Ron Przysucha

Ex-secretário de Trump usou funcionários públicos mais de 100 vezes para tarefas pessoais

16.04.21 19:45

O gabinete do Inspetor-Geral do Departamento de Estado americano apontou na tarde desta sexta-feira, 16, que o ex-secretário Mike Pompeo (foto), chefe da diplomacia americana entre 2018 e 2021 do governo de Donald Trump, requisitou o trabalho de servidores públicos por mais de 100 vezes para tarefas pessoais suas e de sua mulher, Susan Pompeo.

Durante a gestão de Pompeo, funcionários do gabinete do então secretário tiveram que executar tarefas das mais insólitas, incluindo cuidar do cachorro da família, enviar flores para amigos doentes e até marcar cabeleireiro. A mulher do ex-secretário chegou a pedir a uma assessora que a ajudasse a redigir e enviar uma carta de recomendação para a inscrição de um amigo pessoal da família na faculdade de medicina. Pedidos como esses aconteciam dentro e fora do horário de expediente.

“O Escritório do Inspetor-Geral concluiu que tais solicitações eram inconsistentes com as regras de ética do Departamento e os padrões de conduta ética para funcionários do Poder Executivo”, diz o relatório da investigação.

A defesa de Pompeo diz que “a grande maioria dos ‘pedidos’ observados no relatório nem mesmo envolvia o alvo da investigação, o Sr. Pompeo”, mas sim Susan Pompeo, que “não era, e nunca foi, uma funcionária do Departamento de Estado e, consequentemente, seus pedidos mínimos de rotina e, muitas vezes, a assistência de cortesia da assessora sênior não estão implicados nem mesmo nas regras de ética do Departamento de Estado”.

Os investigadores assinalam, porém, que os pedidos feitos por Susan sugerem que Mike Pompeo era consultado sobre as tarefas.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
    1. Seria bom se eles cancelassem sua assinatura também. Se for por falta de tchau...

  1. Pensava que CRUSOE seria uma boa revista, mas estou decepcionado, só serve para encher linguiça com matéria chulas e só serve pra puxar descarga dos comentários esquerdistas . Então vá a merda junto.

    1. Takagado...de novo com esta história velha? Passa daqui criatura decrépita e decadente. Somente um muar delinquente como você tem coragem de apoiar um genocida que já matou mais de 360 mil pessoas. Você é um genocida igual ao teu dono. Takagado genocida!

  2. São os bozistas de lá. Ou será que os bozistas são os trumpistas daqui? Quem resolve esta questão? De qualquer forma, os dois grupos terão o mesmo destino: o esgoto da história!

  3. Não é por nada, não, mas os funcionários faziam tudo isso, sabendo que estavam agindo errado? Só agora isso veio à tona? E olha que era nos isteitis, hein? Cambada de dirigentes e dirigidos... no mundo inteiro tem essa praga!

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO