Adriano Machado/Crusoé

A troca de farpas entre Ibaneis e Ronaldo Caiado

24.02.21 15:15

Os governadores do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (foto), e de Goiás, Ronaldo Caiado, protagonizaram um embate público quanto à responsabilidade pelo atendimento de pacientes diagnosticados com Covid-19 em meio ao recrudescimento de casos e internações. 

A troca de farpas começou quando, em entrevista ao portal Metrópoles, Ibaneis acusou o governo goiano de “negligenciar” os pacientes e ameaçou fechar a divisa com o estado vizinho. De acordo com o emedebista, 25% das internações em unidades de terapia intensiva da rede pública brasiliense são de pacientes do Entorno, como é chamado o cinturão de municípios goianos que cerca o DF.

Caiado usou as redes sociais para respondê-lo. No Twitter, o governador de Goiás afirmou que as declarações de Ibaneis causam “repúdio” e “nojo”, além de refletirem “uma pequenez que rima com o seu próprio nome”. 

A atitude evidencia a sua falta de empatia, além de um grande egoísmo e desrespeito pela vida. Como governador, nunca fiz contas de quantas pessoas já atendi nem o seu local de origem. Defendo a vida, acima de tudo”, escreveu.

Em entrevista à rádio CBN, Caiado voltou a comentar o assunto e disse que não iria se “rebaixar” ao nível de Ibaneis. “Eu não levo em consideração um pronunciamento tão rasteiro como aquele e tenho certeza que nem a população do Distrito Federal gostou de ouvir aquilo”. Disse ainda que Ibaneis deveria explicar denúncias publicadas em reportagem de Crusoé. “Sou um homem que não tem que explicar denúncias de revistas, há poucos dias lançadas aí pela Crusoé“, afirmou.

A tréplica ocorreu em uma coletiva, no Palácio do Buriti. Ibaneis afirmou que “queria que a resposta dele (Caiado) viesse em trabalho”. “Tem um ano que nós estamos nesta pandemia e ele não conseguiu terminar o Hospital de Águas Lindas (cidade goiana próxima a Brasília). Ele se mostra um governador incompetente na área da Saúde com a população de Goiás.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Felipe Moura Brasil, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Esse “toma que o filho é teu” é a cara dos políticos brasileiros! Como não fazem nada para melhorar a vida da população e usam as verbas em proveito próprio, ficam nessa ladainha jogando pra plateia, tentando justificar o injustificável! Nojo dessa corja!

  2. Os matogrossenses que moram na divisa entre MT e GO preferem o SUS de GO. Já os goianos que moram perto do DF, preferem o DF.

  3. Briguem entre si! Não temos liderança mesmo! Entreguem os podres um do outro e do pé junto! Quem sabe a nossa limpeza não vai ser por aí?

  4. Estas brigas de comadre seriam divertidas, se não fossem trágicas. Esses dois palhaços não estão nem aí com a população dos seus respectivos estados. Só faltava chegarmos ao cúmulo de um estado fechar as fronteiras com o outro, deixando pessoas morrerem por isso. Que falta faz uma coordenação central bem feita.

    1. Sim e não. Os Estados têm suas próprias verbas para a saúde. Com o aumento de casos e internações, hospitais lotados e à beira do colapso, cada governador deveria cuidar dos pacientes de seu próprio estado. É muito cômodo empurrar para o vizinho uma responsabilidade que é sua!

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO