Adriano Machado/Crusoé

Com depoimento de pesquisadores, CPI quer apurar tese de ‘mortes evitáveis’

11.06.21 09:13

Senadores da CPI da Covid ouvirão nesta sexta-feira, 11, o depoimento do médico sanitarista Cláudio Maierovitch e da microbiologista Natalia Pasternak, diretora-presidente do Instituto Questão de Ciência. Eles são os primeiros de uma lista de especialistas incluídos como testemunhas da comissão parlamentar de inquérito.

Durante o depoimento dos profissionais convidados, os parlamentares de oposição e independentes vão tentar se aprofundar na tese de que parte das 480 mil mortes por Covid no país poderia ter sido evitada, caso o presidente Jair Bolsonaro tivesse adotado políticas públicas baseadas na ciência.

Os requerimentos para a convocação dos especialistas são assinados pelos senadores Renan Calheiros, do MDB, Randolfe Rodrigues, da Rede, e Humberto Costa, do PT. Na semana que vem, estão previstos os depoimentos do ex-secretário de Saúde do Amazonas Marcellus Campêlo, do ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel e do empresário Carlos Wizard, suspeito de integrar o chamado “gabinete paralelo”. Senadores ameaçam pedir um mandado de condução coercitiva, caso Wizard não apareça para depor.

Já é assinante?
Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Assine a Crusoé

*válido até 30/06/2021

Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Requerimento deste trio só pode dar nisto : um monte de asneiras na base de adivinhação. É como afirmar que o Titanic não teria afundado se tivesse partido um dia depois. Que circo!

    1. Circo é o que estamos vivendo desde 2003, quando Lula foi eleito com uma bandeira e, na prática, trabalhou exatamente em sentido oposto. Se engana quem pensa q bozonaro é diferente disso. Por sinal, um circo q a cada nova eleição se torna mais dantesco. O atual já vitimou de forma criminosa e hedionda quase 500 mil vidas. Parece até q estamos sendo governados pelo palhaço pennywise.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO