RuyGoiaba

Elvis não morreu: veja se você é um deles

09.07.21

“Rapaz, você leu o Jornalão X hoje?” “Não. O que tem ele?” “Tá dizendo na manchete que o Elvis não morreu.” “Mentira. Elvis Presley, aquele?” “Sério. Eles levantaram os dados oficiais. Não acharam registro da morte.” “Mas ele morreu em 1977, não morreu? A imprensa do mundo inteiro noticiou na época.” “Tem mais.” “O quê?” “Existem 327 Elvis Presleys com o mesmo nome, data e local de nascimento do rei do rock. O Jornalão X recomenda que você verifique se não é um deles.” “Vem cá, esses ‘dados oficiais’ não estão meio esquisitos?”

*

“Tem um pessoal na internet dizendo que o Jornalão X está errado.” “Imaginei.” “Esses dados oficiais não são confiáveis: tem ‘Elvis’ que devia ser ‘Élvio’, ‘Presley’ que na verdade é ‘Prestes’, um punhado de ‘Elvis Presley de Oliveira e Silva’, talvez até gente que quis fazer zoeirinha no preenchimento e pôs os dados do Elvis verdadeiro.” “Entendi. No meio de milhões de dados, imagino que isso seja meio inevitável.” “Pois é. Existe base de dados que diz que o Brasil tem 504 presidentes da República, outra em que uma cidade pequena tem uns 1.000 jornais, outra que assegura que a PM paulista matou a mesma pessoa 15 vezes. Todas oficiais.” “Tem que desconfiar. Mas e aí, o Jornalão X já se corrigiu?” “Não, mas eles são rigorosos, tenho certeza de que vão postar logo uma errata.”

*

“O Jornalão X está publicando uma série de matérias comprovando que existem, de fato, Elvis Presleys nascidos no mesmo dia do rei do rock. Encontraram um em Carazinho, outro em Feira de Santana e um terceiro em Nepomuceno. Também estão dizendo que o jornal alertou para a proliferação de sósias da fase cafona do Elvis como um grave problema de saúde pública.” “Corrigiram a manchete?” “Negativo. Alegam que os dados são OFICIAIS, com maiúscula mesmo, que eles passaram semanas debruçados sobre as bases de dados e que, de todo modo, haver 327 Elvis registrados é absurdo e requer correção.” “Concordo, mas isso é diferente de ‘Elvis não morreu’.” “Ah, a autora da reportagem chamou os críticos de ‘machistas’ nas redes sociais.” “Bacana.”

*

“Olha só, o Jornalão X publicou um artigo detonando os críticos do ‘Elvis não morreu’. Dizendo que a reportagem é transparente em expor as falhas do sistema e quem viu problema nela é purista, bobo, feio e cara de mamão.” “Deixa ver aqui. Ah, conheço os autores. Já fizeram eventos em parceria com a repórter do Jornalão.” “Epa, peraí. Essa informação não consta do artigo.” “Pois é, transparência.” “Vão publicar uma opinião contrária?” “Costumavam fazer isso, mas acho que esse lance de ‘pluralismo’ meio que saiu de moda.” “Ser pluralista é coisa do passado, a onda agora é polarizar pelado.” “Credo, Deus me livre.”

*

“Finalmente o Jornalão X se corrigiu! Demorou quatro dias, mas admitiram o erro.” “Muito bom! Deixa ver aqui… bem, se corrigiram numas, né? O enunciado agora é ‘Registros indicam que Elvis pode não ter morrido’.” “Verdade, mas antes tarde do que nunca.” “Mas, rapaz, Elvis Presley morreu bem morridinho mesmo. Até fui checar data e local: 16 de agosto de 1977, em Memphis, Tennessee. Tem laudo, houve funeral em Graceland, ele está enterrado lá há décadas.” “Querido, são dados OFICIAIS. Que parte você não entendeu? E o Jornalão X não erra: no fundo, somos todos Elvis Presley.” “A wop bop a-loo bop-a-lop bam boom.”

 

***

A GOIABICE DA SEMANA

Nossos bravos comandantes militares divulgaram nesta quarta-feira (7) uma nota de repúdio às declarações em que Omar Aziz, o presidente da CPI da Covid, disse que as Forças Armadas deviam estar “muito envergonhadas” pela presença de integrantes de seu “lado podre” nos rolos envolvendo compra e venda de vacinas no governo de Jair Bolsonaro. Como esse “lado podre” indica, não houve generalização nenhuma, mas o senador foi acusado justamente de generalizar suas acusações — e não no sentido de “transformar em general”, digamos.

É um hábito bem brasileirinho, e aliás compartilhado por gente como os petistas ao longo das investigações da Lava Jato: o problema não é quem rouba (ou é acusado de roubar), mas quem aponta o dedo para quem rouba. Mais um triunfo do que já chamei de miliquismo de sunga, cada vez mais desavergonhado.

FolhapressFolhapressFigueiredo, patrono do miliquismo de sunga, hoje levado às últimas consequências

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. A ver que fou o JornalaoX que publicou por ex., que em 60, ohomem ia virar macaco, que milico toma sorvete na testa? ra ra ra ..

  2. Sinto muito, mas o Brasil não é páreo para você Agamenon. Enquanto podemos te ler uma vez por semana, a política e seus palhacinhos apresentam piadas prontas todos os dias.

  3. Não custa relembrar que o miliquismo de 64 produziu generais presidentes que morreram sem legar herança ou mansões a seus familiares, praticamente pobres, aí incluído o grande construtor da ponte Rio/Niterói. Essa lambança de receber dupla renda, acumulando patentes e vencimentos é uma criação bolsonarista, que envergonha os verdadeiros e vocacionados militares do Brasil 🇧🇷

  4. Respeitosamente, mas acho que ninguém entendeu o artigo. A Folha alegou que 26 mil vacinas aplicadas o foram com prazo vencido. Usaram para tal afirmação um sistema de dados falho e probabilístico. Em um país sério, um artigo mentiroso como da Filha daria uma multa impagável ao jornal. Aqui, ao menos tivemos o fino humor do Ruy Goiaba e a denúncia da Madeleine Lackzo da Gazeta do Povo.

    1. Moacir, também percebi isso. Ninguém percebeu que era sobre a Folha. Eu coloquei jornaleco X, devido ao nome dado por Ruy.

    2. Obrigada Moacir. Não havia entendido mesmo. É a boa e velha FALHA de São Paulo.

  5. Depois que o Jornalao X divulgou que Elvis poderia ser eu, sai feito uma doida para procurar se eu tinha morrido ou não. Nunca se sabe, né?! Procurei até o "lote" da minha morte, mas graças a Deus, sou uma Elvis viva. É por essas e outras que eu não confio no Jornalao X. Só espero que eles não venham com a história de que Michael Jackson está vivo e são vários. Não vou sair por aí vasculhando se morri oi não.

    1. Jornalao X está soltando suas pesquisas. Quero Bolsonaro fora, mas cuidado com pesquisas. O Jornalao X ignorou a terceira via.

  6. vamos submeter esse caso do Elvis ao STF para vê se esses deuses do Olímpio vão dar jeito. e quando a nota das forças armadas é simplesmente uma vergonha, a pessoa passa por cada uma para receber uma gratificação a mais e o status de comandante das forças armadas. é um lixo.

  7. mas neste caso o problema realmente é que chama os outros de corruptos. Aziz e Renan que moral têm. igualmente uma CGU em eventual futuro governo do PT. que moral terá para apurar corrupção de servidores, se o presidente é corrupto.

  8. Os milicos estão querendo virar milicianos para tomar conta de tudo e ficarem ricos. Em 64 a ideologia era ser contra a esquerda, agora, a ideologia é pela grana e por postos para ter mais grana através das falcatruas.

  9. Vamos submeter ao honorável supremo para definir a questão se Elvis morreu ou não, assim como se há ou não uma banda podre militar no entorno do pangaré sociopata.

  10. Elvis não morreu, Jimmy Hoffa não morreu, Bruce Lee não morreu e Olavo de Carvalho não está lá tão ruinzinho. É tudo teoria da conspiração de gente que não gosta dos acima citados. MS

  11. Façamos as contas, vale a pena pagar por isso? Salários, benefícios, pensões e etc, para que? Não existe benefício em manter essas forças com a estrutura de gastos atuais, que é mais cara que muitos países do G20, todos com IDH bem melhor que o Bananal. Já passou da hora de enxugar as estruturas do estado civis e militares, afastar os religiosos e adotar uma gestão mais eficiente, existem bons exemplos de como fazer, mas onde está a coragem para cortar!!

    1. Marco Antônio, na realidade a UNICA instituição que ainda poderia dar um geito no bananao seria a parte sadia do EMFA, pois os outros poderes estão irremediavel e totalmente corrompidos ( acho que até agora não acharam corrupção no Presidente, só inabilidade política e burrice )

  12. Goiaba, hoje em dia leio sua coluna com muito gosto! Mas cuidado com excesso de superficialidade… O exercito brasileiro nao e um milico facista de sunga … Ha boa literatura sibre assunto. Sugiro aprender mais sobre Rondon e sobre a campanha dos pracinhas na Segunda Guerra Mundial . E que tal observar todas estradas e pontes abertas pelos engenheiros do exercito pelo pais afora ? Nao, nao estou falando da Transamazonica! Abracos

    1. Isso foi em 1800 e outrora. O que vejo hoje é a eliminação da riqueza de qualquer país, QUE É SEU POVO , seja por covid , fome desemprego , abandono e miséria ! Isso me dá tanta tristeza.....

    2. Procure ler a série de cinco livros sobre a ditadura militar brasileira do Elio Gaspari. Acho que depois você vai enterder o que o "presidente" está tentando fazer com o Brasil.

    3. Sem contar que a assistência a povoação ribeirinha dessa imensidão que é amazônia,inclusive médica é feita pelas forças armadas, pois 90% dessas ongs que lá estão são roubar o país ou seus financiadores. Não exagere pra depois não ter que botar o rabo entre as pernas. Por falar nisso, o que vc viveu da revolução de 64 para conhecê-la de moto próprio?

    4. A nota foi totalmente fora de propósito. O presidente da CPI não disse nada que o Brasil não esteja vendo diariamente no "governo" do "presidente": militares que foram indicados, sem qualificação, para cargos na saúde, no meio da maior pandemia da história, contribuiram para a morte, até agora, de mais de 520 mil brasileiros.

    5. Há também o roubo do almirante na nucleobras é claro a moça do cafezinho e há o inesquecível Mário andreazza a ponte rio Niterói candidato a presidente e as construtoras brasileiras que cresceram durante os anos pós 64 - encheram as nardegas de ganhar dinheiro tudo mundo pelado ou de sunga rita guinchando como gorilas no bananal

    6. Ele sabe... Vc é quem não entendeu. Não faça uma metonímia intelectual: não confunda partes com o todo...

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO