Adriano Machado/Crusoé

Urgência sanitária

Após anunciar, enfim, um plano de imunização, governo corre para garantir as vacinas necessárias para imunizar a população no começo de 2021
18.12.20

Enfim, o Brasil tem um plano de vacinação. Ou melhor, o arremedo de um plano. Sob pressão da população, que acompanha atentamente a imunização de americanos e britânicos, e do STF, o governo federal anunciou, na quarta-feira, 16, como pretende vacinar 175 milhões de brasileiros no ano que vem. Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil tem negociações em andamento para adquirir 350 milhões de doses. O governo ampliou o número de fabricantes que poderão fornecer as vacinas e incluiu presos e comunidades quilombolas entre os que serão atendidos inicialmente. No dia seguinte, o presidente Jair Bolsonaro assinou uma medida provisória que autorizou um crédito de 20 bilhões de reais para cobrir todas as despesas com a imunização.

Para o governo, a principal dificuldade será garantir um estoque de vacinas que tenham se provado eficientes em prevenir a Covid-19. Das cerca de 350 milhões de doses anunciadas, 210 milhões são da parceria entre a AstraZeneca e a Universidade de Oxford, que assinaram um contrato de fabricação com a Fiocruz. Erros no decorrer do estudo clínico, porém, atrasarão o pedido de registro. Pelo consórcio Covax Facility, lançado pela Organização Mundial de Saúde, o governo pretende conseguir mais 42,5 milhões de doses. Mas nem sequer foi definido ainda quais vacinas serão compradas. Da americana Pfizer, o objetivo é adquirir 70 milhões de doses. Dessas, apenas 2 milhões seriam entregues no primeiro trimestre do ano que vem. Da farmacêutica Janssen, cuja vacina ainda não teve a eficácia comprovada, serão adquiridas 38 milhões de doses, sendo que as primeiras 3 milhões só chegarão no segundo trimestre de 2021.

A constatação óbvia, logo após o lançamento do plano, foi a de que o Brasil tinha lançado um projeto de imunização, mas sem vacina. Na quinta, 17, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em uma audiência no Senado, aumentou o número imediato. Segundo ele, o Brasil receberá 24,5 milhões de doses de vacinas em janeiro. Na conta, ele colocou mais 9 milhões de doses da Coronavac, que é da chinesa Sinovac e começou a ser produzida pelo Instituto Butantan, ligado ao governo de São Paulo. Segundo o diretor do Butantan, Dimas Covas, a instituição ainda aguarda uma formalização do Ministério da Saúde para finalizar o acordo de compra e distribuição da Coronavac.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéPaciente com Covid em hospital de Brasília: aumento exponencial de casos
A adoção a contragosto da Coronavac, que tem sido também meio de propaganda política para o governador paulista, João Doria, foi uma forma de garantir que o governo federal tivesse algo a oferecer. A divulgação dos dados de eficácia da Coronavac, que estava prevista para o dia 15. Mas se espera que o Instituto Butantan entre com um pedido de registro na Anvisa no dia 23 de dezembro, quando os resultados dos testes clínicos finais serão anunciados mundialmente. Somando-se as duas opções mais factíveis, a Coronavac e a Pfizer, o Brasil terá 11 milhões de doses no primeiro trimestre de 2021. “É um montante que ainda não dá para nada. Isso não chega sequer a atender a primeira fase do plano. O Brasil deveria ter providenciado isso antes”, diz Julio Croda, médico infectologista da Fundação Instituto Oswaldo Cruz e professor da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Para atender os grupos prioritário da primeira fase do plano, como trabalhadores de saúde, idosos, indígenas e ribeirinhos, serão necessárias 31 milhões de doses.

Foi o desespero para conseguir logo os imunizantes que levou o presidente Jair Bolsonaro a engolir a vacina de Doria. Em outubro, o ministro da Saúde chegou a prometer a Coronavac a governadores. Foi desautorizado de maneira rude pelo presidente. “O povo brasileiro não será cobaia de ninguém”, disse Bolsonaro. No início de novembro, o presidente chegou a comemorar indecentemente a morte de um voluntário no estudo clínico da Coronavac. “Morte, invalidez, anomalia. Esta é a vacina que o Doria queria obrigar a todos os paulistanos tomá-la”, escreveu ele nas redes sociais. No lançamento do plano de vacinação esta semana, o presidente chegou a ensaiar um mea-culpa. “Se algum de nós extrapolou, ou exagerou, foi no afã de buscar solução”, disse.

Além da falta de garantia de que haverá vacinas, há muita incerteza em relação ao cronograma. Pazuello já deu ao menos quatro datas para o início da vacinação. Recentemente, passou a falar em meados de fevereiro. O vaivém no prazo para liberação do uso emergencial de produtos também causa confusão. O governo inicialmente estimou em dois meses, e depois reduziu para 10 dias, o prazo para análise de pedidos. A legislação em vigor obriga a Anvisa a apreciar os pedidos em no máximo 72 horas, desde que o imunizante tenha recebido o aval do órgão regulador americano, europeu, britânico ou chinês. Os sucessivos avanços e recuos são particularmente preocupantes, porque a doença voltou a crescer em uma velocidade assustadora. O Brasil nesta quinta registrou mais de mil mortes em 24 horas, algo que não acontecia desde setembro. “Mesmo em um cenário otimista, não vamos começar a vacinar a população antes de fevereiro. Até lá, a desgraça estará instalada no país”, diz o professor Domingos Alves, do Laboratório de Inteligência em Saúde da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP. “O que vamos enfrentar a partir do Natal e do Ano Novo é uma tragédia.”

Governo do Estado de São PauloGoverno do Estado de São PauloO governador paulista João Doria: adiamento em divulgação da eficácia
O plano de imunização contra a Covid também prevê 80,5 milhões de reais para a aquisição de mais de 340 milhões de seringas e agulhas. O texto não detalha, entretanto, quando e de quais fornecedores o Ministério da Saúde pretende efetuar a compra. Assim como houve uma corrida por máscaras e respiradores no início da pandemia, o mundo agora demanda, sobretudo, insumos para vacinação. Na quarta-feira, 16, o Ministério da Saúde abriu licitação para a aquisição do material. O edital da concorrência pública prevê a entrega dos produtos até dezembro de 2021, um indicativo de que o flagelo deve se arrastar por pelo menos mais um ano. Além disso, a medida provisória assinada na quinta e que destinou 20 bilhões de reais para vacinas e insumos amplia os recursos disponíveis para organizar a logística da vacinação, mas, sem um detalhamento preciso das necessidades, o planejamento fica comprometido. “Esse plano já deveria estar pronto há pelo menos seis meses. A proposta atual é mediada por interesses e ideias políticas. O texto menciona de maneira abstrata as aquisições, mas sem trazer providências concretas para além das tratativas da Fiocruz com a AstraZeneca”, critica Ana Maria Costa, médica sanitarista e diretora do Centro Brasileiro de Estudos da Saúde.

Além de o plano de imunização do governo ser repleto de lacunas, especialistas apontam outra dificuldade: as dúvidas dos brasileiros quanto à segurança e eficácia. O movimento antivacinação, forte em países como os Estados Unidos e crescente no Brasil, ganhou amplitude com Jair Bolsonaro, políticos trevosos e religiosos. O presidente já levantou suspeitas sobre os imunizantes em diversas ocasiões. Nesta quinta, 17, ele voltou a declarar que não tomará a vacina e falou de possíveis efeitos colaterais. “Na Pfizer, está bem claro no contrato: nós não nos responsabilizamos por qualquer efeito colateral. Se você virar um chipanz… se você virar um jacaré, é problema de você. Não vou falar outro bicho aqui para não falar besteira. Se você virar o Super Homem, se nascer barba em alguma mulher aí ou um homem começar a falar fino, eles não têm nada a ver com isso. Ou o que é pior, mexer no sistema imunológico das pessoas. Como você pode obrigar alguém a tomar uma vacina que não se completou a terceira fase ainda? Que está experimental?”, disse o presidente, que chegou a dizer que o governo exigira a assinatura de um termo de consentimento de cada cidadão vacinado, um evidente despropósito.

Outro político obscurantista é Roberto Jefferson, ex-deputado e presidente nacional do PTB. “Os globalistas prepararam uma vacina para mudar o nosso DNA, que nos foi dado por Deus”, escreveu nas redes sociais. Também nesta semana, um pastor do Ceará afirmou de maneira criminosa, durante um culto lotado, que a Coronavac “tem HIV”. A consequência é que, desde agosto, a porcentagem de brasileiros que não pretende se imunizar pulou de 9% para 22%, segundo o Datafolha. O descrédito, aliado aos problemas operacionais, pode ter resultados catastróficos. “Se o Brasil vacinar 15% ou 20% da população, isso não vai resolver nada. É preciso um percentual alto de cidadãos imunizados para interromper a circulação do vírus”, explica Ana Maria Costa.

A inércia do Ministério da Saúde em implementar a vacinação contra a Covid-19 frustra sobremaneira os pesquisadores da área em razão da tradição do país, que sempre foi uma referência internacional na aplicação dessas políticas públicas. Criado em 1973, o Programa Nacional de Imunizações ampliou as bases de cobertura vacinal em uma nação de dimensões continentais e se transformou em um bem-sucedido projeto de saúde pública. Antes mesmo da implantação do programa, o Brasil já havia tido grande êxito em campanhas como a erradicação da varíola, em 1966, e no plano nacional de controle da poliomielite, em 1971. Hoje, com os avanços tecnológicos que permitiram o desenvolvimento de vacinas em tempo recorde, o Brasil enfrenta retrocessos, não por limitações técnicas, mas por questões políticas e ideológicas. Nesta sexta-feira, aliás, o STF deu um ponto final a mais uma questão fora de lugar plantada por Bolsonaro: a vacinação contra a Covid-19 não será obrigatória, mas compulsória. Ou seja, o estado poderá impor medidas restritivas a quem não tomá-la, para o exercício de atividades e a locomoção por território brasileiro e viagens internacionais.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

Edição nova toda Sexta-Feira. Leia com Exclusividade!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

Deixar para mais tarde

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Será que não chegou o momento de uma ação popular exigindo que seja feito um exame mental no presidente? Não é possível que uma pessoa com suas condições metais saudáveis teria esse comportamento. Creio que seja a hora de nós, nação, exigir que o Bozo deve fazer tal exame.

  2. Eu não tomei a vacina produzida em tempo recorde no período em que a H1N1 estava surtando as pessoas como agora. E tb não tomarei essa. Nem qualquer outra que venha sem os devidos anos de observação. Canalhas! O que querem com isso?

    1. salvar vidas! Quem em saúde mental em dia possa pensar que qualquer laboratório colocaria em risco a vida de milhões de pessoas, correndo risco de sofrer processos de indenizações bilionários pelo único motivo de boicotar essa mula que está na presidência.

  3. Esse psicopata esquizofrênico é caso de 10 camisas de força e 20 mordaças de força!!!! Eu hein???!!!... Ficarei é c/ a Coronavac, a vacina do INSTITUTO BUTANTAN e do Governador JOÃO DÓRIA, o único q, criteriosamente, preocupou-se desde cedo c/ a população do Estado. A vacina do broncossauro, isentada a FIOCRUZ, é lógico, mais parece ter vindo é do ""substituto butãtã"" dos broncossóides!!!! E pode ter "rachids" na formulação, c/ os 5 bandidos ""ainda"" à solta!!!! Eu, hééééiiinnn ???!!!...

  4. Gadonhos bolsopetistas estão em surto esquizofrênico de febre aftosa! Mário, esse mimimi de mortadela petista está ficando muito feio e ridículo vindo do gado manso do Bolsonaro.

    1. Também acho. Meu MTB está ativo e disponível para entrar nessa fila kkkk

  5. A versão Antas ching-ling está cada vez mais ridícula. Matérias totalmente tendenciosas. Já posso imaginar a reunião de pauta com todos vestidos de Cheongsam ou Qipao.

    1. Se venderam ou estão caminhando com a coerência? Creio que quem mudou não foi a revista meu amigo.

  6. A Crusoe deveria criar um plano de vacinação, já que está criticando a existência de um plano antes da existência da vacina no território nacional. Palhaços !

    1. Fácil para o gado bolsopetista ficar arrotando essa loucura bozista, já se vacinaram para a febre aftosa mesmo...

  7. Por acaso o plano deveria ser diferente de uma vacinação em massa como a da pólio por exemplo? como seria esse plano tão exigido aos quatro ventos? A imprensa se incumbiria de fazer a divulgação, organização, distribuição e aplicação para ficar explícito o alto grau de comprometimento de vocês com a saúde pública? Ou seguirão cobrando o que sequer ainda existe? Criar expectativa na população para mostrar que o PR não quer vacinar ninguém?

    1. A passagem de pano para o genocida é de uma estupidez cavalar. Querido amigo bovino, o lance é o seguinte: O que se cobra é uma atitude mais pro ativa, de se antecipar para as necessidades da área da saúde que ocorrerão. Por exemplo a compra de insumos para vacinação (seringas e agulhas), se não fosse a mídia ficar no pé não teríamos até hoje uma licitação para compra desses insumos. A tão falada fila para obtenção de vacinas, teu MINTO está torcendo para sermos o ultimo país a se vacinar.

    1. O plano é justamente para se antecipar quando for autorizado. Ou todos vão correr aos postos e vai prevalecer a lei do mais forte? É necessário um plano de como, quando e quem vai se vacinar. Mesmo sem aprovação, ainda.

  8. A retomada do cresciento econômico depende da imunizacão, bem como a diminuição de mortes e sequelas por Covid-19. Mas pra quê a pressa?

    1. Isso é uma pequena mostra da ignorância e obscurantismo que se instalaram no Planalto e no Ministério da Saúde!

  9. Qual será a razão pela qual os bozistas zurram quando expostos à realidade? O que eles sentem? Dor? Ou será apenas peso na consciência? Será? Talvez não, afinal de contas sabemos muito bem que bozistas não possuem consciência. Como deve ser dura a vida vegetativa e medíocre de um bozista. Tenho pena deles!

    1. Concordo. Deve ser difícil essa ginástica que precisam fazer diariamente.

  10. Srs. Duda Teixeira e Helena Mader que jornalismo é esse heim? Que porcaria só pra agradar os anti-Bolsonaro? Os comentários então um monte de porcaria ditas pit "viuvas" do corrupto LULADRÃO e do "traíra" Sérgio Moro. Enquanto vocês, jornalistas e alguns assinantes da Crusoé, atacam o Presidente Bolsonaro mais ele cresce politicamente. LULA e Moro já eram, ficarão na história como o maior ladrão e o maior Juiz que o Brasil já teve.

    1. Moro 2022!!! Por que o Planalto não tem cadeira cativa e por que merecemos um governo decente!

    1. Triste também Sidney é termos compatriotas cegos ao bolsopetismo. Lendo os comentários de muitos aqui, fica visível a cargueira. Somos taxados de petralhas pelo simples fato de sermos coerentes. Bozo precisa de um basta! E desejar isso não me faz petralha.

    1. Fique a vontade para tomar todas as vacinas possíveis e imagináveis. A possibilidade de reinfecção em 6 milhões é de 2 indivíduos. Já com as vacinas com 95% de eficácia teremos, com os mesmos 6 milhões, 300.000 de “não vacinados”. Por que não colocar os recuperados no final da fila das vacinas ?

    2. Se assim fosse não teriam investido bilhões em pesquisa e fabricação de vacinas.

  11. O próprio meio irá impor que as pessoas sejam vacinadas, começarão a cobrar comprovante de vacinação para a circulação entre Estados,ambientes fechados,Países. Quanto ao Bolsonaro cuidado para não aparecer fala fina e mulher de barba na família dele.

    1. É bom observar o meio de suas pernas após se vacinar.

  12. Uma grande arma de guerra política que se trava em torno da vacina contra o Covid-19. (1) pq se se acreditasse mesmo nas vacinas como imunizante, teríamos vacinado todo mundo contra BCG logo de largada - mas o mundo se calou; (2) pq ficou comprovado q cloroquina + antibióticos salva vidas e se fez uma enorme campanha contra; (3) pq, como bem destaca a matéria, a Sinovac se recusa a liberar os resultados e a Pfizer não testou a vacina antes de anunciá-la - efeitos colaterais já ameaçam vidas

    1. (1) BCG é a vacina e não a doença. (2) Em qual estudo foi comprovado? (3) Mesmo assim seu presidente fez um plano para utilizá-las... (4) Para ignorância NÃO TEM VACINA!

    2. E por quê a África, com mais de um BILHÃO de habitantes, possui pouquíssimos óbitos ? Por que ninguém estudou esse fenômeno ? Por que não copiamos nossos irmãos africanos ? Usam IVERMECTINA desde a década de 90. Procurem saber o número de óbitos. E, muito provavelmente à população africana é mais resistente por usar a Ivermectina a mais de 20 anos. O número de óbitos é de cerca de 35.000, que para mais de um bilhão é um número relativamente pequeno.

  13. Se o Brasil fosse um país de cérebros, que pensasse realmente em saúde, estaria gastando dinheiro para informatizar o SUS, criando um sistema de saúde acessível, com horários de atendimento acessíveis aos seus trabalhadores, formando profissionais voltados para planejamento e atendimento integral à saúde. Está gastando o que não tem focado nesse atropelo global, cego e desgovernado. Outras epidemias virão e, pelo visto, continuaremos com um sistema de saúde lindo, mas no papel.

  14. Professor esquerdista da USP falando que ocorrerá uma tragédia. Mas não aponta NENHUMA saída, opção. Comprar vacina de quem? O mundo tem mais de 7 BILHÕES de habitantes, os governos não autorização exportações de imediato! É uma canalhada essa gente, populista e demagoga.

    1. Esses professores são os oráculos do dia seguinte. Onde estão os professores criminosos que orientaram a população a procurar ajuda somente quando tivesse falta de ar, isto é com pulmões já comprometidos. Negacionismo do tratamento precoce, que faz sentido em qualquer doença, seria como dizer a alguém que tem câncer que vá ao hospital somente em caso de matastase. Onde estão estes sábios agora, quem irá responsabiluza-los???

    2. A opção ja passou, era o planejamento e a organização do plano de vacinação. O pesquisador pode ser de esquerda, de direita, de cima ou de baixo. Que a realidade não se muda. Muitas merdas feitas são irreversíveis. Nem Deus nem o diabo mudam isso. Nos ferramos de verde e amarelo com esse JB negacionista e canalha.

    1. Com quem? Está MUITO MELHOR do que estava, com os LADRÕES e INCOMPETENTES!

  15. A ignorância grassa! Os absurdos que somos obrigados a ouvir diariamente já ultrapassaram qualquer limite!! Disseminar a ignorância deveria ser crime de lesa-pátria! Cadeia pra quem difunde estupidez!

  16. Esse governo não tem jeito. Agora mesmo eles estão trocando os medicamentos de quem tem artrite reumatoide por biossimilares e reduziu pela metade o rituximabe, remédio utilizado por muitos que como eu, têm artrite reumatoide. O governo quer economizar em cima de quem já tem uma doença crônica? Absurdo!

  17. A atitude de Bolsonaro é e sempre foi criminosa.devia ficar trancado em casa para não ter risco de contaminar mais gente com sua pequenez ,ignorância, despreparo, e má conduta.fora boçalnaro

  18. Falta caráter e vergonha na cara .Bolsonaro só se mexe para blindar filhos corruptos,ou apoiar o corrupto Lira ,ou inaugurar relógios .VERGONHA TER O EXÉRCITO ASSOCIADO A ESSE PSICOPATA DO BAIXO CLERO

  19. O governo não comprou seringas, ficou brigando por politicagem. Não existe estoque, a produção está vendida por 3 meses. Nem a China tem para vender. Como ficamos?

  20. Pazzuelo falou que o CEO foi duro. Acrediro que anegociação foi virtual. Mas consigo imaginá-la assim. Pazzuelo chega como um pedinte no prédio da Pfizer. O ascensorista avisa que o elevador está quebrado. Pazzuelo com seu físico de atleta usa a escada para chegar ao último andar. Lá ele chega rastejando. Colocam ele numa cadeira baixa, perspectivamente um anão na frente de um gigante. E o CEO, que fez o dever de casa começa assim: vc apostou tudo num cavalo e fez pouco caso do nosso.

    1. Agora o preço é este é às condições são essas. E o cretino do Pazzuelo fala para os brasileiros: “E, pasmem: nós estamos pensando em aceitar". É óbvio que minha imaginação em parte não condiz com a realidade. Trabalhei no mercado farmacêutico. Acredito que os colaboradores da Pfizer estão comprometidos com a vida, ao contrário desse idiota incompetente do Pazzuelo e do sociopata do Bolsonaro. E aviso os idiotas úteis, estou sem paciência com idiotas.

  21. Verdade, o Bolsonaro tem medo de se transformar num personagem kafkiano? Eu só consigo enxergar ele como uma barata e meu primeiro instinto é pisar nele.

    1. Está com medo de que eu confunda vc com o Bolsonaro? Jamais. Pela singeleza do seu comentário, acho que está ainda na fase de idiota ingênuo.

    1. O único problema pra mim é ser corrupto. Não sou casada com ele e nem sinto seu bafo de pinga. E vc realmente acredita que o presidente baixo clero não é corrupto? Você vive em Nárnia?

    2. antonio eu acho que voce tem problema, voce acha que algum petista vai assinar a Crusoé ou antagonista ,que toda vez que a gente fala a verdade sobre o psicopata do teu presidente voce traz o pt do passado

    3. Mais vale idiota do que corrupto, adúltero e cachaceiro.

  22. Pazzuelo reclamou que o CEO da Pfizer foi duro. Deve ser por que ele não é um general de 3 estrela, jabuti colocado em cima da árvore, por ser um capacho. Deve ser por que vc é um idiota que não planejou. Cálculo para idiota útil entender. Suponha que vc tenha 10 opções para salvar vidas e a economia, vc vai apostar 60% em uma opção? O cara do BC sabe fazer conta. O Brasil deve gastar 321 bi com o auxílio, Bolsonaro colocou 20 bi nas vacinas, cerca de 6% e salvando milhares de vidas.

    1. Eu sei q nada sei. Mas cálculo eu sei alguma coisa. Já química eu não entendo. Depois de ver parte da Live do presidente na CNN, que contou com a presença do Marcos Pontes, que balança a cabeça quando o Bolsonaro olha para ele (esses capachos tem uma disputa particular para ver quem é + capacho), pedi para um amigo verificar se algum componente da Annita tem potencial propulsor. Se tiver, vou calcular qtas Annita (medicamento) teremos que enfiar na bunda do Marcos Pontes para enviá-lo ao espaço.

  23. Bolsonaro e seus aliados políticos e religiosos do pântano desacreditam as vacinas porque o desgoverno não se preparou para executar um plano de vacinação, então é melhor que haja o maior número de brasileiros que não queiram e não cobrem imediatamente o direito de se imunizar. Creio que não vá dar muito certo. Logo começarão a surgir os resultados de controle do coronavírus nos países sérios, que já comeram a imunizar seus cidadãos. Aqui a desgraceira vai só aumentar. Apostou mal nessa o minto

    1. Imagino que fazem corpo mole para a vacina por terem medo de que a população vacinada encha as ruas pedindo o impeachment dele como fizemos com a Dilma!

  24. Chegou a vacina de Dória...!!!!!! kkkkk Viu bolso?? Chegou a vacina.. QUE DÓRIA NEGOCIOU.. ENCOMENDOU.. SE OCUPOU DE RESERVAR COM ANTECEDÊNCIA PRA POPULAÇÃO TER VACINA..!!

    1. O Dória, apesar de não gostar dele pó ter saído da Prefeitura para se candidatar a Governador, para ele bato palmas pela vacina! 👏👏👏

  25. ele, 🤡 o palhaço, te quer Dória. Sempre quis.. Sempre e de sempre e sempre.. ele quer tua vacina, Dória, ele quer tua capacidade de administrar as situações.. Ele quer teu xeque-mate.. Não foi por pudores q não falou antes, não.. q ele não tem pudor. É q ele é mal aconselhado.. sabe aquilo de SOURCES.. ele tem as fontes hihihi. Mal aconselhado, mal executado e até o pessoal q faz comentário pra ele nos sites.. ichee.. ela tá mto ferraaado.. kkkkk

  26. Duda Teixeira e Helena Mader, dois bonequinhos de ventríloquo do "Mãe Mainardi". É mesmo muito descaramento, muita desfaçatez afirmar que o % de pessoas que não querem a vaChina saltou para 22% em razão (entre outras) da fala de um pastor. A razão, bonequinhos, é a falta de certificação de vacinas desenvolvidas em pífios 6 meses. A quem vcs pensam que enganam? Isso não é jornalismo sério, nunca será. É muito marrom e fede pra danar. E o "saláro", óóóó!!!???

    1. KkkkkkkAlberto o de Sempre, não conheço ninguém que não vai tomar a al Coronavac, muito bem Dória!!!

    2. No hospício todos tem sanidade. Nas cadeias todos são inocentes. Esse senhor é o único inteligente do Brasil, qualquer outro é um idiota. Alberto acho que ele é tão inteligente que ele se auto aplica teste de QI diariamente só para confirmar. Poderíamos aqui manter um nível melhor expondo nossas opiniões sem ofender, quando não tem argumentos para os muito inteligentes sobram ofennças.

    3. Alberto peço desculpa. Fui dar uma cagada (literal) e lembrei que com vc precisa ser mais didático. Aliás tenho mais prazer ainda em defecar. Recorto fotos do Bolsonaro e jogo antes no vaso. Antes da descarga, eu dou uma olhadela. Bolsonaro e merda sendo misturado... É por isso que preciso me vacinar. Mas vamos lá. Antes que Ford desenvolvesse a linha de produção, quanto tempo demorava para fabricar um carro? E agora? O problema do idiota útil como vc, é que não pensa, repete como papagaio.

    4. O que você está fazendo aqui bebê? Lugar de Bolsominion é nas redes sociais. Ah, o Maynard me disse que está mega preocupado com sua opinião. Beijos pra você, gado Bolsominion😘 🐂

    5. Alberto, sou um voluntário na missão de te levar para a luz. Meio messiânico, mas serve. Já ouviu falar na Lei de Moore? Imagina, vc consegue imaginar? Cientistas do mundo todo, as mentes mais brilhantes, trabalhando diuturnamente num único propósito, dar uma resposta para a humanidade no combate à Covid. E eles conseguiram. E em vez de comemorarmos e exigirmos do nosso governo "as" vacinas , vc fica aqui enchendo o saco. E eu que não estou viajando, curtindo a vida, me distraio te espezinhando.

    6. É um exemplar típico da seita maldita. Cérebro corrompido (sem nenhuma capacidade de análise). Só sabe replicar fake news, pq por mais absurda que seja não conseguem enxergar o óbvio. Bem disse o Bial: o ser acéfalo de Brasília. E tem aquele ditado "Um gambá cheira o outro". Simples assim.

    7. Nunca para de falar em mainardi.. totalmente apaixonardi.. afuccionado..kkk Mas, pelo menos parou de falar naquilo q falava toda hora.. aquilo de q acusava todo mundo.. q botava em tudo q é comentário.. q já tava até me deixando preocupada... de q algum serzinho.. por perto de vc estivesse em risco.. mas não, né? Passou..

    8. BETE, O PERSONAGEM É FAKE. É PRODUTO DA PRÓPRIA REDAÇÃO. NÃO CAIA NESSA

    9. Marron? É o que enche o seu cérebro! Gado maldito!

Mais notícias
Assine
TOPO