Paula Giolito/FolhapressSilas Malafaia sobre a falibilidade de Jair Bolsonaro e o risco de o governo errar: "Não votamos em Deus"

O pastor da guerra ideológica

Um dos líderes religiosos mais próximos do presidente eleito, Silas Malafaia diz que o futuro governo deverá passar por problemas no início e, na esteira da ofensiva das igrejas contra o nome que estava prestes a ser nomeado ministro da Educação, defende que os evangélicos têm direito de participar mais ativamente das decisões de Brasília
23.11.18
Mais notícias
TOPO