Agência Câmara

Entidades cobram corte de supersalários: ‘Economia pagaria Bolsa Família para 1,1 milhão de pessoas’

02.12.20 12:28

Dez entidades integrantes da coalizão Unidos pelo Brasil assinaram uma carta em defesa da aprovação do projeto de lei que proíbe os “supersalários” no funcionalismo público. A proposta foi aprovada pelo Senado e está parada na Câmara há quatro anos. O texto e um abaixo-assinado devem ser entregues a deputados federais nesta quarta-feira, 2. 

De acordo com estimativas do Centro de Liderança Pública, signatário da carta, o governo gasta 2,6 bilhões de reais por ano para bancar remunerações acima do teto constitucional, cujo valor é de 39,2 mil reais. A cifra bilionária, diz a entidade, seria suficiente para pagar o Bolsa Família para 1,1 milhão de famílias por um ano, considerando o valor médio de 190 reais mensais.

Na carta, os dez movimentos mencionam que até mesmo a média remuneratória de alguns tribunais supera o teto. Os tribunais militares, por exemplo, pagam em média 51,8 mil reais por mês aos juízes. No Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, a cifra sobe para 61,1 mil reais. Os números são do Conselho Nacional de Justiça, o CNJ.

As entidades argumentam que barrar os supersalários, limitando as remunerações no setor público ao teto, mostra-se urgente, porque os contracheques astronômicos burlam a lei. “Hoje, 36% da remuneração de juízes é composta por estes extra salariais. O que era um teto, virou uma base”, escreveram.

Para as organizações, a aprovação do projeto resultará em “impactos positivos para a população mais vulnerável do país, onerando apenas uma fatia muito rica da população, além de ser mais um marco da postura republicana do Congresso Nacional”. 

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

Edição nova toda Sexta-Feira. Leia com Exclusividade!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

Deixar para mais tarde

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Que vergonha , este judiciário que deveria dar bom exemplo. A culpa é sem duvida do nossos legisladores . Se o povo brasileiro,em sua grande maioria não vende-se seus votos. um projeto desse não passaria tanto tempo na camara federal. o povo são os verdadeiro culpados.

  2. Nada mudará enquanto durar a relação incestuosa entre o congresso e o judiciário. Os processos de impeachment aos Levandovskis e Gilmares não decolam no senado, nem os processos contra deputados e senadores corruptos decolam no STF. Tá bão demais para essas "turminhas". Como será que desaguará o pleito inconstitucional da reeleição dos sem vergonhas dos presidentes da câmara e senado que o STF julgará em breve? De olhos neles, cidadãos!

  3. vergonhoso e indecente e forma de burlar a constituição. E pior ainda quando quem deveria dar o exemplo são os membros do próprio judiciário que burlam a lei. E a lava toga?

  4. Será verdade o que leio? Será que algum dia esse povo irá ver que o congresso brasileiro faça algo em prol desse povo? Todos deveriam ter salário e não inúmeras gratificações penduradas na folha de pagamento. Um parlamentar não precisa ter inúmeras gratificações, que se sustente com o que ganha.

  5. O Congresso precisa criar coragem para cortar na carne as mordomias da elite publica que sufoca a populaçāo pobre do Brasil.

  6. O botafoguense da lista da Odebrecht é um hipócrita que se passa por liberal, só que a máscara caiu, engavetando todos os projetos de lei em benefício dos brasileiros, daremos o troco nas eleições.

  7. Cortar super salários?? Deixar só os gastos com pesquisa pra conhecer os DETRATORES do gov na mídia, no valorzinho módico de DOIS MILHÕES E SETECENTOS MIL REAIS..?? ahahah.. Há mto mais q supersalários.. há uma casta de excessivamente bem remunerados.. e há gastos absurdos.. decididos por poderosos do reino brasilis..

    1. e, por falar em bem remunerados.. tem nada mais EXCESSIVAMENTE bem remunerada do q a categoria política.. pra ficar fazendo m... em tempo integral. São em quntdd SUPER excessiva e excessivamente bem pagos.. Gasto para o país.. é absurdo e sem retorno de qquer espécie.

  8. Presa há 1 ano, desembargadora recebe R$ 459 mil em salários e benefícios... – Uol – 28/11/2021. Presa há quase um ano, a desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, ex-presidente do TJ-BA (Tribunal de Justiça da Bahia), continua a figurar na folha de pagamento do órgão....

    1. Foi isso mesmo a entendi ??? Cortar supersalários dos ladroes ??? Ouço isso desde qdo era criança ... igual akela q “ o brasil é um País do futuro”. O futuro já passou e ainda estamos no passado.

    2. Casa, comida, roupa lavada e ainda salários de R$ 459 mil e outros penduricalhos pra ficar uns meses presa? Que ótimo negócio essa bandida fez.

  9. Limpeza urgente nos super salários. Enquanto eu com 65 meus velhos com 93 e 87 e brigando na justiça para receber verbas rescisórias e FGTS. O PAÍS dos embargos sem limites e dane se o desgraçado.

  10. O teto deve ser cumprido e deve-se mudar a lei para mérito e produtividade. Pensar que quem quiser ganhar mais deve ir para a iniciativa privada? Teremos somente medíocres no setor público.

  11. Além dos mencionados supersalários HÁ TAMBÉM os penduricalhos dos deputados e senadores. Se para acabar com os extras dos juízes a câmara sentou em cima do projeto imagina para acabar com a mordomia deles mesmos? É por isso que defendo uma espécie de CONSTITUINTE com fim exclusivo de acabar com os penduricalhos dos congressistas. E tem mais: eles não poderiam participar da constituinte, é claro. Além disso, os constituintes não poderiam se candidatar jamais para o legislativo.

  12. Chega a ser absurdo os valores citados. Eu não me imagino ganhando R$ 5.000 por mês, já parece muito pra mim, imagino R$ 35.000 que é o teto. Talvez eles estejam andando muito de avião e sempre permanecem acima do teto kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    1. Exato.. qdo falam do teto, parece q estão falando numa quantiazinha bem rasinha.. hey.. !! é brasil..!! E é serviço público..!! Tô nem aí q na inciativa privada ganhassem 100mil+.. mas é serv público.. cheio de férias e recessos e feriados.. o teto é uma abóbada celeste.. o teto é uma utopia de q mtos desfrutam, num país onde pobre paga IMPOSTO DE RENDA.. sobre salário.. de 3, 4 mil.. ok? IMPOSTO DE RENDA.. Teto?? O teto no Reino é um limite q tá muito além de onde devia estar...

  13. A primeira medida a ser tomada deveria ser uma Lei que estabeleça que nenhum servidor público pode ganhar acima do teto constitucional, seja a que título for. E o exemplo deve partir do Judiciário, onde, hoje, praticamente todos os juízes do País (e são quase 90 mil!) ganham acima do teto constitucional. Se é para continuar ganhando intermináveis benesses e penduricalhos de toda ordem, então é melhor não se falar mais em um teto que não existe, que ninguém respeita e que todos violam.

    1. Corrigindo números: era para ter sido digitado "quase 19 mil" e não 90 mil , que obviamente é um erro. Os dados atuais mostram que já estamos chegando a 19 mil magistrados em todo o País. Se considerarmos também os procuradores, cujos níveis salariais equivalem aos de juízes, teremos então um total de quase 32 mil, entre magistrados e procuradores. Agregue-se ainda que, segundo o CNJ, cada magistrado custava aos cofres públicos, em 2017, cerca de R$ 47mil/mês, graças às mordomias. Uma vergonha!

    2. São 16.000 (dezesseis mil) juízes no Brasil. Critique com dados confiáveis.

  14. Aplausos! Aplausos! Tratemos de engrenar uma segunda, com um corte modesto no total absurdo de cargos políticos. Como o dos EUA, o Senado brasileiro deveria abrigar somente dois representantes por estado da federação. A Câmara de Representantes dos EUA ten apenas 435 políticos, enquanto a CD, em BSB, mantém 513. Notem que a população e a renda per capita dos EUA são bem maiores que as do Brasil. A Suprema Corte, que atua como COLEGIADO, tem só nove Juízes e menos de 600 servidores. Registraram?

  15. Se determinada pessoa quer ser uma super rica, viver no luxo, não pode buscar isso no funcionalismo público. Ano que vem será uma ano difícil, a pobreza que já vem aumentando, aumentará ainda mais. Se depender deles próprios fazerem alguma coisa para diminuir essa farra do boi, esquece. Esse engajamento da sociedade é muito bem-vindo.

  16. Uma grande economia poderia vir com a redução dos salários e penduricalhos no senado e câmera. Ali também existem distorções absurdas. O foco não deveria ficar somente no judiciário.

  17. Super salários da Câmara e do Senado ninguém quer mexer. Melhor enfraquecer o Poder Judiciário e o Ministério Público, deixando as carreiras desinteressantes aos olhos dos estudantes e garantindo um baixo nivelamento dia atores em futuro próximo. Poderia até ser sério, mas como nunca inclui penduricalhos do Congresso... difícil crer.

  18. Pergunta pra FAB quanto o Rodrigo Botafogo Maia, gastou só viajando nos jatinhos dela pra tudo quanto é lado? Mais de 400 voos????

  19. Este é parte do legado que um indivíduo chamada Rodrigo Maia vai deixar, e ainda temos que ler elogios a sua triste figura na grane mídia. Vergonhoso.

  20. Só com uma revolução isso poderia acontecer, o brasileiro aceita tudo e baixa a cabeça para todos os absurdos abusos de poder.

  21. Neste país de miseráveis seria um alento...Sou pequeno empresário ,tenho 10 funcionários... E retiro entre 10 e 15 mil.por mês, dependendo do mês...e consigo viver bem...imagine um teto de 39.000,00 é mais do que o suficiente...

  22. E alguém acredita que irão cortar na própria carne? Vários absurdos compõem a política deste país, de cartões corporativos --protegidos por sigilosa e esperta conveniência -- a Fundo Partidário e Fundo Eleitoral, para citar somente dois.

  23. Primeiro coisa com certeza que deveria ser feito pelo tal capitão é o corte de despesas mais brutas já visto. Esses caras estão e brincadeira com nossa cara.

    1. Você acha que o Capitão vai querer cortar os altos salários dos militares ?

Mais notícias
Assine
TOPO