Kleyton Amorim/UOL/FolhapressNoronha ganhou uma declaração de amor de Bolsonaro e agora espera uma cadeira no STF

Noronhe-se

A história de João Otávio de Noronha, o ministro do STJ que caiu nas graças de Jair Bolsonaro, é um guia prático de como ser amigo do poder
05.03.21

Desde os tempos em que conciliava a diretoria jurídica do Banco do Brasil com a militância na Ordem dos Advogados do Brasil, no início dos anos 2000, João Otávio de Noronha sabia que era preciso estar muito bem posicionado no jogo do poder em Brasília para alcançar o sonho de ocupar uma cadeira no Superior Tribunal de Justiça. Por meio do banco estatal, o então advogado fez agrados a magistrados da corte, liberando verbas para eventos e viagens da Escola da Magistratura e conquistando apoios importantes na corte enquanto se aproximava daqueles que poderiam ser os seus melhores padrinhos políticos no Planalto. A estratégia deu certo. Noronha conseguiu se garantir como o segundo mais votado na lista tríplice dentro do STJ e, depois, em dezembro de 2002, foi escolhido pelo então presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, para uma das cadeiras reservada à advocacia. Em seu favor, pesou muito o apoio do todo-poderoso ministro da Fazenda de então, Pedro Malan. Passados quase vinte anos, Noronha tenta repetir a receita para chegar ao cargo que há anos ambiciona, uma vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal. Agora, como não poderia deixar de ser, o alvo é o presidente Jair Bolsonaro.

As convergências entre ambos aumentaram no ano passado, quando o ministro ainda presidia o STJ e Bolsonaro teria de escolher o substituto de Celso de Mello no STF. Não faltaram decisões favoráveis de Noronha ao governo. Um levantamento do jornal O Estado de S.Paulo mostrou que 87% de seus despachos foram ao encontro do que a administração Bolsonaro desejava. Àquela altura, o presidente da República já havia declarado publicamente que sua relação com Noronha envolve paixão. Foi “amor à primeira vista“, chegou a dizer Bolsonaro em uma cerimônia no palácio do governo. O ministro fez jus ao amor pouco tempo depois, em meados do ano passado, concedendo prisão domiciliar a Fabrício Queiroz, o homem de confiança do clã presidencial que tinha sido preso pelo rachid no antigo gabinete de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio. Causou espécie entre outros ministros da corte o fato de Noronha ter estendido o benefício à mulher de Queiroz, que estava foragida, sob o argumento de que ela teria de “dar atenção necessária” ao marido. A decisão foi vista como “absurda” por pares do então presidente do STJ. Noronha já almejava, ali, uma cadeira no Supremo. Mas teve que aguardar mais um pouco na fila – apesar dos gestos, Bolsonaro acabou escolhendo o então desembargador federal Kassio Marques para a vaga.

O sonho do magistrado mineiro, porém, continua vivo, com a proximidade da aposentadoria do ministro Marco Aurélio Mello, em julho deste ano. Na semana passada, o ministro acolheu pedidos da defesa de Flávio para anular a quebra dos sigilos bancário e fiscal do senador e de outros investigados no caso do rachid. Outros três ministros seguiram o voto de Noronha no julgamento e, por quatro a um, a Quinta Turma do STJ descartou as principais provas da denúncia apresentada pelo Ministério Público do Rio contra o filho 01 de Bolsonaro. Em seu voto, Noronha ainda sinalizou ser favorável à anulação dos relatórios do Coaf que deram origem à investigação, o que pode levar toda a apuração à estaca zero – ou seja, tudo o que os Bolsonaro querem. O julgamento foi suspenso, mas o resultado parcial, liderado por Noronha, foi comemorado especialmente pelo próprio Flávio e por Wassef, a dupla que influencia as escolhas de Bolsonaro para os tribunais. A vaga de Marco Aurélio representa a última chance de Noronha de subir para o Supremo. Ele completa 65 anos em agosto e a partir dessa idade já não poderá mais disputar o cargo. Noronha tem concorrentes, porém. Também estão no páreo o atual presidente do STJ, Humberto Martins, e o ministro da Justiça, André Mendonça, ambos evangélicos — critério que Bolsonaro prometeu considerar para a próxima vaga. O procurador-geral da República, Augusto Aras, corre por fora.

Reprodução/redes sociaisReprodução/redes sociaisNinna Noronha, a filha: com o irmão, ela atua na alta advocacia de Brasília
Mineiro de Três Corações, João Otávio de Noronha logo se adaptou aos requintes que orbitam a cadeira de um magistrado de tribunal superior. Após virar ministro, deixou um apartamento de 170 metros quadrados na Asa Sul, em Brasília, para construir uma mansão quase dez vezes maior no Lago Sul, região mais luxuosa da capital – aquela mesma onde Flávio acaba de comprar uma casa. Enquanto o imóvel não ficava pronto, o ministro pediu para entrar na fila dos apartamentos funcionais cedidos pelo STJ aos magistrados que não têm residência fixa no Distrito Federal, mas ideia causou um enorme desconforto na corte. Nesse episódio, nasceria seu primeiro atrito com colegas de toga, como a então ministra Eliana Calmon. Em um julgamento envolvendo a legalidade de um benefício fiscal que poderia gerar um prejuízo bilionário para a União, Noronha sinalizou ser radicalmente favorável às empresas. Eliana se irritou. Ela defendia que a corte não poderia submeter os cofres públicos a tamanho prejuízo em um processo repleto de lobby – incluindo o do então presidente do Senado, Renan Calheiros – e dinheiro. Nesse instante, a ministra esfregou os dedos para reforçar a ideia de que a decisão não podia ser tomada a partir da lógica do dinheiro. Noronha interpretou o gesto como uma provocação e ameaçou processá-la.

Não foi a única refrega com colegas em seus quase 18 anos de STJ. Em 2016, o novo amigo do peito de Bolsonaro se desentendeu com o ministro Francisco Falcão por causa de uma investigação interna para apurar suspeita de desvios em contratos de informática dentro da corte. O caso era visto por parte dos ministros como uma espécie de perseguição a adversários internos. Noronha depôs como testemunha de um investigado. Em fevereiro daquele ano, Falcão chamou a julgamento um recurso movido por uma empresa contra a investigação, o que revoltou Noronha – ele pedira vista do processo e ainda não tinha liberado seu voto. De um lado, Falcão disse que, por ser testemunha, Noronha estaria impedido de votar. De outro, Noronha afirmava que, por ter aberto o procedimento, Falcão era “parte” no processo, o que demonstrava a alegada “perseguição”. Houve troca de insultos, especialmente nos bastidores.

Emerson Leal/STJEmerson Leal/STJHumberto Martins, presidente do STJ, também almeja a vaga no Supremo
Noronha e Bolsonaro têm traços em comum. Um exemplo: ambos têm filhos nas cercanias dos palácios onde eles despacham. Em setembro do ano passado, Crusoé mostrou que há mais de 7 mil processos no STJ nos quais filhos, sobrinhos e cônjuges de ministros figuram como advogados. Entre os mais atuantes desse time estão os filhos de Noronha, Otávio e Anna Carolina, a Ninna. Com apenas 36 anos, Tavinho, como é conhecido o primogênito do ministro, atuou por exemplo em uma causa de arbitragem milionária e defendeu políticos enrolados em operações da Polícia Federal, como um irmão do ex-governador paraibano Ricardo Coutinho, preso por desvio de dinheiro da saúde do estado. Por influência do pai, o jovem advogado também chegou à presidência do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, o STJD, por onde já passaram vários outros filhos de ministros do STJ, como Caio Rocha, filho de Cesar Asfor Rocha. Já Ninna apareceu, em 2017, como personagem de um episódio que envolvia tentativas de lobby para obter decisões no STJ. A advogada Renata Gerusa do Prado, defensora da gigante JBS, participava da articulação.

Renata é filha da desembargadora Maria do Carmo Cardoso, do Tribunal Regional da 1ª Região – aquela mesma que, no fim do ano passado, ajudou Frederick Wassef, advogado de Flávio Bolsonaro (sim, no fim os personagens sempre se entrelaçam) a se livrar do percalço de relatórios do Coaf que revelavam transações financeiras suspeitas, inclusive com a própria JBS. Carminha, como a desembargadora é conhecida, é amiga de longa data da família de João Otávio de Noronha. Ela empregou em seu gabinete a mulher do ministro, a pedagoga Denimar Noronha, que nem formação jurídica tem. A relação entre a desembargadora e o ministro só foi abalada quando Noronha viu adiado seu sonho de ir para o Supremo no ano passado. Isso porque Carminha, que também se aproximou da família Bolsonaro e até conseguiu emplacar uma outra filha como conselheira do Cade, apoiou o nome de Kassio Marques, seu colega de TRF-1. Agora, com as recentes decisões favoráveis ao primogênito do presidente, João Otávio de Noronha pode ter conseguido alguma dianteira na corrida.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Há uns dementes na redes sociais divulgando fakes News bem produzidas e proclamando uma tomada de poder com base no artigo 142 da Constituição Federal, o qual apenas diz que as forças armadas estão aí para garantir a lei e ordem pública quando solicitada por qualquer dos poderes da República que são apenas três: O Executivo, o Legislativo e o Judiciário. E querem a afastamento dos Ministros do STF com nomeação de novos ministros, certamente Noronha seria um deles.

  2. Isso é o nosso Brasil ,sem ESPERANÇA pra muitos e poucos se privilegiando....Sempre me fiz essa pergunta..Porque nasci brasileira❓Até hj não tive resposta...😒

  3. Ok! Tem a ditadura, certo? Ela acaba com a vida política dos partidos, mas não com a política em si. O que farão os políticos? Se tornarão, em 20 anos de desmandos, mais e mais fisiológicos! Passam a se organizar como quadrilhas. Vem a "constituinte" de 88 e torna pétrea, em total descalabro, a impunidade dos quadrilheiros. Hoje assistimos a falência de nossa democracia, asfixiada pela corrupção, que já faz parte organicamente das políticas públicas e atinge os três poderes.

  4. É uma vergonha a forma como esse elemento galgou e transita nas mais altas cortes da justiça brasileira. Seu currículo acadêmico é limitadíssimo. Só podia ser cria de Fernando Henrique Cardoso, que o indicou para o STJ assim como indicou Gilmar Mendes para o STF. São da mesma cepa, para desgraça dos cidadãos brasileiros.

  5. Esse STJ é verdadeiramente o lixo da justiça brasileira, são corruptos sem escrúpulos, na cara dura e não tem quem os investigue porque Hackers não fizeram uma varredura na vida deles? Seria um prato cheio para poder eliminar esses superpoderosos.

  6. MORO CAIU QUANDO CHEGOU NO JUDICIÁRIO PODRE DO BRASIL ....., SOMENTE ELE PODERÁ LUTAR CONTRA O MECANISMO .....!!!! MORO 22 !!!!

  7. O grande problema do Brasil e culpado por todo nosso atraso é o judiciário brasileiro. Ministros, desembargadores e juizes, em parceria com grandes escritórios de advocacia, se esforçam ao máximo para proteger criminosos de corrupção em busca de privilégios. O pior é que aqueles contrários a essa prática ficam calados, se omitem e passam a ser coniventes com isso tudo. Enquanto isso a OAB... bem a OAB deixa pra lá. Brasil de judiciário podre.

  8. Muitos ambicionam o cargo de Ministro dos tribunais superiores para que a sua família enriqueça através da advocacia. Suspeição e impedimento são palavras que não existem no capitalismo de "cumpadrio".

  9. O MECANISMO RECRUDESCEU MAIS AZEITADO! EM EDIÇÃO INTERINSTITUCIONAL, PIORADA. Só Moro & CIA com Ultra Lavajato Geral. Fora calhordas!

  10. Vergonha, Asco, Nojo, bandidagem, falcatrua até quando vão continuar espoliando nossa nação e nossa democracia!! Parece que ninguém faz nada, por que está esperando a sua vez!! Todos que chegam tem direito de assaltar os cofres públicos através de seus pupilos!! Até quando a nação sangrará!!

  11. Resumindo, mais uma excrecência da Cidadã que permite esse excremento do direito distribuir justiça cega de tanto nojo. Mais um traidor da Pátria e INIMIGO DO POVO

    1. Agora as pessoas começam a perceber isso! De 1985 para cá, só os políticos lucraram.........o povo, ah, o povo top, top, top...

  12. A unica saida pra moralizar o poder judiciário é a lava toga. Dá nojo saber que algumas figuras venais vestidos com aquela capa preta pra passar uma imagem de moralidade pratiquem ilicitos pra se locupletarem. Vergonhoso a justiça neste país.

  13. Muitas filigranas demonstram como essa "nata" forma uma teia de interesses pouco republicanos para dizer o mínimo que pode-se chamar a corja de Quadrilha.

  14. Que saudades de Eliana Calmon e Francisco Falcão. Estes não só se diziam honestos mas, também, pareciam honestos, como a mulher de Cesar.

  15. Já vi que este ínclito fez a carreira puxando o saco e agradando quem tinha poder. Em 2019 vi uma entrevista dele na GNews (argh!) e o encontrei com uma soberba incomensurável! JB nunca mais!!!! Moro 2022

  16. NOJO dessa gentalha, não tem nenhum pudor !!! Bandidos q se escondem atrás das TOGAS, e delas se prevalecem p beneficio próprio. CANALHAS !!! Tinha q varrer essa corja dos tribunais superiores, fazer uma limpa !!!

  17. Ė muito perniciosa para nossa República essa promiscuidade entre os poderes. O judiciário é o único poder que não ė eleito, por quê ?

  18. A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR:: SERÁ QUE BOLSOPAI O INDICARÁ PRA MINISTRO DO STF? ISSO SÓ MÃE ZAMBELLI PODERÁ RESPONDER!!!! E NORONHA NÃO DIRÁ: NÃO ESTOU A VENDA!!!

  19. Ministros do STF deviam ser escolhidos entre cidadãos de até 65 anos para mandato de 10 anos em eleição direta por ocasião do pleito para presidente da república e nomeados pelo presidente do STF. As Associações de Magistrados Federal e Estadual, indicaria 1 nome cada para compor a chapa, o mesmo fariam as associações do MPF e MPE e a advocacia(OAB) completando 6 nomes. Se até uma nova eleição presidencial surgissem outras vagas, seriam preenchidas entre os outros 5 nomes mais votados.

    1. Excelente sugestão. Único poder da República que não é eleito, por quê?

  20. Pois é... Um dos piores males da administração pública é o aparelhamento de suas instituições em favor de interesses pessoais ou familiares. Começa a ter ares de máfia. Isso não é nada bom.

  21. Esse é o verdadeiro Brasil , onde em todas as esferas do poder as oligarquias do que tem de pior , acabaram se apropriando do estado brasileiro e o povo ficou sem ter a quem recorrer, pois a podridão é de baixo até em cima , e os bons servidores se tornaram minorias sem força, e contam ainda com a passividade do brasileiro que se preocupa mais com futebol e festas do que com o futuro do país e do povo , enquanto não acabar definitivamente com cargos indicados , estaremos ladeira abaixo.

  22. Tem que perguntar a FHC o que ele acha do desempenho de seus indicados às Côrtes de Brasília. Santa incompetência, tucano.

  23. a corte mais alta de um Pais não poderia estar na mão de uma pessoa aliás na constituição não fiz que os poderes tem de ser independentes? não entendo porque não são.. o executivo não deveria comandar o judiciário m deveriam ser totalmente independentes..isso sim seria uma bela tese de doutorado

    1. MORO 2022.....ou muda ou agente perde a esperança definitivamente!!!

  24. Quando se assina a Crusoé vc assina tb um contrato que ninguém obviamente lê, de renovação automática da assinatura desde que eles mantenham o preço, isto é, ad eternum. Faço constar em ata a minha não autorização para renovação da assinatura.

    1. Também não aprovo assinatura automática. Afinal o contrato é de 1 ano. Para renovar acho ético perguntar se tenho interesse, né? Será meu último ano

  25. acho que ministros de tribunais superiores o eleitor de forma facultativa deveria escolher a partir de uma lista triplice, o eleitor votaria. depois o presidente escolhia e ocorreria uma sabatina no senado apenas providencial

  26. Quem puder melhor ir morar em outro País, sem futuro, onde o crime compensa graças à perpétua impunidade, garantida por um judiciário que sempre foi corrupto - agora está mais explícito do que nunca. A máfia da Toga Preta inatingível.

  27. Estou vomitando de nojo dessa teia do promiscuidade no poder judiciário. E pensar que nossas vidas estão nas mãos dessas pessoas. Desesperador!!!

  28. Canalhada da pior qualidade, a imensa maioria desses "Ministros" do STJ, como esse tal de Noronha, que a única coisa que NÃO fazia era defender os interesses do Banco do Brasil, como Diretor Jurídico. Nessa época, o Banco perdia causas em todo o Brasil para advogados que mal tinham obtido o registro na OAB... uma vergonha! E esse tal de Noronha é "café pequeno" diante da CANALHADA que assume vagas de Ministros nos Tribunais Superiores através dos malfadatos "terços contitucionais"...

  29. Parabéns a CRUSOE! Mais uma reportagem esclarecedora é baseada em fatos. Entendo que esse Ministro Noronha não vale nada, mas me impressiona a força que tem ao fazer com que outros 3 ministros votem com ele, num caso tão espúrio !!!!! Inclusive dando votos que contrariaram entendimentos anteriores. Tempos sombrios ! Que Judiciário é este ?

  30. Brasília é PODRE e FEDE! E quem mais sofre com esta podridão mantém esta corja no poder com seu voto de quatro em quatro anos...

  31. Nem todo agem como Joaquim Barbosa, foi escolhido por Lula, mas agiu de forma independente, no julgamento da Ação penal 470(mensalão).

    1. Essa gente nem currículo tem. A falta de caráter é a única coisa que conta. Pessoas honestas não dão certo na carreira política e seu intermédio.

  32. Crusoé tem o grande valor de investigar e denunciar os desmandos, malfeitos ou crimes cometidos não só pelo Executivo e Legislativo, mas tem a constante coragem de fazer o mesmo com o nosso Judiciário, que também precisa ser depurado!

  33. Noronha, Gilmar... Fernando Henrique escolhe a dedo pessoas para cargos importantes na magistratura. Não obstante, não deixa de posar como "grande intelectual". É por essas e outras que seu prestígio está caindo dia a dia. Uma pena, mais um brasileiro com muita pompa mas que se revela dia a dia uma verdadeira decepção.

  34. Eu já transei com belas mulheres, quando levava uma vida de ostentação, conseguida pela minha capacidade de trabalho. Quando chegar numa festa e transar com a mulher mais desejada, tornasse uma rotina, perdesse o tesão. Esses caras são doentes. São iguais aqueles acumuladores compulsivos. Eles querem mais poder, mais dinheiro, mais luxo. Mas ser de Três Corações, ñ é o mesmo que ter três corações. Isso tudo é efêmero. Uma vitória de Pirro no final, para eles, para a família e toda a sociedade.

  35. Está mais do que comprovado que a indicação para altos cargos da Justiça deveria ser baseada em MÉRITO PROFISSIONAL e EXPERIÊNCIA COMO JUIZ, sem NENHUMA INTERFERÊNCIA DOS OUTROS PODERES.

  36. os EXEMPLOS EXCECRÁVEIS que uma SOCIEDADE tão CORRUPTA é capaz de produzir! São DEGENERADOS MORAIS que IMPEDEM o BRASIL de AVANÇAR! Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” Triunfaremos! Sir Claiton

    1. Ô Cleiton, onde você arrumou esse título de “sir”

  37. Precisamos levar em consideração os dois lados da corrupção! Isto tudo se perpetua porque existe uma clientela que gosta da proximidade de seus advogados com as cortesias de justiça! Esse lado podre da “sociedade” brasileira, chamada de elite corrompe o sistema! O que fazer?????

    1. O Carlos aí em cima disse algo importante e que quase ninguém lembra. Esse estado de coisas é reflexo de uma sociedade que adora privilégios e “furar a fila”. Muito triste ver que há um número enorme de brasileiros que só pensa em levar vantagem pessoal. Coitado do Brasil

  38. Este artigo mostra as entranhas do funcionamento da maioria do Tribunais Brasileiros, dominados por togados que nos causam nojo. Nesse caso, sinto nojo como brasileiro e, sobretudo, com mineiro. Deveria ter sido cassado e expelido do Judiciário há muito tempo. Choca e apavora a possibilidade um "desqualificado" como esse, ser nomeado, por um presidente imbecil e aprovado por um Senado passivo, para o STF. È necessário começar do "zero" e somente o povo brasileiro pode iniciar esse processo.

  39. O dia que forem nomeados através de concurso entre os juizes do MP acaba com essa relação promíscua. Se bem que o judiciário que seria o primeiro a defender as leis no País é o primeiro em não aplicá-las, principalmente no teto salarial em que arrumaram penduricalhos para terem ganhos estratosféricos. Nosso país não tem jeito esquece

  40. A primeira imagem que me vem à cabeça quando ouço falar de tribunais superiores é a de uma latrina entupida. Beiçola, Lewan, KKK, Amigo do Amigo, Humberto Martins, Noronha, Nunes Maia e outras porcarias compõem a fase sobrenadante.

    1. Acho que é o beiçola, rolha de poço, que esta entalado...

  41. Ninguém duvida que os tribunais superiores no Brasil sejam compostos por uma gentalha pequena,leviana e corrupta. Só uma revolta total da população mudaria a situação de humilhação constante à qual nos encontramos. Mas somos um povo acovardado. Que triste!

    1. As cortes superiores,săo formadas por VERMES,q abraçam os governos corruptos,q a décadas devoram as entranhas do POVO. Verdadeiros BANDIDOS a serviço da nossa podre Republiqueta.Bichos sem moral,sem caráter. A MÁFIA está no poder.

  42. preservar as instituiçoes..... sim . preservar estas instituiçoes, me parece é como o escravo PRESERVAR O PELOURINHO.

  43. Entre as propriedades: taras, medonha e umperto martírio, qual dos vergonhosos trastes será escolhido pra corvo pelo dono deles?.... Qualquer que seja o escolhido, o proprietário sofrerá chantagens antropofágicas dos demais canibais por saberem muito... rsrsrsrs... observamos o desenrolar do vampiresco espetáculo.... Uma coisa é certa: é claro que isso acabará mal para o "patrão proprietário e sua cria"!!!! Como 2 e 2 são 4....rsrsrs... Coisa hooorrorooosa essas vidas e trajetórias marginais!!!!

    1. Ah, em tempo, os preteridos terão que ser régiamente remunerados, seja em espécie, em nepotismo ou outro ""valor"" escuso qualquer. Pode-se pagar pra ver. Olho neles, PF e imprensa!!!! 👀👀👀👀 👁👁👁👁👁👁👁👁

    2. Tamanha degradação institucional é nociva e humilhante para qualquer sociedade mas, a justiça é um componente tão naturalmente inerente e indispensável à vida que, pressionando por vias diversas, na maioria das vezes, como uma cabeça-d'agua, independentemente das normatizações, afoga os que, conceitualmente, a desafiam. Acontecerá nesse caso torpe. Inevitavelmente!!!! É só esperar pra ver.

    3. Nenhum dos 3 parece ser do tipo "reativo primário"... dissimulados, sujos e cara-de-pau, características q usaram na engenharia p/ chegar onde chegaram, o trio faz mais o gênero "reativo secundário"... o proprietário pode contar q, os 2 preteridos farão infiltrações nessa sinistra construção dele... mais cedo ou mais tarde, o proprietário cairá do cavalo, justamente onde pensava manipular as rédeas c/ mais segurança!!!! Não existe tráfico de influência de graça. Pode-se apostar como 2 e 2 são 4.

  44. Este país, como um todo, está apodrecendo. E a parte cuja putrefação está em estágio mais adiantado é justamente o poder judiciário. Estão aí o Lewandowski, Toffoli, Gilmar Mendes, Kassio Nunes e Noronha cujas atuações comprovam esta minha afirmação.

    1. Estão roubando muito. Raspando o tacho. Quando tiver bem raspadinho, vão sair de sena com as contas no Brasil e no exterior,abarrotadas com o nosso 💰💰💰. Que triste.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO