Governo do Estado de São Paulo

‘Autopromoção’ levou Justiça a bloquear R$ 29,4 milhões de Doria

20.10.20 15:09

O juiz Randolfo Ferraz de Campos, da 14ª Vara de Fazenda Pública de São Paulo, determinou o bloqueio de 29,4 milhões de reais em bens do governador paulista João Doria (foto), do PSDB.

O magistrado acolheu pedido do Ministério Público estadual que acusa o tucano de fazer “autopromoção” com a publicidade do programa de recapeamento de rua “Asfalto Novo”, entre 2017 e 2018, quando foi prefeito da capital.

Na ação de improbidade administrativa, o MP paulista aponta desvio de finalidade. Segundo a promotoria, o valor utilizado na propaganda foi o equivalente a 21% de todo o gasto da prefeitura com recapeamento de rua e ocorreu pouco antes de Doria deixar a prefeitura para concorrer a governador do estado.

A peça publicitária oficial foi realizada pela agência Lua Propaganda, historicamente contratada por governos e campanhas do PSDB em São Paulo. O “Asfalto Novo” é uma das bandeiras do atual prefeito Bruno Covas, também tucano, que é candidato à reeleição.

“Despesa com publicidade com a expressividade vista no presente caso deixa
aparentar a finalidade de autopromoção do gestor, ainda que não se faça expressa menção a seu nome ou à sua imagem diretamente”, afirma o juiz, que destacou haver indícios de que o governador violou os princípios da impessoalidade e da moralidade administrativa.

Nas redes sociais, Doria classificou a decisão judicial como “descabida” e disse que “não houve benefício pessoal algum, mas sim o benefício para milhões de pessoas” com o programa de recapeamento de vias.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Gastar esse montante em propaganda é imoral, deve ser devolvido aos cofres públicos e colocar o espertinho ba jaula para ver se o leão é manso.

  2. Toma tudo de volta. Com indício, sem indício, quebra tudo. Ninguém tomaria uma decisão dessas sem estar embasado e certo de que esse babaca quer fazer farra com o dinheiro do povo. Acorda mané!!!

  3. Quer dizer que INDÍCIOS já leva a medidas restritivas do patrimônio. Isso é reflexo do comportamento da ostentação judiciária mostrada criminosamente em decisões da LAVA JATO. O Direito e a Justiça são muito mais reais, belos e científicos do que medidas dessa natureza. A Justiça brasileira hoje atua como se fora um partido político, do STF ao Juiz de PAZ.

  4. Recapeamento? Onde? Meu carro tem duas rodas amassadas é um pneu novo com bolha por causa dos buracos dessa cidade! Hipocrita!

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO