Reprodução

Trump critica Macron: “Muito, muito desagradável”

03.12.19 16:21

Em reunião da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), em Londres, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comentou nesta terça-feira, 3, declarações recentes do presidente da França, Emmanuel Macron.

Trump disse que Macron foi “muito desrespeitoso” e “muito, muito desagradável” quando falou, em novembro, que a Otan estava em estado de morte cerebral devido à resistência dos Estados Unidos em conversar com os aliados na entidade. “Alguém não pode simplesmente sair por aí fazendo declarações como essas sobre a Otan”, disse Trump ao lado do secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg.

“Eu diria que ninguém precisa mais da Otan do que a França”, disse Trump. “É por isso que, quando a França faz uma declaração como essa sobre a Otan, é uma declaração muito perigosa para eles.”

Trump e Macron também deram uma entrevista coletiva juntos (foto). Trump disse que a maior parte dos terroristas do Estado Islâmico é de europeus que se radicalizam, e que muitos deles são franceses. “Gostaria de alguns ótimos guerreiros do Estado Islâmico? Eu posso mandá-los para você”, propôs Trump ao francês.

Macron respondeu: “Vamos ser sérios. A maioria dos combatentes em solo veio da Síria, do Iraque e arredores. É verdade que há combatentes estrangeiros que saíram da Europa, mas esses são uma minoria”. O presidente francês então disse que combater o Estado Islâmico é sua prioridade.

“É por isso que ele é um grande político. Essa foi uma das maiores não respostas que já ouvi. E tudo certo”, disse Trump.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

Edição nova toda Sexta-Feira. Leia com Exclusividade!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

Deixar para mais tarde

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Macron deveria ser no mínimo mais inteligente. Se esqueceu que na 2a. guerra a França se acovardou e abriu as pernas para a invasão alemã, e depois teve que ser resgatada pelos aliados?

    1. Paulo, a França não se acovardou. Lutou bravamente mas não conseguiu deter o avanço nazista com sua "guerra relâmpago ".

  2. Concordo com Trump plenamente, a França ainda vai se arrepender por ter apoiado essa imigração sem controle. Não aprenderam quando foram obrigados a aprender a falar a língua alemã, agora querem aprender a falar árabe e trocar a religião para a muçulmana.

  3. A França dependeu dos EUA em vários momentos em que a sua soberania esteve sob risco mas, como uma velha senhora, não perde a pose.

  4. Sem a colaboração americana, a Europa ocidental fica nas mãos dos russos. Penso que é o momento de os europeus garantirem a própria defesa, uma vez que os americanos cansaram de bancar uma parte da conta.

  5. Em 15 dias de luta a Alemanha invadiu a França e a ocupou totalmente em 15 dias, a partir de 10/05/1940. Perdeu território (Alsácia-Lorena), anexado ao III Reich de Hitler, que manteve domínio integral do país até 25/08/1944, após a invasão americana na Normandia. É esse imbecil engomadinho do Macron que agora afirma estar a OTAN (NATO) em morte cerebral. Por que todo esquerdista socialista é beócio/incompetente/ignorante e, sobretudo ingrato? Já não basta a "invasão" muçulmana em Paris ?

    1. Rachid pode ser a terceira ou a décima geração fato é que os muçulmanos e a esquerda estão acabando com a França

    2. O mote da campanha de Trump foi "America frist". Ou seja, seu próprio país como prioridade. Quanta diferença dos eternos e boçaloides "globalistas". A conduta pessoal de Trump não me interessa (não o quero como hóspede em casa). O que salta aos olhos é o "boom" econômico nos EUA; a queda drástica e recorde do desemprego; o crescimento estrondoso da indústria; a balança comercial superavitária do país. TUDO se contrapõe ao fiasco da política social e econômica do frágil francesinho "global"

    3. Rachid... seus comentários soam tendenciosos e estúpidos. Não gostar do Trump não o credencia a defender o desastre que a esquerda desvairada vem provocando na França. Paris, outrora bela e atraente, já não passa de favela imunda. Aquele patrimônio turistico/ cultural está submerso nas fezes e na urina da imigração descontrolada. Embora o problema tenha começado no período colonial, a frouxidão do estado pseudo-socialista vem agravando bastante o problema. Macro não passa de mais um boçal dessa

    4. "Macron é de direita, ele até foi banqueiro." Para quem reclama da superficialidade de seus interlocutores, é um comentário incrivelmente superficial.

    5. Sei q Trump é seu ídolo e qualquer um que vá contra éno demônio, mas chamar Mácron de esquerdista socialista é sinal de ignorância extrema. Ou será porque Mácron é desafeto de JB, seu provável outro ídolo?. É engraçado que o pacote vem junto. Cuidado com apoio ceo, fizeram na Alemanha e deu errado.

    6. O que se pode esperar da mente de um sujeito que se apelida de John Rambo. Cérebro certamente não é. Mais um imbecil iletrado se achando. Deveria praticar halterofilismo ao invés de ler comentários da Crusoé, pois cérebro de galinha não absorve conhecimento, sabe apenas ciscar... mais um idiota no ar...

    7. Esse Rachid fumou foi um Haxixe pq suas afirmações não tem nada a ver com a realidade. Cala a boca, doido!

    8. Falta de conhecimento acaba em comentários falhos. As migrações árabe e negra para a França datam do período colonial (Argélia, Marrocos, Senegal, etc.). Já existem duas ou três gerações de árabes e africanos nascidos na França. A recente onda de refugiados é relativamente pequena em relação à população migrante original. Eu conheço a França de hoje e estudei sua história. O fenômeno migratório não se reduz à França. Quanto ao nome Rachid (justo, honesto), seu comentário revela seu preconceito.

    9. Ah, Rachid... Estude... Seu nome denuncia a sua origem árabe/muçulmana, cujo povo transformou Paris numa favela a céu aberto, graças à política migratória tolerante do engomadinho francês. Embora muito rico, é egresso do partido socialista, cuja filiação foi mantida de 2006 a 2009 (desfiliou-se porque foi rejeitado para concorrer ao Eliseu). Por aqui, "rachid" também identifica uma prática espúria, bem comum no lodaçal do meio político. Que vergonha seu patronímico. Conheça a França de hoje...

    10. Trump é a pessoa mais desagradável no mundo político, vindo em seguida Maduro, Duterte, Evo, Bolsonaro e Erdogan. Sujeito que ninguém gosta de conviver pela sua arrogância, prepotência, soberba, machismo e grosseria impar.

    11. Incrível a argumentação acima. O que tem uma situação francesa de 1940 a ver com uma de 2019... Além disso coloca Macron na esquerda, quando ele é de direita (foi banqueiro, até). Um sofisma do comentarista, que não explica nada e só confunde. Isso é o que dá ler orelha de livro, apenas. Trump é sim um obstáculo à Otan e o responsável por ela estar dormente. Ele deseja desunir a Europa, fazendo o jogo do Putin. A Turquia é membro da Otan e atua como um país fascínora, e Trump traiu os Curdos.

  6. Quando um povo elege um presidente como Trump, e'pq seu nivel cultural caiu muito. É um psicopata no poder. Destruiu todas as aliancas americanas, inclusive com a Europa. Seu melhor amigo ao q parece e' o Putin, um gangster q lhe prestou servicos relevantes, e tenta ser amigo do KIn, o abominavel exterminador de coreanos do norte.

    1. Quem traiu alguns dos aliados mais tradicionais da América foi o senhor Barack Obama, afastando-se de Japão e Israel e provocando instabilidade no oriente médio e no pacífico sul.

    2. Falou e disse. Trump é realmente sinônimo de certa decadência dos USA e da fratura política que alí se instalou. O Nós contra Eles de Trump e Republicanos é grave sinal de crise latente no país. E Trump faz o jogo de Putin quanto à Europa, no caso Otan.

  7. A França sempre viveu às custas de suas colônias, até hoje. Sempre dependeu de aliados para se livrar de inimigos, vide 2a Guerra , agora ao apoiar a política da Angela, está a beira desse transformar em uma nação islâmica no centro da Europa. O Macron calado é um grande poeta.....

  8. Macron falou o certo. Quem está detonando a Otan, desde que assumiu, foi Trump. Como ele explica ter abandonado os Curdos à mercê da Turquia, que é um membro da Otan... Trump e sua enorme incoerência mais sua bazófia. Sujeito desagradável em qualquer ambiente que frequente.

    1. Não foi Trump quem patrocinou e permitiu a entrada da Turquia na Otan.

  9. Eu não me canso de me surpreender com o despreparo de Emmanuel Mácron. Eu até o via com simpatia, mas o rapaz reage mal quando submetido a pressões e não tem serenidade nem resiliência para críticas.

    1. Eu não me surpreendo. Sua candidatura artificial foi vitoriosa por causa da mídia francesa e do establishment, que fez questão de dinamitar François Fillon, este sim um político moderado e preparado, a semanas antes da eleição. Macron foi ministro do Hollande, o pior presidente francês (pelo menos até ele mesmo sentar na cadeira).

    2. Só por curiosidade. Quem está melhor? França ou USA?

    3. Estou com JOSE. Não entendo a babação de ovo com Trump. O q ele fez de bom para o Brasil?

    4. Todos vcs moram no Brasil idiotas ! Vcs não moram na AMÉRICA DO NORTE ou França !

    5. Se a França está assim por causa do Macron, imagina o Brasil com o semi analfabeto Messias?

Mais notícias
Assine
TOPO