica(incluindo aviões,restaurantes,teatros,cinemas,farmácias, padarias,etc..), como também, os estabelecimentos de comércio devem se negar a vender ou servir qualquer produto ou serviço. Transformar suas vidas num pesadelo constante e implacável até renunciarem ao cargo. Divulguem nas redes!

  5. Para os acusados de algum crime, pobres CADEIA Para os acusados de algum crime, ricos LIBERDADE Esse é nosso país, pobre dos brasileiros de bem!

  6. PelAmordeDeus Crusoé, me permitam compartilhar essa matéria à exaustão, esse arremedo de pais não continuar de paraíso da impunidade nababesca garantido pelo STP, Supremo Tribunal dos Poderosos!!

  7. Por que um material como este não vai para mídia nacional, em horário nobre, como manchete com letras maiúsculas? Por que?! PARABÉNS pelo trabalho jornalístico e pela apuração, mas não deixem a matéria "morrer" aqui, onde somente assinantes podem lê-la.

  8. DEUS me perdoe. Mas não sei que sentimento é esse que me invade ao ler, mais uma vez, sobre as barbaridades perpetradas pelo STF. Quanto desprezo e deboche pelo povo. Ver Lula, Dirceu e outros ladrões da República leves e soltos agitando o país juntamente com outros que sequer passaram ou passarão um dia na cadeia, é de doer.

  9. Está mais que claro a postura autocrata e infame dos Ministros do Supremo. São decisões como pão com manteiga de ratos para ratos da vida púbica. São ladrões do dinheiro público, das instituições e da dignidade nacional. Uma vergonha!

  10. O cidadão trabalhador e cumpridor dos seus deveres nesse país, não vê há um longuíssimo prazo que as coisas mudem e que a justiça realmente se faça para todos de maneira equânime e que não gere a sensação de alguns continuam a ser de terceira classe. Não é a toa que alguns chegam ao desespero de falar em golpe militar e outras formas de cerceamento da liberdade. Chega a ser nojento, me arrependo até de ter lido.

    1. Indubitavelmente asqueroso. Não se pode esperar de INIQUOS a verdadeira JUTISÇA. JESUS juresprudenciou: "SE ATUA JUSTIÇA NÃO ULTRAPASSAR A DOS ESCRIBAS E FARISEUS, DE MANEIRA NENHUMA ENTRAREIS NO REINO DO CEU". Pobres e necessitados são aos olhos deles como lixo. O castigo dele virá a seu tempo.

  11. É lamentável e nojento termos uma Corte Suprema extramente viciada e que patrocina exclusivamente a insegurança jurídica. É uma limpeza que precisa ser feita, pois esta situação suja profundamente o Legislativo, pois dá para este poder o sentido infinito da impunidade.

  12. Com certeza esses casos pequenos, os grandes nomes do STF, nem viram o pedido/processo. Devem ser respondidos por estagiários. Os Poderosos do STF, só atendem os Bandidos Poderosos....

  13. Não só para o Brasil, mas os organismo internacionais teme o rumo que o Brasil está tomando com a decisões temerárias do STF. Não basta a ilegalidade da aberração do Toffoli que viola a CF, que deveriam defender em nome do interesses próprios e de criminoso. Se portam ainda como crianças que na sua tenra idade mudam de ideia conforme a conveniência. Realmente a coisa no Brasil está complicada.

  14. Eu vejo o STF como um atraso em nosso Brasil, lamentável que uma instituição pública que deveria dar exemplo de respeito chegou a esse ponto, não tem sentido manter o STF aberto.

  15. Vimos que a maioria dos Sinistros do STF são realmente PilanTras PicareTas ducaPTa........a serviço da ORCRIM LuloPTista, a mais perigosa e maior ladra de dinheiro público do povo pobre e sofrido do Brasil Continental.......isso é uma VERGONHA mundial.

  16. STF/Justiça - é a grande vergonha Brasileira, com repercussão Internacional - vem ai com aval do STF roube mais para se dar bem ... homologado pelos intocáveis Ministro - Liderado pela Pantera de Bengala...e para classe Operários na pratica de qualquer delito, sem julgamento Algum vai direto para a masmorra...Canalhas Eles são!!!

  17. Cada dia que leio esses abusos e absurdos do STF, tenho a certeza que eles não julgam com isenção e sim com interesses financeiros dos réus. STFVERGONHANACIONAL

  18. Primeiramente, parabéns aos repórteres pelo levantamento detalhado e primoroso texto expondo a picaretagem deste STF! Segundo, não entendo como uma corte tao onerosa para o contribuinte deve se deter a julgar casos desta insignificância, a não ser que nossos ministros tenham grande apreço em rasgar dinheiro público.

  19. Não devemos nos esquecer que no STF encontram-se mais de 30.000 (trinta mil!!!) processos aguardando despachos dessa corja!!! Enquanto esses processos esperam pela boa vontade, os de Lula e sua cambada de ladrões do dinheiro público são -ansiosamente - aguardados para "decisões". O último pedido feito pelos advogados de Lula foram "analisados" e decididos em 24 horas !!!

  20. Gente essa matéria é muito boa. Gostaria que essa matéria fosse colocada estampada para que toda população tivesse acesso. Pessoas que saquearam bilhões estão soltos ao passo esses pobres brasileiros por valores ínfimos apodrecem na cadeia. É o mesmo sistema da idade média, infelizmente. Acorda Brasil.

  21. Duvido que os Ministros leiam seus votos ou mesmo discutam as causas antecipadamente, Valéria a pena investigar os assessores deles estes, sim os responsáveis pelos votos, a incoerência está aí, óbvio que os ditos ministros tem a responsabilidade final pelo que falam, mas já tivemos a oportunidade de ver ministros quase surpresos com o que estavam lendo.

  22. É uma pena que essa matéria não possa ser lida por todos. Não adianta compartilhar pq não está aberta aos não assinantes. Faço uma sugestão , liberem algumas matérias para que possamos mostrar ao país quem é quem. ( Moiana)

  23. Cada vez mais envergonhada com os atuais Ministros do Supremo( alguns) Esta forma de completar o supremo, tem que ser mudada e, tem muita coisa para mudar nas antigas formas de governar! Que Deus nos Proteja!🙏🙏🙏🙏🙏🙏🙏

  24. Essa reportagem despertou em mim dois sentimentos: compaixão e raiva. E a justiça? Por onde anda essa senhora? Escondida atrás do SUPERIOR e do TRIBUNAL.

  25. Isso remete a um antigo dito, de “quem rouba um tostão é ladrão; quem rouba milhão é barão”. Nossa Suprema Corte está cumprindo à risca o mencionado e retribuindo o favor, a quem os colocou onde estão.

  26. Impressionante rol de pequenos crimes cometidos que foram transformados pelo STF em " espetacular exercício da lei". Exercício esse , voltado para punir "exemplarmente" pessoas pobres, algumas possivelmente desesperadas pela falta de oportunidades em suas vidas. Mas, esse mesmo tribunal nunca de preocupou em agir da mesma maneira, e com mesmo entusiasmo em fazer justiça, quando se trata de se aplicar penas aos ricos e políticos, ladrões denunciados e reconhecidos pelas investigações.

  27. Esperemos as manifestações nesta próxima semana! Fora STF! Que não não ajudam em nada e só defendem seus interesses. E com salários pagos por NÓS!

  28. A cagada de um jacu é mais importante do que o STF do Brasil . Enquanto a cagada da ave espalha sementes pela terra as quais produzirão árvores e frutos no futuro, os membros do STF Nacional dão trabalho as futuras gerações criando imenso trabalho para limpar as cagadas deles.Chama-los de vermes seria uma infâmia a esses seres.

  29. Alguns ministros do STF a começar por Toffoli e Gilmar são pequenos em todos os sentidos, não são regido$ por censo de justiça! Dá nojo só olhar suas caras falsas e hipócritas, mas, o mundo dá voltas.

  30. Há muito tempo o símbolo da justiça que é a balança anda em desequilíbrio. O que temos visto nos últimos tempo é uma sequência desatinos promovidos por togados principalmente no STF. Até quando????

  31. A sensação que tenho é a de que estamos próximos de uma virada de ano, não para 2020, mas sim para 1964. Vejamos: risco de esquerdização na AL, descaso do judiciário (em especial o STF), espírito de corpo do legislativo, corrupção generalizada, pedido de intervenção por parte da sociedade, níveis de violência nas ruas e, para mim o mais incômodo, a sensação de que pelas vias regulares nada será resolvido. Não vivi os anos 1960. Nada como viver o momento para entendê-lo em sua abrangência.

    1. Flavio, eu vivi integralmente o governo militar. Morro de saudades daquele tempo. O povo era feliz e não sabia. Infelizes com os devidos méritos, naquele tempo, eram os corruptos de 1985 para cá.

    2. Eu vivi os anos 60, o quadro se assemelha bastante....

  32. é vergonhoso como temos este supremo com tantas práticas incoerentes e não podemos fazer nada. Ninguém questiona as ações deste supremo absurdamente incoerente. Tão claro são suas ações que beneficiam aos seus.

  33. O mais engraçado de toda essa história é ver pela mídia ver Ministros como Gilmar Mendes e Tofinho, serem convidados para participar de seminários e eventos, que debatem os rumos de nossa sociedade. Será que todo esse pessoal vive no Terra 2, vistos em seriados de televisão. Como pode essa gente asquerosa ter vez na mídia nacional.

  34. Resposta ouvida, anos atrás, de um político carioca, famoso pelo trato desonesto com o dinheiro público, mas que nunca havia sido condenado: "... a gente rouba, até certo ponto, pra ter vida boa, mansão, carro de luxo. Daí pra frente, a gente rouba só pra pagar os advogados". Essa é a máxima deste país.

  35. Absurdos que precisam ser corrigidos. Justiça rápida só para os pobres. Retrato de um STF desmoralizado. Acho que deveriam ser revistos os critérios de acesso a esses cargos, ainda mais que são vitalícios. Quantos são magistrados por concurso público??? Limites deverão ser impostos. Enquanto isso não acontece....

  36. A Justiça tem dois pesos e duas medidas. Simples assim. Impressionante os casos relatados na reportagem!! Ainda estamos longe do equilíbrio e da Justiça verdadeira.

  37. Conclusões: se roubar, que seja muito. O judiciário, todos os níveis, perde tempo com fatos que deveriam ser tratados em tribunais locais. Talvez com ajuda de terapeuta comportamental. Os tribunais superiores tem salario muito elevado para julgar causas pequenas. Nós pagadores de impostos, arcamos com custos astronômicos para manter judiciário, no mínimo estranho. Quanto custa cada causa aos brasileiros? Reforma no judiciário, JÁ, ou corrupção será eterna.

  38. Uma medida para Chico e outra para Francisco! O Código Felipino ainda em vigor no Brasil, quando a pena era diferenciada conforme o nível social da vítima ou do acusado! Roubar muito pode, pouco não!

  39. O que mais me impressionou nessa matéria, foi o volume de questões insignificantes que chegam ao STF, principalmente as oriundas do estado de Minas!! Já pensaram no custo de uma hora de ministro do STF para o país??? Casos que sequer envolvem violência!!! O erro já começa na primeira instância, sequer buscam um acordo???

    1. Finalmente um comentário sobre o que realmente preocupa: por que casos tão insignificantes chegam ao STJ que, no caso de crimes comuns, cometidos por pessoas sem prerrogativa de foro, só julga os casos, em tese, em face da Constituição...

  40. Como o povo já sabe, há realmente 2 pesos e 2 medidas no STF. Para os ricos, bem relacionados e ladrões do povo, habeas corpus e interpretação da Constituição para atendê-los. Agora o resto de nós, o povo brasileiro, a lei mais dura possível.

  41. Renato parabéns, que texto impressionante e importante. Eu tinha a impressão que havia dois pesos e duas medidas. Você comprovou. Compartilhei e indiquei para o exterior a revista Crusoé em especial seu texto porque não conseguem entender a atuação e o modo jaboticabal dos nossos juizes do STF principalmente nesta questão de proporcionar liberdade e maior impunidade enfraquecendo a Lava Jato.

  42. Se a esses pequenos delitos fosse dado trabalhos comunitários com rigorosa supervisão, haveria menos excessos de presos , menor ônus ao estado é mais vagas para acomodar os ladroes de casaca.

    1. Deveriam ser comidos por vermes, como o caso de Herodes, registrado na Bíblia em Atos capítulo 12 versículo 23.

  43. Toffoli o amigodoamigodomeupai além dos 100000 mensais que a mulher deposita (sem explicação ) tem 2 acusações pendentes :da OAS E DA ODEBRECHT

  44. Crusoé, por favor libere essa materia para ser divulgada nas redes sociais, tendo vocês como a fonte. Precisamos mostrar ao Brasil essa injustiça, para precionarmos o STF e o Congresso.

    1. Também faço a mesma solicitação. Cruzoé é a única representante com credibilidade na mídia Brasileira. Parabéns pela conduta.

    2. Eu concordo com o Carlos vocês precisam mostrar a esta cambada de cretinos aquilo que são capazes. Isto é uma VERGONHA. Estes verdadeiros canalhas merecem nossa repulsa. Bando de hipócrita. Valdemir

  45. Deixa desfazer sentido a figura q representa Justiça, talvez se colocassem óculos ela enxergasse melhor esses pobres e desvalidos, triste Brasil

  46. Longe de pretender fazer aquela "velha propaganda", mas esse é o tipo de matéria que deveria ser compartilhada e muito... Quem sabe, chegando a sensibilizar alguns daqueles indivíduos da Corte. Mas foi só um sonho; acordei...

    1. Esses malditos ministros corruptos, pela lei não deveriam atuar no STF. AI5 neles !!! O que estamos esperando para consertar e Brasil 🇧🇷 Bolsonaro manda bala enquanto é tempo e faz a suas história enquanto o povo ainda acredita em vc.

    1. Espero que os militares estejam preocupados com o Brasil e saiam da caserna para dar um basta em tudo. E pratiquem a eutanásia nesses cancerosos benignos. Intervenção JÁ !!!!

    2. Amigo não se esqueça que a esquerda também é formada por homens da esquerda também! Ex.: Venezuela, Corea do Norte, ...

  47. Impressionante!! o custo destes processos é infinitamente muito maior que o produto dos furtos. Incabível, inimaginável! Totalmente insano algo deste tipo. E ainda querem acabar com a possibilidade de prisão a partir da decisão ei segunda instância! A sentença, destes crimes de baixo potencial ofensivo, produto do furto ser insignificante, de finalizar, de não na delegacia, em 1a. e única instância. Algo está errado neste país!!!

    1. Fossem eleitos, só pensariam na própria reeleição, como fazem os demais politicos...

  48. Parabens pela materia. Mais q provado, ficou documentado q os argumentos dos Srs. ministros sao usados, dependendo do caso ou dos envolvidos. O STF sempre abafou os processos dos poderosos ou deixava na prateleira ate extingui o prazo. Sera q marco aurelio nao sabia q os processos contra seu primo Collor estavam la por 20 anos ?. Temos q mudar isso.

  49. É a justiça brasileira que usa dois pesos e duas medidas, onde os desabonados não tem instância alguma e os mais abonados tem quantas instâncias estão dispostos a pagar.

  50. Como diz a Bíblia, Mateus 8 42: "...serão lançados na fornalha acesa, ali haverá dor e ranger de dentes, mas os justos resplandecerao como sol no reino do Pai." Quem será que vai para a fornalha, o ladrão de galinhas ou "suas excelências"...?

  51. Infelizmente por aqui sempre foi assim e enquanto não acabarmos com essas nomeações de compadres para as instâncias superiores que são as mais importantes e essa geração de juízes que entraram no serviço público na época que era mais fácil passar e mais fácil fraudar , se aposentarem ou falecerem e essa geração mais competente e qualificada que entraram chegarem a essas instância e claro a meritocracia ser implantada além mudarmos as leis de impunidade para servidores públicos , seremos reféns.

  52. Está claro que esta é a MATÉRIA DE CAPA desta semana. Será que a Crusoé está fazendo como o presida, evitando embate direto?

  53. Excelente reportagem. Desnuda os incompetentes e tendenciosos "ministros" do supremo da injustiça. Sugiro que liberem o acesso a essa reportagem para que os cidadãos brasileiros que sustentam essa corte se informem dessas aberrações cometidas. O cinismo, de um ministro afirmar que a prisão só pode ocorrer com o trânsito em julgado para favorecer os pobres, provoca nos brasileiros de bem os seus instintos mais primitivos. BASTA!!!

  54. Excelente reportagem!! Desnuda totalmente os que se "preocupam" com a eterna presunção de inocência. Objetivo real deles é impedir a prisão de poderosos, corruptos e corruptores, geralmente pessoas próximas deles por afinidade ideológica ou outros motivos.

  55. Parabéns pela clareza da reportagem. É assim, com exemplos didáticos e do dia a dia que o povo passa a entender o viés nefasto, a atuação desumana e picareta do STF. E mesmo com este vasto número de roubinhos mequetrefes chegando ao Supremo, querem acabar com a prisão em 2a instância. É um escárnio que não podemos aceitar!

  56. Parabéns pelas reportagens da edição semanal. Mostram o Brasil que não quero. E agora Crusoé/Antagonista? Seguimos o exemplo do Peru, um cabo e um soldado, ou .... paciência até próxima eleição? Por favor, continuem escrevendo e façam as reportagem chegar aos principais interessados (judiciário/legislativo/executivos/imprensa e todos os outros que nos ofendem todos os dias. Obrigado.

  57. Neste lamaçal de injustiças soltando bandidos que roubaram nossas vidas, tirando recursos da saúde, educação e infraestrutura ainda temos o STF crescendo nos vereditos de inexpressiva relevância! Lamentável ver o despreparo dos togados da mais alta corte primarem pela injustiça imoral!

    1. Uns vigaristas óbvios, uma ralé escarnecendo dos honestos e da honestidade....

  58. Seria o caso de aplicar a prova atual da OAB em caráter eliminatório aos membros do STF. Numa tacada já nos livrariamos de alguns, que ao que parece só se esmeram em empáfia.

    1. A vigarice deste STF é dum óbvio ululante, é gentalha, é de estarrecer ....

  59. Renato Alves que possu i o nome de meu pai Renato que possuis o nome de meu pai brilhante seu texto. A máxima é verdadeira o pobre que rouba um doce, uma galinha ou qualquer coisa para matar a fome pois seu salário quando tem não dá para viver então ele em última coisa que faz para não ver um filho queixar-se de fome vai e rouba. Com isso é preso e apanha até ficar no chão de tanto apanhar e machucado. Já o rico rouba bilhões como temos de exemplo máximo o Lulinha .

  60. Casos dignos de serem levados ao conhecimento de Cortes Internacionais de Direitos Humanos. Eu não posso. Alguém poderia? Rezo por esses infelizes.

  61. Ah, esqueci de parabenizar o repórter. Continuem assim, mostrando a caras desses infames, figuras abjetas que infestam a vida pública, de qualquer dos poderes, sobretudo do STF, que deveria ser o guardião da cidadania.

  62. Parabéns pela matéria !! O comportamento desses ministros só enxergo um único motivo: RABO PRESO com políticos e empresários. Inacreditável a falta de pudor, alguns já foram delatados como o amigo do amigo do meu pai, Toffoli teve como chefe Dirceu deveria se considerar suspeito p julgar mas não tem nenhum pudor, talvez por medo, dá as canetadas e liberta o bandido. GM a mesma coisa é o laxante mais conhecido do país, apenas para corruptos, pobre q morra mesmo doente. CANALHAS

  63. O Supremo conseguiu o impossível: está abaixo do Congresso ( a despeito dos bandidos que lá estão) em respeitabilidade e confiança da população. A reportagem provoca justa indignação. É de perguntar-se como uma corte apelidada de suprema, pode abrigar figuras tão asquerosas, por tudo que fazem e ainda vão fazer, para nosso infortúnio. Tenho nojo, asco de certas caras que lá habitam. A ânsia de vômito é enorme.

  64. Justiça? O cara nem aprovado é para ajuizar...para exercer a digna função de Juiz! Pois é! Eles "trabalham" para os escritórios advocatícios de seus aparentados e não para a JUSTIÇA; e, para nababos endinheirados, políticos ou não, mas corruptos - sim - que depauperam a saúde, a segurança, a educação e a dignidade do brasileiro.

  65. Algum Deputado da Câmara deveria ter o bom senso, de emitir uma proposta para que tais casos de pequeno valor, não cheguem ao STF e fossem resolvidos na primeira Instância. Agora sabemos porque os Ministros não tem tempo para se dedicar aos casos mais graves, que ficam anos nas gavetas. Isto é falta de bom senso do Judiciário.

  66. Guardiões das INJUSTIÇAS, um dia todos, todos sem excessão prestarão contas e mostrarão sua mãos manchadas e aí será tarde. O povo pobre sofre por demais nesse País excessivamente desigual.

  67. Infames! Hienas! É porisso que o STF ainda está julgando processos do tempo imperial. Há que se rever urgentemente a competência da Suprema Corte, limitando-a a aspectos constitucionais sem via reflexa. E já é muito! Crusoe deveria fazer uma investigação sobre o estoque de processos lá existente, para que seja coibida a prolixidade de decisões que nada acrescentam à justiça, pelo contrário, a diminuem!

  68. O triste é saber que até ladrão de galinha é julgado pelo STF. Não é um Tribunal "Constitucional"? Tá tudo errado, assim como, os julgamentos exemplificados.

  69. Após ler o teor dessa reportagem, chega-se a seguinte conclusão: POBRES NÃO TEM COMO PAGAR OS "JULGAMENTO$" DOS $ENHORE$ $UPREMO$, os quais, JAMAIS foram juízes de carreira, porquanto "premiados" com seus respectivos cargos, justamente por aqueles que ora sentam-se nos bancos dos réus. Supremo ASCO dos integrantes do $indicato dos traidore$ e farsante$ ($tf). É LASTIMÁVEL a conivência, a omissão, o compadrio dos comparsas do Senado. Só os néscios não vêem o futuro sombrio que se avizinha.

    1. Esqueceram-se do que é ser pobre,classe média remediada : Estão Em Outro Andar Que Não Nos Pertence(lembrem do vinho,lagosta,festas em Paris-Convidados por Kakay-adv e perderam o censo do ridículo. Não devem julgar casos assim-deixe para juízes que pertencem a terra,vivem a realidade! Parabéns pela matéria.

  70. Falando do Dias Tofoli, quem disse que ele é contra a prisão em 2a. instancia? Em entrevista pública, gravada e documentada, ao jornal O Tempo de MG, em 2016, ele foi categórico ao expressar a concordancia com a execução da pena após sentença em 2a. instancia. O que terá mudado de lá pra cá? A Constituição é a mesma, que eu saiba. Pelo visto só as caras dos criminosos são diferentes.

    1. É verdade, o que mudou é que Lula e Dirceu estão presos seus padrinhos q permitiram chegar a presidência do STF, mesmo com 2 reprovações em concurso p/Juiz.

  71. A justiça tupiniquim, mormente o stf, age assim mesmo. Clemente com os endinheirados, que podem arcar com honorários de caríssimos advogados, e implacável com o pobre, que sequer tem acesso à defensoria pública. Sinto nojo dessa justiça.

  72. A injustiça do judiciário é desastrosa para a seriedade das instituições republicanas. Simplesmente perdem o respeito do cidadão de bem e dos outros também. Qual a segurança jurídica que tem um investidor nesse país ??? Como serão julgados os contratos quebrados ??? E o cinismo com que esses temas são tratados no STF é um espanto !!!

  73. A prescricao, e uma punicao a inercia do estado, q acabou virando um balcao de negocios ha mais de 30 anos vejo pessoas com condicoes financeiras usarem essa caminho para escapar da justica, ja era estrategia do advogado (amigos da corte) na hora que vc contrata o servico, tipo nao tem jeito vc vai preso, o unico caminho p escapar e a prescricao e custa tanto. Gostaria de um relatorio com todos os nomes dos favorecidos dos ultimos 1,000 casos prescritos e vamos analisar e investigar um por um

    1. Minha sugestao p o relatorio dos 1,000 sortudos que tiveram seus casos prescritos no STF (discurso do M. Roberto Barroso); -Nome do sujeito. -Data que o caso foi aberto. -Acusacao(oes). -Quem estava com o caso (%). -Nome do advogado/escritorio (esse % vai mostrar os mais conectados).-Quanto o acusado gastou com advogados (valor muito alto investiga, rashid?).- COAF estuda se teve movimentacao financeira suspeita do advogado e cliente. Com certeza vai cair a casa de muita gente grande e poderosa.

  74. Não vejo como incorretas as sentenças condenatórias, porque todos os réus citados são reincidentes, ou seja, praticaram os delitos quando já tinham condenação anterior transitada em julgada e sem que tenha sido extinta a punibilidade. De outra parte, não compartilho os fundamentos dos ministros para fazer retroagir a jurisprudência do STF, inadmitindo a prisão após o julgamento pela segunda instância judicial, com ordem de soltura imediata de milhares de presos condenados.

  75. O correto nas circunstâncias atual no STF seria: - Instaurar um tribunal militar de justiça, - Suspender a conclusão desse "tribunal", - Submeter os ministros do STF a uma auditoria quanto a possível suspensão no caso, - Reestabelecer o julgamento com um tribunal cuja bandeira seja a Justiça.

  76. É importante observar que no caso da bermuda, ela foi devolvida ao dono do estabelecimento não havendo portanto prejuízo material. Outro ponto importante é que o reu era morador de rua e alcoólatra. Como alcoolismo é considerado doença Na realidade ele deveria ser conduzido para uma instituição de apoio sobre a situação social e do estado de saúde. Conheço este fato desde junho. Sugiro que vocês divulguem o número do hábeas corpus, pois qualquer cidadão poderá verificar a íntegra da decisāo.

    1. Pois é, perdão do $tf só para quem tem muita $$$$ e seja de esquerda, até aquando?

  77. Isto é o Brasil!? Quem pode, pode. Quem não pode se sacode! Ter um STF como este e tantas outras formações como no passado e não ter dá no mesmo. Nossos pseudo-deuses olham em primeiro lugar a conta bancaria do réu, tendo $, vamos libertar, não tendo $, mofe em nosso sistema prisional. Ter um STF associado, indicado por políticos, faz com que o sistema não funcione como deveria. Os pseudo-deuses não são independentes, somos idiotas com as absurdas decisões inconstitucionais tomadas por eles!

    1. Kem da referida justiça enxerga o ladrao de galinha deixando de lado uma banca advocatícia renomada ??? A mesma justiça q tem uma venda nos olhos e a mente nos “bilhões” roubados de nossos impostos. A “balança” sempre está na “tara” e no papel, só pra nos iludir q somos tds iguais. E eu acreditei ...

  78. Eles deveriam se envergonhar dessas condenações injustas mas não estão nem aí. Este artigo amanha já estará no lixo, ninguém prestará mais atenção nele.

  79. Essa reportagem deveria ser “esfregada” na cara desses ministros. Não existe motivo para tanta iniquidade que não seja a corrupção, uma verdadeira indústria de habeas corpus e venda de sentenças. Vergonha, vergonha, vergonha mil vezes.

  80. O país precisa saber disso! Vocês poderiam liberar somente essa reportagem para possamos divulgar ao mundo ps desmandos dessa balbúrdia chamada STF no Brasil??

  81. Isso é a nossa (in)justiça. Mas não vejo o PSOL, PCdoB, DEM, PSDB, OAB, Rodrigo Maia Marcelo Freixo ou Alcolumbre se manifestando a respeito. Como diria o deputado Justo Veríssimo, personagem de Chico Anisio, “Eu quero que o povo se exploda”.

    1. Pura verdade! Nossas instituições são independentes apenas no papel. Corrupção só existe porque temos Partido político, em que somos obrigados a votar a cada quatro anos, estão envolvido na corrupção que assola este país. O pensamento é mesmo este "o povo eu quero que exploda".

  82. Roubo é roubo, tem que ser punido. O que revolta e nos dá enjoo são esses dois pesos e duas medidas! Isso não pode existir em uma democracia!

  83. ... tenho vergonha de supremo tabajara que não tem vergonha do SUPREMO! Abaixo STF já. Referendo popular junto com as eleições presidenciais para todos ministros do STF a cada quatro anos...

    1. Concordo! Ministros nomeados por bandidos sempre vão desacreditar e deslegitimar o Supremo ! Ou eleição ou concurso! Chega dessa safadeza!

  84. INACREDITÁVEL! Lamentável! ESTUPIDEZ! Falta de Raciocínio Lógico! AMIZADES! Cara de Pau! RABOS PRESOS! Incapacidade Funcional! SUJEIRA, etc, etc, etc. POBRE Brasil dos brasileiros POBRES! Conclusão: ....... estamos MAL.

  85. Quanto mais leio, mais admiro essa revista. Pena que só uma pequena parte dos brasileiros têm acesso. Será que os privilegiados dos 3 poderes da nação não ficam envergonhados perante si mesmos?

  86. Contra fatos não há argumentos. Será que essa turma do STJ não tem vergonha na cara? Que respeito eu devo ter por essa corte?

  87. Se não bastasse esse falso pudor punitivo para os piderosos, vejo como insignificância processual essa casta de ministros do STF lidar com decisões de roubo de galinhas. Acredito, conforme a boa reportagem, q ao Supremo só deveriam chegar questões Constitucionais e q, os demais, a última instância deveria ser a de terceiro grau, q já é muita. Imaginemos o caso do ladrão Lula q passou por 13 juízes sendo condenado e ainda tem o direito de ir ao Supremo apelar. É muito juizo para um desajuizado.

  88. Todo agente do Direito, tendo tido a chance e o privilégio de tomar conhecimento pleno e profundo do conceito de legalidade, deveria ser penalizado no mínimo 4 vezes mais rígidamente pelo cometimento de erros relativos a este conceito. No caso do stf e demais "cortes" "superiores", a condenação deveria ser perpétuo isolamento da sociedade por nocividade inquestionável, em razão de serem detentores de instrumentalização tão determinante para o cumprimento da LEI.

    1. Obrigada CRUSOÉ, por desnudar para o POVO BRASILEIRO, as verdadeiras faces das 3 funções do Estado.

    2. SUBESPÉCIE MAIS ASQUEROSAMENTE INDECENTE E MALDITA A DESSES CORVOS!!!!!!!!!

    3. Em NOSSO PAÍS, esse DEGRADADO, ESPÚRIO, AVILTADO E AVILTANTE ANTRO DE CORVOS EM SUA MAIOR PARTE, POR COMPROVADO CONJUNTO PROBATÓRIO DE CRIMES JURÍDICOS DE CONHECIMENTO PÚBLICO, DEVERIA SER SUMARIAMENTE CONDENADO AO ISOLAMENTO TOTAL E MAIS ABSOLUTO DA SOCIEDADE E CONDENADO COMO ""FACÇÃO CRIMINOSA DE ÚLTIMA INSTÂNCIA""!!!!!

  89. Quem são os beneficiários da atuação do STF? Primeiro, quem paga, os bandidos grandes. Segundo, advogados famosos, que cobram caro o suficiente para dividir com os terceiros, que decidem pela justiça. Pronto, desenhei o esquema.

  90. Dizem q um sintoma extremo aponta uma causa grave. Esta matéria nos mostra causas de sermos um lixo de país: uma casta de privilegiados trabalhando pelos seus. Pensa se em um país civilizado processos tão insignificantes chegam na Suprema Corte? A matéria mostra q somos o país dos poderosos e ponto final. Aceitem caladinhos q dói menos.

  91. As atitudes da banda podre do STF em favor dos poderosos é simplesmente vergonhoso. Eles não têm o menor pudor de continuar com esse procedimento escandaloso que vai beneficiar Lula e José Dirceu.

  92. De acordo com essas constatações anotadas pela revista percebemos que tipo de ministros temos na mais "alta" corte do país. Realmente são defensores de empresários e políticos corruptos, por isso a pressa em dar legalidade a proibição da prisão em segunda instância. Aqueles que não tem defensores de plantão que se lasquem na vida.

    1. Mais provável é que valham-se da reportagem para impor sensura ao jornalismo realista, por atentado à elevada 'c'orte, seus integrantes e familiares.

  93. Por isso o mêdo da lava toga. Imagina o submundo existente no STF. So povo nas RUAS para impedir essa ditadura do judiciário. Contamos com voçês SENADORES. #PRISAOEM SEGUNDAINSTANVIASIM

  94. O STF do Brasil representa uma grande cagada no povo brasileiro dada pela classe política do bordel Brasil . É o refinamento de um lugar comandado por bandidos, canalhas,vigaristas,ladrões,.....e muitos viados.

  95. A cagada de um jacu é mais importante do que o STF do Brasil . Enquanto a cagada da ave espalha sementes pela terra as quais produzirão árvores e frutos no futuro, os membros do STF Nacional dão trabalho as futuras gerações criando imenso trabalho para limpar as cagadas deles.Chama-los de vermes seria uma infâmia a esses seres.

  96. Parabéns sr Renato Alves !!! Este é o Trabalho que se espera de um Jornalista !! Exemplo de reportagem com riqueza de dados, nomes, fatos e desdobramentos que desaguam numa frase simples e lapidar : .."Que a Lei Valha para todos"...

  97. Infelizmente para o supremo pobre é lixo de classe inferior eles trabalham somente para a classe política . Eu tenho uma pergunta se todas as condenações em primeira estância chegarem ao Supremo eles terão condições de julgar todos os processos?

  98. Essa matéria deveria ser liberada, com os devidos créditos, para todos terem argumentos ao criticar o STF. Excelente jornalismo, diferente de vários outros órgãos de imprensa. Vale cada centavo...

  99. Um desacato ao bom senso, uma postura indigente de justiça. Só os cegos não enxergam o protecionismo escancarado do STF aos corruptos e endinheirados. O país lutando para sair desse ciclo vicioso da corrupção institucionalizada e a mais Alta Côrte remando em sentido contrário. Trata-se de um desacato à sociedade brasileira que não tolera mais essa situação e exige a continuidade do combate a esse crime perverso iniciado pela Lavajato. O STF é mesmo uma hiena agindo contra a nação!

  100. Gilmar Mendes é tachado como o mais injusto de todos os ministros,aliás deveria passar por exames psiquiatricos,sua tara para acabar com a lava-jato não é normal

    1. Com tudo isso que está acontecendo no STF, eles mandando e desmandando a seu bel prazer, o que é isso senão uma espécie de AI-5 instituído por esse mesmo supremo ?

  101. Nossa corte tem cada falso!... Mas, poderia ser mais dramático, dado que o cavalheiro que diminuiu o plantel avícola do seu vizinho sem autorização expressa deste, por exemplo, no Magreb teria decepada a mão que houvera torcido o pescoço do Gallus abduzido (na linguagem dos leguleios do ofício). Supremacismo é isso: De minimis non curat praetor.

  102. Da nojo e ânsia esses ministros, incompetentes do stf, a reportagem mostra a índole desses marginais , se tem dinheiro são soltos , vivemos ao período do império ....um AI 5 vai bem para esses indivíduos ...

  103. Excelente análise! Não deixa sombras de dúvida que nosso STF não presta para nada! Essa reportagem deveria ser liberada para não assinantes! É preciso de textos claros e factuais como esse para elucidar a população sobre essa vergonha de STF!!

    1. o stf é serviçal dazelite brasilera, medíocre, podre e corrupta...

  104. Pois é, com sua marcante lentidão, comportamento titubeante (não estão REDISCUTINDO a prisão em segunda instância pela terceira vez?) que resultam em notória injustiça - como demonstram a matéria acima e o voto do ministro Barroso - é muito cinismo se escandalizar com a menção ao AI-5 como instrumento de justiça. Que o judiciário sirva à sociedade - a quem cobra vinhos e lagostas - como instrumento de efetivo de justiça e não de protelamentos que preservam a liberdade apenas dos poderosos.

  105. Gilmar acaba de dar hábeas corpus no dia seguinte à prisão, pela enésima vez, ao Garotinho e Rosinha. O que justificaria isso, caso não tivessem dinheiro, roubado dos cofres públicos, para pagar aos caríssimos advogados?

    1. de acordo, para pagar...............caríssimos advogados com escritórios lavadores do dinheiro sujo com destinos....................... variados. A lavatoga, era a oportunidade de ouro para que os ministros suspeitos que todos conhecemos demonstrem que são honestos. Conseguiram melar com cumplicidade do Alcolumbre. tenho 85 anos e nunca vi um STF que virou um stf minúsculo. inventaram a interpretação "criativa" da Constituição. Manteiga criou escola (do mal)

  106. Esses recursos dos ricos e poderosos ao STF, certamente, são uma fábrica de dinheiro. Por que acabariam com essa possibilidade?

  107. Isto merece ser estampado em letras garrafais na fachada do STF. Com as devidas atualizações instantâneas, vide Gilmar e os Garotinho.

    1. A quem interessa a impunidade? 1- aos bandidos de colarinho branco. 2- aos caríssimos advogados. com escritórios lavadores do dinheiro sujo evidentemente para distribuir entre os "sócios". 3- aos mantenedores deste quadro com a aprovação no stf da condenação somente depois de transitada até a última instância. Prêmio direto à impunidade por prescrição. . 4- á OAB. que não representa a grande maioria dos advogados. e luta a favor da impunidade dos esquerdalhas, de colarinho.novos ricos ladrões.

  108. Esse toffoli, nao tem preparo nenhum, estudo, qualificação nenhuma para ser ministro do stf. Na verdade é um advogado porta de cadeia.

    1. Mas sabe fazer cara de importante, o gel no cabelo que o diga.

  109. Complacentes com poderosos corruptos, impiedosos com as necessidades e fraquezas dos humildes . Quanta covardia e falta de compaixão!!! Eu me envergonho desse STF.

    1. Não tem como não deixar as lágrimas encherem os olhos ..... de tamanha injustiça !!! Difícil entender como um crime de tamanha proporção ,onde os acusados desviaram milhões de uma nação ,sejam soltos .enfim chego a triste conclusão em que a justiça só é cega para os nossos pobres irmãos 😢

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO