Reprodução/redes sociaisCristina com Alberto Fernández, em campanha: eles falam em renegociação com o FMI

A Argentina não aprende

O retorno de Cristina à Casa Rosada não deve ser a reedição de suas políticas desastradas, mas seus crimes com certeza ficarão impunes
16.08.19
Mais notícias
Assine
TOPO

AJUDA