Gustavo Lima/STJ

TSE abre investigação sobre financiamento dos atos do Sete de Setembro

15.09.21 17:38

O corregedor-geral da Justiça Eleitoral, Luis Felipe Salomão (foto), determinou que a Polícia Federal investigue se empresários e políticos financiaram os atos do Sete de Setembro, em que a militância bolsonarista pregou a destituição de ministros do Supremo Tribunal Federal e o fechamento do Congresso, e se houve campanha eleitoral antecipada nas manifestações.

O presidente da República marcou presença nos atos realizados na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, e na Avenida Paulista, em São Paulo. Na ocasião, Bolsonaro mandou recados a Salomão e a Barroso e ameaçou descumprir decisões proferidas por Alexandre de Moraes. Depois, recuou.

A linha de apuração foi inserida no mesmo inquérito em que Salomão determinou a suspensão do repasse de valores de monetização de redes sociais a canais e perfis responsáveis pela propagação de notícias falsas sobre o sistema eleitoral e as urnas eletrônicas.

O ministro juntou ao inquérito um vídeo em que um homem vestido em uma camisa com frases de apoio à implementação do voto impresso distribui dinheiro para manifestantes dentro de um ônibus que saiu de Pompeia rumo à Avenida Paulista.

Há também notícias nos grandes veículos de comunicação e redes sociais, que apontam que foram confeccionados bonés e roupas, com a mesma finalidade e com eventual intuito eleitoral, o que pode ainda caracterizar possível campanha eleitoral antecipada”, pontuou Salomão.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Para os levantes semanais e diários de mitociatas, e para o Golpe 7 de Setembro, tem um" per capita" muito alto. Uniformes e alegorias iguais, refeições, hospedagem e acesso à instalações sanitárias, compra e montagem de barracas, transporte, combustível, frete, apoio logístico e diárias. Tudo isso e muito mais ao custo de R$400,00 "per capita"?

  2. Está claro que houve campanha eleitoral antecipada, assim como em toda motociata que Bolsonaro participa. E tudo que ele gasta é pago pelos contribuintes.

    1. Fernando, vc gosta de 🍊? Se gosta, vou dar um saco para vc chupar. 😀😃🤣😂😂😅😝. Moro 🇧🇷

  3. Esse elemento que ocupa o Planalto tá fazendo propaganda eleitoral desde que chegou a Presidência e não acontece nada????

    1. Caro Jose ; Estão todos da Gadolandia bem Adestrados , ficou bem claro agora que eles são Orientados pelo Carluxa , pois foi ele que participou da carta de Alforria com Conde Temer!!! Nunca vi uns bovinos metido a machão que chamam todo mundo de viado, traveco e cacete a quatro , foram enquadrado por um CANALHA!!!!Iguais ao Dono tudo corno e Cagao!!!!

  4. Muito bom. Precisa mesmo investigar estes criminosos que tentaram dar um golpe na democracia brasileira. Levaram um grande pé no traseiro. Agora estão zurrando e se comportando como ladies.

  5. ... enquanto isso , o ministro sanfoneiro canta: wi don need no ebucatchion. temos tambem jesus-no-pé-de-goiaba-temos guedes next week-etc...

  6. Vão descobrir que o Pangaré [email protected] e o Molusco Sujo mantém o maior programa de merenda e transporte coletivo do planeta. Tudo pelo social e para ganhar as eleições, depois vc senta na cadeira e os problemas de verdade: inflação, desemprego, criminalidade, corrupção e mudança climática, ficam sem solução, pois vc não faz a menor ideia de como enfrentá-los. Passa então a atacar a mídia, o sistema e seus oponentes imaginários em busca de uma narrativa que justifique essa polarização

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO