Reprodução

Eleição em Portugal terá, pela primeira vez, um partido de extrema-direita

12.12.20 12:02

Portugal terá eleições para presidente no dia 24 de janeiro e, pela primeira vez desde a volta à democracia, em 1974, terá um partido de extrema-direita. O Chega! foi fundado em 2019 pelo deputado André Ventura (foto). Professor de direito, comentarista de esportes na televisão, ele se elegeu deputado pelo Partido Social Democrata, de centro-direita. Depois, decidiu fundar o Chega! e se candidatar a presidente.

O partido cresceu principalmente fazendo campanha contra os ciganos. No seu programa, a legenda combate a “ideologia de gênero”, o marxismo cultural, o globalismo e defende a transferência da Embaixada de Portugal para Jerusalém — ou seja, ecoa, como é possível notar, algumas bandeiras dos bolsonaristas brasileiros. O partido também apoia as reivindicações dos policiais e pede a castração química de pedófilos reincidentes. É próximo da francesa Marine Le Pen, mas, a exemplo do partido espanhol Vox, da Espanha, não é contra a União Europeia.

“Entre os portugueses e os espanhóis, não há um sentimento forte contra a União Europeia. Mas, como todo partido populista, o Chega! pode adotar qualquer bandeira, dependendo do que lhe trouxer mais apoio”, avalia o cientista político Antonio Costa Pinto, da Universidade de Lisboa.

Nas eleições presidenciais, Ventura deve ter entre 6% e 10% dos votos. Embora não tenha qualquer chance de sair vitorioso, o partido ganhará visibilidade com o pleito de janeiro.

Já é assinante?
Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Assine a Crusoé

*válido até 30/06/2021

Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Não é extrema direita!!! Que mania!!! É partido de DIREITA CONSERVADOR!! Estes jornalistas socialistas e comunistas de merda sempre chamam qq partido conservador liberal de EXTREMA ... São idiotas mesmo!

  2. Ótimo! Agora os patrícios também terão o direito de votar em idiotas de extrema-direita, antípodas dos idiotas de esquerda em quem já estavam acostumados a votar. Se pode piorar, por que não fazê-lo?

  3. Isso é apenas desinformação! Realidade política de Portugal descontextualizada e retorcida. Duda Teixeira praticando o seu esporte preferido: detração e desqualificação. Só faltou afirmar que André Ventura é nazista. Tenha vergonha na cara... isso não é jornalismo!

    1. Deixo ver... de sites oficiais? Oras. o PSD de Portugal tem posições reformistas e liberais em questões económicas, mas se caracteriza mais como um Centro do que Centro-Direita.

  4. O Duda Teixeira continua sendo o esquerdopata nojento de sempre. Aliás, isso é coisa comum a esses vermes vagabundos. Na sua concepção torta e caolha, ser contra a ideologia de gênero, marxismo cultural, abôrto, entre outras aberrações, é ser de extrema-direita e por consequência os que compartilham as idéias do Presidente Bolsonaro também são. Você e toda a corja da CrusoLIXO, adorada por aqueles que se grudam nas bolas desse Pasquim, são dignos de pena. VIVA O CHEGA! Tem que ter um aqui.

    1. Ney, devem estar ocupados comendo a rosca da tua mulherzinha enquanto vc fica por aqui.

    2. Puxa, não é que o André Ventura, está sendo bonzinho??? Defende só a castração química de estuprador? Pergunte às famílias cujas filhas, irmãs, primas, netas, sobrinhas foram estupradas pra saber o que acham? Tem é que castrar à moda antiga.

  5. Apóiam a castração química de pedófilos? Que coisa, ideia interessante, pena que ninguém relevante politicamente no Brasil tenha coragem de botar essa ideia em pauta.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO