Vagner Rosário/Crusoé"Com todo o respeito ao Judiciário, vemos ganhar fôlego decisões que vão prejudicar o andamento das investigações"

‘A Lava Jato está sendo desidratada’

O procurador Deltan Dallagnol diz que a sociedade parece cansada da pauta anticorrupção, o que favorece a ação dos detratores da operação, vê esquemas "sofisticados" no Judiciário e afirma que, quanto à sua entrada na política, o futuro a Deus pertence
20.09.19

Quem se acostumou a ver o procurador Deltan Dallagnol falante nas entrevistas coletivas ao final de cada fase da operação, atacando sem meias palavras a corrupção sistêmica incrustada nos órgãos públicos brasileiros e com disposição para confrontar quem contestava os métodos de investigação da Lava Jato, pode ter alguma dificuldade para reconhecê-lo agora. Cinco anos e meio depois do histórico 17 de março de 2014, dia da prisão do doleiro Alberto Youssef e marco da maior investida contra corruptos da história do Brasil, e agora no centro da crise surgida com o vazamento de mensagens roubadas que trocava por meio do aplicativo Telegram, Deltan parece mais magro e muito cansado. O procurador aparenta não ter mais o mesmo vigor de outrora e calcula cada frase que vai pronunciar, temendo novas complicações no Conselho Nacional do Ministério Público, onde é alvo de procedimentos administrativos e reclamações disciplinares.

O coordenador da Lava Jato no Paraná recebeu Crusoé nesta semana, na sede da força-tarefa, no centro de Curitiba. Falou sobre tudo que envolve a operação neste momento em que ela sofre o maior de todos ataques. Além das mensagens roubadas — que, diz ele, transformam-se em mordidas que fazem sangrar a operação e atraem “tubarões” interessados em matar a investigação —, o procurador falou sobre o aparente acordão em curso em Brasília, a nomeação de Augusto Aras para a Procuradoria-Geral da República e explicou por que o Poder Judiciário e o setor bancário passaram incólumes pelas dezenas de fases da operação. Para Deltan, há corrupção nos tribunais, sim, mas escondida em esquemas sofisticados. Sobre os bancos, embora admita tratar-se de um front pouco explorado, ele diz que há investigações em curso, apesar de avançarem mais lentamente. A seguir, a íntegra da entrevista, concedida ao final de um dia de expediente, pouco antes de o procurador seguir para casa na companhia de dois seguranças destacados para protegê-lo.

Depois de passar por governos do PT e do MDB, partidos com os quais travou e ainda trava grandes embates, a Lava Jato continua, mas justo agora tem sofrido suas principais derrotas, em um governo eleito com a bandeira do combate à corrupção. Como o sr. analisa este momento da operação?
A corrupção política sempre prosperou em nosso país. Não é de hoje ou ontem, é de um século atrás, com coronelismo, voto de cabresto etc. Escândalos como o dos anões do orçamento, o caso PC Farias… A Lava Jato é o rompimento de uma história de impunidade das elites que, em parte, são corruptas e desenvolveram um capitalismo de compadrio. A Lava Jato, que, mais do que um processo, é uma atitude que passou a guiar vários agentes da lei, com grande força da sociedade, surgiu como um dos grandes movimentos da história, irrefreável. Mas várias vezes, ao longo desses anos, as pessoas perguntavam quando essa pauta iria cansar. Acho que a pauta do combate à corrupção cansou. Soma-se a isso o fato de nossos processos em Curitiba não envolverem pessoas da cúpula do poder, o que dava mais visibilidade. Quando isso ocorre, vêm os vazamentos de mensagens de forma deturpada. Isso cria um clima para ataques e retrocessos. Surge uma brecha, e a sociedade está atenta a outras pautas. Assim, os donos do poder encontram espaço para a reação. Quando eles percebem que a Lava Jato foi possível por meio de instrumentos que eles mesmo criaram, tentam modificá-los, e é o que estamos vendo agora.

A reação parece partir dos Três Poderes. Decisões do STF, mudanças legislativas e ações do Executivo com mudanças em órgãos estratégicos. Acredita haver um acordão em curso para barrar as investigações?
Ao longo da Lava Jato, muitas vezes se falou em acordão para abafar as investigações, sempre buscando significar um movimento de parte das elites no poder para barrar as apurações. Quando você observa a história do Brasil, percebe que as elites sempre se rearranjaram para se manter no poder e para continuar a fazer o que sempre fizeram. O movimento de Independência não foi de cidadania, foi das elites se rearranjando. O movimento pela República também. A construção da cidadania no Brasil é lenta e se fortaleceu muito. O maior legado da Lava Jato é o fortalecimento dessa cidadania. Mas esse rearranjo das elites sempre aconteceu. A relação entre dinheiro e poder político é muito estreita. Dinheiro significa número de votos. Muitos políticos estão lá porque receberam grandes valores de empresas atingidas pela Lava Jato. Temos várias lideranças, que tiveram esquemas revelados pela Lava Jato, com força para promover essa reação. Existem muitos movimentos reativos. No Congresso, eu falaria da lei de abuso de autoridade, da tentativa de criação da CPI da Lava Jato, da lei de financiamento eleitoral, da desidratação do projeto anticrime. No Judiciário, há entendimentos que, com todo o respeito aos tribunais e a sua importância para a democracia e às instituições, vemos ganhar fôlego para prejudicar o andamento das investigações e dos processos. Como a decisão que deve ser tomada pelo STF de proibir prisão após segunda instância, a que impede troca de informações com Coaf e Receita e a anulação da sentença do caso Bendine (refere-se a Aldemir Bendine, ex-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil). Isso gera um ambiente desfavorável para as investigações.

A decisão do ministro Dias Toffoli que proibiu o compartilhamento de dados do Coaf e da Receita foi um pedido do próprio filho do presidente Jair Bolsonaro. Não é um paradoxo, já que o presidente foi eleito exaltando o combate à corrupção?
Nós gostaríamos que esse tipo de decisão, que ao nosso ver é equivocada e cria um ambiente menos propício para o avanço do combate à corrupção, não acontecesse em qualquer governo e que os Três Poderes da República, depois de tudo que a Lava Jato revelou, trabalhassem arduamente para que esses fatos não se repitam. Se nada for feito, essa grande corrupção vai se repetir, e logo. Porque o ambiente não mudou e porque a Lava Jato está sendo desidratada.

Internamente, no Ministério Público Federal, houve mudanças. A Lava Jato passou por Rodrigo Janot, Raquel Dodge e agora Augusto Aras. O que esperar dessa nova gestão?
O mesmo que espero de qualquer procurador-geral da República: que ele atue de modo a preservar o que tem sido feito. Só no último ano, a Lava Jato recuperou 2 bilhões reais em acordos e tem outros em negociação. A Lava Jato tende a fazer até o final do ano mais denúncias do que já fez em qualquer outro ano. É um trabalho que ainda continua com todo o fôlego e, agora, depende do PGR, mantendo equipe, recursos humanos e materiais. Espero ainda que ele atue de maneira independente nas investigações e processos que tramitam no STF, de modo firme contra a corrupção, e espero que possa existir um trabalho coordenado entre a primeira e a última instâncias, para que possamos prestar o melhor serviço possível para a sociedade. Isso falando só de Lava Jato. O PGR também desempenha outras funções importantíssimas.

O senhor enviou um e-mail para colegas de MPF que foi interpretado como se estivesse referendando o nome de Augusto Aras e a escolha fora da lista tríplice.
Meu e-mail começa dizendo o contrário, que nós lutamos pela lista tríplice. Eu fiz uma série de manifestações em favor dela, inclusive após a escolha do procurador-geral, e vamos continuar lutando pelas listas, que são um processo saudável de filtragem e permitem que a sociedade conheça o histórico e os planos dos candidatos a procurador-geral. Contudo, escolhido o novo PGR e com todos indicativos apontando para sua confirmação no Senado, temos um jogo jogado. Agora, a grande questão não se trata de escolher o melhor PGR possível, mas sim de como ter o melhor trabalho possível, em favor da sociedade, com o procurador-geral escolhido. Foi nesse sentido que relatei que fiz contato com o novo PGR, com o objetivo de apresentar a intenção de fazer um trabalho coordenado — e ele expressou o seu apoio e compromisso em manter e até reforçar a atuação da Lava Jato.

Vagner Rosário/CrusoéVagner Rosário/Crusoé“A acusação e o juiz atuavam de forma independente, mas contatos sempre existiram, do mesmo modo que é lícito e legítimo contato entre advogados e juízes”
O sr. se predispôs a ser candidato à PGR, levando seu nome a colegas?
Nunca coloquei meu nome entre os colegas. Se pretendesse essa função teria participado do processo de formação da lista tríplice.  O melhor papel que tenho para desempenhar para a sociedade é aqui na Lava Jato, em Curitiba.

Que norte a força-tarefa mira daqui para a frente?
A Lava Jato poderia seguir por vários outros ângulos. Mas o STF limitou o trabalho da Lava Jato em Curitiba à Petrobras, Transpetro, BR Distribuidora, Belo Monte e mais alguns outros casos. Fora disso, temos declinado outros casos para outros juízes. Sementes da Lava Jato foram espalhadas pelo país. Desejamos que elas possam cair em solo fértil, crescer e se multiplicar como aqui. Isso aconteceu no Rio de Janeiro. Em São Paulo, o trabalho vem sendo intensificado, mas é um processo que precisa ser expandido. Aqui (em Curitiba), temos algumas áreas de atuação, mas volta e meia alguma coisa é tirada daqui, como aconteceu no caso do Guido Mantega. Respeitamos a decisão, mas, a nosso ver, ela é equivocada. Temos áreas da Petrobras a serem exploradas: a área de afretamento, de trading, o setor de marketing da Petrobras e casos de pessoas com foro que vieram para cá.

Um dos setores nos quais a Lava Jato ainda não avançou como era de se esperar é o Judiciário. Esse poder está imune à corrupção?
Não está imune à corrupção. Nenhum setor, nenhum órgão, está imune à corrupção. Acredito, sim, que exista corrupção no Judiciário. Ao longo da vida, já vimos indicativos disso, inclusive em investigações, relatórios do próprio Coaf relativos a movimentações incompatíveis de pessoas vinculadas ao Judiciário. Agora, temos algumas hipóteses para explicar o fato de delatores não terem trazidos nomes do Judiciário. Uma delas seria a existência de filtro por parte de advogados que atuam frequentemente perante tribunais e poderiam barrar os delatores. Para evitar, sempre exigimos dos colaboradores que entregassem todos os fatos em relação a tudo sob pena de perder todos os benefícios. Mesmo assim, apareceu pouca coisa relacionada ao Judiciário. Outra hipótese é de que a corrupção no Judiciário é muito mais sofisticada. Ela estaria ligada, por exemplo, a escritórios de advocacia relacionados às vezes a parentes que teriam uma influência especial ou a uma abertura de entrada, a pagamentos de patrocínios milionários e assim por diante. A Lava Jato de Curitiba não tem competência para investigar esse tipo de crime, mas sempre buscou avançar. Quando surgiram indicativos de crimes de pessoas com foro privilegiado, enviamos tudo para as instâncias competentes.

E o sistema financeiro?
Temos que distinguir dois tipos de infrações. O primeiro é o envolvimento dos bancos, gerentes, de modo consciente na prática de crimes. Quando o gerente sabe que a pessoa é um lavador profissional, recebe os recursos e contribui para a lavagem. É um envolvimento criminoso. Nesse sentido, a Lava Jato já buscou apurar participação de pessoas e bancos em crimes. Já teve fase focada em corretoras de câmbios, já foram acusados gerentes e pessoas vinculadas ao Banco do Brasil e Caixa. Mais recentemente tivemos como alvos pessoas do Banco Paulista, inclusive próximos à direção do banco. No Rio de Janeiro já tivemos uma fase que envolveu pessoas do Bradesco. Tivemos uma fase relacionada ao banco BTG Pactual. Um segundo tipo de infração é mais sutil, ligado a falhas no sistema de compliance que permitiram a lavagem de dinheiro por meio do sistema financeiro. Esse tipo de irregularidade é muito mais sutil. Em relação a esse ponto, existem algumas apurações que vêm sendo feitas. Mas elas são quase inéditas, porque nunca vimos esse tipo de atuação sobre bancos antes no país. Ficou público recentemente que temos caminhado nesse sentido.

Há dois meses mensagens roubadas do Telegram são divulgadas. Qual tem sido o impacto disso na Lava Jato?
A veiculação dessas mensagens, em conjunto com a descontextualização, edições e falsas acusações, resultou em tumulto no trabalho, uma necessidade de levantamento de informações de anos atrás para tentar entender as acusações, até para tentar mostrar que realmente aconteceu. Isso gerou necessidade de aplicação de recursos humanos, materiais, de tempo, que são limitados. Além disso, houve mensagens que mostraram linhas e estratégias de investigação e revelaram informações sigilosas. Isso tudo prejudica o andamento e o futuro dessas investigações. Em terceiro lugar, essas mensagens com autenticidade não comprovada produzem mordidas na operação, fazem a operação sangrar, e quando ela sangra aparecem os tubarões e aquelas pessoas que antes estavam inibidas. Essas pessoas passam a reagir buscando destruir instrumentos de investigação, inibir a atuação dos agentes de estado e, dentro do revanchismo, atacar pessoalmente os protagonistas desse processo.

Vagner Rosário/CrusoéVagner Rosário/Crusoé“A Lava Jato alcançou o que nenhuma investigação, processo ou movimento alcançou na história em termos de rompimento da impunidade dos capitalistas de compadrio, dos donos do poder”
Em nenhum momento vocês, integrantes da força-tarefa, acharam que era temerário utilizar um aplicativo comercial para falar sobre temas tão sensíveis em investigações envolvendo pessoas tão poderosas?
O Telegram era tido como um dos aplicativos mais seguros que existiam. Era amplamente utilizado não só em Curitiba, mas por procuradores de todo o Brasil. Então era possível depositar a confiança de que as mensagens seriam mantidas de modo privado ou em ambiente restrito. E mais, ainda que eventualmente houvesse um vazamento, nós nunca fizemos nada errado. Sempre agimos de acordo com a lei. Eventual acesso serviria só para reforçar a credibilidade da operação. Agora, o que aconteceu foi um ataque criminoso. Quando isso acontece não se culpa a vítima, mas o criminoso. Aquilo com que a gente não contava é que haveria o ataque e, em cima dele, a deturpação, a descontextualização e a fabricação de falsas acusações sobre essas supostas mensagens.

Como o senhor responde a acusação de que houve uma forma de parceria entre juiz e procuradores?
A acusação e o juiz atuavam de forma independente, mas contatos sempre existiram, do mesmo modo que é lícito e legítimo o contato entre advogados e juízes. No sistema brasileiro, e na tradição jurídica brasileira, isso é normal e corriqueiro. Assim como advogados fazem seus pedidos e vão despachar com os juízes, nós do mesmo modo buscamos atuação de excelência e sempre íamos despachar com o juiz, para convencê-los dos nossos argumentos. Qual é o limite? O limite sempre foi a busca da verdade e busca dos valores da Justiça. O nosso sistema permite ao juiz uma proatividade na busca da verdade, por isso se fala do princípio da verdade real. Além disso, nosso Código de Processo Penal prevê a possibilidade de o juiz fazer busca e apreensão e determinar colheita de depoimento por iniciativa própria. Quando, por exemplo, o MP faz contato com o juiz para estabelecer data da busca e apreensão, isso é correto e corriqueiro, é desse modo no Brasil inteiro. Porque quem emite a decisão é o juiz, é uma ordem dele e ele precisa estar disponível no dia do cumprimento da medida. Quando isso veio à tona nas conversas vazadas, foi altamente criticado. Isso mostra o grau de desconhecimento sobre o nosso sistema.

As mensagens roubadas mostram o sr. falando de uma possível candidatura ao Senado. Ainda tem essa pretensão?
Lembro de ter feito essa reflexão e o The Intercept, antes de publicar, me mandou a mensagem inteira, mas publicaram editada e cortaram trechos. Várias pessoas me incentivaram a sair candidato a senador na eleição de 2018. Fiz uma reflexão sobre isso e cheguei à conclusão de que a melhor contribuição que teria a dar ao país seria na Lava jato. Fiz essa reflexão e concluí que ela era baseada não em riscos pessoais, mas sim em critérios de interesse público. Se, em algum momento, tivesse entendido que era o caso de seguir carreira política, eu teria me afastado da Lava Jato antes de fazer qualquer contato com partidos políticos.

Ainda considera possível seguir carreira política?
O futuro a Deus pertence.

Em mais de cinco anos de Lava Jato, há algo de que se arrepende? O sr. é bastante atacado, por exemplo, pelo famoso PowerPoint do Lula.
É engraçado que as pessoas quando fazem esse tipo de pergunta focam no caso Lula. Esse caso representa menos de 3% do total. Quando foi feita a coercitiva do ex-presidente, ela era a de número 118. Já tínhamos feito 117 com os mesmos critérios. Quando se olha para o trabalho feito, quando se é juiz de jogo jogado, que olha para uma realidade com uma visão retrospectiva, sempre são observados aspectos que poderiam ser aperfeiçoados. Mas a grande questão é olhar o conjunto da obra. A Lava Jato alcançou o que nenhuma investigação, processo ou movimento alcançou na história em termos de rompimento da impunidade dos capitalistas de compadrio, dos donos do poder. Isso não é mérito do agente público A ou B. É mérito das instituições e do exercício da cidadania da sociedade brasileira.

O ex-presidente Lula, preso em Curitiba, disse que o sr. e o ministro Sergio Moro são “chefes de quadrilha”. O que diz sobre mais esse ataque?
Não vou entrar em polêmicas ou bater boca com investigados da Lava Jato.

A Lava Jato corre o risco de ser totalmente anulada?
Vou ser bem franco, não tem risco de ser anulada de modo completo, apesar de outras operações terem tido esse fim, como a Satiagraha e a Castelo de Areia. É um passado de que não temos saudade. O que sustenta a Lava Jato são os resultados que ela alcançou. Algumas teses jurídicas são sempre possíveis de se construir para um lado e para o outro. O que acredito que vá frear as pessoas e instituições de emplacar uma tese que anule tudo é o fato de os resultados serem uma conquista da sociedade brasileira.

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Como dizer q Lula tem bom comportamento se ele sempre ataca com xingamentos pesados juízes, promotores e alguns relatores, estes últimos q foram seus amigos e sócios na corrupção

  2. É fato que ele está bem cauteloso com as palavras e não é para menos, mas isso não justifica ele literalmente deixar de responder à pergunta sobre Flávio Bolsonaro e a posição paradoxal do Presidente!

  3. Admirável, o procurador Deltan Dallagnol. Quem sao estes politicos, quem é Lula, este ladrao comprovado em tres instancias, visto que o stf lhe negou diversos pedidos, para tentarem desonrar um homem tão capaz... tao preparado, tao serio. Vergonha destes politicos inescrupulosos e deste supremo que muda as leis para beneficiar a si proprios... enrolados ate o pescoço em suspeitas. Quem não deve não teme, deixa investigar...

  4. Que reportagem estranha. Fala-em vários órgãos públicos ou privados que praticam ou teriam praticado ou estariam praticando a corrupção, mas não se fala no Ministério Público. Por quê?

  5. Parabéns à Crusoé pela entrevista. Realmente formou-se em Curitiba uma seleção brasileira de excelentes pessoas o que redundou no magnifico trabalho de combate à corrupção neste País. Obrigada, sinto orgulho, Dallagnol !!!

  6. Não há nada de messiânico ou especial nela, a não ser o estrito cumprimento da lei. Independentemente de todas as falhas da Constituição, se as leis que já estão nela fossem aplicadas, então não existiria este quadro de corrupção sistêmica. Dentro do âmbito da Lavajato praticamente se esgotaram as possibilidades de se alterar o quadro de corrupção institucionalizada, o negócio agora tem que ser levado a cabo pela sociedade e pelo cidadão.

  7. Se os CORRUPTOS chegarem ao cúmulo de tentar usar a população como refém para não irem para a cadeia, então não deveria haver conversa, é acabar com a brincadeira. Diante de todas os discursos e falsidades propagados pelos CORRUPTOS, é importante que se bata na tecla de que a Lavajato como nunca em toda a história do Brasil seguiu e fez seguir a lei. Aqueles que se colocam contra ela são exatamente os que nunca seguiram nem tem intenção de seguir.

  8. Se chegarem em um nível completo de insanidade, tentariam praticamente tirar todo mundo da cadeia para tentar gerar o caos completo. É um cenário teoricamente menos provável, mas não se deve duvidar de nada, sobretudo dependendo do alcance e da extensão da rede de corrupção. Se eles chegarem ao extremo de paralisar qq ações de combate à corrupção, isto significa que estarão tentando proteger toda a pirâmide, dependendo das ações adotadas por eles, pode até ser necessária sim uma intervenção.

  9. Quanto mais os CORRUPTOS agirem para acabar com todos os resultados da Lavajato, mais justificável se tornará qq uma das ações para sitiá-los e desmoralizá-los. Mesmo assim, eles certamente não se darão por vencidos. Portanto, as ações deveriam ser graduais, quanto mais eles agirem para acabar com todo o trabalho de combate à corrupção, maior deveria ser a pressão do torniquete. No limite extremo, eles vão praticamente suspender toda e qq possibilidade de depuração da corrupção e de crimes.

  10. Se ficar em greve geral, CPI das fake news, não votar a reforma da previdência (que eles acham que é retaliação), decretação de "estado de sítio" no perímetro de Brasília, então excelente. Mas como eles sempre buscam elevar o nível das retaliações, não se pode duvidar de nada. De qq forma, o melhor cenário para qq sitiamento de Brasília seria a proibição de manifestações em Brasília e uma greve da Petrobras, pois assim esta seria praticamente a única opção a ser utilizada.

  11. Mas não é realmente necessário se recorrer à violência puramente física. Há que se ressaltar que se um indivíduo como Gilmar Mendes fosse atingido por um tomate ou ovo, isto equivaleria a um tiro, ao estabelecimento de um Estado de exceção que justifica o que? A prisão e repressão aos subversivos, o limite para um CORRUPTO é a cova, muitos deles preferem a morte a ir para a cadeia. Portanto, todos os cuidados deveriam ser tomados, pois há a possibilidade de que eles surtem.

  12. Elas servem para fazer com os CORRUPTOS exatamente o que eles pretendem fazer com a sociedade e o cidadão, fazê-los acreditar que não há saída, que eles têm que aceitar o inevitável e que se continuarem neste caminho, irão para a vala. Obviamente eles não temem a cadeia, pq se for só isto, eles continuarão fazendo seus discursos e usando suas táticas espúrias, tentando a todo custo manter e aumentar ainda mais a distopia.

  13. Os CORRUPTOS vivem da sabotagem, da paralisia e até do emprego da violência exatamente para minar o espírito e a força das pessoas, para destruir a esperança delas e fazer acreditarem que as coisas não podem mudar. Mas pagá-los na mesma moeda muitas vezes levará somente a uma polarização e não servirá em nada para mudar o espírito e a mentalidade coletiva. Todas as táticas de enfrentamento e desmoralização envolvem ações não-violentas, mas altamente desconcertantes.

  14. Para se combater a sensação de cansaço e de apatia é necessário se injetar um novo estímulo em todos aqueles que querem ver um país diferente. É necessário abafar os CORRUPTOS e os PARASITAS que se escondem atrás deles. Chuva de ovos, sitiamento de Brasília, guerra de secessão, queda do STF, todos estes fatores servem para injetar este estímulo, para que mesmo que em um nível mais gutural, as pessoas não esmoreça e achem que nada vai mudar.

  15. O estado de coisas levaria até mesmo a se considerar uma intervenção ou até mesmo um golpe, como é dito em alguns segmentos da sociedade. Mas a mentalidade de um povo é algo complexo, quando a corrupção está internalizada, uma intervenção ou um golpe somente servirão como argumento para que os CORRUPTOS venham e digam: -Está vendo, nós dissemos que o Estado democrático de direito estava ameaçado, que a Lavajato não destruiu só a economia, mas a democracia, ela é um aparato fascista.

  16. Eles tb já devem ter percebido que a base da pirâmide está sendo atingida, considerando que os pontos atacados estão exatamente nas instâncias inferiores do judiciário. Se os CORRUPTOS querem desmoralizar aqueles que estão no fronte do combate à corrupção, então qual deveria ser a resposta? Só aplicar a lei não é o suficiente, pois eles não se submetem a ela, por isto é que eles são CORRUPTOS. Quanto mais profunda a corrupção, mais drásticas devem ser as medidas.

  17. Para fazer isto eles têm que paralisar o país e tentar colocar a culpa da paralisia na Lavajato, é ela que impede a roda da economia de girar, é ela que persegue cidadão acima de qq suspeita, que ameaça o Estado democrático de direito. Todos estes argumentos são conhecidos e quanto mais os CORRUPTOS ficam sem saída, mais eles vão radicalizar. Eles já sabem que o modus operandi para pagar propina aos CORRUPTOS do judiciário é conhecido.

  18. Por isto, mais que a Lavajato, eles precisam atacar aqueles por trás dela, mas a tática não funcionou por dois motivos principais: não encontraram nada de palpável e eles são muito CORRUPTOS. Isto dificulta a tarefa, pois eles têm dificuldades de desacreditar a Lavajato atacando os integrantes dela, sobrando cansar a população. Depois de todas as alopragens e sabotagens, sobrou basicamente convencer a população que a Lavajato é a razão dos males do país e cansar a população.

  19. Se o poder deles vem da necessidade e da dependência, então eles não podem deixar que esta se acabe. Eventualmente, se eles se tornam incapazes de supri-las, então eles apelam para a violência. O que eles querem é fazer as pessoas acreditarem que eles são necessários e que o país não pode sobreviver sem eles, que todos os problemas enfrentados pelo pais hj não é resultado da corrupção e da incompetência deles, mas daqueles que mostraram estas.

  20. Uma das táticas dos CORRUPTOS é sempre distorcer as leis de forma que elas nunca os atinjam e sempre sejam o mais abrangente e abstratas possíveis para atingir todos aqueles que vão contra os interesses deles. Parte do trabalho de se expor os CORRUPTOS está sendo exatamente de demonstrar isto, de deixar claro como eles estão sempre exigindo dos outros aquilo que não exigem de si mesmos. Eles contam com o tempo, a paralisia e a precariedade para que as pessoas se cansem e desistam.

  21. O verdadeiro poder de um CORRUPTO está em criar a ilusão de que não é possível se mudar as coisas e elas devem ser aceitas do jeito que são. É por isto que eles têm que trabalhar para eliminar a transparência, criar mecanismos de obstrução e desconstrução, para que assim possam de forma indireta minar qq ações que visem acabar com a corrupção. Quanto maior ela for, mais interesses e indivíduos o combate à corrupção naturalmente atingirá.

  22. A Lavajato não deveria ser a busca da verdade, mas da transparência. Se não estamos tratando de "deuses" infalíveis, então a verdade sempre será subjetiva, mas a transparência é a busca de se lançar luz sobre as ações dos indivíduos para que as pessoas possam tirar suas próprias conclusões com o máximo de informação para que não se deixem enganar facilmente. Além disto, a transparência é essencial quando se busca evitar a propagação de falsidades e mentiras.

  23. Precisamos nos mobilizar, como Hong Kong, todos nas ruas até acabar com o STF! Já estamos chegando no limite da raiva, vamos conseguir, somos uma panela de pressão a caminho da explosão.

  24. É muito triste ver os constantes ataques que a lava jato vem sofrendo. Especialmente do STF e do Congresso Nacional. Até o Bolsonaro vem decepcionando quando abandona o Sergio Moro e atua para salvar sua prole de quaisquer investigações. Muito triste

  25. Dr Deltan, sou advogado e reforço tudo o que o senhor afirma, mas não desanime, pois é tudo que os canalhas querem. O senhor é um dos maiores heróis da história do Brasil. Pense nos seus bisnetos, no seu Povo. Quando o senhor morrer, e espero que não seja tão cedo, será comparado à Caxias, à Tiradentes, à Moro. Não desanime! Imploro

  26. Parabéns Deltan, pelo seu trabalho a frente da Lava Jato. Sua contribuição para a sociedade é imensa. Desejo sucesso na sua vida, sempre.

  27. Procurador, como advogada conheço as entranhas do nosso Judiciário. Mesmo assim não corpo a esperança. Já avançamos muito. Avante! Numa guerra como essa as batalhas são vencidas lentamente mas no final veremos o quanto vencemos!

  28. Comecei a ler hoje e posso confessar que estou gostando muito. Sinto uma covardia imensa e uma omissão irreparável, o que a sociedade está fazendo com o nosso maior orgulho, a "Lava Jato". Os empresários não estão dando o apoio necessário e a sociedade, o povão, enganada e desviada pela grande Mídia , Globo, Folha de São Paulo, Veja, Estadão, etc. Essa mídia tenta tirar o foco das pessoas e isso me deixa muito louco. Deixando a Lava Jato enfraquecida, a corrupção voltará mais forte ainda.

    1. Legal José, se fosse fácil assim seria tudo que nós os Brasileiros de bem honestos querem ou queremos.

  29. Homens como você é Sérgio Moro são nossas últimas esperanças para salvar o país desse bando de gatunos! Bolsonaro está sendo uma decepção no combate à corrupção quando tenta proteger seu filho desidratado os órgãos de investigação!

    1. Chapa sob medida para presidente / vice em 2022: Moro e Deltan. A transferência do eleitorado de Bolsonaro seria automática e arrebanhando um contigente expressivo de indecisos...

  30. Lamentável o que ocorre neste pobre país. Que Deus abençoe e proteja estes heróis! Justiça aqui ? Talvez a Divina , única capaz de acabar com o câncer da corrupção endêmica, que está em todos os órgãos.

  31. Dallagnol tem que se cuidar,casa de ferreiro,espeto de pau,aumente seu efetivo de segurança e pegue na mão de Deus,essa bandidagem não vale o que o besouro rola.

  32. Em 2022 e Sergio Moro ou Deltan Dallagnol para Presidente se aparecer qualquer outro safado igual o Bolsonaro leva meu voto Branco.

  33. Nem pensar. A Lava Jato pode sofrer pequenas perdas agora. Em 2022 o eleitorado faz o restante da faxina no Legislativo e aí vai. Todo o mal está lá onde nascem e morrem as leis. O brasileiro deu o primeiro passo em 2018 e dará o segundo em 2022. Os corruptos não perdem por esperar. Nós faremos a justiça que o Supremo não faz. Nós elegeremos quem irá honrar a Pátria. Esperem por nós.

  34. Força, Delagnol! Sabemos que é honesto e agiu corretamente; é só está sendo atacado porque a lava jato atingiu em cheio políticos corruptos não acostumados a pagar por seus crimes!! Estamos com você.

  35. Enquanto os combatentes da corrupção são sangrados e fritados, aqueles que são coniventes com a corrupção são nomeados para ser Procurador Geral da Republica..

  36. Sim!O que quer quem critica a Lava Jato? Estancar a corrupção é crime?!Talvez por isso o incômodo de ideólogos investidos de e no poder.Até quando?!

  37. Esquemas sofisticados, poxa fala é não mostra,como é fácil jogar palavras ao vento mancha toda as instituições jurídicas e não mostra nada, claro de esquemas sofisticados ele entende, tem muito a explicar, lava jato fez e faz muito pelo Brasil , mas se fez ilegalidades tem que pagar ,esse cara tem muito que explicar, fundo, ligações perigosas etc....

  38. Ir às ruas está cada vez mais difícil porque não temos interlocutores suficientes junto aos poderes constituídos para fazer ouvir nossas vozes. De que adianta campanhas se no momento das decisões não temos voz? Quem representa o povo no Congresso? ou no STF? ou junto ao Executivo? Ninguém....

  39. Que Deus dê forças aos combatentes da bandeira da honestidade!!! Que lamentavelmente tem poderosos e numerosos adversários!!! Votei Bolsonaro pela promessa de banir a corrupção. Estarei incondicionalmente ao lado de que se esforça a cumprir esse compromisso!!! É a corrupção que nos mantém em trevas medievais!!! Qualquer papo de governabilidade é pura vigarice!!!

  40. É uma pena que após divulgação das mensagens editadas do The IntercePT, das investidas agressivas no legislativo (com a lei de abuso de autoridade, por ex), no Planalto (afastando o Coaf do Min. Justiça, por ex) e no Judiciário (decidindo pelo sobrestamento da comunicação direta entre Receita e Coaf, por ex) a força-tarefa da lava Jato apresente sinais de cansaço. Com ou sem suspeição do Juiz Moro, ela é sem dúvida, um divisor de águas no que tange ao caráter erga omnes da justiça.

    1. A resposta é simples: Quem critica a Lava Jato ou é ladrão ou é sustentado por um.

  41. A sociedade Brasileira precisa ser informada e motivada a reagir fortemente contra a corrupção. Não temos caminho nem futuro enquanto imperar o sistema de corrupção nojenta integrando todos os poderes da república. Quando surge no senado, um grupo que tem a coragem de enfrentar a maioria corrupta e propor mudar o senado, isto é um sinal positivo que precisa ser incentivado.

  42. É uma grande pena a carta branca dada por Bolsonaro ao Moro ter sido transformada em uma "carta marrom" e mal cheirosa...

  43. Deltan, nós, brasileiros de bem, admiramos incondicionalmente seu trabalho e apoiamos tudo que vem sendo feito contra a corrupção. Agradecemos por sua luta pela justiça, pena vc nao poder contar com o apoio das pessoas que foram eleitas exatamente com essa mesma bandeira. Mas nós já sabemos o caminho que devemos percorrer pra colocar outros na cadeira de presidente e seguiremos buscando alguem que cumpra o que promete e que busque combater a corrupção de vdd, não só para aparecer bem na foto.

  44. Não esmoreça Deltan. O Sr. representa os pagadores de impostos deste país que querem todos os bandidos (sem excessão) na cadeia !!!

    1. Peço a Deus que vc NÃO desista nunca Deltan.Queria muito que vc fosse pra P.G.R... Que Deus o proteja sempre. E que essa corja de corruptos seja severamente punida

  45. Ele poderia ser senador, mas de tão íntegro preferiu continuar lutando contra os mais fortes. Pro nosso bem fatalmente irá se candidatar um dia, e daí teremos o maior prazer em confiar-lhe o nosso voto.

  46. Lava jato é um patrimônio da nossa cidadania. Lamento que Bolsonaro tenha feito acordo com Toffoli para proteger o filho . Hoje ele leva na cara quando Toffoli prega que o estava protegendo de um impitman o que é mais vergonhoso , e quem será esse Augusto Aras? Infelizmente a política desse país não presta e só podemos confiar em pessoas como Deltan para enfrentar os tubarões. Faço votos que Deltan continue seu árduo trabalho apesar do cansaço. Estarei como sempre estive nas ruas em defesa

  47. Esse grupo de Curitiba foram os mandatários que mais me representaram desde a fundação das terras Tupis. Eles tentaram tentaram botar a vista todos os desvios de dinheiro público mas infelizmente a escória que desvia dinheiro público é muito grande. Espero que outros como eles apareçam e sepultem de uma vez por todas esses homens bossais que desviam dinheiro público.

  48. Torço tanto por este homem. O ineditismo de uma operação deste vulto, tocando pela primeira vez nos "intocáveis" é tão eficiente para começar a limpar a sujeira corrupta q nos atormenta à tanto tempo, que as reações da bandidagem em qq nível, só comprovam que a LAVA JATO esteve e está no caminho certo. Força, Dr. Deltan!

    1. Estamos órfãos. Um impostor nos ludibriou em 2018. Abaixo a democracia de compadrio!

  49. Se não já, a Verdade aparecerá, com absoluta certeza. Sem sombra de dúvida, fatalmente. Ora, vejam: A História sempre mostrou isto!... O que ocorre hoje no Brasil, com odiosos corruptos se contorcendo, apavorados, furiosos, com suas agressivas reações, já é, NA VERDADE, UMA PROVA, real, evidente e cristalina, de que a atual avalanche que desnudou seus crimes escabrosos, os irá engolir. A todos, poderosos ou supremos. Não ficará pedra sobre pedra... Simples assim. Será um bom filme. Haja pipoca!

  50. Se não já, a Verdade aparecerá, com absoluta certeza. Sem sombra de dúvida, fatalmente. Ora, vejam: A História sempre mostrou isto!... O que ocorre hoje no Brasil, com odiosos corruptos se contorcendo, apavorados, furiosos, com suas agressivas reações, já é, NA VERDADE, UMA PROVA, real, evidente e cristalina, de que a atual avalanche que desnudou seus crimes escabrosos, os irá engolir. A todos, poderosos ou supremos. Não ficará pedra sobre pedra. Simples assim. Será um bom filme. Haja pipoca!

  51. A LAVA JATO é um divisor de ÁGUAS - ANTES DA lava jato DEPOIS DÁ LAVA JATO. O SEU SÓ EXISTE NA CABEÇA DOS CORRUPTOS. AVANTE PROCURADORES E P.FEDERAL COM JUÍZES DE BEM DESSE PAÍS. NINGUÉM SEGURA VOCÊS.

  52. EU honestamente aprendi que todos, todos erram. O IMPORTANTE É ,QUANDO O ERRO PRECEDE A Intenção de ACERTAR. FOI O QUE ACONTECEU COM A LAVA JATO. TODOS SE COMUNICAVAM BUSCANDO O ACERTO. PORTANTO. A LAVA JATO PARA MIM É O MAIOR PATRIMÔNIO DO BRASILEIRO. POTO FINAL.

  53. Deltan é paradigma de idoneidade, patriotismo e probidade laborativa. O mesmo, evidentemente, não se pode dizer de pessoas apaniguadas com a corrupção costumeira. O que causa espécie e estupor é vislumbrar suposto acordão com anuência e mesmo desejo daqueles que vieram para mudar, em nome da decêcia, nos braços do povo sedento por mudanças. Deltan, se quiser, terá meu voto e apoio.

  54. Útil, sim, está Reportagem, que nos põe a par da realidade dos fatos, ainda que para eles não vislumbremos soluções a curto prazo. Parabéns ao seu Autor.

  55. Como fez seu comentário a sempre presente Maria, eu endosso"....por isso já deixei de lado a tv a tempo: tem pouca coisa de útil por lá"....

  56. Dr Deltan quero crer que as pessoas de bem desse país ainda são a maioria, estamos com o senhor, Dr Moro,e toda equipe que trabalham incansavelmente combatendo a corrupção, não desanime,o senhor mais do que todos,sabe que não vivemos pelas circunstâncias, e sim pela fé então, força,garra e fé Deus está conosco,vamos crer, que ainda teremos um país livre da corrupção, Deus abençoe sua vida e família.Oramos todos os dias por todos os senhores,e pelo país.Receba meus respeitos e carinho.

  57. Dr. Deltan, peço vênia por discordar do senhor, mas a grande maioria de nós NÃO está nem um pouquinho cansada da pauta anticorrupção, muito pelo contrário; conte com o nosso mais irrestrito apoio, respeito e admiração. A nossa esperança é que o senhor e os seus comandados não se sintam "desidratados" por nós.

    1. Esse Bozo é um engodo, usou o combate a corrupção para ser eleito e agora luta para desmontar a lava jato. Lamentável!!!

  58. Não, Dr. DELTAN DALLAGNOL, não nos cansamos e, jamais nos cansaremos da pauta anticorrupção. Apenas observamos o processo de autofagia das elites espúrias, que agora se auto-chantageiam e se devoram na arena da corrupção. Observamos alertas e atentos, acumulando energia p/ a "Tomada da "Brasilha"", parodiando a da "Bastilha". Mas paralelamente sonhamos com o dia de torná-lo PRESIDENTE DA REPÚBLICA depois do mandato do DR.SÉRGIO MORO!!! SONHAMOS ACORDADOS ESSES 'SONHOS REAIS'!!!

    1. Mais do que nunca, estamos juntos!!!! 🤝🤝🤝🤝🤝🤝🤝🤝🤝🤝

    2. Reverentes mas, irresistivelmente efusivos, aplausos à sua brilhante, transparente, inteligente, precisa e, esclarecedora entrevista!!! Vossa Excelência é um dos íntegros e corajosos heróis nacionais, que nos tornam, aos milhões, ainda mais fortes e determinados!!! 👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏

  59. Um país é bem sucedido quando tem instituições fortes...ao contrário do que os nossos políticos babacas de plantão afirmam, quando dizem aquela cantilena de que “ às instituições estão funcionando “, as instituições brasileiras não existem...elas dependem de alguns gatos-pingados como Deltan e Moro para funcionarem...infelizmente a populacha não quer saber de política, prefere saber da vida pessoal do Neymar...somos o pais do futuro...e sempre seremos...

  60. Sou eleitor do Pres. Bolsonaro e apoio o governo atual, mas devo confessar que, assim como milhares de apoiadores desse governo, ainda não perdi a fé, mas me sinto um pouco frustrado, por ver que o Presidente ainda não está conseguindo realmente presidir, pois vemos toda a cúpula de CORRUPTOS QUE TODO BRASILEIRO DEN BEM, quer ver fora do poder, sendo os que ainda ditam as regras neste país. É só ver os "mandos" e "desmandos" do STF, Senado e Câmara. O povo já está frustrado com tudo isso.

  61. Como deve ser difícil um trabalho desse de investigação, digo não do trabalho de investigar, mas sim dos poderosos, das elites outrora intocáveis no seu monte Olimpo, verdadeiros deuses na terra com poderes, influências etc..., quero dar meus a todos que fizeram parte desta operação que mudou nossa país, principalmnte ao Senhor procurador Deltan, do ex juiz Sérgio moro e dos Delegados da PF que estavam a frente das investigações o Brasil tem uma dívida com os Senhores 👏👏👏👏👏👏

  62. obrigada a todos que ja trabalharam na LAVA JATO. Objetivo : CORRUPCAO ZERO NA MAQUINA PUBLICA. Menos, nos tornaremos cumplices daquilo que nao queremos. Acredito mesmo.

  63. Os jornalistas, digamos assim, os anticorrupção, deveriam assumir atitudes mais pró ativas de vez que a grande mídia se exime de publicar tais fatos. A população no geral, só recebe nos jornais da noite, informações de como anda a catapora a tosse comprida os incêndios nas matas além das estripulias do venerado verdevaldo. Os fatos importantes são omitidos, pois deles elas fazem parte! Aí o grande público fica desinformado

    1. Entrevista sensacional.O Brasil deve muito ao Moro ao Deltan ao Valeixo.lavajato neles.

    2. Por isso, já deixei a tv de lado a tempos. Tem pouca coisa de útil por lá.

  64. Excelente entrevista. A LJ já faz parte da história do país, e calou fundo na alma dos brasileiros. Apesar de retrocessos impostos por alguns tribunais superiores e Congresso, acredito que ela se manterá e e trará ainda excelentes frutos p a sociedade. O cansaço da população vem com a soltura de corruptos notórios e com a mudanças na legislação, que trazem, sim, uma tristeza. Mas não prevalecerá. Fique firme, querido Procurador, sua fé há de sustentar seu entusiasmo e brilho. Viva a Lava Jato!

  65. É interessante como não chama a atenção de nenhum jornalista o fato de as casas legislativas, não apresentarem projetos de lei no sentido de auxiliar o combate a corrupção e pelo contrário, apresentarem projetos que impedem e dificultam o combate a ela. Como ex, a lei de abuso de autoridade(que verdade seja dita, não estava sendo pedida pela população em geral!), a transformação em monstrengo da (esta sim pedida pelo povo!) 10 medidas contra a corrupção, A desidratação do pacote anti crime.

  66. A Lava Jato é patrimônio dos brasileiros de bem, e não pode sofrer solução de continuidade, embora esse seja o desejo é o empenho dos corruptos. Homens da estatura moral e competência, como Deltan, merecem o apoio incondicional dos brasileiros de bem, para que continuem lutando nessa patriótica Batalha.

    1. Parabéns a Crusoe, Deltan, Moro.... Vocês são “Os Caras”

  67. O STF dá sinais claros de que existe algo errado no judiciário. Eles se consideram acima da lei e, muitas vezes, interpretam as leis em seu benefício e de de réus comprovadamente culpados. Os bancos estão envolvidos até o pescoço, mas tem dinheiro para patrocinar hackers, investigadores particulares e desacreditar pessoas e instituições que buscam a punição dos corruptos.

  68. Legislativo e Judiciário, nos altos escalões, todos sabemos que atuam em causa própria, valendo-se de uma Constituição permissiva, prolixa, incompreensível. Quanto ao executivo vejo dois riscos: (1) que o Presidente da República se deixe picar pela mosca azul; o poder vicia, dizem e (2) que a família Bolsonaro meta os pés pela mão na defesa dos filhos. Se tiverem cometido crimes, respondam por eles como qualquer cidadão, sem privilégios. O Brasil não merece essa frustração. Bandidos na cadeia!

    1. O Bozo já entrou, nas mudanças no COAF e Receita; na fritura do Moro; na escolha do PGR e intromissões na PF.

    2. o STF e as casas legislativas estão contra a Lava Jato. Rezemos para Bolsonaro não entrar nessa.

  69. O brasileiro tem plena consciência disso, Dr! A paciência está indo embora e temo por isso... (em que pese nosso apoio de 100%, eles estão indo contra nossa opinião..)

  70. Bom dia. Não gosto de ler no computador e muito menos no smart. Gosto mesmo é de copiar e transcrever em papel e depois ler em casa, com mais tempo. Não consigo. Poderiam liberar apenas para esse velhinho que gosta muito de ler, enquanto ainda enxerga um pouco. Gosto muito da seriedade nas reportagens de vocês . Abraços.

    1. Parabéns e, reverentes cumprimentos, compatriota sr. Aldolino, pelo seu cônscio interesse relativo à vida nacional e, por saber apreciar a privilegiada interação de todos nós com a ilha de imprensa confiável e de qualidade da Crusoé e do OAntagonista. Gostaria imensamente de poder lhe ajudar!.... Mas, não sendo isso possível, tenho certeza de que alguém atencioso e generoso ao seu redor, conseguirá facilitar a sua diligente leitura! Com um fraterno abraço, desejo-lhe sorte e muitas felicidades!!

    2. Mto bom, tb gosto de copiar as frases dos entrevistados e comentários de relevância e guardá-las, mas este site não permite tal mecanismo, assim gostaria que a Crusoé disponibilizasse o recurso.

  71. Jamais duvidei da conduta ilibada desse procurador, ou outro da lava jato ou de algum juiz dessa operação. Pessoas sérias, tecnicamente brilhantes, que enobrecem o Ministério Público e o Poder Judiciário. O movimento daqueles que visam desacreditá-la é impulsionado por quem traiu a nação, mas não se envergonham, ao contrário, insistem em posar de injustiçados. Nem cabelos brancos os fazem pensar em seus erros, demonstrando que os canalhas também envelhecem!

  72. Parabéns nobre procurador, o seu trabalho e suas atitudes ganhou a admiração dos brasileiros e se estende para o mundo. Nós cidadãos e pagadores de impostos somos-lhe eternamente gratos pelo seu patriotismo . Continue forte, firme que a grande maioria do povo o apoiará e estamos a manifestar nas ruas o nosso apoio. Vida longa a você procurador . O país precisa de você.

  73. O procurador está errado. A população não se cansou da pauta anti-corrupção. Ela se cansou do governo Bolsonaro. Ela apostou que o novo governo manteria e expandiria a pauta anti-corrupção, mas logo descobriu que a família do presidente tinha teto de vidro. Foi este teto de vidro que criou às condições propícias para o acórdão e a perseguição contra a operação. O fato dos moristas e lavajatistas terem abandonado os bozistas mostra que a população não cansou da pauta anti-corrupção.

  74. "O Caso Morel, o crime da mala, Coroa-Brastel, e o escândalo das jóias, e o contrabando, e um monte de gente importante envolvida...". Até quando?

  75. Parabéns Procurador ! Vá em frente.Não desanime .Precisamos de cidadãos honestos,responsáveis e comprometidos com a moralidade e a justiça neste país.

  76. Parabéns por ter ajudado a mudar o rumo do Brasil para melhor. Os conceitos de civilidade e respeito ao próximo passaram a ser mais observados por todos. O exemplo de vocês é inspirador. Como brasileiro, tenho orgulho do que fizeram por nós. Passei a ter esperança que meus filhos pudessem trabalhar e ter uma vida decente por aqui. Muito Obrigado!!!

    1. Assino embaixo! Obrigada prezado procurador! Vocês da LJ nos devolveram a esperança e o orgulho de sermos brasileiros, de lutarmos e clamarmos por um país melhor para nossos filhos e netos! Continue a confiar em Deus, com Ele somos maioria! Força e fé! A luta é árdua mas não será em vão!

  77. A sociedade não está desinteressada de uma pauta em particular. Ela está desalentada com tudo. Muita notícia ruim e um grande retrocesso político. A corrupção voltou, com força. O mal vai vencendo o bem.

  78. Essa reportagem me causa muito medo . Que será do futuro do nosso País, dos Nossos filhos e netos? Preocupante e assustador tudo isso !

  79. Muito bem , a sinceridade, a verdade, a ética e profissionalismo do procurador são o que faltam a maior parte dos agentes públicos do Brasil

  80. O ARAS vai acabar com a LavaJato, ele foi colocado la para isso. O sitema é isso, joguem tudo na imprensa, enquanto é tempo, vaszem tudo que for possivel, caso contrario vamos perder.

  81. Só podemos agradecer e apoiar a coragem e disposição do Deltan. Não deve ser nada fácil ter que trabalhar, saber estar fazendo a coisa certa e ser atacado por gente poderosa, como se o bandido fosse ele. É preciso muita resiliência para persistir e não ceder. #SomosTodosLavaJato #SomosTodosDeltan

  82. Vermos uma declaração dessas de um grande membro e atuante combatente da corrupção nos deixa muito triste e revolta é o que me vem a mente. Tá na hora de parar esse país até que as mudanças sejam anunciadas.

  83. Excelente reportagem! Meus sinceros cumprimentos aos seu editor, Fábio. Sobretudo porque, apesar do título, na entrevista, Deltan mostra que a Lava Jato ainda está de pé, firme, vivinha. A equipe do MP continua trabalhando, cumprindo seu papel institucional. Deltan diz que até o final do ano, outras denúncias brotarão de lá. Veremos. Discordo qdo a reportagem menciona um Deltan magro, desolado. Cansado, certamente. O trabalho não é tarefa fácil. Força e muita luz divina irradiando s você, Delta.

  84. Excelente entrevista. Exemplo a ser seguido. Parabéns a todos que tornaram a Lava Jato possível e operante. Tem muito ainda a ser investigado e punido. Desejo que esta Força Tarefa continue e que sejam criadas outras mais.

  85. Que reportagem horrível! Combate à corrupção não devia ter nome e nem cara. Servidor deveria fazer seu trabalho de forma mais anônima. Está história de heróis e bandidos é de uma infantilidade sem tamanho. Uma hora cansa. Quem sabe um dia vamos virar um país sério e combater a corrupção sem precisar de holofotes.

    1. Parabéns a excelente entrevista. O país mudou depois da Lava Jato. É irreversível o sentimento é conscientização que a Lava Jato proporcionou, quem ficar contra será arrastada para lixo.

    2. São essas posições esdrúxulas e alheias à realidade factual que instigam a massa ao desânimo. Em toda e qqer atitude humana, pelo viés supostamente correto, meu chapa, sobressai sempre alguma figura que lidere a reação correta, em nome da sociedade decente e não-espúria e comprometida com os mal feitos. Vamos parar com essa mania imbecil de atacar nossos herois!Alvaro Costa(@brasília_urgente no instagram)

    3. Para não precisar de holofotes teríamos de ter um STF probo, ético e não temos isto. O holofote é para o povo julgar!

Mais notícias
Assine
TOPO