Waldemir Barreto/Agência Senado

Senado vota nova Lei de Falências

25.11.20 07:25

O Senado deve aprovar nesta quarta-feira, 24, a nova Lei de Recuperação Judicial e Falência. A proposta autoriza empréstimos mesmo em fase de recuperação judicial, o uso de bens pessoais como garantia de financiamentos para tentar salvar empresas e a ampliação do parcelamento das dívidas tributárias federais.

Na véspera, o ministro da Economia, Paulo Guedes, reuniu-se com o relator do projeto, senador Rodrigo Pacheco, para avaliar o texto. Estiveram no encontro, ainda, o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra, e o ministro-chefe da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos. 

O chefe da equipe econômica deu aval à versão chancelada em agosto pela Câmara dos Deputados, que deve sofrer somente alterações na redação, sem mudanças no mérito. Com a preservação do texto, após o aval do Senado, o projeto seguirá para a sanção do presidente Jair Bolsonaro.

Para Guedes, a proposta é crucial para a recuperação econômica do país. “Daqui até o fim do ano vamos aprovar uma pauta comum, onde há acordo na Câmara, no Senado e no Executivo. Boa candidata a isso é a lei de falências. Está no meio de uma quebradeira de empresas. Vamos aprovar rápido uma lei de falências porque isso protege os empregos, as empresas se levantam rapidamente”, afirmou o ministro na segunda-feira, 23, em evento virtual promovido pela International Chamber of Commerce Brasil. 

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

Edição nova toda Sexta-Feira. Leia com Exclusividade!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

Deixar para mais tarde

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Enquanto houver corrupção generalizada e socialismo desenfreado, impostos serão cada vez mais altos e nascerão outros. Resultado disso, desemprego e falência. Qual parte é difícil compreender? Próximo passo?! Fuga de Capital... Não votem em pessoas, atentem ao partido. As suas ideologias, ditam a regra dos escolhidos. Foi assim com Lula, Lindbergh e será com Boulos, caso vença em SP.

  2. Kkkkkkkkkkkk. O desastre promovido pelo Bozo não se recupera com mais leis. Se recupera com mais investimentos externos. E os investimentos externos só retornarão ao Brasil com a saída do Bozo. Não adianta insistir. Vocês viram o que aconteceu com os Estados Unidos depois da rendição do Trump? A bolsa subiu como um foguete, indicando a retomada de investimentos. Será a mesma coisa no Brasil. Tirar o Bozo, este é o caminho para prosperidade!

    1. Kkkkkk. Morro de rir dos bozistas. Eles tentam transferir para os outros as caracteristicas que lhes são intrínsecas. Esquece Luiz: você e os outros bozistas são burrois demais para entender a complexidade dos sistemas econômicos. Retorne ao seu esgoto, pois lá é o habitat natural dos seres incapazes de pensar!

    2. Zequinha ...tu e muito burro ...burro demais ...assistindo muita TV ? Mas os burros são engraçados . Principalmente em um churrasco : viram palhaços . Não pensa no nome do presidente seu burro . Pensa no que é feito de bom independente no mandatário seu asno !

Mais notícias
Assine
TOPO