Jefferson Rudy/Agência SenadoOmar Aziz e Renan Calheiros: as conveniências políticas tendem a deixar o presidente apenas sangrando

Pizza de vírus

A CPI da Covid já identificou as barbaridades cometidas pelo governo de Jair Bolsonaro durante a pandemia. Mas, afinal, será possível chegar ao impeachment do presidente?
04.06.21

Ao longo das últimas semanas, o país tem acompanhado de maneira atenta as sessões da CPI da Covid. Devido à grande audiência, ao posicionamento extremamente passional da militância nas redes sociais e aos barracos protagonizados durante os depoimentos, houve quem comparasse as transmissões da CPI com o Big Brother Brasil – as semelhanças ficaram ainda maiores quando o relator da comissão, Renan Calheiros, resolveu fazer perguntas que, segundo ele próprio, eram “sugeridas pelos internautas”. Em meio a esse clima, para muitos dos espectadores que acompanharam os depoimentos colhidos até agora, o presidente Jair Bolsonaro deveria ser apeado do poder por ter sido negligente e cometido inúmeras barbaridades durante a pandemia. Para além dos interrogatórios intermináveis, resta para o público uma dúvida: na prática, quais podem ser os resultados concretos da CPI? É possível que a investigação resulte no impeachment do presidente?

A cúpula da comissão já elenca como fatos que tiveram a participação direta ou indireta de Bolsonaro a desqualificação das medidas preventivas – como o uso de máscaras e o distanciamento social –, o estímulo ao uso indiscriminado de medicamentos ineficazes, a propagação da perigosa tese da imunidade de rebanho e as omissões que contribuíram para o colapso no fornecimento de oxigênio para hospitais do Amazonas. Por fim, os senadores identificam as digitais do presidente no boicote à compra de vacinas em tempo hábil.

Por mais que tenha fartas provas em mãos, uma CPI não tem poder punitivo. O que ela pode fazer é reunir elementos que contribuam para uma eventual responsabilização e, assim, indiciar aqueles que considerar culpados. Caso a comissão opte pelo indiciamento do presidente da República por ter cometido crimes comuns, o relatório final é enviado para a Procuradoria-Geral da República, que pode instaurar um inquérito para investigar o que julgar necessário ou acolher as conclusões de pronto e oferecer uma acusação formal perante o Supremo Tribunal Federal. No caso concreto, a decisão sobre apresentar ou não a denúncia formal caberia ao procurador-geral da República, Augusto Aras, cujo mandato vai até 23 de setembro – ele ainda pode ser reconduzido por Bolsonaro por mais um biênio.

Jefferson Rudy/Agência SenadoJefferson Rudy/Agência SenadoA infectologista Luana Araújo fala à comissão: senadores já têm evidências robustas de que há culpa de Bolsonaro na tragédia
O sonho do presidente é que a CPI acabe no começo de agosto e que Aras, de olho na sua recondução, enterre qualquer possibilidade de investigação sobre ele. Parlamentares da oposição, no entanto, já trabalham em favor da prorrogação dos trabalhos da comissão por 90 dias. Eles entendem que Aras, após já ter renovado o mandato, poderá adotar uma postura mais independente a fim de preservar a própria imagem. Sob o comando dele, a PGR tem atuado hoje de maneira bastante alinhada com o Planalto. O procurador-geral tem postergado manifestações sobre temas indigestos para o governo e arquivado casos com potencial de importunar o presidente. Nos bastidores, os integrantes da CPI tentam pressionar Aras para que ele dê andamento a um possível pedido de investigação sobre Bolsonaro. “É a chance de ele se redimir”, diz Randolfe Rodrigues, da Rede.

Na hipótese de a comissão concluir que Bolsonaro cometeu crimes de responsabilidade, abre-se a possibilidade de um procedimento que independe da PGR e do Poder Judiciário. O julgamento passa a ser eminentemente político. Caberá ao presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, avaliar se põe em votação a abertura de um processo de impeachment. Uma vez pautado, o processo precisa do aval de 342 deputados para ser instaurado.

Pelo que foi apurado até agora, Bolsonaro pode ser implicado tanto por crime comum como por crime de responsabilidade. Na esfera dos crimes comuns, a principal acusação é a de “infração a medida sanitária preventiva”, tipo previsto no Código Penal, com pena de um a doze meses de prisão e multa. Ao encampar a tese da imunidade de rebanho, que preconiza um alto número de infectados pela doença para criar resistência natural à Covid-19 pela população, o presidente pode ter cometido, ainda, outro crime definido pelo Código Penal: “Causar epidemia, mediante a propagação de germes patogênicos”. Nesse caso, as penas podem chegar a 30 anos, caso a ação seja dolosa e resulte em mortes – o país caminha a passos largos para alcançar a triste marca de meio milhão de mortes causadas pelo coronavírus.

Jefferson Rudy/Agência SenadoJefferson Rudy/Agência SenadoPazuello,que acaba de ser poupado pelo Exército por ter participado de ato com Bolsonaro, é visto como cúmplice do desastre brasileiro
O desafio dos senadores, neste momento, é amarrar o relatório final de modo a mostrar a vinculação direta entre as diretrizes e ações do presidente da República à propagação do vírus. É por isso que parlamentares da oposição tentam deixar claro que a opção pela imunidade de rebanho foi, na verdade, uma política pública do governo, elaborada pelo chamado “ministério paralelo” de Bolsonaro na Saúde. Segundo um senador da CPI, o depoimento na quarta-feira, 2, da infectologista Luana Araújo, dispensada do Ministério da Saúde depois de apenas dez dias de trabalho, foi importante para reforçar “que quem manda no ministério não é Marcelo Queiroga, mas o presidente Bolsonaro”.

Entre os integrantes da CPI, há os que defendem, ainda, que Bolsonaro e o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello sejam indiciados por crimes contra a vida. Para isso, a comissão ainda pretende ouvir pesquisadores e levantar estudos que estimem a quantidade de vidas que poderiam ter sido salvas não fossem as ações do presidente no sentido de jogar contra o isolamento social e a urgente aquisição de imunizantes, como ficou claro não só durante a oitiva do atual gerente-geral da Pfizer na América Latina, Carlos Murillo, como no depoimento do presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas. O impacto político dessa decisão contribuiria para enquadrar Bolsonaro, ao mesmo tempo, por crime de responsabilidade, invocando o artigo da Constituição que trata do direito dos brasileiros à saúde.

Na história do Parlamento, não faltam exemplos de CPIs que acabaram em pizza, como a do Trabalho Escravo, enterrada pela bancada ruralista em 2013, e a da Máfia do Futebol, em 2016, que não foi adiante graças ao lobby dos parlamentares que faziam tabelinha com a CBF. Em 2007, a comissão aberta para investigar o caos na aviação do país, após o acidente com um avião da Gol, também acabou sem o indiciamento de personagens ligados à aviação civil. Duas investigações parlamentares, no entanto, a CPI do caso PC Farias e a CPI da Petrobras, contribuíram de maneira decisiva para a deposição de dois presidentes: Fernando Collor e Dilma Rousseff.

“CPI’s já levaram ou ajudaram a levar a dois impeachments. O processo de impeachment de Fernando Collor começou com uma CPI, em maio de 1992. A situação de Dilma começou a se agravar com a CPI da Petrobras, instalada em 2014”, lembra a cientista política Argelina Cheibub Figueiredo, que publicou um estudo em que analisou todas as CPIs abertas pelo Congresso, antes e depois da redemocratização.

Reprodução/redes sociaisReprodução/redes sociaisFila para vacinação em Curitiba: demora do governo para comprar imunizantes é um dos principais elementos a pesar contra Bolsonaro na CPI
É preciso considerar, porém, os interesses e as conveniências eleitorais dos atores envolvidos num eventual processo político. Hoje, por exemplo, o impeachment não é a alternativa mais atraente nem para o PT, que prefere concorrer contra um cambaleante Jair Bolsonaro em 2022, nem para os parlamentares do Centrão, o bloco fisiológico que tem cargos estratégicos no governo e acha que, com o presidente sob pressão, pode angariar mais nacos da máquina pública. Os integrantes da cúpula da CPI até demonstram disposição em implicar o governo, mas há sérias dúvidas se eles irão realmente até às últimas consequências. Renan Calheiros, por exemplo, é um dos que jogam afinados com a tese do “deixa sangrar” de Lula.

Nas próximas sessões, a comissão pretende analisar 19 requerimentos de quebras de sigilo bancário, fiscal, telefônico e telemático de personagens sensíveis para o governo, como o filho 02 do presidente, Carlos Bolsonaro, o ex-secretário de Comunicação Fabio Wajngarten e o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello. A decisão sobre a prorrogação da CPI também deve ser tomada em breve.

Além de alargar o tempo de sangria do governo, a possível extensão dos trabalhos tem outras consequências políticas. Por exemplo: até outubro, o Congresso terá que definir as regras válidas para a eleição do ano que vem. Portanto, a CPI pode estar na reta final no exato momento em que os partidos começarão a fazer prévias e a negociar alianças, temas essenciais para os planos de reeleição de Bolsonaro. Com isso, não há dúvida de que o presidente sairá, no mínimo, desgastado das investigações. Mas para os políticos que elaboram cálculos eleitorais a partir das últimas pesquisas de intenção de voto, apeá-lo do poder pode não ser propriamente a melhor saída. Para muitos eleitores, será o suficiente para compreender a mensagem de que o esforço hercúleo da CPI só foi suficiente para amassar mais uma pizza.

Já é assinante?
Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Assine a Crusoé

*válido até 30/06/2021

Assine a Crusoé ou nosso combo e ganhe o novo eBook de Mario sabino

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Essa CPI é uma chanchada. Está cara que é pra desviar a atenção de outras coisas que estão acontecendo. O congresso não tem interesse. Doce ilusão. O pr manda em tudo. Acha graça. O exército não puniu Pazzuelo, ele ganhou um cargo novo e ainda foi agraciado. Somos meros pagadores de salários pra essa gentalha.

  2. Uma CPI conduzida por essa turma de canalhas, os estados que receberam bilhoes e roubaram uma parte e outra foi mau aplicada, as 470.000 mortes que nem a metade foi realmente pelo covid e os numeros pelo mundo que são na sua grande maioria bem piores que os do Brasil, dá para sem esforço algum chegar a conclusão que a campanha contra o presidente tem um único objetivo, pegar o poder para os mesmos canalhas saquearem o país. Ah, estava me esquecendo do STF ......

    1. As torcidas organizadas Bolsonaro × Lula não entendem que a briga entre políticos bandidos é grande momento da caguetagem onde uns entregam os outros. Lula e Bolsonaro são bandidos que foram adotados por radicais analfabetos políticos, enquanto os cães ladram a caravana passa....!

  3. Bolso é tosco, mas matéria enviesada como esta não ajuda nada: “... boicote à compra da vacina em tempo HÁBIL” —> que tempo hábil é esse? “Evidências ROBUSTAS de culpa...” —-> se culpa é tão fácil de formar, mais do que tarda apurarmos a culpa (crime de responsabilidade) pelos milhões de mortos decorrentes da criminalidade e violência urbana... e por aí vai o texto com a imparcialidade de grêmio estudantil...

  4. Renovação da assinatura já cancelada. Como a Crusoé pode se ocupar com, entre outros, três seres virulentos - desculpaê, corona - como o Renan, o tal do Randolfe (é esse mesmo o nome?) e o Aziz? Aliás, esse tipo de indivíduo é o que não falta no Congresso. Vocês têm agido de forma covarde pra trazer a ladroagem de volta pro país.

  5. Caramba. Me assusta repórteres dizerem que a CPI já tem provas. Provas de que? Lamentavelmente vivemos um momento de paixão politica. Esperava mais deste veiculo aqui. Não irei renovar a assinatura.

    1. De pleno acordo com você Marcelo. A Cruzoé está de braços dados com Renan, Aziz, Randolfe e disseram que o povo brasileiro está de acordo com a CPI. Em que TV eles viram os depoimentos na CPI. Cruzoé vocês são uma vergonha, estão competindo com o famigerado STF, a vergonha Mundial.

  6. Apostar no resultado de uma CPI desmoralizada, que se tornou um tribunal de exceção, não é boa receita para uma democracia e para a Crusoé que infelizmente sofre do mal do caolho.

    1. Excelente seu comentário Sr. Cesar. Faço minhas as suas palavras.

  7. O plano do gabinete paralelo era incentivar a população a não usar máscara , não vacinar e deixar aglomerar para atingir a imunidade de rebanho naturalmente .Isto significa milhões de mortes e levar o país ao caos . Como o vírus tem mutação , não chegaríamos nunca a imunidade de rebanho . Um verdadeiro genocidio . Em qualquer país estes psicopatas seriam Expurgados junto com Bolsonaro .

  8. Me desculpem, mas no que depender de Augusto Aras nada acontecerá ao Bolsonaro. Mesmo se a indicação de criminalização da CPI venha depois da manutenção do atual PGR ao posto. Essa gente não se constrange. Obrigado por esclarecer os próximos passos da CPI. Agora que sei que não dará em nada vou procurar ocupar melhor o meu tempo.

    1. Retomei a leitura da matéria antes de jogar a toalha, e vi que ainda há a possibilidade de um julgamento político. Essa é a única possibilidade real de impeachment, ainda que ocorra pelos motivos errados (vai depender do caixa do governo para pagar por sua absolvição).

  9. Essa CPI é um circo montado para culpar o governo federal por tudo. Mas, não investiga o destino dado ao dinheiro público que foi colocado na mão de prefeitos e governadores corruptos e irresponsáveis. Cadê os hospitais? Cadê os leitos? Cadê os respiradores e toda a quinquilharia que compraram da China e não foi entregue? Esses aí são os verdadeiros genocidas e culpados pela morte de tantos brasileiros!

    1. A mãe do Ator Paulo Gustavo, morto vítima da Covid-19, no momento de sua dor pela perda do filho disse uma verdade nua e crua: " Os desvios do dinheiro público da Saúde e a corrupção mata mais que a falta de uso de máscaras" O Sr. Omar Azis é acusado pela Polícia Federal de desviar recursos da Saúde quando era Governador do Amazonas e Renan Calheiros tem uma longa ficha corrida de processos por corrupção parados no famigerado STF a vergonha Mundial.

    2. Excelente comentário Sergio, esses caras da CPI não estão nem aí para a d mortes, o que eles querem é palanque para 2022. Me admira ver colunistaa da Cruzoé acreditando em Omar Aziz e Renan Calheiros, eles tem a vida mais suja que pau de galinheiro. É o fim da Cruzoé na minha opinião.

  10. Cobrar os desvios dia governadores e prefeitos nem pensar, ne! So o não uso da máscara. Dentroi de 4 anos qdo chegar a 1 milhão de mortes por covid,( pq o virus inventado veio pra ficar ) vcs vão dar um furo de reportagem com iamarino " eu não disse?" Mencionar a indicação A PREMIO NOBEL DA PAZ ao tratamento precoce tb não interessa.

    1. Cobre no seu estado, ué! CPI estadual é pra desvios do governo estadual, federal do governo federal, tá claro ou tenho que desenhar?

  11. Não devemos alimentar a esperança de impitcheman, Arthur Lira e Augusto Aras não permitirão, a exposição dos erros, - muitos e graves - servirão pra desencorajar os votos de alguns que votaram nele, espero que muitos caia m na real.

  12. repórteres a vida já achou as barbáries do governo? onde? vejo apenas desejos ,vontades q seu pensamento seja o único verdadeiro ,...assim pensam aziz ,renan ,randolfe, hipócritas de primeira.

  13. Uma vez mais, a justiça no Brasil será feita em função dos interesses políticos do momento. Tirar o presidente ou deixar sangrar? Enfraquecê-lo para se tirar o máximo? E a justiça verdadeira, onde fica? E a expectativa do povo frente a punição de eventuais crimes cometidos? Assistimos a um infindável ato de teatro barato que exaure os espectadores por tanto ofender a decência.

  14. Do que me lembro, a Cpi da Petrobras ajudou a Dilma a sangrar, mas não resultou em indiciamentos. O Gim Argelo e o Vital do Rego fizeram jogadas pra benefício próprio e passaram pano pro governo. A Lava jato e o argumento das pedaladas fiscais é que foram mais eficazes pro impeachment da Dilma

  15. Medidas duras que dependam do capacho geral a República e do escroque que comanda a câmara claramente não serão adotadas.

  16. A Crusoé e seus 8 milhões de motivos para querer o impichmant. E eu fui com tanta sede ao pote quando assinei está revista.

    1. Simples assim, cancela a assinatura. Agora como diz teu minto, deixa de mimimi e cancela mesmo.

  17. Onde entra na análise de vocês que a Dra. Nise Yamagushi é uma médica de vasta experiência e dezenas de publicações científicas, enquanto o principal predicado da Dra. Luana é ser cantora e dizer o que os canalhas senadores querem ouvir, e nunca escreveu nada relacionado à medicina? Lamentável.

    1. eu não leio 'sou assinante mais leio e nem assisto este filme barato.

    2. verdade, Mauro. o José, parece q estudou na mesma escola q aziz ,renan, e "CIA LTDA"

    3. Verdadeiro mesmo é tua inteligência asinina, Ivanilson.

    4. Se o curriculum da dita " Dra" Luana fosse verdadeiro!?

    5. Leu o currículo dela? Foi uma das únicas brasileiras que ganhou uma bolsa p estudar infectologia pública no hospital de hopkins usa ,o mais renovado do mundo. Sempre acho bom ir atrás de boas infirmacoes. Estudou na Áustria aos 15 anos qdo terminou colegial, foi estudar piano. Pública no exterior . Quer mais?

  18. O problema dessa CPI não é o indiciado mas o relator. Se o relator fosse um sujeito de conduta ilibada, um parlamentar exemplar, o indiciado estaria ferrado com toda certeza, e a justiça seria feita! Infelizmente não é o caso. O relator consegue ser tão ruim quanto quem ele quer condenar. Ai fica muito difícil... o roto falando do esfarrapado, como dia o velho ditado popular!

  19. Cada dia Bolsonaro derrete mais e Crusoe ganha novos assinantes, seja para defender o genocida, seja para apoiar o ex-presidiário.

    1. Ou seja, ainda, para ter informações de qualidade para não apoiar nem um nem outro. Nem todo mundo é limitado ao ponto de só enxergar duas posições possíveis!!!

  20. Fico preocupada ao ver aplaudirem Omar e Renan… será falta de conhecimento dos leitores, sobre estes dois senadores ou a moral e os princípios foram jogados fora?

  21. José Alfredo A Crusoé revista que eu e minha mulher assinamos desde o início, está uma vergonha. Elogia uma CPI comandada por dois notórios ladrões e nessa reportagem escrevem um amontoado de inverdades. Para quem assiste os interrogatórios, é de uma clareza meridiana que não querem apurar nada e, tão somente, acusar o Presidente da República. Poderia escrever páginas acerca de Omar Aziz, bem conhecido por todos nós que moramos em Manaus.

  22. A cada semana está ficando difícil ler Crusoé, que era muito boa e, por isso, assinei por dois anos seguidos. Agora com reportagens desse nível, onde aplaudem ladrões, elogiam uma cidadã que se diz médica infectologista, que faz previsões imunes!!! Por favor, se continuar assim este será o meu último ano de assinatura.

    1. Essa Maria é uma anta! Com cérebro de égua, mula, perto da Dra. Luana!!!!

    2. Ela não se diz médica infectologista, ela é, Maria. Por sinal, muito bem preparada. Justamente por isso que ela foi retirada do MS.

  23. Parabéns ao Senador Omar Aziz e a todos os membros da CPI, excluídos os partidários do governo, por mostrar os graves erros cometidos pelo ex-ministro da Saúde Pazuello e pelo PR da República. Isso é um direito dos familiares das quase 500 mil vidas perdidas por que mais da metade dessa mortandade poderia ter sido evitada. Está claro que os dois deviam ser responsabilizados. Fosse o Congresso independente e representasse a maioria dos brasileiros, instalaria o processo de impeachment do PR.

  24. Vergonhosa essa pseudo reportagem. Criem vergonha na cara, experimentem essa sensação que para vocês seguramente é nova.

  25. Com essa CPI com conduzidas por pessoa que estão cheias de processos nas costa, dando ataques de histeria, não dá pra sangrar nem uma galinha pra fazer um molho pardo.kkk

  26. O Brasil é signatário de diversas Cartas/Acordos Internacionais de direitos Humanos e afins, creio que estes seriam outros endereços a serem enviados, o país tem cooperação internacional em diversos assuntos legais e morais

  27. Lamentável é a roubalheira de governadores e prefeitos passar impune nessa CPI. O supremo que proibiu o presidente de agir na pandemia também passou longe. Só sobrou a narrativa de revista e grande mídia mentirosas.

    1. Eles não tem motivo para derrubar o presidente e ficam criando narrativas infundadas o fato é que esse cara desmantelou e escancarou todo sistema corrupto nos 3 poderes e fechou a chave do cofre não roubo e não deixo roubar e tá investindo a grana na infraestrutura do Brasil o resto é mi mi mi da esquerda caviar

  28. Pode ser que se Aras não seja indicado para o STF , fique puto, e resolva dar andamento as denúncias da CPI !!! Seria a melhor forma para tirar este psicopata do poder !!

  29. E eu perdendo tempo de ler essa reportagem medíocre que valoriza o trabalho de corruptos e ladrões sentados lado a lado nessa CPI sem o menor sentido. Lamentável Crusoé. Ainda bem que minha assinatura está terminando.

    1. Eu assinar esse tipo de jornalismo com viés ideológico? Nunca, jamais

  30. Bha, vão procurar o que fazer. Tantos temas para se debruçar vão querer criar mimi contra o Mito. Então o Bolsonaro tem medo de manifestação contra ele. Deixem o povo ir para rua que vão ver o massacre. E nem precisa de mortadela.

  31. Graças a justiça inexistente aos 467 MIL BRASILEIROS MORTOS SE SOMARAM MAIS MILHARES,com ajuda do psicopata e seus ministros

  32. Bolsonaro é um criminoso. Eu ñ tenho dúvida disso. Mas sabemos q existe uma agenda oculta impenetrável, sobretudo para o cidadão comum. Porém em última análise, nossa espécie chegou até aqui, porque tinha medo. Os políticos oposicionistas, juntamente com aqueles q estão ao lado do Bolsonaro por conveniência e vantagens, ñ tem medo? Eles ñ tem medo de um autogolpe e do quê pode vir adiante? Os bolsonaristas malucos acham q o autogolpe é o melhor p/ o Brasil. Políticos são pragmáticos, ñ suicidas.

  33. BOLSONARO BOICOTA as VACINAS para EVITAR MANIFESTAÇÕES de RUA CONTRA o GOVERNO! Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE!” Triunfaremos! Sir Claiton

  34. Com ABIN e PF aparelhadas pelo Bozo, dificilmente o ARARAS vai dar seguimento a qualquer investigação da familícia ou do governo federal, pois com certeza o Bozo já deve ter muitos dociês detalhando as maracutaias da cadelinha PGR do Bozo.

  35. Na Índia o primeiro ministro também estaria sendo acusado?, sendo que a Índia produz e exporta vacinas. Se houver culpados têm que ser punidos, mas há culpados? Não sabemos nada sobre essa pandemia.

    1. A questão no Brasil é que essa pandemia deveria ser tratadas por quem entende, médicos. Políticos deveriam cuidado da política em favor do povo, não fazer palanques eleitorais.

  36. Não tem nenhum neném nessa CPI. Todos eles sabem que não chegarão a um impeachment do Minto, porque não há sustentação popular. A única coisa que podem realizar é maximizar o desgaste que o próprio Minto provoca à sua imagem. O Minto receberá o que merece é nas urnas em 2022. E lá, também, o povo receberá das urnas o que bem merece.

    1. Só uma observação. Não é só o judiciário, todos os órgãos públicos na esfera federal seguem com a mesma patologia criminosa.

    2. Acha mesmo que ele já não sabe da sua baixa popularidade? o cara tá gestando um auto-golpe. Vai fazer o mesmo que o Trump, só que aqui nosso judiciário é corrupto e moral e eticamente falido, portanto o desfecho será diferente do que ocorreu nos EUA.

  37. De 2008 a 2018 foram fechados 40 mil leitos , herança maldita ~ vacinas apenas previnem ~ dipirona não cura ~ quando vc olha pra mesa e vê o MUMIA , o ATLETA ( lista odebrech ) e o senador de Amazonas ( atolado , junto a família , até o pescoço em corrupção ) , não pode entender como algo sério , ao menos que você seja vegano e só coma capim .

  38. Que reportagem mais idiota, vocês estão sendo muito parciais, não tem relação nenhuma entre o quê o Presidente disse do que aconteceu, porquê não perguntaram sobre a letalidade da doença? Se tivéssemos a mesma de Israel teriam morrido no Brasil menos de 120.000 pessoas, ou do porquê a Dr. Nize, uma cientista foi ofendida, agredida insultada. Por isto que eu quero cancelar a minha assinatura e não consigo!!! Vocês são parciais !!!!

    1. Sim, a pandemia não existe. É invenção da globo e da mídia comunista.

  39. Afora o flagrante baixo nivel de preparo dos senadores, nao sao movidos pelo interesse do povo, tudo nao passa de conveniencias e palanques. Ao povo nada sera destinado. Sempre foi assim por que seria diferente desta vez ou alguem acredita na correicao dos impolutos arguidores?

  40. Intercept desvendou o esquemão de Bolsonaro no Conselho Federal de Medicina. Crusoé não vai noticiar? CPI não vai investigar?

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO