Adriano Machado/Crusoé

Brasil contabiliza 1.031 mortes e 33.413 infecções por coronavírus em 24 horas

30.09.20 18:54

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Algo me intriga nesses dados porque há sempre uma discrepância muito grande, para mim tem treta, estamos chegando perto das eleições municipais e os dados estão sendo camuflados principalmente nas capitais, até porque estamos numa pandemia e não há mais nada sério, é cada um por si, mas como somos o Brasil é um país a parte do mundo, coisas sobrenaturais acontecem aqui. Incrível isso, estamos vivendo num país rodeado de mentiras, em todas as esferas. Será que algum dia saberemos a verdade?

  2. Quero ver o BOZO explicar isso nos debates durante campanha 2022, vai se enrolar todo, lembrando que terão governadores como candidatos. Bolsonaro é um incapaz, nem militar de destaque foi, não passou de um mero capitão. Como deputado não fez nada de poxitivo ao o país. Antes tivéssemos votado no poste, a que ponto chegamos, acreditar que seria melhor o poste "Andrade", que é outra incapacidade em pessoa.

  3. Esse assunto já encheu o saco. A Crusoé deveria mudar o foco, ou então contabilizar também mortes por outras doenças. Que saco, meu !!! tRÊS ASSUNTOS QUE JÁ NÃO DOU BOLA: racismo, queimadas e covid. Muita demagogia.

    1. Encheu o saco Pk talvez não tenha mortes na sua família em razão de serem contaminados por pessoas que pensam como vc!

    2. A verdade dói no couro dos bozistas. Por isso eles zurram. Qual será a razão?

  4. Mortalidade de 3%. Parabéns Bozistas. Vocês estão contentes? Comemoraram hoje? Tomaram o vinho de vocês? Vocês mataram mais de 143 mil pessoas ao promover a contaminação em massa somente para comprar suas passagens para o inferno. O diabo está lá esperando por suas almas decadentes e sebosas!

    1. Como disse o jumento corrupto, era "tudo bundão". Genocida fdp

  5. É surpeendente que, apesar do descaso do sociopata que nos (des)governa, a popularidade do distinto tenha subido. Para mkm, é só mais uma prova do caráter fraco (ou da falta de) do povo brasileiro.

Mais notícias
Assine
TOPO