Jefferson Rudy/Agência Senado

Exclusivo: em mensagens, senador do dinheiro nas nádegas faz lobby na Justiça para empresária investigada

26.02.21 19:02

Não foi apenas dinheiro entre as nádegas. As buscas e apreensões da Policia Federal em endereços do senador afastado Chico Rodrigues (foto), do Democratas, revelaram sua intimidade, também, com o Judiciário.

Os investigadores descobriram o lobby de Chico Rodrigues junto a uma desembargadora do Tribunal de Justiça de Roraima para obter uma decisão a favor de uma empresária que mantém contratos com o governo local. A empreitada, que envolveu comunicação direta com a magistrada, foi bem sucedida.

Inicialmente, a relação entre Chico Rodrigues e a empresária era investigada somente em razão da atuação dele para garantir que a Secretaria da Saúde do estado liberasse para ela pagamentos relativos a contratos para fornecimento de equipamentos de proteção individual em meio à pandemia da Covid-19 — os investigadores suspeitam, inclusive, que os produtos tenham sido superfaturados.

A investigação colocaria o senador, de atuação discreta no Congresso, sob holofotes. Em outubro de 2020, Crusoé revelou que, durante uma ação de buscas e apreensão, a PF encontrou 30 mil reais escondidos sob as roupas do senador. Parte das cédulas estava entre as nádegas dele.

Em relatório, a PF lista os contatos entre o senador e a desembargadora
Como celular de Chico Rodrigues foi apreendido, os agentes puderam avançar ainda mais na apuração, e obtiveram então as mensagens que revelaram os préstimos do parlamentar à empresária Gilce Pinto junto à Justiça.

As tratativas ocorreram em novembro de 2019, quando a empresária procurou Chico Rodrigues, e se estenderam pelos meses seguintes, sempre pelo aplicativo WhatsApp. Inicialmente, o senador a empresária tratavam de um contrato com a Secretaria de Educação. Ela dizia estar com receio de perder um contrato na pasta. “Nós só temos Jesus e o senhor e eu sei que não vamos ficar desamparadas“, dizia a empresário. Chico responde: “Vou me informar e apertar eles“. O senador, aliado do governo local, chega a dizer que falou sobre o contrato com a “secretária e o governador“.

Em março de 2020, a secretária de Educação de Roraima, Leila Perussolo, entrou em contato com Chico Rodrigues. “Estamos com problemas. A empresa (referia-se a uma empresa concorrente) entrou com MS (mandado de segurança). Está com liminar para suspender a contratação. Desembargadora Elaine. Contrato de apoio…“. O senador responde: “Pois é“. A secretária ainda opina: “Lamentável“. Em seguida, Chico Rodrigues promete: “Vamos resolver, secretária. Sei das dificuldades, mas é assim. Vamos ajudar resolver“. A liminar a que a secretária de Educação se referia havia suspendido o processo de licitação no qual a empresária estava interessada.

As mensagens com a secretária: pedidos de ajuda de vários interessados
Dias depois, Gilce Pinto enviou recomendações ao senador para a conversa dele com a desembargadora, por meio de uma mensagem de áudio. “Pode dizer pra ela que o contrato já tá pronto desde o dia 13 de março, já foi feito caução, os funcionários já tão trabalhando. Tudo pronto. Essa empresa (a empresa concorrente)… ela não tem capacitação dentro do certame, pra participar, não tem documentação, pode falar pra ela“.

Três minutos depois da mensagem, Chico Rodrigues encaminhou as mensagens da empresária para o celular da desembargadora Elaine Bianchi. Com o passar dos dias, a Gilce Pinto, ansiosa pela decisão da magistrada, voltou a cobrar o senador: “Se der pro senhor dar uma ligadinha pra desembargadora ela ainda não respondeu aquela situação do processo da educação“. Chico Rodrigues responde prontamente: “Amanhã comunico com ela“.

No dia seguinte à cobrança, em um recurso apresentado pelo governo do estado, a desembargadora deu um despacho que, na prática, atendia o interesse da empresária. A decisão manteve o contrato firmado entre o governo e a empresa de Gilce Pinto, que aparecia como “terceira interessada” no processo.

A empresária pediu claramente que Chico Rodrigues agisse junto à magistrada
De acordo com a desembargadora, “a suspensão do contrato de prestação de serviços ao sistema educacional, que já se encontrava em execução quando do ajuizamento da ação mandamental, não se mostra razoável para a continuidade do servido público, mormente porque as escolas públicas estaduais continuam em funcionamento, conquanto não esteja havendo aulas presenciais, mas sabendo todos que estas podem ser retomadas a qualquer momento, o que implica na manutenção dos prédios e serviços administrativos em funcionamento“.

A magistrada prosseguiu: “Sobre a continuidade do serviço, o Superior Tribunal de Justiça orienta no sentido de se dar continuidade à execução do contrato, inclusive, quando necessária a prorrogação ou o saneamento de irregularidades, em prol da razoabilidade”.

Indagada por Crusoé sobre a decisão e sobre os contatos do senador, a desembargadora Elaine Bianchi não se manifestou. A Secretaria de Educação de Roraima também não. Por meio de sua assessoria, Chico Rodrigues afirmou que todos os “esclarecimentos necessários” foram feitos pelo senador “em sua carta aos senadores, quando do retorno de sua licença parlamentar“. “Não há nada mais de essencial a acrescentar“, diz a nota enviada pelo gabinete de Chico Rodrigues.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Políticos corruptos é pouco pra chamar esses caras ! Esse aí da foto então ! Sujo dos bigodes às nádegas ! Imundo de corpo mente é alma !

  2. Em sintese: Zombam da paciência do povo brasileiro. Políticos corruptos, justiça lerda e leninente com a corrupção, só age para isso, tramar para salvar pessoas de alta estirpe, e nós pobres mortais, ficamos olhando a bandalheira passar. Um senador que faz evidente tráfico de influência, que esconde dinheiro no precioso, não deveria passar nem mesmo na porta do Senado Federal. Tem gente que acredita no Congresso Nacional. Esse indíviduo merece ser representante de um Estado da federação?

  3. Com todo o respeito à Roraima, mas como é que puderam eleger o mancha de pneu na cueca para senador? Agora não reclamem. Quanto à desembargadora Eliane Bianchi, é o retrato do Judiciário, que recebe pouco, daí ... Mas o pessoal de Roraima não deve se preocupar, pois não vai dar em nada. O Chico coco vai continuar senador, a Eliane vai continuar a fazer favor para ele, e segue o baile.

  4. Pode escrever: vão anular as provas da ação que pegou o cara com o dinheiro na cueca! Vao dizer que ele estava sem fralda geriátrica e teve que usar dinheiro no lugar. Qual é o problema? Pobre alma honesta! #PECdaImpunidadeNão!

  5. Para quem tem caráter, dá náuseas ver como funciona os bastidores da política no Brasil.É assim que muitos elegem e reelegem esses crápulas.

  6. Bozistas de rabo sujo mostrando porque eles queriam tanto o poder. E ainda há néscios que apoiam este governo de delinquentes!

  7. Esses bostas estão acabando com o Brasil. Ainda querem aprovar, é vão conseguir, a PEC DA IMPUNIDADE. Enquanto isso o povo agoniza...até quando estes porcos vão permanecer no chiqueiro?

  8. Qto mais mexe, mais fede!!! O Chico cagão cheira mal. Bota na cadeia este pilantra. Acorda Brasil!!! 🇧🇷🇧🇷🇧🇷

  9. Inacreditável que esse senador cueca suja não esta cassado. Realmente essa tentativa de blindagem/impunidade que o Lira esta em campanha tem endereços certos. A pressa eh imensa, na minha lista pessoal tem 354 políticos enrolados na justiça e a moeda de troca para isso ser aprovado vai ser nefasto e vai acabar com o que resta do pais, e esses políticos e seus sócios cada vez mais milionários . 2022 vamos votar e arrumar toda essa balburdia trazendo a Lava jato carga máxima e ir para cima deles.

  10. A prova é imprestável, foi obtida com mandato judicial. A única prova cristalina e que não foi prostituída é a hackeada. Este será o novo ordenamento jurídico brasileiro.

    1. 👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻 Bravo Andre!!! Parabéns STF, STJ, PGR, OAB, CNMP e politicos comprometidos com o ilícito.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO