Adriano Machado/Crusoé

Após assassinato de negro em supermercado, Mourão diz que não existe racismo no Brasil

20.11.20 14:36

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. "Somos todos iguais, perante a lei" . Temos a lei. Nosso ensino é suficiente?De que adiantam as leis, se não conseguimos interpretar? Perante a lei, violência tem cor? Branco, preto ou amarelo ( vejo várias nuances nessa palheta, mas vou ficar no básico), violentos não devem ser punidos pela lei, que já existe? Por que chegamos no século XXI, com um fenômeno migratório intenso de sírios e venezuelanos, numa realidade de fome e miséria, e tudo termina no preto x branco?

  2. Sendo sincero, exercendo o seu direito de dar opinião própria. Cacetada no Mourao. O que eu u vi, foi uma reação dos dois seguranças após um deles levar um soco e ninguém que estava em volta vir acudir o pobre que veio a falecer.

  3. Quando um governo é composto por líderes sem cultura e sem educação, a tragédia é anunciada. Parece inacreditável que estes senhores não consigam perceber o que está acontecendo. Ou é má fé, ou, ignorância da mais alta estirpe! Por favor senhor vice-presidente, leia, estude, os livros não mordem!!!

  4. Mourão que nunca foi bobo já sacou o que tem por trás dessa forçada de barra de racismo por trás desse crime! Quem estava lá e presenciou, ouviu alguma ofensa dos assassinos referente à cor da pele do homem? Se racismo é crime e crime precisa de prova, então onde está a prova desse racismo? Temos um brutal assassinato, sem duvida, provado e testemunhado, mas onde está a prova do crime de racismo? Se achismo passou a ser prova, então estamos mesmo perdidos, pra não dizer outra coisa!

  5. A reportagem ficou incompleta. Mourão também disse que há no Brasil uma grande desigualdade social e que essa desigualdade atinge muito mais os negros. Na minha opinião, temos que combater muito fortemente a desigualdade. Ninguém consegue discriminar iguais.

  6. Uma coisa estranha nesse caso. Como é que todos em volta assistiram passivamente uma pessoa ser espancada e ninguém fez nada? A própria mulher dele estava presente. Ñ fez nada? O vizinho, tb presente, q agora vive dando entrevistas tb ñ defendeu o rapaz. Será q temos q dar razão pro Bolsonaro, esse é um país de maricas? Essa história está estranha. E é um país de racistas, sim, General Mourão, pois se o rapaz fosse branco isso ñ teria acontecido. Com certeza!

  7. Existe racismo e preconceito sim no Brasil, embora diferente do q ocorre nos EUA. Aqui, como sempre, até o racismo é as avessas...rs. Como exemplo da loucura brasílis, não podemos deixar de lembrar que temos atualmente um homem negro, que é preconceituoso e racista com sua própria cor, a frente da fundação palmares. Nessa deixamos até o topete laranja com inveja.

  8. É inacreditável essa discussão. Brasileiros estão entre o que há de pior no mundo. Para o jumento mourão, se não há segregação não há racismo. Bem tosco o pensamento. Mourão é a ignorância em forma de gente

  9. Provocando: sobre aquele policial carioca que nesta semana quase matou um rapaz numa abordagem no Rio de Janeiro. O policial era negro. A vítima era branca.

    1. Muita gente diz que não houve o Holocausto. Nazistas, claro.

  10. Alguém, dos que estão comentando sobre racismo, pode me dizer a diferença que há entre racismo e preconceito racial, ou são a mesma coisa?

  11. Houve excesso dos seguranças, não racismo. Algumas instituições exploram o racismo, sem qualquer respeito aos negros. Quanto mais dividido o país, mais fácil de manipular as pessoas. Acorda Brasil!!! 🇧🇷🇧🇷🇧🇷

    1. A mídia e principalmente os grandes canais, estão fazendo um esforço ingente para dividir o Brasil e radicalizar em brancos e negros, direita e esquerda. Estabelecer o caos e o ódio entre os diferentes. Afinal, a extrema imprensa se alimenta nos escândalos, nas tragédias, nas catástrofes. É constrangedor ver nos principais canais de televisão o empenho em fomentar o ódio entre raças. Violência há todos os dias entre pessoas por diversos motivos, raramente devido a cor de alguma dessas pessoas.

    2. Verdade, Paulo. Ficar dividindo obcecadamente as pessoas entre negros e brancos é uma forma muito bem disfarçada de racismo. E incentiva a polarização e o ódio. Pessoas são pessoas, não importa a cor da pele. Na verdade teremos um sinal de que não há mais racismo, quando os documentos de identificação não tiverem mais a menção à cor da pele. Não tem informação mais irrelevante do que essa. Quem não é racista de verdade, não pensa um mundo em termos de brancos e negros.

  12. Sou branco e tenho 48 anos. Infelizmente o Brasil é um país racista. Cresci ouvindo piadas cretinas e fascistas. Assisti programas de humor cretinos e racistas. Usou termos como denegrir que são cretinos e racistas. Mas evolui. Não vou criticar o vice presidente, ele é mais velho do que eu e talvez para ele seja mais difícil evoluir.

  13. Infelizmente, o Mourão, um dos poucos lúcidos neste governo até então, está sendo "contaminado" pelas sandices do patrão.

  14. Racismo é inaceitável e deve ser combatido sempre, e com rigor. Entretanto, transformar todo e qualquer episódio, envolvendo uma vítima negra, em um ato de racismo é algo que prejudica muito o combate ao preconceito. Prejudica porque tira a credibilidade da causa. Vale lembrar que o falecido ex-prefeito Celso Pitta roubou bastante quando prefeito de SP mas, quando investigado, alegou perseguição racial. Pode?

    1. Respeito a sua opinião, mas não concordo. Critiquei certa vez o ator Lázaro Ramos. Hoje vejo que jamais poderia ter seguido a minha linha de raciocínio, que era justa, porém, como o título do livro que ele escreveu, a perspectiva dele e de outros negros que lutam nessa causa está na pele, e isso, eu que sou branco não posso sentir.

  15. Redação : Espero que esse meu comentário não seja mais um censurado, pois ao que me parece não há limite de comentários por pessoa, ou há?

    1. Mas infelizmente foi, o comentário anterior que era relevante, foi! Me lembrarei dessa censura na hora de renovar a assinatura!

  16. O achismo toma conta da maioria dos comentários. Querem saber se há racismo ? Procurem se informar de qual raça nossas prisões estão cheias e quem a polícia mais mata no Brasil. Pra argumentar é preciso de fatos. Sua opinião fica pra outras coisas.

    1. Vou entrar na conversa. Infelizmente existe racismo no Brasil. Já usei no passado fatos como sermos todos descendentes do homo sapiens, mas hoje vejo que isso foi um erro. Fico contente com os avanços que tivemos. Mas para mim ainda têm os muito que evoluir para um dia termos um país onde brancos e negros tenham isonomia. E o primeiro passo para isso é reconhecer que não existe essa isonomia.

    2. Antes de você me questionar, minha esposa e meus filhos, tem ancestralidade Africana, Europeia e Indígena e são todos da raça Humana. Espécie Homo Sapiens. O retrato da maioria da população brasileira. Miscigenada.

    3. Outra coisa interessante, Cecília, é que(pode haver, sempre , há exceções) mas não encontrei nenhum inocente preso. Verifiquei, também, que , em todos as regiões, o percentual de ancestralidade entre os policiais é mais ou menos equivalente ao dos presos. A Polícia também é miscigenada, com ancestralidade africana, europeia, asiática e, também, a mistura de tudo isso.

    4. Cecilia, eu me informei. Nas prisões, só encontrei presos da raça humana(homo sapiens ), porém, de diversas etnias, dependendo da região. Na minha região, por exemplo, a penitenciária tem em torno de 90% de presos com ancestralidade europeia. No centro-oeste, já não é bem definido, porque a população é muito miscigenada. No Rio, Bahia e mais alguns estados, onde predomina a ancestralidade africana, mas ainda assim com um percentual de miscigenação, é essa que predomina.

    5. E quem pode provar que o crime foi causado por racismo? Se o homem não tiver feito absolutamente nada que provocasse reação (desproporcional , violenta e desnecessária ) dos seguranças, aí sim, poderia se dizer que foi um ato racista, mas parece que não foi bem o caso. Levantar essa bandeira por suposição só vai provocar ainda mais atos de violência , mas aqui se valoriza muito a importação, talvez a intenção seja importar conflitos raciais também!

    6. Não é questão de achismo, realmente as nossas prisões estão abarrotadas de pessoas negras, é verdade, mas elas não foram presas por serem negras, essa é a questão, por isso posso sim afirmar que no Brasil não há racismo institucionalizado, o problema do Brasil é a pobreza, esse sim é o grande mal social, e já que a senhora gosta de fatos, observe que os negros presos são pobres, os negros ricos não, pois no Brasil ninguém é preso pela cor, mas são "mal vistos" por sua condição social, não racial

    7. Tenho certeza qeu essas "vítimas da sociedade" não foram presas pela "cor"... Mas essa é só minha opinião...

  17. Sou do Paraná, descendente de Portugueses(sangue chegado em uma mulata). Morei no MT(centro-oeste). Casei com uma princesa daquela região. Ela é descendente de negros, índios e holandeses. Bem morena. Meus 3 filhos são os verdadeiros brasileiros. Super miscigenados. Aliás, no centro-oeste, continua acontecendo uma das maiores miscegenação do mundo. Tanto lá, quanto cá, ninguém liga muito não para essa discussão toda. Enquanto a discussão vai correndo, o povo vai se misturando.

    1. Dou alguma razão para o Mourão. Já fui algumas vezes nos USA. Lá, o pessoal não gosta muito de se misturar não (misturar no sentido de miscigenação. Cruzamento de etnias(para ser claro) e a pendenga é de ambos os lados. Diferente daqui. É só rodar pelo Brasil que vocês vão observar que a nossa população, em sua imensa maioria, gosta de misturar tudo. Eu acho é “bao” ahahah. Desencana aí povo.

    1. Modinha? Seres humanos que foram escravizados e ainda hoje sofrem com um racismo institucionalizado e hipócrita, que se continuassem abaixando a cabeça pelo status quo, não conseguiram esses avanços que ocorreram a passos de cágado. Acorda, adjetivar essa questão como modinha é inacreditável.

    2. Provavelmente vc é branco, amigo. Quem não sente não sabe. Venha passar 2 dias comigo e você vai entender e concordar comigo. Sim, existe e é humilhante. E novamente REPITO: não estou falando de injúria que é muito confundida com racismo. Estou falando de SEGREGAÇÃO.

    3. A questão não é ser negro ou não, no Brasil não há racismo institucional, o que existe são preconceitos pontuais, e sobre qualquer questão, principalmente a da estratificação social, só que tem sido sim explorado o "antagonismo" social, criando acirramento nas questões indígenas, nas questões raciais, de gênero, gerando até conflitos entre trabalhadores e empregadores, tudo visando desestruturar e enfraquecer a célula da siciedade, com certeza com diversos propósitos político-ideológicos...

    4. Como isso poderia Importar? A minha opinião só tem valor se eu "pertencer a algum grupo de classificação racista"? O que é ser negro pra você? Precisa usar alguma tabelinha?

  18. O Vice-presidente acertou em número gênero e grau, o que temos por aqui é uma onda de mimimis, e pregação de antagonismo entre brasileiros de cor diferente. Já esta na hora dessa "chorumela" acabar.

    1. Realmente seu comentário encontra eco, não na sociedade, mas na visão torpe de mundo de alguns idiotas. Espero que não tenha filhos, pois os valores que você passa não são os melhores para uma sociedade mais justa e igualitária.

    2. você certamente tem muitos amigos negros que concordam com essa afirmação, certo ?

  19. O Mourão endoideceu!!! Eu sou negro e sei na pele e na alma o que é racismo e que ele existe. Não há como crime do RS ter sido racismo. Pelo menos o explícito e direto. Mas é racismo estrutural. Confunde-se muito racismo com injúria. Raramente sou vítima de injúria, talvez pelo meio em que vivo, mas ela é muito comum: macaco, urubu, só podia ser preto. O racismo vem na hora que entro num restaurante chique ou loja chique, num prédio de um amigo rico quando me mandam para o elevador de serviço.

  20. Eu concordo com ele. Ninguém pode provar que os seguranças fizeram isso por causa da cor da pele do homem. Quem garante que não teriam agido da mesma forma com um pessoa branca? Já mataram de forma violenta inclusive um cachorrinho indefeso no mesmo supermercado! O que tem que ser investigada é a violência disseminada contra todos e todos que a disseminam, inclusive nas redes sociais. Enquanto isso, o Facebook censura postagens de um página educativa sobre D.Pedro II.!!!!

  21. Conforme a Delegada do DHPP, responsável pela apuração desse homicídio, até o momento não foi detectado o elementar de Racismo. Portanto, a classificação como tal, por enquanto é mera especulação oportunista.

  22. O nosso sofrido Brasil tem de tudo, mas não existe racismo institucionalizado que querem impor como absoluto, no Brasil há, verdade seja dita, "preconceitos", não por questão racial, mas sim a todos os matizes possíveis, de um simples modo de se vestir, de se apresentar, passando pelo fato de ser pobre, por questão de gênero, ou até mesmo por ser gordo, deficiente ou algo que se entenda "ser diferente", pois a nossa sociedade ainda é muito retrógrada e subdesenvolvida...

    1. Não vou entrar mas questões semânticas do seu comentário, pois ele é confuso. Mas discordo que no Brasil não existe racismo institucionalizado. O simples fato de colocar nesse termo demonstra que temos um longo caminho pela frente.

    2. Concordo inteiramente com você. O preconceito aqui abrange muito mais que a cor da pele.

  23. O racismo é fenômeno universal. E o Brasil não vive fora do universo, aparentemente. O que varia é o grau de discriminação, assim como a eficiência do aparato legal para coibi-la. Variam também os grupos discriminados, de acordo com o contexto político e socioeconômico. Declarar que inexiste racismo no Brasil constitui gesto olímpico, mas sem qualquer consequência. Melhor seria afirmar que o País-Potência sem complexo de vira-latas, como querem os Kumpanhêru, se insere na luta contra o racismo.

  24. Bem, racismo não deveria existir em uma sociedade onde a grande maioria da população tem sangue indígena ou africano. Entretanto, dado que os cleptocatras possuem a ilusão de que são caucasianos sangue puro, para se manter no poder eles estabeleceram regras sutis para discriminar aqueles que são fenotipicamente minoritários.

  25. Eita festa. Foi uma briga de humanos, como qualquer outra. Nesse tipo de briga já teve morte de branco, negro, amarelo, verde, azul etc etc. Agora, se ficar comprovado que a briga foi por ele ser negro, aí sim esses comentários terão sentido. Por hora , tá todo mundo tentando adivinhar as causas.

    1. Excelente comentário xará, o que existe aqui é impunidade, e a justiça liberando bandido para sair da prisão, isso sim é racismo para quem não tem dinheiro para pagar esses bandidos da justiça. Quem paga fica solto...

    2. Fiz referência à várias cores porque tem comentários citando pessoa “de cor” ahahah. Como não conheço pessoa “sem cor”, enumerei várias cores para contemplar todas as tendências.

  26. Carrefour deveria ter vergonha de sua política de segurança violenta. Já mataram um cachorro à pauladas em Osasco! Boicote já!

  27. O ponto é: o João Beto foi assassinado por causa da cor de sua pele? Minha modesta opinião é de que essa laia de vagabundos covardes que o assassinaram mata qualquer coisa que se mova, independentemente da cor da pele.

  28. Lógico q a morte do cidadão não foi motivada por racismo! Querem mesmo importar o “Vidas Negras Importam” pro Brasil! Pensam q funcionou nos EUA, e querem usar essa lorota por aqui! Tragédias parecidas acontecem no Brasil todos os dias, mas a motivação não é racismo! Só na cabeça da esquerda caviar!

    1. Pelo que entendi os comentários são sobre a fala do vice presidente, que no Brasil não existe racismo. E como eu, outros acham que o Brasil é um país racista. Se essa é uma pauta da esquerda ou direita. Para mim é uma questão humana. E sendo uma questão humana, deveria ser pauta da esquerda, da direita e de qualquer outro espectro político.

    2. Cala essa boca Paulo, tenha decência de ficar quieto. Racismo não é questão de esquerda ou direita, é questão da imbecilidade de alguém não respeitar o outro apenas pela cor da sua pele. Só falta o Mourão vir com suas idiotices e dizer que não houve escravidão no Brasil, o que, na certa, terá apoio de descerebrados.

    3. Se a pessoa fosse branca e bem vestida, não ocorreria tal fato.

    1. Voce queria que aqui fosse feito como lá ? Até o racismo de lá é melhor que o nosso? Deveríamos copiar até isso? Pobre povo brasileiro sem identidade !

    2. Sim, vc tem razão! Nos Estados Unidos o racismo é declarado, pois a liberdade de expressão prevalece. Aqui no Brasil temos leis quê coibem esse tipo de expressão, então não sabemos de fato a extensão do racismo Brasil, mas é evidente que ele existe, sob várias formas e aspectos.

    3. verdade! Se uma pessoa de cor negra entra num shopping de luxo, os seguranças, começam a seguir discretamente. Aconteceu isso no fashion mall, nos tempos que tinham muitas grifes famosas, hoje popularizou e vem sendo frequentado por alguns moradores da Rocinha, e eles devem estar adorando.

  29. pense numa decepção em forma de você presidente .no governo só tem um negro.que e mais racista que que mil americanos .e ele e o inútil do presidente silentes.

    1. A vítima antes do espancamento fez ameaças de bater na funcionária/caixa do mercado, nesse momento é que os seguranças são chamados. Por conta disso uma ameaça terminou numa tragédia.

Mais notícias
Assine
TOPO