Alan Santos/PR

Caminhoneiros se queixam das promessas não cumpridas pelo governo

13.06.21 14:16

Associações de caminhoneiros autônomos estão insatisfeitas com as “promessas não cumpridas” pelo governo de Jair Bolsonaro. A categoria, que formou uma fiel base de apoio ao presidente, alega que o governo prometeu, mas não entregou, uma série de benefícios.

Entre as reivindicações estão crédito facilitado, construção de pontos de parada e descanso, além de várias medidas que facilitariam a renovação de frota e a melhoria das condições de trabalho. Possíveis paralisações da categoria, como ocorreu no governo de Michel Temer, em 2018, são um dos maiores receios do Planalto.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, virou alvo. É que a pasta comandada por Guedes teria prometido a liberação de 500 milhões de reais para renovação de frota, mas os caminhoneiros, no entanto, não conseguem obter crédito.

Em ofício encaminhado ao ministro, a Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores, a Abrava, principal organização representativa dos caminhoneiros autônomos, cobra de Guedes alguma iniciativa para que o dinheiro liberado chegue efetivamente aos transportadores autônomos.

“Durante a duração da linha de crédito (até 6 de junho deste ano), nenhum transportador autônomo conseguiu ter acesso a ela. Ou seja, os caminhoneiros ganharam, mas, mais uma vez, não levaram”, diz trecho do documento.

O presidente da Abrava, Wallace Landim, conhecido como Chorão, se queixa de o governo estar prometendo demais, mas sem entregar. “O que eu estou cobrando nesse momento é que o governo pare de fazer marketing em cima da categoria”, afirma.

O choro de Chorão tem um motivo. Em cerimônia no Palácio do Planalto, no dia 18 de maio, o presidente Jair Bolsonaro assinou um novo de decreto com mais promessas. O presidente instituiu, por exemplo, o Programa de Incentivo ao Transporte Rodoviário de Cargas, denominado Gigantes do Asfalto. Durante a solenidade, foram apresentadas medidas que, segundo a categoria, estão sendo prometidas desde o início do governo.

Além da construção de 100 pontos de parada e descanso e outras ações, como sinais wi-fi e segurança nas estradas por meio de investimentos privados, o governo, mais uma vez, prometeu crédito facilitado aos caminhoneiros. “Se nem os 500 milhões existiram, será que agora a renovação de frota e essas outras medidas vão existir? A gente fica com receio”, completa Chorão. 

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Os esquerdopatas e a amnésia oportunista esqueceram da grande roubalheira de dinheiro público, revelada pelas mídias sociais de anos de poder do sociólogo sociopata ao sindicalista Lula ladrão, a Ratazana Mor, que nunca trabalhou, aliás cortou o polegar para receber benefícios do INSS, disse que "a mãe natureza criou um monstro chamado coronavírus, esse sociopata está solto graças aos canalhas do STF.

    1. De novo o retardado do Paulo! Se deve ser daqueles caras q nunca produziu porra nenhuma. Deve ser aposentado, ou viver mamando nas tetas do giverno

    2. Entidade Inês. Ninguém esqueceu a corrupção sistêmica do Lula. Tbém ñ vamos esquecer às rachadinhas bolsonaristas, e nem da mansão do FB. Fico pensando a escala que o Bozo conseguiu, chegando a PR. Antes eram alguns assessores. Para emporcalhar todos os setores do governo, colocando como ministro um incompetente como o gen Pazzuelo, somente uma rachadinha em grande escala para justificar. E mais, Salles deixa correr solto o desmatamento, sendo suspeito de receber propina. Fomos roubados duas x.

  2. se continuar assim ,esse governo vai ficar conhecido ,como governo do sindicalismo das forças armadas , caminhoneiros ,motociclistas ,etc.

    1. Mara, esta é a meta do governo bozista, que, em tudo, lembra o governo fascista italiano. De nada adiantou o esforço dos nossos combatentes na segunda guerra mundial. Agora os fascistas somos nós!

  3. Vai acontecer o mesmo com os motoqueiros. Será mais uma promessa eleitoreira que não será cumprida e assim vai se confirmando o título de presidente mais mentiroso da história.

  4. É Chorão.,..continuarás a chorar para o resto da vida. Ter sido cúmplice de genocida é realmente um fardo difícil de carregar.

  5. ah.. perderam a vez pros motociclistas, ora..!! Levaram vantagem e não fizeram caminhonata.. se ferram.. Os motociclistas foram espertos..

  6. Esse Guedes é genial. Tudo que sai do governo tem que ser por intermédio dos bancos. O intermediário é que sempre se dá bem.

  7. O Paulo retardado. Para de falar bobagem! A revista fazendo a maio força pra greve do caminhoneiros. Sonho da mídia canalha ! Meu sonho e ver o mito ganhar e você se matarem! Kkkk perderam a boquinha. Agora mostram o quanto vivem de fofocas

    1. Ardo…tente tomar cicuta pelo esfíncter. Fará bem para a sua inexistência.

    2. Minto não ganha nem para síndico de prédio. Verdadeiro estelionato eleitoral.

  8. Não sei se o choro do Chorão é legítimo, pois não saberia dizer se tem caminheiro passando fome, como outros milhões de brasileiros, deixados de lado pelo Bozo. Mas uma coisa é certa, tanto para a categoria que o Chorão representa, quanto para os brasileiros que passam fome, muitos dos quais crianças, que choram por falta de comida. Bolsonaro ñ está nem aí para o sofrimento do nosso povo. Enquanto muitos morrem nos hospitais, ele passeia de moto, gastando o nosso dinheiro com outros parasitas.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO