Pedro Ladeira/Folhapress

O que significa para o Planalto a indicação de Renan à relatoria da CPI

16.04.21 12:33

A oficialização do acordo para emplacar Renan Calheiros (foto) na relatoria da CPI da Covid-19 é péssima notícia para o Palácio do Planalto. O emedebista se autointitula “independente“, mas o governo federal o vê como opositor. Experiente e influente no Senado, o parlamentar não deve poupar, no relatório final, o time que conduziu o enfrentamento da pandemia.

Como mostrou Crusoé na edição desta semana, a CPI já nasce com um enredo muito bem desenhado. Há matéria-prima de sobra e pólvora em todos os lados para o qual se olhe – basta riscar o fósforo. As ações do presidente que influenciaram diretamente na morte de mais de 350 mil brasileiros estão fartamente comprovadas em vídeos, fotos, discursos, atas de reuniões ou postagens em redes sociais realizadas desde março de 2020, quando o coronavírus chegou ao país.

Com a maior bancada do Senado e duas cadeiras titulares na CPI, o MDB reivindicou, desde o início das tratativas, a relatoria. Havia, portanto, duas possibilidades: Renan Calheiros e Eduardo Braga.

Interlocutores do Planalto e senadores da base articularam — e muito — nos bastidores para sepultar os planos de Renan. Preferiam Braga, que, embora crítico ao governo, sobretudo após a crise do Amazonas, adota tom mais moderado. Fracassaram mais uma vez. “Sei que eu, Eduardo Braga, não serei o relator. Nós, do MDB, apoiamos Renan“, disse o emedebista a Crusoé. Com o acerto entre os correligionários, o acordo pela relatoria está selado.

Renan terá papel-chave na CPI. Ao senador, caberá a elaboração do relatório a ser encaminhado ao Ministério Público Federal e à Advocacia-Geral da União com a indicação da responsabilidade civil e criminal dos investigados. A autoridade que receber a documentação é obrigada a informar as providências adotadas.

Na prática, a partir do relatório de Renan, que precisa ser aprovado pela comissão e tende a ser municiado por depoimentos, quebras de sigilo, contratos e o que mais a CPI desejar, o Ministério Público pode denunciar integrantes do governo e até mesmo o presidente, provocando desgastes jurídicos e políticos.

Renan já sinalizou que não dará refresco ao Planalto. Logo após a ordem de Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, o senador afirmou que Bolsonaro agiu como “charlatão“. “As pessoas perguntam na rua: ‘quantas mortes poderiam ter sido evitadas se o governo tivesse acertado a mão?’ Essas questões têm que ser levadas na CPI. O presidente da Republica deu uma de charlatão, prescreveu remédios, defendeu a cloroquina, teria mandado fabricar… e isso tudo é passível de investigação“, disse, em entrevista à CNN.

Nas redes sociais, declarou ser “incompreensível” a demora do Congresso em abrir a investigação. “Se @jairbolsonaro diz ‘não errei nenhuma’, não há motivo para sobressalto. É isso que a CPI irá iluminar“.

Há, porém, espaço para retaliação a tropa de choque do Planalto. O senador é pai de Renan Filho, governador de Alagoas, e a comissão tem aval para apurar a aplicação dos recursos federais repassados a estados e municípios.

Já é assinante?
Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Assine a Crusoé

*válido até 30/06/2021

Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. O que não dá pra entender é o que significa para o POVO BRASILEIRO o porque de até hoje esse traste não ter tido 'indicação definitiva' para a cadeia!!!

  2. Na minha opinião, ter um corrupto como relator significa que o balcão de negócios será aberto nos porões do Congresso e o leilão de propinas é quem vai decidir o veredicto final da CPI... Mas, esta é apenas uma opinião... Espero, sinceramente, estar errada!

  3. Que ótimo poder contar com RENAN CALHEIROS esse grande patriota alagoano que desde os tempos de Collor só ajudou o Brasil a vencer todas as batalhas contra a corrupção, o nepotismo, pela transparência e ética. Vamos com Renan fazer logo esse Impeachment do genocida para acabar com as mortes e a Pandemia no país. Sem Bolsonaro teremos a cura, as vacinas, as UTIs vazias. Força Renan para um novo Brasil.

  4. retaliçao porra nenhuma. o filho e safado igual ao pai! os governadores são os responsaveis pela pandemia se agravar. kkkkkk e só o bolsonaro cair, que a midia para de falar das mortes.. e so verificar nos estados unidos(parece que não morre mais niguem por la! hahaha vao a pqp! seus imbecis

  5. Pelo menos a 20 anos esse canalha deveria estar preso. Pelo que me lembro, são mais de 30 anos roubando, fazendo negociatas contra o povo e o STF arquivando todos os processos. Que vergonha. PARA FECHAR, ELE É O RELATOR DA CPI CONTRA AQUELE QUE DESARTICULOU A ROUBALHEIRA NO GOVERNO. Será que nos esquecemos da revoluçã francesa?

    1. Ladrão que persegue ladrão, tem cem anos de perdão. Capisce?

  6. renan é aquele individuo que enalteceu e lambeu botas de jair mentacapto por ter acabado com a LAVA jato. BRASIL ACORDA !!! O CARA BABOU OVO DO MENTECAPTO POR TE ACABADO COM A LAVA JATO.

  7. Para piorar para o Bolsonaro, o conselheiro jurídico de Renan Calheiros é Luís Fernando Bandeira de Melo Filho, ex-consellheiro do CNMP, responsável pelo calvário de Deltan Dellagnol, e, atualmente, conselheiro do CNJ.

  8. Deveriam investigar porque foi demonizado o tratamento precoce, embora haja evidências científicas de bons resultados e inclusive casos práticos aqui no Brasil em São Lourenço-MG, Chapecó-SC, Maringá-PR, Feliz-SP e sendo admitido pelo CFM com supervisão médica. O que apregoam os "cientistas" de receitar um anti térmico e esperar a evolução entubando quando a doença se agrava é o principal responsável pelas mortes: dos entubados mais de 50% morrem!!! Este deveria ser o foco da CPI se fosse séria.

  9. Helder Barbalho, filho do notório Jader, de extensa folha de crimes registrados, está todo enrolado com bandidagens, tendo dois milhões de reais do seu patrimônio bloqueados. Renan, de igual folha com traficâncias pra todos os gostos, sabe que seu fiofó também está a perigo. Se as investigações chegarem, como fatalmente vão chegar a seus rebentos, o que os dois crápulas farão? Como são " sobreviventes " de escândalos sem fim, é o caso de aguardar de camarote.

  10. Pelo histórico, o Planalto estará muito bem servido com Renan. É bem verdade que Renan venderá extremamente caro o seu parecer favorável ao time de Bolsonaro. Mas venderá. E Bolsonaro pagará o que Renan exigir. Renan nunca foi oposição a ninguém. Ele é um negociante. Só precisa que seja pago o seu preço. E o povo brasileiro mais uma vez arcará com esse custo.

  11. Há tantos mortos-vivos zumbizando despistadamente de volta à cena que mais parece Thriller, Michael Jackson. Renan é um de muitos. Brasil não mudou nada, não esqueceu nada, não aprendeu nada!

  12. Bobagem o que diz a reportagem. Renan vai fazer o que sempre faz: cobrar um alto preço para livrar Bolsonaro no relatório final da CPI...

  13. Um sujeito desses, que devia estar preso, não só é senador como é cheio de prestígio entre os pares e com a imprensa. Realmente, O Brasil não corre o menor risco de dar certo.

  14. Nada como beber do próprio veneno dos conchavos corruptos. Bozo, desejo-lhe de volta tudo o que você propagou e desejou para os outros.

    1. Luiz, opa! Seria show de bola vermos o Marcola e o Fernandinho dividindo cela com Lula e papai Bozo! O dia que isso acontecer será de enorme alegria para todos o brasileiros!

    2. Tá faltando: FERNANDINHO BEIRA-MAR E MARCOLA QUER MAIS ?

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO