Agência Brasil

Após Senado aprovar MP da Eletrobras, parlamentares anunciam ação no STF

17.06.21 18:57

Mal terminou a sessão em que o Senado aprovou a medida provisória que permite a privatização da Eletrobras, maior holding do setor elétrico da América Latina, e parlamentares independentes e de oposição já anunciaram que acionarão o Supremo Tribunal Federal contra o dispositivo.

O Congresso ainda não finalizou a análise da proposta. Como o texto que abre espaço para a capitalização da estatal sofreu ajustes, terá de voltar à Câmara. A proposta precisa ser chancelada pelos deputados até a próxima terça-feira, 22, última data de validade da MP.

Repleta de “jabutis“, ou seja, de trechos desconexos ao objeto original, a MP foi aprovada sob protestos de entidades do setor elétrico, que apontam o risco do encarecimento da conta de luz em até 20%. O governo, por sua vez, alega que a norma resultará na redução das tarifas num percentual entre 5% e 7,3%.

O senador Cid Gomes, do PDT, prometeu recorrer à Justiça. “Vou entrar com ação no Supremo Tribunal Federal para reverter a ilegalidade que foi cometida hoje no Senado na votação da privatização da Eletrobras. Um absurdo que não pode passar em branco“, disparou, em uma publicação, nas redes sociais.

Líder da minoria no Senado, o petista Jean Paul Prates reforçou o coro. “Consideramos que essa decisão ainda é reversível, seja na Justiça, seja na própria implementação desse processo e, eventualmente, através das urnas“, pontuou.

Na outra ponta, a base aliada ao Planalto comemorou o resultado. Relator da MP, o senador bolsonarista Marcos Rogério disse que “a proposta representa um marco no desenvolvimento do setor elétrico, propiciando segurança energética e redução na conta de luz“.

Além de modernizar o setor elétrico e garantir ampliação nos investimentos, a MP beneficia o consumidor, que há anos amarga cobranças abusivas em consequência do modelo defasado que tínhamos“, emendou.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Grande parte dos representantes eleitos pelos brasileiros acreditam que seus interesses, de seus “amigos” e familiares devem estar “acima de tudo”. A maestria do Jair está se alastrando a cada lei aprovada no Congresso. Dane-se o país, eles estarão sempre arquitetando para o enriquecimento tirado do Estado para se perpetuarem na política. Como um dia disse José Sarney, aquele coronel do Maranhão, “a política tem somente porta de entrada.” Privatizaram a privatização da Eletrobras.

  2. Esses políticos fdp não querem a modernização do país. Querem que tudo fique na mesma para poderem roubar à vontade. Tem mesmo é de fechar esse congresso e o STF e passar uns anos sem eles atrapalhando o desenvolvimento do Brasil

  3. Cala-te Paulo!!! Chega do governo manter empresas para depois pendurar os familiares e bandidos para roubar. Precisamos fechar essas vagas de empregos políticos.

    1. Privatizar sim, mas com lucro para o povo. Privatizar para gente corrupta que depois saqueará o dinheiro público é ato de lesa patria.

  4. Alguém em sã consciência, acha que sairia algo de positivo de uma MP, cujo relator é o moleque bolsonarista Marcos Rogério? Marcos Rogério é a nata da bosta. Quando vejo aquela sua cara cretina e dissimulada, com a sua voz de cafetão de puta de luxo, sinto náuseas. Bolsonaro é um desastre total. Não privatizou porr* nenhuma. Agora quer privatizar de uma forma q parece negociata, tem cheiro de negociata. Então p/ mim é negociata. Negociata com lucro para uns poucos pilantras, e custos p/ o povo.

  5. Não mudará nada. A empresa passará do governo falido para controladores cleptocapitalistas que vivem do dinheiro do governo falido. A conta, como sempre, sobrará para a população. Enquanto isso, os bozistas, sempre eles, zurram de emoção!

    1. Precisamo assim privatizar ao máximo esses empresas que vivem de parasitar o governo e serem cabide de empregos para afilhados políticos. É só ver o crescimento das que foram passadas a iniciativa privada. Ao governo caberá sua fiscalização e normatização apenas.

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO