Reprodução

Câmara aprova liberação de R$ 2 bi para vacina de Oxford; texto vai ao Senado

02.12.20 17:49

A Câmara aprovou na tarde desta quarta-feira, 2, de forma simbólica a medida provisória que libera quase 2 bilhões de reais para a produção de 100 milhões de doses da vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford.

O texto foi editado pelo presidente Jair Bolsonaro em 6 de agosto. O Senado precisa avalizá-lo até esta quinta-feira, 3, último dia de validade das regras.

Do valor total, 1,3 bilhão de reais servirá para a compra das doses do imunizante e a transferência da encomenda tecnológica do laboratório AstraZeneca. A Fiocruz receberá o restante do investimento: 522 milhões de reais para o processamento final da vacina e 95,6 milhões de reais para a absorção da tecnologia de produção.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

Edição nova toda Sexta-Feira. Leia com Exclusividade!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

Deixar para mais tarde

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Faltou a este jornal, completar toda a notícia. o Presidente só a compraria caso, a Anvisa a liberasse. No jornal "O Globo", ela está completa.

  2. Governo que só aposta errado: o Reino Unido, terra da Oxford, partiu para a vacina da americana Pfeizer... e aqui esse governo estranho renega a do Butantã, por razões políticas e eleitorais. Fico envergonhada por ter votado nesse presidente... Ele não me representa!

Mais notícias
Assine
TOPO