Adriano Machado/CrusoéRenan no plenário do Senado: quase duas dezenas de investigações e nenhuma condenação

Renan, o liso

O notório Renan Calheiros tem conseguido a proeza de se livrar de todas as investigações de que é alvo. Ele é mesmo inocente? Ou é um ás da corrupção, que não deixa rastros de seus crimes? Nesta reportagem, Crusoé também revela as últimas suspeitas da Lava Jato que envolvem o senador alagoano, uma dos mais resistentes exemplares da velha política
10.01.20

No auge da Lava Jato, em 2016, o então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, conversava com dois interlocutores em um restaurante na Asa Sul, em Brasília. Um dos assuntos do bate-papo regado a vinho eram as dificuldades enfrentadas pelos procuradores durante as investigações relacionadas a um conhecido político. Intrigava o então nome forte da operação na capital federal a intrínseca capacidade do alvo de escapar da Justiça. “Nós chegamos aqui, onde aparenta ter algo dele”, gesticulava Janot com as mãos. “E ele vaza pra lá. Vamos até lá e ele já não está”, explicava o procurador em seu esforço para ilustrar os percalços enfrentados pela PGR na hora de encontrar provas concretas que pudessem fundamentar, por exemplo, um pedido de prisão ou busca contra o parlamentar. Janot referia-se ao notório Renan Calheiros, senador pelo MDB de Alagoas.

Pela estupenda habilidade de “vazar” entre as garras da Justiça, para usar o verbo empregado pelo ex-procurador-geral, Renan parece encarnar a versão nacional de Frank Abagnale Jr, fonte de inspiração do filme “Prenda-me se for capaz”. Alvo de 25 investigações nos últimos anos, o senador segue invicto: não foi condenado em nenhuma. Dos 19 inquéritos instaurados contra ele, onze já foram mandados para o arquivo ou tiveram as denúncias rejeitadas por falta de provas. Somente em dezembro do ano passado, ou seja, mais de cinco anos depois do início da maior investigação contra a corrupção já realizada no Brasil, o alagoano virou réu pela primeira vez na Lava Jato por lavagem de dinheiro e corrupção passiva. Mesmo assim, os valores envolvidos destoam dos números superlativos que notabilizaram a operação: segundo o MP, teria Renan recebido 150 mil reais em setembro de 2010, por meio de uma doação a um aliado do diretório estadual do MDB de Tocantins.

A fama de “ás da corrupção bem-sucedido”, no entanto, pode estar com os dias contados. Segundo procuradores ouvidos por Crusoé, das oito investigações em andamento, duas têm potencial para tirar Renan da zona de conforto em que se encontra. Uma delas é o inquérito aberto para apurar o pagamento de propina da Braskem, empresa do Grupo Odebrecht, a parlamentares que ajudaram na aprovação de um projeto de resolução pelo Senado que estipulava novas regras para a concessão de benefícios fiscais estaduais em operações de importação. Renan nem era investigado nesse caso, mas seu nome foi incluído após a Lava Jato encontrar nos sistemas do departamento de propina da empreiteira registros sobre a entrega de 1 milhão de reais para o codinome “Justiça” – segundo os delatores, era o apelido do senador.

Pelos registros em poder dos procuradores, aos quais Crusoé teve acesso, o pagamento teria sido realizado em 31 de maio de 2012 em um endereço no bairro da Mooca, em São Paulo. Os valores teriam como intermediários o motorista Fabio Brito Matos, o doleiro Adolpho Mello e o lobista Milton Lyra. Matos é motorista de Lyra, apontado como principal operador de Renan e de outros senadores do MDB. Adolpho Mello, por sua vez, é considerado pelos delatores da Odebrecht um preposto de Marco Matalon, conhecido dos investigadores como um dos maiores doleiros de São Paulo. Matalon já foi alvo da Operação Satiagraha e preso em maio de 2018 na Operação ‘Câmbio, desligo’, da Lava Jato do Rio, por atuar em sintonia fina com o “doleiro dos doleiros”, Dario Messer. Subordinado a ele, Adolpho Mello agia por meio de um banco pouco conhecido, o Trendbank, e já foi denunciado por desvio nos fundos de pensão, outro setor de atuação do MDB de Renan.

A nova suspeita sobre o “Justiça”: propina em troca de uma decisão do Senado sobre incentivos fiscais

Em uma busca e apreensão realizada pela PF, foram encontrados documentos em poder de Mello sobre uma offshore mantida no exterior, a Brasco Holding. Os investigadores agora tentam seguir essa trilha para descobrir qual a relação de Renan com essas figuras. A suspeita é que a operação por meio da Brasco tenha servido para pagar propina ao grupo dele. O inquérito está, neste momento, na PGR, que deve se manifestar em breve se serão necessárias mais diligências, se denuncia os investigados ou arquiva o caso a partir das informações colhidas até o momento.

A outra investigação com possibilidade de se desdobrar em mais uma denúncia contra o senador de Alagoas tem por base a delação de Sérgio Machado e de executivos da JBS. O inquérito apura o repasse de 40 milhões de reais da empresa dos irmãos Joesley e Wesley Batista a Renan e aliados em troca do apoio à reeleição da Dilma Rousseff, em 2014. O senador teria ficado com 8 milhões de reais desse total. Além de alcançar um suposto intermediário de Renan — um motorista de seu filho, Renan Filho, atual governador de Alagoas –, os investigadores mapearam notas fiscais supostamente emitidas para serviços prestados ao senador. Uma delas refere-se a uma pesquisa do Ibope. Uma diretora da empresa chegou a admitir que o próprio Renan a avisou de que parte dos pagamentos viria da JBS. A investigação continua na PF e é mantida sob sigilo.

Se os investigadores finalmente conseguirem apanhar o senador, será uma grande reviravolta para quem vem desfrutando uma vida de benesses e facilidades, sempre à sombra do poder. Raposa felpuda da política nacional, Renan acostumou-se ao aconchego da impunidade. Deputado estadual e federal, nas décadas de 1980 e 1990, aliado do então presidente Fernando Collor, com quem rompeu na sequência, ministro da Justiça de Fernando Henrique Cardoso, senador há vários mandatos com forte influência nos governos de Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, quando foi presidente do Senado, Renan é um dos políticos mais influentes do país. Símbolo do que se convencionou chamar atualmente de “velha política”, o emedebista ainda preserva o domínio quase que absoluto sobre seu estado natal, onde o primogênito é governador. Além de poder, o senador acumulou ao longo desse período uma série de acusações de envolvimento em casos de corrupção e desvios de dinheiro público. Crusoé se debruçou sobre todas as investigações, processos e menções a Renan em supostas irregularidades para entender como inacreditavelmente o político chegou a 2020 sem nunca ter sido condenado pela Justiça.

A análise minuciosa dos processos mostra que são vários os fatores que contribuíram para que ele atravessasse ileso tantas suspeitas. Como, por exemplo, a existência de falhas nas próprias investigações – a dúvida que resta, e que é praticamente impossível de ser sanada, é se foram propositais ou não. O rumoroso episódio em que o senador foi acusado pela jornalista Mônica Veloso de se valer de um lobista para pagar pensão a uma filha, fruto de um relacionamento extraconjugal, escancara como apurações mal feitas ajudaram o político. Em 2007, a jornalista assumiu que suas contas e as da filha que ela tivera com Renan eram pagas por Cláudio Gontijo, lobista da empreiteira Mendes Júnior. O caso fez Renan renunciar à presidência do Senado. O inquérito aberto pela Procuradoria-Geral da República se arrastou por seis anos, até que, em 2013, Roberto Gurgel o denunciou às pressas, em meio a mais uma disputa para a presidência do Senado. A acusação capenga resultou, em setembro de 2018, na absolvição de Renan. A pergunta que fica é: por que, mesmo com uma testemunha assumindo publicamente os recebimentos, indicando os gastos do lobista com o aluguel de sua casa e dando detalhes sobre valores, não foi possível chegar a uma condenação? Quem acompanhou de perto o processo diz que medidas básicas foram deixadas de lado no processo formal de investigação.

A Polícia Federal encontrou no endereço de um doleiro evidências de pagamento por meio de uma empresa offshore

Renan regressou leve e faceiro à cena política em 2013, quando, reeleito, disputou e ganhou a presidência do Senado mais uma vez. No ano seguinte, porém, começaram a pipocar citações ao seu nome na Lava Jato. Foi então que 19 investigações foram abertas contra ele com base em acordos de delação de lobistas, da Odebrecht, JBS e de ex-aliados, como Sérgio Machado, o ex-presidente da Transpetro. As suspeitas tinham amplo espectro. Iam desde o recebimento de propina para aprovação de medidas legislativas e uso de caixa dois de campanha até tentativas de obstrução de Justiça. Coincidência ou não, os onze casos arquivados guardavam algo em comum: o principal motivo para não irem adiante foi a deficiência dos acordos de colaboração que embasaram a abertura dos inquéritos.

Outra hipótese mais do que plausível é o fato de Renan ter sempre transitado com desenvoltura pelos principais gabinetes do Judiciário, o que lhe teria conferido uma blindagem de fazer inveja a outros políticos experimentados. Há quem diga também que, acostumado a se esgueirar pelo submundo nada republicano do poder, Renan aprendeu a não deixar digitais nas operações em que atua. A famosa conversa gravada por Sérgio Machado, na qual Renan é um dos protagonistas, é emblemática de como ele seria vacinado contra investigações. Embora tenha resultado em um pedido de prisão contra ele, negado pelo STF, o diálogo não serviu para que fossem produzidas provas. “Ele é o mais safo de todos”, resume um delegado. Outra evidência da dificuldade são os inquéritos com base no acordo da Odebrecht. Todos os pagamentos delatados pelos ex-executivos da empreiteira não foram efetuados diretamente para o senador. Sempre há intermediários ou os valores são destinados a diretórios partidários.

O advogado de Renan Calheiros, Luis Henrique Machado, disse a Crusoé que seu cliente tem tido sua vida “pessoal e profissional vasculhada” pelo Ministério Público desde 2007. Ele festeja o fato de não terem sido encontradas “contas no exterior, nem offshores, muito menos transferências suspeitas”. Afirma o advogado: “A estratégia é deixá-lo sangrando, utilizando o processo penal ou para eliminá-lo da vida política desgastando a sua imagem perante o eleitorado, ou tentando buscar a condenação pelo conjunto de investigações até minar sua idoneidade e reputação perante os tribunais.” Renan não quis se manifestar. Somente ao final dos nove inquéritos ainda em andamento será possível dizer se, realmente, o senador obterá um atestado de idoneidade da Justiça.

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. O grande problema são os ignorantes do Estado de Alagoas que elegem este corrupto sucessivamente e ele não perde o Foro Privilegiado .

  2. Conversa. Não pegam pq não querem ! Lembram das "vacas da multiplicação milagrosa" da fazenda dele ? Qualquer peão analfabeto sabe que aquilo não existe ! E a evolução patrimonial dele, A RF já se interessou em avaliar ? Fim da reeleição e do foro privilegiado com voto distrital !!!! Isto seria o fim das "dinastias" políticas

    1. Não é inteligência do Renan, é negligência proposital visando a absolvição do safado.

  3. Exemplo do mais genuíno motivo de atraso e miséria brasileiros. Esses camaradas nada têm de geniais, simplesmente prosperam onde a ignorância impera. Lixo!!

  4. O caso da Mônica foi ridículo. Ele apresentou nota fiscal de venda de boi a um açougue cujo dono disse nunca ter feito uma operação daquele tamanho. So não o pegam porque não querem.

  5. Lembrem-se das poderosas Malas que usava e gravava mesmo do lado de fora tudo que acontecia onde quisesse ---STF, e afins STJ, não duvido até de presidentes ,vices e etc.. Como explicar tanto enriquecimento? ah,tá.."Essa é a história que Não Tem Explicação"..

  6. É o protótipo do malandro brasileiro,consegue ludibriar a justiça,inclusive sendo blindado pela mesma. As opções mais prováveis, de não conseguirem trancafiá-lo,é o domínio que ele tem de alguns ministros do STF ou alguém, muito influente da esquerdálha, ser seu "costa larga". Deixasse por conta do nosso Elliot Ness,esse pilântra já estaria preso,viva MORO.

  7. Isso sem falar que ele declarou no plenário do Senado , que ele havia interferido no STF para não prenderem a Gelisi e o PB., o que demonstra ter o STF nas mãos.

  8. No nosso universo judiciário existem tantos "atalhos", para não dizer outra bobagem, que um ricaço contrata os mais bem remunerados advogados deste planeta e continua impune. A impunidade é tanta que todos estes advogados não tem as contas vasculhadas pelo fisco. É mole !?

  9. Este senhor ainda não foi preso por incompetência do judiciário. Qualquer Zé Mané deste Brasil sabe de que peça ele é formado. Só não vê quem não quer.

  10. Já pedi para suspender minha assinatura, que tem mais de um ano. Não tem nenhum motivo para que os senhores ME OBRIGUEM, já que nunca mais entrei no site por ser meu direito não ler sua revista pois tem comportamento político que não concordo. Quero Sair!

  11. Esse sujeito é o corrupto mais cínico da política do país . O nefasto Renan Calheiros é uma ratazana de pedigree, com certeza está bem protegido pela banda podre do STF !

  12. Falam que vários ministros e desembargadores federais foram indicados pela influência deste senhor além da autoria da ideia da Lei da Bengala que conferiu mais 5 anos de sobrevida aos ministros do STF e todos mais... Que coisa, não é?

  13. Nunca devemos esquecer que muito antes de Renan, já houveram outros mil. O que falta em nosso Brasil é a pena de banição do serviço público a qualquer servidor eleito, ou não que venha a ser apontado como suspeito de corrupção. Em casos onde haja comprovação de crimes capitais o Brasil deveria ter em sua Constituição a previsão da pena de morte, pois todos nós Brasileiros de bem já estamos condenados à morte todos os dias ao sair de casa para trabalhar. Democracia? O que é isso? Eu não sei.

    1. Depois que essa BANDIDAGEM criou o "estado democrático de direito" a CORRUPÇÃO foi institucionalizada, à partir do STF. São execrados a todo tempo, por toda a sociedade, e sequer cogitam uma renúncia coletiva, pra preservar a honra própria, q acabamos concluindo ñ terem.

  14. Como pode...? O cara Renance das Cinzas !!! Issis é coisa de ....brasil. Existe uma grande diferença de político sem qualquer pudor que gostam de nunca mostrar a cara e o Luciano Bivar : O Bivar Mostra !

  15. E esse judiciário ñ sofre nada com esta unanimidade? Quem o acobertaria se o povo unanimemente entender que chegou a hora de uma demonstração de repúdio, definitiva, abraçando o prédio do STF, e pedindo ao GDF que alugue as instalações? Da maneira como é composto, de indicados por BANDIDOS já julgados, ñ interessa ao país. Melhor não existir

  16. Não é que é liso, ou esperto é que ele tem muita gente do judiciário no bolso e na memória! É um grande arquivo ambulante! É uma biópsia do imenso tumor maligno brasileiro chamado CORRUPÇÃO!

  17. Fácil de explicar... entrada e saída de gabinetes do alto escalão da justiça, votação de conchavo para exercer vários cargos, etc. Falta apenas educação e memória nos brasileiros, espero que estejamos criando um nova história do Brasil, pós Lava Jato!

  18. Me diz com quem anda que te direi quem és. O CARA SÓ ANDOU , COMEU E VIVEU COM COBRA CRIADA. OU O INOCENTA OU ELE ENTREGA TODOS. PAIS DE FAZ DE CONTA.

  19. Na medida que seu filho foi eleito com expressiva quantidade de votos, é lídimo supor que os alagoanos, na mesma proporção que elegeram o pai e o filho, vêem a corrupção como algo inerente ao alagoano. Que vergonha. Gosto muito do nordeste, sou filho de pernambucano, minhas férias enquanto era assalariado, sempre fui para lá, só Maceió 3x, mas não posso me calar em ver o povo realmente apoiar esse naipe de políticos, um deles até criminoso condenado.

  20. É que ele como Presidente do Senado , colocou o Dantas no TCU , o Bandeira de MELLO no CNJ e quem mais não lembramos ou não sabemos , é a Justiça e postos chaves ocupados .

  21. Declarou, certa vez, um pomposo politólogo de araque que a democracia se faz com políticos. Ah! A cleptocracia, também. Lincoln nos ajudou a definir democracia, levando em conta seu contexto moderno. Mas, como conceituar cleptocracia? Segundo a prof. Filomela Klorotes, especialista em corrupção política de cunho sistêmico, cleptocracia é o governo aparelhado por ladrões com o propósito exclusivo de enricar a quadrilha, seus padrinhos/afilhados, beleguins, esbirros e capangas. Anotem, por favor.

  22. Gente, o símbolo da justiça fala por si só! Cega! Ou melhor, enxerga o que quer e, via de regra seus olhos, se eventualmente abertos, não olham para os poderosos.

  23. Os políticos em exercício de mandatos federais não são presos por que o STF os protege. A harmonia entre os poderes é total, do tipo não mexe comigo que eu te deixo em paz.

  24. A matéria deixa claro como a “justiça”do país funciona, como sempre favorecendo os que usam colarinho branco, como políticos, autoridades do judiciário, narcos e traficantes, ou seja, quem tem grana. Isso tão cedo será mudado. A reportagem só aumenta nossa revolta e nada mais.

  25. E o estado de Alagoas conta com hospitais com filas kilométricas , onde pessoas morrem sem atendimento , e a maioria dos políticos tem como padrinho Renan ou Collor e poucos não são investigados , parece o maior curral eleitoral do país , e se consegue manipular a maioria do povo com os principais meios de comunicação nas mãos deles , parece que a mídia social não emplacou por lá.

  26. Não se pode esquecer também daquelas maletas de escuta que foram confiscadas no Senado quando Renan o presidia. Nunca se esclareceu o episódio. Resta imaginar os segredos "cabulosos" que poderiam conter.

  27. Outra coisa que impressiona nesta figura nefasta é seu curral eleitoral, ele se elege quando quizer onde quizer, e não me venham por a culpa nas urnas eletrônicas por que isto me dá nojo, quem afirma isto não conhece nada do funcionamento eleitoral no interior do Brasil, é isto sim a falta de seriedade e a irresponsabilidade como o o voto é tratado.

  28. Esse larápio nada tem de "ás da corrupção bem-sucedido". O que ele tem é uma super proteção dos STs e TJs do Brasil. Há pouco tempo, vi Celso de Melo dar um cavalo-de-pau numa decisão, a seu favor, que me deixou enojado da nossa Justiça.

    1. Que canseira que dá limpar a sujeira que a esquerda deixou no Brasil!,,,Os velhos oligarcas, os coronéis, o psdb mancomunado com o pé....ARRE!!! Nem a morte deles limpará o país pq eles deixam descendentes endemoniados e preparados!!

  29. A estabilidade e o corporativismo do serviço público estimulam a desídia. Qualquer advogado ou procurador de uma empresa privada seria sumariamente demitido e processado por incompetência. Foram vários PGRs que estavam mais preocupados em bajular e lamber as bolas dos poderosos. E pelo visto o atual segue pela mesma trilha. É a falta de ética no poder: desembargadores, ministros e outras autoridades se envolvem numa promiscuidade inadmissível em qualquer sociedade decente.

  30. O crime até aqui compensou e o envolvimento em propina desde o menor funcionário público ao mais alto escalão de governo, foram educados aprendendo que o bem público não é do contribuinte e do governo. Isso tem feito com que nossa responsabilidade beire ao zero de engajamento, para cuidar do que sai do nosso bolso. A privatização de uma série destes órgãos é um belo caminho inicial para enfraquecer a presença destes bandidos e aproveitadores. Ainda espero que estas punições aconteçam.

  31. A reportagem esqueceu de mencionar as malas de espionagem que estão sob poder do STF. Malas de espionagem quando Renan foi presidente do Senado. Sabe-se lá quantos dossiês Renan possui contra políticos, ministros STF, juízes e outros. Pode ser que não tenha nada, mas quem tem c* tem medo. E em Brasília tem muita gente com culpa no cartório.

  32. Renam sabe muito dos membros do stf, por isso nunca será julgado e muito menos preso. Se isso ocorresse a metadecdo stf iria para o lixo. O unico ministro do stf que teve coragem de peita-lo foi a ministra Carmem Lucia.

  33. Com o nome de justiça que ele era conhecido não será difícil se livrar da roubalheira. Mostra o desdém pela Justiça. Vergonha!

  34. Esse Renan já deveria estar preso antes do Eduardo Cunha, mas como é aliado do PT e na época mais ainda da Dilma e é aconchavado com o STF , continua soltíssimo! Está é a nossa justiça !!

  35. O meu desejo é que esse tal de Renan tenha o mesmo fim do outro famoso tranqueira, o Maluf. Ou seja, no final da vida a doença vá comendo solto e o cara vá desmanchando aos poucos. E a moral vá pro ralo! O dinheiro? Bem, vai ficar pros outros espertos da família queimarem. Um grande tolo!

  36. Democracia é tudo que um povo civilizado merece. O que não se pode permitir é a libertinagem em seus poderes constituídos, arregimentados por ocupantes, assim considerados funcionários do povo, porque quem paga é quem manda. Mas na realidade, em países como o Brasil é tudo ao contrário. Aqui, vergonhosamente, quem manda e diz o que fazer, são os políticos ou politiqueiros. Fazem do nosso dinheiro, o que bem entendem. Estabelecem o valor de seus salários e aumentam quando desejam. Roubam de tudo.

  37. HÁ quase um ano assinei a revista CRUSOÉ. Tenho lido com gosto toda semana. Estão muito boas as reportagens e artigos. Mas uma coisa me tem irritado toda semana. A CAPA que colocam. Tenho o desprazer de ver por todo lado, no site da revista a figura sorridente de um CORRUPTO. Tive a infelicidade de olhar a cara risonha do Lula, do filho dele e, hoje, ao abrir. DESGRAÇA pura, a peste do Renan Calheiros sorridente. Está rindo de mim? A CRUSOÉ QUER DAR UMA BOA IMAGEM desses cretinos?

  38. Acabei de receber notícias da Crusoé que estaria eu com acesso às notícias e isso não está acontecendo, favor verificar o que houve,Obrigado.

  39. Excelente reportagem sobre um facínora. Pena que é interrompida abruptamente e fica com início, meio e sem fim. E o bandido, juntamente com Collor e outros das Alagoas, continuam e terminarão seus dias milionários, e livres, leves e soltos, enquanto houver essa excrescência do trânsito em julgado.

  40. O maior trunfo para evitar processos, é o fato de o gangster possuir dossiês que colocariam de joelhos vários ministros do STF.

  41. Brasília fede, porque o dinheiro fede. Renan fede! A PGR fede! O STF fede! Caíram e não aprodreceram! Os ratos ainda habitam o navio.

    1. Brasília com seus políticos de estimação revela o submundo da corrupção e infelizmente está cheio de renans

  42. Não deixa rastros? Piada, né? Foi mais do que notório a relação com a jornalista. Tá na cara que ele compras os juízes ou que tenha "segredos" de muitos quadrilheiros. É um verdadeiro "ARQUIVÃO"

    1. Exatamente. A raposa felpuda tem os rabos legislativos e judiciários em suas mãos (ou melhor, garras)

    1. Pesquisem kem foram os policiais, promotores, juízes, desembargadores, ministros stj e stf e vejam se a “figurinha” repetida nesta saroba. Desde a era collor o referido político já vinha aparelhando os cargos em sua própria defesa. Qto tempo ele está no congresso ? Qtos afilhados ele tem lá ? Com ele não tem rachid (roubo e deixo as migalhas aos asseclas) pois ele não ker pouco e nem ser o Rei, ker ser o dono do Rei.

  43. Liso?inocente?especialista em falcatruas que a justiça não encontra? Nos poupe de alunas hiresias de"jornalismo".Apenas é membro da ORGRIM onde parte do judiciário do alto escalão faz parte e por função não pode condenar companheiros. Muito simples meu caro.

  44. Renan faz parte do grupo fechado dos "W.ARE.U". FHC, Armínio Fraga, Sarney. Dos pagés, não dos caciques. Dos "alquimistas que não visam o dinheiro", mas poder". Disto poucos entendem. Se pegarem será desligado da confraria. Ficará no limbo com direito a "suicídio". Como Sêneca em Roma.

  45. Por que? O Renan foi poupado entre 14 a 18 por ter sido constragido a não obstruir a transição entre os govs Dilma e o atual....

  46. Por que? O Renan foi "poupado" entre 14 e18 por ter sido constrangido a "não obstruir" a transição entre os govs. Dilma e o atual...

  47. O motivo de Renan não estar preso é devido a legislação frouxa e muita gente corrupta em nosso judiciário, acobertando as falcatruas de nosso (coronel) das alagoas.

  48. Esta figura, Renan Calheiros, representa o mal do país, mas de um coisa podem estar certos, que chegará o momento dele prestar contas, não pela força da justiça que sempre colaborou para sua impunidade, mas pela frase de Lavoisier: "nada se cria...", lembram do Maluf?

  49. Fale mal e investigue um juiz, mas ñ se atreva ao escrutínio do Renan, pois seus tentáculos têm codinomes. Será HONESTO um cara que foi ministro da justiça do FHC ou Lula? Ah para.

  50. A minha esperança, é q esse VERME ASQUEROSO,sofra mto antes de partir para o lodo do INFERNO, onde o COISA RUIM, vai estar esperando de braços abertos.

    1. Eu soube que ele tem uma malas com gravações incluindo o pessoal do Judiciário que estão guardadas com o Judiciário, mas ele tem cópias! Por isto as investigações são mal feitas para que ele não seja preso, senão, leva o Judiciário junto com ele !😡😡😡😡😡😡😡😡😡

  51. Este é um dos maiores RATOS do Congresso ! Se for preso e fazer a delação premiada, irá levar muitos outros RATOS junto. Inclusive do STF !!

  52. Os eleitores alagoanos que mandaram esse gangster para representá-los no Senado, precisam criar vergonha na cara. Simples assim.

    1. Ele tem o judiciário.nas mãos tem o STF e grande parte dos Senadores colegas de bancada, com tudo isso alguém acredita que este traste vai preso? mais fácil o mundo acabar.

    2. É isto mesmo ! Ele tem gravações que incluem membros do Judiciário !😡😡😡😡😡😡😡😡😡😡

    3. Com certeza, esse Verme, sabe mto,sobre mtos,inclusive parte dos VERMES do STFed.

  53. É um ás da corrupção que é muito amigo daqueles que poderiam investigar, julgar e condenar. Junto com ele tem mais alguns como Lobão, Jader, Romero Jucá, etc...etc...

  54. Profissional não deixa rastros. Diplomado e doutorado em malandragem. Desde mil novecentos e bolinha agindo nas sombras e sempre impune. É de tirar o chapéu sua competência como malandro oficial ( como diz a canção de Chico ). " 🎶 Chama o ladrão, chama o ladrão..."

    1. Essa conta que ele contraiu aqui tem que pagar AQUI .

  55. A Receita Federal sabe mais sobre Renan do que se imagina. Se ela quisesse, poderia atuar muito no rastreamemto dele e de seus comparsas, inclusive junto aos bancos, auxiliando os procuradores. Ou alguem imagina que Renan só declara um quarto e sala em seu patrimônio?

  56. O Senador Renan tem escapado de tudo porque ele é "amigo" dos "deuses" da justiça, daqueles mesmo que andam soltando bandidos por aí!!!

  57. Isso é para entendermos que a luta contra a corrupção é árdua e exige comprometimento. Daí a importância de exceções como Moro, Bretas, Valisney e Deltan, que o juiz de garantias e o Aras querem inviabilizar.

    1. A corrupção tem sido combatida com vigor por esses homens de valor. A Lava-Jato segue em frente!

  58. Aqueles que, além de inteligentes e precavidos, conseguem se alinhar as altas cortes de justiça no país, fazendo favores e obtendo concessões. Bem como se alinha aos mais corruptos e manipuladores do congresso. A impunidade é quase que totalmente garantida. Exemplo são as ações dos últimos dois anos, como a inserção da justiça eleitoral nos julgamentos, fim da prisão em segunda instancia, juiz de garantias, dentre outros crimes que o congresso vem cometendo contra a nação. Renan é exemplo do mal

  59. Essa nova geração de policiais federais e procuradores dos Ministérios Públicos, além de juízes corajosos e idealistas como Moro, formam um time de servidores públicos que mudaram o paradigma da justiça no BR. Mas, ainda há uma velha e viciada geração de “autoridades nos Poderes e de empresários” , que agem em conluio para protegerem-se nos processos criminais, pois não podem apagar as evidências dos “mal feitos” do passado na desgastada social democracia. LavaJato neles! E nada de reelegê-los.

  60. Comenta-se por ai que a impunidade de Renan é garantida por um belíssimo arquivo que ele conseguiu construir ao longo do tempo.

    1. A melhor manchete que está para ser escrita, após a delação premiada ‘O dossiê de Renan’- eu acredito na Lava Jato...

  61. Esse Renan nunca vai ser preso, ele ajudou a escolher todos os ministros do STF e pelo menos seis Ele controla. Seria preciso mudar a maneira de escolher os Ministros do STF.

    1. É aí que ele se segura! Tem malas com gravações envolvendo juizes do Supremo !😡😡😡😡😡😡😡😡😡😡

  62. É o político que melhor representa o que tem sido esse nosso Brasil. Por isso não evoluímos. O cara compra todos, sempre sem “NF”.

  63. Figura desprezível Renan ainda dá peitada em quem ousa enfrentá-lo no Senado Federal. Conta sempre com a ajuda de aliados envolvidos em alguma irregularidade. Passou por diversos governos e conhece como ninguém o lado negro da sombra. Em resumo: se você tem companheiros como Lewan, Gilmar, Tofinho, Alcalheiros e outros, não podemos esperar mudança urgente na punição dos corruptos.

  64. Realmente a raposa tem a chave do outeiro. Nem posso chamar de galinheiro, pois o puleiro é mais limpo que a vida desta gente. Triste é ver um povinho imundo e sujo igual, votando nestas pragas.

    1. Estes são os nossos Karmas incluindo agora também o Alcolumbre que ficou no lugar do Renan, mas deve ser aluno dele!😡😡😡😡😡😡😡

    2. Enquanto tivermos Gilmar, Tóffoli, Lewandovsky, Maia e Alcolumbre, nada mudará de fato na justiça brasileira

  65. Uma AUDITORIA EXTERNA do judiciário brasileiro deveria ser requerida por alguns proeminentes como Barroso, Carmen Lúcia, até para se resguardarem e marcarem belos capítulos em suas histórias pessoais. Não dá pra entender um cara ser honesto e ser filiado à esse MDB de Renan de Juca, de Jader Barbalho, de TEMER. Me lembro da decisão altruistica de Itamar Franco ao se filiar do MDB. Eu ñ me sentiria bem entrando no diretório do meu partido e encontrando-me com FHC, Aécio, Lula p exemplo.

  66. Renan faz parte de uma engrenagem bem azeitada que perpassa os 3 Poderes. Se não tem conexões seguras com o atual chefe do Poder Executivo, já as teve com todos os últimos governos desde o fim da era militar, além de se relacionar muito bem com eminências do Poder Judiciário. Portanto, sempre haverá alguém para livrar a cara de Renan...

    1. Senhores, uma justiça que não consegue condenar uma pessoa como Renan, repleto de tantas provas e uma vida política cheia de conchavos com Deus e o Diabo, deixa claro que é uma justiça capenga, bem capenga. Tudo isso tem esclarece a luta de tantos contra a Lava Jato, mais especialmente contra Moro. O Brasil não tem solução sem a Lava Jato.

    2. Exatamente, se for pego aqui o STF soltará acolá!!!

    3. E ainda contam com a conivência dos eleitores babacas que continuam os reelegendo indefinidamente .

    4. Um grupo seleto de eminências pardas passam incólumes pelas mãos da justiça: Renan Calheiros, Aécio Neves, José Sarney, Nilton Cardoso, César Maia, ministros do STF, e etc.

Mais notícias
Assine
TOPO