Nelson Jr./ASICS/TSE

WhatsApp baniu 1.042 contas por disparo em massa nas eleições

04.12.20 16:52

O Tribunal Superior Eleitoral, TSE, anunciou nesta sexta-feira, 4, que o WhatsApp baniu 1.042 contas pelo disparo de mensagens em massa nas eleições municipais de 2020. Os números foram denunciados pela população em uma plataforma criada pela empresa e a corte eleitoral.

As denúncias foram recebidas entre 27 de setembro e 29 de novembro, período que compreende o início da propaganda eleitoral e o segundo turno do pleito. O TSE analisou 5.180 suspeitas de irregularidades, descartando 199 delas por não estarem relacionadas às eleições.

Depois desse filtro, a corte eleitoral enviou 4.981 denúncias para o WhatsApp, para verificação de possíveis violações dos Termos de Serviço do aplicativo. Depois de uma revisão preliminar para remover números duplicados ou inválidos, a empresa identificou 3.527 contas válidas e baniu os 1.042 números por violação de seus Termos de Serviço.

Independentemente do canal com o TSE, o sistema de integridade do WhatsApp excluiu mais de 360 mil contas no Brasil por envio massivo ou automatizado de mensagens (abuso/spam), no período de setembro a novembro.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

Edição nova toda Sexta-Feira. Leia com Exclusividade!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

Deixar para mais tarde

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
Mais notícias
Assine
TOPO