Carlos Fernandodos santos lima

Não há mais governo no Brasil

27.11.20

Não há mais governo no Brasil. Estamos acéfalos. Enquanto Jair Bolsonaro não governa, sendo apenas um obstáculo ao pouco que a burocracia de Brasília ainda tenta fazer, o Congresso Nacional está paralisado pelo apego dos atuais presidentes das casas ao poder. Nosso parlamento é dominado pela disputa do ruim, Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, com o pior, Arthur Lira e Renan Calheiros. No Supremo Tribunal Federal ficamos reféns da escancarada proteção que alguns ministros, inclusive o indicado por Bolsonaro, dão à classe política e ao sistema corrupto que a sustenta. Nada fazemos de relevante para superar a pior crise dos últimos cem anos e vemos velhos inimigos como a inflação voltarem a preocupar. Enfim, caminhamos como cegos à beira do abismo enquanto alguns loucos nos gritam para seguir em frente.

Na verdade, o governo Bolsonaro arrasta-se há dois anos. Nesse período, tanto o presidente como os líderes do Congresso Nacional só foram eficientes em duas ações. A primeira foi a aprovação a toque de caixa da reforma da Previdência. A segunda, que teve o apoio dos nomes de sempre do STF, foi a destruição da Operação Lava Jato e do combate à corrupção no país. De resto, nenhuma política real ou proativa, mas apenas o caminhar de bêbado empurrado pelos ventos das circunstâncias. O resultado, assim, só poderia ser sofrível ou criminoso, como é a condução da saúde pública nesta época de pandemia ou o domínio político do governo pela cleptocracia do Centrão.

Em meio ao caos e ao descaso, tentamos sobreviver, apesar de Bolsonaro. Um exemplo dessa “Babel” que se tornou o atual governo federal são os milhões de testes PCR vencidos ou prestes a vencer que serão jogados fora quando a população necessita deles com urgência. Como cerca de 300 milhões de reais podem ser desperdiçados? Como um dos principais instrumentos para o controle da pandemia é esquecido em armazéns do governo justamente por um suposto especialista em logística, o general do Exército e dublê de ministro da Saúde, Eduardo Pazuello? Será que a política de Bolsonaro é tão negacionista que deseja simplesmente testar menos para diminuir as estatísticas? Ou será que o desregramento moral do presidente contaminou os escalões técnicos do governo e o Ministério da Saúde prefere contar os mortos a salvar os vivos?

Caminhamos celeremente para 200 mil mortos. E a política de Bolsonaro tem sido simplesmente a de lavar as mãos. “E daí?” é o resumo do seu governo. E daí quem morreu, afinal eram todos “maricas” e não tinham o “histórico de atleta” do presidente. “O que vocês querem que eu faça?”, como se não estivesse na Presidência da República com a obrigação de fazer alguma coisa de positivo ou de, ao menos, pedir desculpas pelos erros e consolar as vítimas. Prefere mentir, repetir bordões e bancar o Pilatos, como se a população não soubesse, cada vez mais, qual é sua verdadeira natureza: trata-se apenas de um autoritário orgulhoso de sua ignorância, com preguiça de governar e pouca empatia pelo sofrimento alheio, para dizer o mínimo.

E aqueles que estão ao redor do presidente a cada dia se parecem mais com ele. Cada manifestação do ministro da Economia, Paulo Guedes, é uma repetição de equívocos, informações erradas e ufanismo inconsequente. Num país que realmente precisa de um estado menor e mais eficiente, o Ministério da Economia não consegue articular qualquer privatização, qualquer política consistente de reformas, seja a tributária, tão necessária, ou a administrativa, inevitável. Gastaram o capital político dos dois primeiros anos e agora pretendem, sem dinheiro, com a economia no chão, e sem qualquer articulação, implementar reformas? Não bastasse tudo isso, o projeto liberal de Guedes, se é que um dia foi crível, enfrenta sua maior oposição justamente na Presidência da República. Jair Bolsonaro é um sindicalista de farda e sua ideia de mundo resume-se a um quartel com recrutas lhe engraxando as botas. Ele acredita num estado grande e desorganizado, pois é disso que sua família sobrevive.

A preocupação agora não é só com a repetição em 2021 deste horrível ano de 2020. Quem viveu os anos Sarney e Collor sabe que o poço é bem mais fundo do que a atual geração acredita. Depois da mediocridade dos governos Dilma e Temer, quatro anos sem reformas nos estão levando novamente ao descontrole inflacionário. Quem vai ao supermercado sabe muito bem disso. Como suportar o reajuste de aluguel em mais de 20% depois do massacre econômico causado pela Covid? Não temos Lei de Diretrizes Orçamentárias e caminhamos para entrar no próximo ano sem orçamento. As famílias não sabem como será janeiro, se haverá emprego ou será mantido o auxílio emergencial. Só nos falta termos que enfrentar filas para comprar um pedaço de frango, como nos anos 1980.

E falando em alimentos, nem mesmo o setor agropecuário, pujante nesta crise, pode dizer que está livre dos perigos. Pelo contrário. A inflação dos alimentos, causada pelo preço das commodities e a alta cotação do dólar, desgasta a imagem do setor perante a população. Além disso, a política criminosa de Bolsonaro e seu escudeiro Ricardo “Passa a Boiada” Salles em relação ao meio ambiente está contaminando a percepção dos governos e consumidores europeus sobre a importação de produtos agrícolas brasileiros. Com a eleição de Joe Biden para a presidência dos Estados Unidos, o mesmo vai acontecer em relação aos americanos. Nenhum país realmente importante do Ocidente vai querer comprar de um país que destrói a natureza. O resultado da política de terra arrasada ambiental de Bolsonaro será nos tornarmos reféns da China.

E aqui temos o fechamento fétido da completa idiotização do atual governo. Em vez de uma política pragmática na busca dos interesses nacionais no comércio exterior, acabamos nos alinhando subalternamente a Donald Trump. Não é um alinhamento aos Estados Unidos, mas sim a uma ideologia cultural canhestra representada pelo agora quase ex-presidente americano. Enquanto isso vamos criando incidentes diplomáticos com todo o restante do planeta, especialmente com a China, o único mercado que vai nos restar, quando Eduardo Bolsonaro resolve falar sobre comércio exterior, para além do seu conhecimento empírico do ponto correto do hambúrguer do McDonalds. Assim, orgulhosamente nos tornamos párias internacionais, como deseja o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, tendo ainda de ouvir chacotas e ironias de Putin sobre a masculinidade de Jair Bolsonaro.

A esperança de mudança não depende desse governo. Nada de bom virá de Jair Bolsonaro, Rodrigo Maia, Alcolumbre, Arthur Lira, Renan Calheiros, Toffoli, Gilmar ou Lewandowski. Se dependermos deles nos afundaremos como país, permanecendo presos a esse sistema político que só produz bandidos, incompetentes, inconsequentes ou aventureiros. A esperança vem do exterior, com as novas vacinas e com a eleição de Joe Biden. Quem sabe sem seu paradigma americano nosso presidente passe a ficar tão desacorçoado e desorientado que deixe de atrapalhar as áreas técnicas que ainda restam no governo? A esperança interna está na vontade da população de voltar a trabalhar e ser feliz em família e com os amigos, o que, graças à resistência da ciência brasileira a tantos anos de descaso e à excelência da Fiocruz e do Instituto Butantan, vai acontecer paulatinamente com a vacinação a partir de janeiro. Tudo é muito pouco considerando que ainda teremos mais dois anos desse desastroso governo. Mas chegará o dia de despacharmos essa excrescência da Presidência da República, como fizeram os americanos com a deles.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Arrasou, Carlos Eduardo! Seu artigo mais que retrata os desmandos desse governo medíocre e sem compromisso com o povo brasileiro. Tomara que já chegue o dia de desapearmos do Planalto esse presidente inoperante, que só olha para o próprio umbigo e só se preocupa em defender os filhos de suas transgressões e, para tanto se alia ao que de pior há no legislativo (leia-se centrão) e no judiciário.

  2. Arrasou, Carlos Eduardo. Artigo mais que retrata os desmandos desse governo medíocre e sem compromisso com o povo brasileiro. Que passem rápido estes dois anos que faltam para que nos livremos desse traste, que só olha para o próprio umbigo

  3. Um alívio ler alguma análise sensata sobre esse desgoverno. É muito triste termos além da pandemia e desgoverno, uma inflação nos alimentos, da qual pouca gente da imprensa escreve. Que tristeza !

  4. Beleza Fernando, Você está de parabéns pela correta articulação dos fatos atuais. Esse Governo é a maior decepção para quem sonhou banir a "esquerda" do nosso país. Abraço José F Souza Filho

  5. Altamente enviesado... só para citar um exemplo: que tal falar mal de quem está importando a “ideologia canhestra” do BLM? Na versão brasileira, a tradução é até mesmo absolutamente fiel...

  6. Estas são as restrições de um mito desgastado pelas mentiras, pela mediocridade e pela falta de caráter. Sem virtudes e mentalmente limitado, o mito da caverna é ignorante e arrogante. Suas narrativas são desprezíveis, pois se baseiam em sofismas desconcertantes para produzir verdades ilusórias e deliberadamente enganosas.

  7. Esse desgoverno está nos tornando mais pobres a cada dia. A culpada será a covid, não a covardia e incompetência de Bolsonaro.

  8. A cada quinzena temos uma obra prima redigida por Dr. Carlos Fernando. Essa é mais uma delas. Infelizmente estamos refém por mais dois anos nesse "arremedo" de gestor nacional, que é motivo de chacota e indignação a cada vez que se posiciona em qualquer situação, e que tem ao seu redor outros tantos de mesmo quilate.

  9. Pode ser processado mas adorei o texto. Falou tudo o que gostaria de falar como esse cidadão que se enoja desse governo. Leitura aguda e fala direta.

  10. Comentário muito lúcido, dr Carlos Fernando. Porém, ao lê-lo , dá uma grande tristeza. A esperança está nas próximas eleições

  11. As análises do Carlos Fernando precisam ser guardadas para a posteridade, para que as próximas gerações saibam a desgraça política do nosso tempo.

  12. ACHO QUE CHEGAMOS NO FUNDO DO POÇO. SERÁ QUE TERÁ A LUZ NO FIM DO TÚNEL? EU TORÇO PRADR MORO NÃO ENTRAR NUMA DISPUTA PRA PRESIDENCIA, NÃO VALE A PENA. MUITO LIXO! ELE JÁ FEZ A PARTE DELE!

  13. Até outro dia quando atuou como Procurador de Justiça na "lavaJato" tinha eu certa simpatia por sua postura aparentemente incorruptível. Ocorre, entretanto, que agora, já na reserva, percebo a guinada que dá para o Lulismo e seus PETralhas. Sua insignificância moral se foi e vc. deu à luz a um político corrupto imoral, tentando desafiar a opinião pública com a inconsequência de sua escrita. Tenho dó de vc.

    1. Político corrupto"? Eu conheço um bocado, mas o Dr. Fernando não é político, e, muito menos, corrupto! Será que você não está querendo se referir a outro Fernando?

    2. Pobre Claudio....vá ler mais, vá se informar mais. É, no mínimo, falta de informação chamar dr Carlos Fernando de “ politico corrupto”.

    3. Imagina !!Existe alguma coisa mais além do bolsolulismo !! Acredite. A vida não é tão estreita assim a ponto de imaginar que se alguém aponta defeitos do atual desgoverno , esteja necessariamente esquecendo a desgraça do que vc chama petralhas ! Aumente seu universo !!! Ainda dá tempo !!!!

  14. Precisamos melhorar o nosso sistema democrático urgentemente. Talvez criando o voto distrital ou algo parecido. Mas, se não houver uma forte mobilização, dificilmente, sairemos dessa armadilha criada pelos militares nos anos de exceção e reforçado pela constituinte de 1988.

  15. Se temos um Congresso Nacional e STF, contra o governo federal, tudo que ele projeta e proponhe o sistema cleptocrata são contrar

  16. Seu comentário foi excelente, mas estamos numa republica com os piores políticos mundiais , um sistema draconiano para os brasileiros de bem, executivo, judiciário, legislativo que tratam de legislar para os "SEUS", poderemos através do voto fazer a diferença mas vais acontecer daqui uns 100 anos +- , vem a reeleição do presidente da câmara e senado tudo acordado com o STF, mudar como? pelo voto?

  17. Não será bom para o país esperar até 2022 para corrigir os equívocos da última eleição! Impeachment em janeiro de todos os "Presidentes" do Brasil! Obs (à Crusoé): Por favor, corrijam meu nome!

  18. Excelente análise. Temos elites estúpidas que não enxergam um palmo adiante do nariz. Massas ignaras pela falta de educação. Se quisermos reaver o país terá que ser pela guerra política, de guerrilha, palmo a palmo.

  19. Muito bom!O país e maior que esses políticos que só fazem atrasar nosso desenvolvimento como nação! Vamos em frente ,povo brasileiro,apesar deles!

  20. Parabéns Dr Carlos Fernando! Leio seus artigos desde sua estreia na Crusoé e percebo, a cada um novo, sua evolução nas análises.

  21. Tomara que tenhamos um candidato não para ganhar as eleições como fizemos em 2018, mas sim um candidato que coloque o país no lugar que merece, potencial para isso temos de sobra, basta ter alguém capaz de ajustar os três poderes e colocar ministros competente nos ministérios. Não é difícil basta ter liderança e boa vontade.

    1. Nosso sistema político+o excesso de partidos que pariram o Centrão fisiológico entre outras aberrações, tornaram o Brasil ingovernável de forma decente.

  22. TEXTO EXCELENTE E DE RELEVANTE CAPACIDADE DE SÍNTESE! OBRIGATÓRIA SUA PUBLICAÇÃO EM JORNAIS ABERTOS E MASSIVAMENTE POPULARES. Parabéns, Carlos Fernando, inesquecível procurador da Lava Jato!!!

  23. Maravilhoso. Adorei. Tenho fé e esperanças que talvez tenhamos que aguentar essas porcarias por menos tempo. Recessão e inflação. O prato predileto para o brasileiro realmente acordar. Realmente estamos péssimos de políticos. O trio STF poderia ao menos mostrar um pouco de dignidade e junto com o PGR saírem para uma longa viagem.

  24. Sem tirar nem por. Expressou com precisão a nossa triste realidade. A nossa esperança está em expurgar essas laranjas podres da vida pública.

  25. Texto impecável, como sempre. Para responder a uma das indagações: Como um dos principais instrumentos de controle da pandemia é esquecido? Elementar meu caro procurador. A compra deles foi um fim em si mesmo, como, a rigor, são as contratações na Administração Pública em Pindorama. Matemática senhores. "x" por cento de nada é nada.

  26. Carlos, seu texto primoroso deveria ser usado para as conversas de pais e filhos. Deve ser usado pelos professores nas escolas. Deve ser comentado no cafezinho das empresas. Vc conseguiu sintetizar todas as mazelas e desafios do Brasil com uma clareza formidável. O andar do bêbado e o acaso, que por termos este virus* no poder, coloca as probabilidades contra. O caso dos testes, que realmente, pode ter sido esquecido, no intuito de jogar o termômetro fora. Meus parabéns e continue sendo uma anta

    1. Peco desculpas Paulo. A minha mensagem era dirigida ao Sergio que escreveu abaixo. Inadivertidamente entrei na sua mensagem. Foi mal!

    2. Tchau Sergio. Seja feliz! Nao vamos sentir sua falta. Os artigos e colunas desta edicao mostram o quanto ser assinante da Crusoe e importante. Dizem que so assistir o aquecimento do Maradona antes das partidas ja valia o ingresso. Apos ler a coluna do meu xara Carlos a minha assinatura anual ja esta paga. Pode renova-la automaticamente Crusoe!

    3. * O Bozo pode ser encarado como uma espécie de praga violenta, egoísta e insensível aos outros. Uma espécie de vírus.

  27. nasceu um grande escritor, o que nos deixa muito orgulhosos assim como tenho certeza ao Diogo, ao Mário ao Cláudio e ao Felippe que hoje representam o melhor do nosso jornalismo e do pensamento de tudo que é, e pode ser bom para qualquer um que deseje o certo, o honesto, a decência e sobretudo a verdade. Muito obrigado a todos pelo privilégio de poder desfrutar dessas verdades que a gente sente mais só consegue viver quando escuta e compreende o tamanho das verdades e o tanto que machucava.

    1. É por isso q não evoluímos, tds q lá estiveram não contribuíram com nada e qdo aposentam com seus salários gordos ainda arranjam “bico” pra complementar a “renda”. Se a justiça fosse imparcial, não corrupta e escrava dos políticos, talvez houvesse “cana” para os q tanto prejudicam o Zé povim, pois o governo nunca eh prejudicado.Tds são muitos bons, pois escrever sem compromisso é resolveram seus problemas e não do País. Esse é um País do futuro qdo esses parasitas de forem.

  28. Como dizia meu pai, o cidadão sempre progrediu no Brasil apesar do governo, o que acho que resume o que foi dito. Quanto a escolhas entre o ruim e o péssimo parece ser a nossa sina, basta olhar para o segundo turno na cidade de São Paulo.

  29. "Nenhum país do ocidente vai querer comprar de um país que destrói a natureza." Olha como vcs são escrotos com essa declaração. Esqueceram que todos os países destruíram suas florestas transformando-as em carvão. Por essas colocações idiotas e tendenciosas vou cancelar vcs. Já pedi o cancelamento da renovação automática que era outra trampa de vcs. Tchau Crusoé, só perdendo assinaturas.

    1. Que bom!! Um leitor ignorante a menos na GRANDE CRUSOÉ!!! Abraços e não assine mais mesmo!

    2. Sérgio, todos os países destruíram as suas florestas e só o Brasil a preservou? Isso é fake news propagada pelo virus*. A verdade é que todos os países sérios estão comprometidos com a preservação e com uma política ambiental sustentável. Nós, os brasileiros, por termos este ativo florestal, poderíamos estar a frente dessa política e colhendo frutos, que em última análise seria um ganhaxganha pata toda a humanidade.

  30. Despachado o pangaré ainda restarão botafogo, batoré, beiçola, ptoffoli, lewnadobolowski, plagiado, maugustoaras, mostrando que desgraça pouca é bobagem e que o país vai demorar muito mais tempo para se tornar um bom lugar para se viver.

    1. Luís nós não estamos anestesiador, o problema é essa maldita Pandemia que nos prende em casa, mas ela vai acabar e vamos para as ruas com certeza!

  31. Somos uns parvos. Temos de pagar o preço pelo que acreditamos. Em no máximo 20 meses este paizeco vai virar um caldeirão fervente. Vai vir o Caos. Melhor sentarmos a beira do cais. Darmos o fora. Pois nos sentiremos, aqui pra nós, co-responsáveis, pelo maior golpe que já foi dado por estas bandas. Alvaro Costa

  32. E por fim Carlos Fernando, o BR não tem ferro, madeira, papelão pra embalagens, aluminio, gas, a gasolina vai explodir nos preços, a inflação vai disparar, a covid vai continuar matando nossa gente, e tudo por sua, minha, e nossa própria burrice, ao acreditarmos que essa horrenda figura dos pântanos fosse a solução. Alvaro Costa (@brasilia_urgente)

  33. Olha Carlos Fernando. Todos nós, que internalizarmos a merda que fizemos, em torcer por esta criatura dos pântanos, só temos uma saída. Fazermos o "mea culpa", e esperar daqui a 12 meses que esta bos..ta de país exploda. Todos os sinais da hecatombe estão aí. Inflação sem controle, e pasmem, com nossa indústria totalmente desaparelhada. Sem ferro, sem madeira, sem papelão, sem alimentos. Este é o futuro próximo.Alvaro Costa(@brasilia_urgente)

  34. Olha Carlos Fernando. Vc, como eu, como Moro, como Santos Cruz, como Mandetta, como Floriano Peixoto, como Bebianno e muitos outros, e mais uns milhões de incautos que torceram por esse "imperador dos trópicos" e sua família, vivemos agora este drama. Todos os indicadores mostram que esta bosta de país está à matroca. E vai explodir no máximo em 12 meses. É sentar e rezar. Alvaro Costa (@brasilia_urgente)

    1. Ainda por aqui? Estou começando a achar que você tem um amor inconfessável pela Crusoé, kkkk! Admita logo!

    2. .. Herbívora ..´. !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    3. Ruge velha leoa desdentada.. curte tua desdita, paga teu preço, e vai cagar na praia. apscosta/df

  35. Sensacional esse texto, direto ao ponto, sem medo e bem claro. A Cleptocracia no Brasil so cresce, embalado pelo centrao, PGR, STF, STJ, CNJ, OAB, politicos e advogados milionarios que trabalham para que seus casos prescrevam em combinado com togados. Gostaria de saber quem vai um dia investigar os milhares de casos prescritos no STF e cruzar os dados de togados com esses escritorios de advocacias que faturam milhoes. 2022 vamos fazer uma limpeza geral no Brasil e trazer a Lava Jato mais forte.

  36. Parabéns Fernando e Crusoé. É duro, mas levamos uma rasteira dessa corja que não está sendo brincadeira. Vamos pra cima. É só passar essa pandemia que vamos pras ruas sim.

  37. Bravo. Mais um texto lúcido e verdadeiro do excelente colunista que vem nos brindando com sua visão e análise a cada edição onde aparece.

  38. Meu único ponto de discórdia é achar que não temos governo, temos sim, o problema é que não é pro Brasil e pro brasileiros, e sim pro bolsonaros e para os mesmos que vivem a se beneficiar.

  39. Esse jornalista “peito de pombo” analisa os fatos da seguinte forma: estamos comendo estrume, mas o problema está no sal.

    1. Uma única coisa ficou clara na sua manifestação: vc conhece bem este peito.

  40. Excelente texto, em pouco espaço foi esboçado a dura realidade de um país desgovernado, o problema é que ainda faltam dois anos pra mudança. Se a vacina vier, quem sabe com ela não vem o impeachment ???

  41. É triste ter que concordar, sem por e nem tirar uma letra, que vergonha ver as decisões desse País nas mãos dessas figuras asquerosas!!

  42. infelizmente concordo com a sua análise torcendo para que o país ultrapasse esta fase de pandemia tão mal conduzida pelos responsáveis e desejando que o brasileiro encontre uma saída para esta fase tão difícil. Parabéns pelo texto! Continue sendo um farol nesta tempestade.

  43. É engraçado ver analistas defendendo o liberalismo de Guedes, como se ele visasse o bem do pais. Suas medidas reduzem rendas e direitos de pobres e classe média e nada cobram dos mais abastados, pelo contrário, economiza-se com os pobres para beneficiar bancos e megarrenistas. O Chile é um bom exemplo do que isso pode dar.

  44. Acho q apontar os fatos sem medo é um dos deveres de qqr funcionário público, é para isso q a estabilidade foi criada. Obrigada

  45. Não será um novo presidente que irá acabar com esse sistema. Estamos vendo o congresso e o STF se arvorando em governar e com planos de criar uma parlamentarismo de coalizão entre essas duas casas. Só uma manifestação popular como a que tirou a Dilma e o PT do poder pode mudar algo. Se isso não acontecer, continuaremos batendo palmas para artigos como esse é nada mudará.

    1. Perfeito... ninguém mudará o mecanismo. A não ser que a sociedade omissa acorde.

    2. Absolutamente correto, Marcelo. Só as ruas nos salvarão.

  46. A reportagem sobre a articulação de Roberto Freire para unir as alternativas contra a reeleição de Bolsonaro deixou-me preocupado, porque não é só disso que precisamos: é necessário ir mais além, e evitar ao mesmo tempo o desastre de uma volta da esquerda criminosa. O centro, no Brasil, tem que passar longe do Centrão. Precisamos buscar no Muda Senado, nas vozes solitárias de uma Câmara acéfala, nos poucos exemplos republicanos do STF, pessoas que se unam ao projeto de um Brasil enfim novo.

  47. Análise bem feita, porém um pouco apocalíptica. Não há situação ruim que não possa piorar, como também, que não possa melhorar. Se as esperanças, que de fato eram poucas, no atual governo, morreram, temos porém a certeza, e não a esperança, de que outros governos virão, e assim, a esperança de que serão melhores, embora saibamos que também poderão, infelizmente, serem piores.

  48. Disse tudo. Acrescentaria mais nomes políticos q têm loteado o Brasil. Realmente ñ entendo como um país se torna refém de uns poucos (se comparado ao número de brasileiros ) poderosíssimos e conhecidos p todos qto aos seus valores morais.

  49. Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE” é nossa resposta ao ACORDÃO de BOLSONARO com o ESTABLISHMENT! Não seremos LUDIBRIADOS com o “velho plano de MELHORAS NA ECONOMIA!” Triunfaremos!

  50. finalmente alguém para dizer a verdade. Resta saber se os citados leram o artigo. Se leram estão ruborizados e envergonhados.

    1. Eles, são elite, ñ sabem o q é isso. Já se garantiram p q ñ possam ser alcançados p Justiça Verdadeira, a q realmente é cega e ñ se vende.

  51. VISÃO AGUÇADA Caro articulista, suas palavras soam como música clássica num baile funk. Obrigado por nos brindar com tanta visão. Parabéns.

  52. Excelente análise, um soco no estômago de todo brasileiro de bem. Realmente, estamos vivendo o caos e o precipício se aproxima! Um mentecapto desvairado no Planalto!

  53. Personagens mudam, mas e o "modelo" de país, de capitalismo de quadrilha, continuará? Talvez ainda mais forte, por causa da restauração do controle das instituições de Estado. Bolsonaro surgiu como contradição, entre a Lava Jato e o esquema corrupto, capitaneado pelo poder quase absoluto de Lula. Com o "modelo" revigorado, talvez n precisem nem de Lula, nem Bolsonaro. Talvez uma "renovação" pelo Centro? Como controlam quase todas as instituições, nos bastará um "herói"? Estamos no osso.

  54. Esse traidor, não governa, foi eleito pra acobertar os mal feitos dos filhos, se tenta acobertar, é porque tem sujeira, não é mesmo? #forabolsonaro!

  55. Muito bom!! É exatamente isso o que está acontecendo neste país. A corrupção está tão capilarizada que não nos resta mais a quem recorrer. Tudo está podre neste país. Parafraseando Van Gogh no seu leito de morte: No Brasil a corrupção nunca terá fim.

  56. Você fez um scaner de tudo o que acontece. Tenho um desanimo de saber que ainda teremos 2 anos com esses sociopatas: bolsonaro e familia, alcolumbre, renan calheiros, maia, lira, e comparsas, e a eternidade de toffoli e lewandovski e marco aurelio, e ainda o kassio com k. Sempre penso que o mundo está acabando, e começou pelo Brasil.

  57. Análise perfeita, das melhores matérias q já li..me senti culpado, triste mas inspirado para usar as ferramentas ao meu alcance para banir este esgoto de Brasília para sempre. Com Sérgio Moro e Santos Cruz

  58. Excelente comentário e preciso diagnostico. Estamos a deriva. A culpa é do povo que elege estas figuras carimbadas que vivem as custas do setor público.

  59. Nossa!!!!! Resumiu o Brasil 👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻 Antes da metade da coluna, eu já estava aqui aplaudido de pé ! Só falta a conclusão: QUE DEUS NOS AJUDE

  60. É isso! Estamos sob o mando da ignorância e da insensibilidade e ainda longe do dia para desinfetar a cadeira de “ presidente” dessa república bananeira.

  61. Dr Carlos, sempre perfeito! É sempre importante mencionar os cúmplices deste desgoverno! Maia, Toffoli, Alcolumbre, Gilmar, Lewandovski, Morais, e acima de todos, Canalheiros!

  62. Um fiel retrato da incompetência e desonestidade do embusteiro colocado na presidência pelo poderosos por acreditarmos em falsas promessas.

  63. Que maravilho texto/reflexão . mais incrivel foi a conjunção que teve a LAVA JATO tendo o Senhor, tendo Moro, tendo Dalangnol.

  64. 👏👏👏👏👏👏👏 Perfeita análise!Um dos seus melhores artigos!!! A perspectiva , pela dança das cadeiras nas 2 casas , é a manutenção ou ainda agravamento dessa situação de corporativismo nos interesses políticos. Seguem o lema da canalhice acima de tudo , impunidade acima de todos!

    1. Eu tb queria isto! Aliás poderiam todos estes v.e.r.m.e.s mencionados morrerem!!! Mas como dizia minha vó... Gente imprestável não morre tão cedo!

  65. Abordagem genial da situação. Só nos resta esperar por 2022, já que a intervenção das Forças Armadas certamente não acontecerá.

  66. Entendo que esse seja um dos teus melhores artigos, caro Carlos. Diagnóstico contundente de nossa situação política atual. Grande abraço.

Mais notícias
Assine 50% off
TOPO