Adriano Machado/CrusoéSetores do STF e o Planalto apoiam o plano de Alcolumbre de se reeleger

Os poderes do rei Davi

De olho em mais dois anos na cadeira, o presidente do Senado controla a pauta da casa com mão de ferro na pandemia, centraliza a interlocução com o governo sobre verbas e envia recados cifrados ao STF
25.09.20

Como dizia um famoso bordão de um programa humorístico do final da década de 1990, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, “só pensa naquilo”: a reeleição. O tema domina os encontros políticos do senador, dentro e fora da agenda oficial, com integrantes dos três poderes da República. O parlamentar está convencido de que, mesmo ao arrepio da Constituição, poderá ser reconduzido ao cargo. Nas últimas semanas, ele valeu-se da cadeira que ocupa para conseguir o apoio à sua empreitada do Palácio do Planalto, de setores do Supremo Tribunal Federal e até de parlamentares da oposição.

Enquanto não é emitido o sinal verde para a mudança nas regras do jogo com a peleja em andamento, Alcolumbre acumula poder na casa. Durante a pandemia do coronavírus, com as comissões suspensas e o plenário deliberando de forma remota, ele virou rei. É quem decide sozinho o que será votado e quais parlamentares irão obter as relatorias dos principais projetos em tramitação. A mesa diretora nem sequer se reúne. Ao contrário da Câmara, não existe um colégio de líderes formalmente instituído, onde a pauta deveria ser discutida.

Para além da ordem do dia, sobre a qual Davi Alcolumbre decide praticamente tudo sozinho, até mesmo cargos em comissão na estrutura do Senado foram ocupados por apadrinhados do presidente. As canetadas em favor do Amapá, seu estado natal, chegaram a causar incômodo entre líderes partidários. O texto aprovado no Senado que tratava da destinação de 60 bilhões de reais a estados e municípios em razão da pandemia guindou o Amapá a vice-líder nos repasses por habitante. A tentativa de agradar a base eleitoral, no entanto, quase saiu pela culatra. A iniciativa acabou derrubada na Câmara. No retorno do texto ao Senado, porém, Alcolumbre fez valer seu plano original.

O loteamento de outro pacote de verbas que deveria ser destinado ao combate à Covid-19, mas que serviu para senadores contemplarem seus redutos, também teve a bênção de Davi. Não foi a primeira nem será a última vez em que um presidente do Senado terá o poder de definir o destino de recursos do governo. Mas a caneta de Davi tem pesado: um ministro a par das negociações em torno da destinação de cerca de 6 bilhões de reais adicionais para investimentos dos ministérios do Desenvolvimento Regional e da Infraestrutura — comandados por Rogério Marinho e Tarcísio de Freitas — tem dito que “1 bilhão (em emendas) é para o Davi”.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéGilmar Mendes participou de jantar na casa de Kátia Abreu com Alcolumbre e senadores do MDB: o ministro é relator de ação no STF sobre a reeleição
Mais do que um operador do toma lá dá cá reinante no Congresso, o presidente do Senado se apresenta como um mediador das demandas dos parlamentares junto ao governo Bolsonaro. Os pedidos são feitos, em geral, por meio dos líderes partidários. Alcolumbre costuma alardear que alcançou um “outro patamar” no relacionamento com o Executivo – e isso o distinguiria do presidente da Câmara, Rodrigo Maia. A relação é de ganha-ganha. Interlocutores do Planalto já consideram o senador amapaense uma peça importante na articulação política do governo. Até por isso, sua permanência na presidência do Senado é tratada como estratégica inclusive para o Planalto.

Ao mesmo tempo que é incensado pelo entorno de Bolsonaro, Davi Alcolumbre usa o poder da caneta para angariar apoio ao seu intento de continuar no comando da casa por mais dois anos. No início do mês, num claro jogo de cena, ele fez circular a informação de que estava contrariado com o gesto da senadora Rose de Freitas, sua aliada, de apresentar uma proposta de emenda constitucional autorizando a reeleição dos presidentes da Câmara e do Senado. Conversa fiada. Dos oito senadores que mais relataram projetos durante a pandemia, por decisão do próprio Davi – o que significa que são parlamentares da estrita confiança dele –, somente dois não assinaram a proposta.

Há uma relação de causa e efeito entre uma coisa e outra. Quem devota apoio ao presidente, é premiado com postos de destaque na estrutura da casa. Assim, como em outras épocas fizeram Renan Calheiros, José Sarney e outros que passaram pela cadeira, o senador montou uma espécie de “clube de prediletos”. Fazem parte da turma os líderes do governo no Senado, Fernando Bezerra, e no Congresso, Eduardo Gomes, além de Eduardo Braga, Izalci Lucas, Antonio Anastasia, Marcos Rogério, Zenaide Maia e a própria Rose de Freitas.

Os senadores do PT também estão prestes a se associar ao clube. Nos últimos dias, a legenda deixou clara sua preferência pela reeleição de Davi Alcolumbre. “Melhor Alcolumbre do que um aventureiro qualquer do Muda Senado”, avaliou um expoente petista. Da tribuna do plenário, na quarta-feira, 23, o líder do PT no Senado, Rogério Carvalho, criticou o que chamou de “discurso fácil e moralista” entoado por colegas e declarou apoio ao senador do Amapá em seu propósito de continuar no poder por mais dois anos. “Se eu tiver a oportunidade de dar um voto em vossa excelência, darei com muito gosto.” No mesmo discurso, o líder do PT aproveitou para repisar ataques e teorias conspiratórias sobre a Lava Jato. “A Lava Jato é uma farsa, destruiu a economia do Brasil, as nossas grandes empresas, a serviço dos Estados Unidos.”

Líder do PT, Rogério Carvalho apoia a pauta de Alcolumbre contra a Lava Jato
Como é possível notar, o tema reeleição saiu das conversas ao pé do ouvido e ganhou definitivamente os holofotes. Na primeira semana de retomada dos trabalhos presenciais no Senado, esse foi assunto obrigatório nas rodas de conversas. “Começou oficialmente a campanha”, comentou um líder partidário, sob reserva. Somente na quarta-feira, 23, a palavra “reeleição” foi mencionada 27 vezes no plenário. Os senadores integrantes do Muda Senado demonstraram, porém, que não vão assistir impassíveis à manobra. No plenário, depois que aliados de Davi Alcolumbre saíram em defesa do presidente da casa, o senador Alessandro Vieira, do Cidadania, pediu a palavra para dizer que a candidatura do senador do Amapá à reeleição representará um risco à democracia. “Romper a regra do jogo, mais ainda o jogo constitucional, para atender a desejos individuais, arrisca a própria democracia.”

O grupo Muda Senado, composto por 20 parlamentares, resolveu reagir depois que soube de um jantar organizado pela senadora Kátia Abreu na segunda-feira, 21, em que esteve presente, ao lado de integrantes do cúpula do MDB, como Renan Calheiros e Eduardo Braga, ninguém menos do que o ministro do Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal. Ele é justamente o relator da ação em tramitação no Supremo que pode abrir caminho para Davi Alcolumbre disputar a reeleição ao Senado, em fevereiro do ano que vem. Apesar das negativas de Gilmar, houve quem dissesse que um dos temas debatidos no jantar foi a ação movida pelo PTB que, apesar de oficialmente ter sido usada para tentar barrar a reeleição, pode acabar gerando efeito inverso. “O STF está aberto a tudo e todos”, afirmou Kátia Abreu, dois dias depois do convescote.

O entendimento de que a reeleição da cúpula do Congresso é assunto que cabe apenas ao Legislativo ganhou adeptos entre diferentes alas do Supremo. A posição também foi defendida em manifestação da Advocacia-Geral da União e em parecer da Procuradoria-Geral da República enviados à corte nos últimos dias. O caso deve ser julgado pelo plenário do STF nos próximos meses.

O discurso de Alcolumbre soa como música aos ouvidos de certos ministros do tribunal: ele promete manter a agenda anti-Lava Jato e não importunar os togados do Supremo com pedidos inconvenientes de CPIs ou até mesmo de impeachment – hoje há vários requerimentos nesse sentido parados no gabinete do todo-poderoso do Senado. O assunto, aliás, tem feito parte das conversas sobre o direito de Alcolumbre de esticar sua permanência. De forma cifrada, já chegaram a ministros do Supremo recados segundo os quais um aventureiro sentado na cadeira — para usar o termo empregado pelo líder petista – pode ser perigoso para o equilíbrio entre os poderes. O subtexto é sobre o risco de um senador do Muda Senado, por exemplo, ser eleito e acabar dando andamento aos pedidos de impeachment de ministros da corte hoje parados.

Adriano Machado/CrusoéAdriano Machado/CrusoéLasier Martins, do Muda Senado, cobrou de Davi Alcolumbre a análise de pedidos de impeachment de ministros do STF
Evidentemente, é uma análise feita sob medida para ajudar a convencer algumas excelências togadas a dar a Alcolumbre o direito de disputar a reeleição. Como a Constituição proíbe a recondução de presidentes da Câmara e do Senado na mesma legislatura, e a PEC para permitir que ele dispute a reeleição corre o risco de não ter apoio suficiente para ser aprovada no Congresso, o lastro do STF seria a grande chance de Alcolumbre de permanecer mais dois anos na cadeira de presidente do Senado.

Os dados ainda estão rolando. Enquanto o senador do Amapá e seus apoiadores estiveram em um jantar com Gilmar, a senadora Simone Tebet, que não pertence oficialmente ao Muda Senado, mas transita com desenvoltura entre a ala anti-Davi, foi escalada para uma tête-à-tête com o ministro Alexandre de Moraes. A conversa, no entanto, se ateve aos preceitos constitucionais envolvidos na questão. Já o senador Oriovisto Guimarães fez chegar aos ouvidos de outros ministros do STF que, em caso de vitória de algum senador ligado ao Muda Senado, não haveria disposição para uma “guerra institucional”.

Os sinais, porém, são divergentes. Nesta semana, coube a outro integrante do grupo que defende a moralização do Senado, o senador Lasier Martins, colocar o dedo na ferida. Ele cobrou de Davi Alcolumbre a análise dos pedidos de impeachment de ministros do STF. Lasier perguntou com base em qual norma Davi Alcolumbre “se dá ao direito de avaliar sozinho” os requerimentos, arquivando-os sem sequer submetê-los à mesa diretora. O senador gaúcho afirmou que o assunto gera “clamor nacional” e lembrou que “é da competência do Senado” avaliar pedidos de impeachment de ministros em caso de crime responsabilidade. “A Mesa responderá oportunamente”, limitou-se a responder Alcolumbre, a partir de seu trono – ops, de sua cadeira. É mais do que sabido, porém, que, no dicionário de Alcolumbre, “oportunamente” significa “nunca”.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

Só R$ 1,90* no primeiro mês

Edição nova toda Sexta-Feira. Leia com Exclusividade!

Assine a Crusoé

*depois, 11 x R$ 14,90

Deixar para mais tarde

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. O Davi fez doutorado com o Renan. Só olhar os nomes que se aliam a eles e mais os recém-chegados do PT e fora o toma lá dá cá, pra ver o que vai acontecer. Enquanto não votarmos melhor, isso não mudará. Melhor trocar o verde da bandeira pra preto: desgosto, luto, tristeza, depressão e por aí vai.

  2. Esse picareta cujas nadegas robustas foram das principais de sua ascensão à presidência do senado, pois "colaram" na cadeira na ocasião, há de desaparecer politicamente, assim como surgiu. Para tudo há ocasião. E será uma bem oportuna, como ele mesmo gosta de afirmar ironicamente!!!

  3. Tenho imensa curiosidade: COM QUANTOS VOTOS RECEBEU COMO CANDIDATO AO SENADO NO SEU ESTADO ? QUE M... DE REPRESENTATIVIDADE TEM? Só Deus para salvar o Brasil.

  4. Dará certo não, álcoolúgubre.... essa sua ""mandinga toda"" se frustrará.... puro delírio infantil, o seu.... como você, lá tem muito cínico ambicioso também!!!

  5. Clube do rei Davi, um pulha desse deveria ser investigado, jantar com GM já mostra o que o malandro quer, onde tem senado, congresso nacional e o STF, tem sujeira

  6. O Batoré, não passa de um porco vagabundo. Um canalha tão ou mais canalha do que o canalha que o antecedeu. Que volte lá para o orifício retal da Amazônia de onde saiu.

  7. Repetindo o comentário feito anteriormente. O bloco Muda Senado não pode -estrategicamente - ter candidato próprio. Deve analisar, decidir como bloco coeso e nomear porta-voz/interlocutor para trazer ao bloco as possibilidades/negociações. Os objetivos deveriam ser fortalecer, a Mesa e garantir votos em blocos em todas as votações estratégicas. Reduzir os poderes imperiais da presidência.

  8. Sempre ele, Gilmar Mendes, se unindo ao que há de pior na política nacional. A nata da excrescência. O que faz um ministro do STF entre bandidos corruptos? Fica a dúvida.🤔

  9. Gente ruim !!!! gente ruim !!!! é assim que eu vejo os 99% dos políticos desse país. Sem empatia pelo outro, pelo próximo. Gente ruim !!!!!

  10. Nesse “jogo democrático“ em que se insinua a fusão do Legislativo com o Judiciário para evitar abertura de pedidos de IMPEACHMENT de Ministros do STF, poder-se-ia era mesmo abrir tais pedidos na forma da lei. E se absolutamente infundados esses pedidos processar por denunciação caluniosa os seus autores. O que se não pode é violar frontalmente e a Constituição Federal, em seu artigo 57, e permitir a reeleição para as presidências do Senado e da Câmara quando ela é expressamente vedada.

  11. O Senado tem no comando o que há de pior na política. Não vai ser fácil nos livrarmos de alcolumbres e renans. O Norte e Nordeste vão continuar a nos oferecer tipos ignorantes, corruptos e ineptos porque lhes falta uma Educação de ponta e informação isenta de politicagem e maracutaia. Aliás, não só o Norte e o Nordeste podem ser acusados de eleger maus candidatos para as cadeiras do Congresso. O mesmo ocorrer em outras regiões do Brasil, em menos escala.

    1. Deixa do teu preconceito nojento. Teus políticos de estimação do Sul e Sudeste são almas puras, imaculadas, né? Aércio, Serra, Alckmin, Richa, Cunha, Pezão, Cabral, Maluf, posso ficar aqui a noite toda citando teus políticos de estimação, honrados e cultos. Devemos sim banir esses políticos

  12. Desde Sarney, passando por Renan e depois Alcolumbre nada mudou: basta ver o processo de eleição viciado, que até hoje não teve solução!

  13. Esse Alcolumbre faz parte do que há de pior na política. Ocupa posição estratégica para manter o status quo corrupto do judiciário. É de total interesse da "situação" que ele seja mantido lá. Tudo caminha para darem um novo "entendimento da Constituição". Se isso de fato ocorrer será a gota d'água na desmoralização da instância máxima do judiciário.

  14. quem dera esse sr se inspirasse no Davi Biblico....a linguagem corporal fala tanto que desde seu inicio na presidência se ve... reizinho.Dois anos talvez mais 2, reinado com tempo de duracao, mas parece julgar ser imortal..

  15. Não é só o Alcalumbre que "só pensa naquilo"! O Poder é como uma droga, quem experimenta não quer mais largar e fazem qualquer coisa, se vendem a qualquer preço, para conseguirem mais tempo no Poder!

  16. Quando as figuras mencionadas na reportagem se unem para fazer algo, coisa boa nunca sairá. Enquanto isso, o dinheiro público (nosso!) continua escorrendo pelo ralo.

  17. Triste ,neste Yom Kipur ,ver um Lixo representando nossa Comunidade Sefaradi , Vergonha e o pior desse "Rei" não se espera pedidos de perdão como O Davi de BateSeba e Urias ....Esse Davi , como aquele cometem erros a diferença está em admitir e pedir perdão ... G'mar Játimah Tovah....Tudo indica que esse Rei não terá seu nome inscrito no Livro da Vida ....

  18. Realmente o Senado está virando uma latrina com esse afilhado do Amapá de Sarney ,ligado a ala podre dos 3 poderes .FORA ALCOLUMBRE LIXO DO DEM

  19. A Itália reduziu seus parlamentares, quando poderemos fazer isso? não vou estar vivo para ver isso mas para os futuros brasileiros espero que algum dia esse senado e câmara seja no mínimo 50% menos, isso serve para os CCs, STF,STJ,Tcontas,etc..

  20. mais uma figura nefasta , que chegando ao poder se perpetua , e ajuda a afundar nosso já devastado país , e pra isso as leis pode ser mudada com a ajuda da vergonha nacional o STF capitaneado na figura de Gilmar Mendes. que Deus nos ajude.

    1. Não sabia? Para o andar de cima,a constituição brasileira é Total Flex,O MECANISMO a usa como lhes convém,nessa democracia meia boca.E o povo, Ó Ó Ó!!!

    2. Reeleição desses dois é o fim ...!! Afinal nossa constituição serve para que...!!???

  21. Eu não entendo o povo brasileiro, foram as ruas para derrubar a idiota da Dilma e dar apoio a lava jato. Agora a lavo jato sob o comando de alguns ministros dos presidentes do congresso com apoio do presidente, ninguém se manifesta. O congresso com Maia e Davi é uma desgraça para o país e toda sociedade e ninguém se manifesta. Esse é um país do futuro? Agora sai uma pesquisa com aprovação do Bolsonaro subindo! Tenho pena dessa nova geração de frouxos e idiotas que estão de braços cruzados.

    1. Você soube da carreata feita há poucas semanas? Vc não acha que o surto tem deixado a população temerosa de se aglomerar, atitude prudente na minha opinião, mas que muitos estão prontos para protestar? A aprovação do Bolsonaro já era esperada após ele remover o disfarce de liberal e mostrar sua verdadeira vocação populista. Nós sabemos de que classe econômica vem esta aprovação.

  22. Nem tudo está perdido ainda. O grupo MUDA SENADO é uma esperança....enquanto isso, o ptzinho afunda cada vez mais....quem te viu, quem te vê..... Grrrrrrrrrr.......

  23. "O Brasil é o país do jeitinho brasileiro e de gentinha que pensa em si mesmo". Sarney, Renan e agora Alcolumbre, servem ao poder e não ao país.Não há espírito público. O Senado é um confraria corporativista que cuida de seus membros. O país que se dane. Reforma Política!

  24. Mais uma vez pretendem rasgar a constituição. O congresso está podre. Somente o povo pode mudar indo as ruas contra as mazelas dos políticos. Nestas eleições podemos mostrar ou ratificar a direção que o povo quer.

    1. Se for as ruas segundo a imprensa oficial e Crusoé serão atos antidemocraticos. Após a aprovação das PLS 2630 e 3144/20 Caso se manifeste por mídias sociais será considerado criminoso, portanto temos de ser assaltados e não reagir e nem reclamar.

  25. Tudo normal no Trópico da Mediocridade, celeiro de candidatos a déspotas, autocratas, protoditadores, onde o discurso de zelo pela democracia é só uma retórica de dominação dos mortais.

  26. É algo muito sério esses conchavos entre o Senado e o STF. Na verdade o que eles querem é que nada mude, só que a opinião pública não aceita mais isso. Vamos ver até onde vão querer esticar a corda.

  27. Como um ser tão insignificante, que nunca apresentou nada de proveitoso ao país, pode adquirir tal poder? O que há de errado com o regimento interno da casa que permite que isso aconteça?

  28. Parece que o Renan deixou uma escola e tanto de safadezas neste senado. Até quando??? Assistir a este show de quinta já cansou.

  29. Ao ser questionado sobre o encaminhamento à mesa do senado dos pedidos dos senadores, este reizinho, sempre vem com a mesma palavra sacana "oportunamente" que no caso é sinônimo de "nunca", de fato estes dois leitõezinhos acreditam sinceramente que o seus 200 mil votos contados os dois juntos, valem mais que 57 milhões de votos de Bolsonaro, que teve a infeliz idéia de apoiar estes sujeitos tanto na presidência do senado quanto da câmara.

  30. A verdade é que todos querem se perpetuar no poder. Se fosse para ganhar salário mínimo, queria ver quem se habilitaria a se candidatar a cargos públicos. Reforma administrativa urgente no BRASIL. Menor número de senadores, deputados e vereadores.

  31. O rei Davi, é o que mais se aproxima da figura de um ditador, "Eu dito, você obedece, ok?", para este sujeito a pandemia é um presente dos céus, pois pode jogar os dados da forma que melhor lhe convier, tem mais, é compreensível que senadores petistas estejam a favor da recondução do reizinho, pois se chegar um senador honesto lá, aqueles ministros do STF petistas , estarão com sérios problemas, o mais provável é que o STF reescreva a constituição para encaixar no objetivo deste safado.

  32. Não é possível que o STF rasgue a constituição, o § 4o, Art 57 CF é claríssimo, não pode ser reconduzido na mesma legislatura. Cumpri-se. Se esta PEC tramitar antes da PEC 2a Instancia, será uma vergonha Brasil...

  33. Este pais e uma ilha da fantasia Os tres poderes so querem as suas mordomias Ninguem pensa no pais e sim em seus interesses pessoais Qdo povo fala em fechar congresso e para acabar com negociatas

    1. Um escândalo se sobresai a outro. Essa política brasileira está no esgoto.

  34. Como diz a história. O poder corrompe..Esse sujeito alcunha Batoré está se tornando um ditadorzinho de conformidade ao Doria..VERGONHA...Nao temos constituição neste país, pois a todo momento ela é rasgada. Como confiar nessa classe, inclusive também o Judiciário..👹👹👹👹👹👹

  35. Que tendência temos para bandidos no poder. Somos 210.000.000 de brasileiros e totalmente dominados por meia dúzia de bandidos inclusive o presidente.

    1. Pleno acordo com suas palavras..acho que são (à maioria) bandidos.

  36. Festival de rabos presos! Urge reformular o processo de indicação de ministros ao STF, bem como de pré-requisitos para os candidatos. Chega de "amigo do amigo de meu pai", de libertadores de bandidos, e de juízes com relações espúrias com bancas de advogados!

  37. A verdade é uma só, o Lula levou a medalha de montar com seus aliados " O maior esquema de corrupção do planeta" que será ultrapassado pois estamos próximos de assistir " o maior esquema de corrupção do universo"-

  38. Só a mobilização do povo, através de manifestações de rua, vai surtir algum efeito na moralização do congresso. Caso o povo não se manifeste, a festa deles vai continuar.

  39. Na minha visão acho que é muito poder para os presidentes da Câmara/Senado e supremo a uma única pessoa sem representativide popular. Analisem que um único desses representantes podem parar um país e não existe qualquer órgão de controle porém qualquer um desses consegue impedir a atuação de um presidente da República eleito pela maioria da população. É uma situação gravíssima.

    1. Não se esqueça que quem escolhe a dedo, conforme seu bel prazer, os juízes da mais alta corte da justiça é esse mesmo presidente. Pelo que se está vendo na escolha do PGR, prepare-se.

  40. O lamentável disso tudo é que estamos na mão de uma gama de asquerosos nefastos exercendo o poder no país. E a conta é pesadíssima.

    1. Sra. Maria antes pensava como você porém veja que votamos nas opções dadas pelos partidos que apresentam seus candidatos portanto hoje sou totalmente favorável à eleição independente para qualquer cidadão. Ai sim será nossa vontade e não os indicados de partidos.

    2. A conta que pagamos é merecida ? Votar mal custa vidas! Até quando vamos dar passos para trás ? 1 pra frente 2 pra trás ! Os bandidos voltam mais assanhados, loucos pra se livrarem da cadeia e continuar com o assalto!

  41. A cada reportagem dos jornais a gente se sente mais deprimida e com mais pena de nossos netos e b bisnetos, A calamidade é geral. A falta de vergonha, sem falar em patriotismos alcança todos os níveis. Acho que o B rasil não tem mais retorno

    1. fora Davi Alcolumbre, Fora Maia, Fora Bolsonaro, FORA Augusto aras, FORA Gilmar Mendes,Fora Lewandowski, Fora Dias tolffe, com certeza o Brasil ia melhorar muito. Lena

  42. Meus nobres Senadores vcs tem a prerrogativa de trancar a pauta e de exigirem que esse calhorda do Alcolumbre cumpra as regras de funcionamento do Senado Federal

  43. Querem acabar com essa reeleição e com outras mazelas dessas pseudo-autoridades?O povo invade essa casa de putos governado por sacana quebra a porra toda e arrebenta quem estiver lá dentro! Verão que esse barco sem comandante chamado Brasil entrará nos eixos rapidamente.

  44. O beiçola é um dos rabo presos anti-lavajato, que puseram em dúvida a imparcialidade de Moro nos julgamentos do jumento corrupto, para livrar a cara do toupeira bêbado, mas é ele que vive fazendo conchavos por baixo dos panos, com a escória política. "Quem usa cuida".

    1. Estes não darão ponto sem nó, estes encontros parece mais um conciábulo

  45. Figurinha nojenta essse Davi Alcalheiros que busca apoio sabe, sabe de quem - de Gilmau Mendes àquele dos dialógos com os governadores Aécio e Sinval Barbosa. Acho que se não for possível reverter a intenção de Davi, o grupo Muda Senado já deveria se preparar para apoiar outro candidato. Afinal os 20 votos vão poder definir a eleição na presidência do Senado. Força, Laisier, Alessandro, Girão, Kajuru, Soraia,Regufe, Alvaro Dias, e outros, não deixem a peteca cair. Pau nelles.

  46. Gostaria de saber o que os bovinos que apoiam cegamente o Minto estão pensando sobre a amizade do PT com o governo? Será que não são iguaizinhos, gado?

    1. Os bolsominos apoiam o minto, que (descobriu a roda) e agora copia descaradamente a cartilha do PT, substituindo os (cartões esmola) por "renda cidadã", para ampliar a massa de apoiadores alienados. Vide as pesquisas de opinião favoráveis a ele após o "auxílio emergencial".

  47. O Senado Federal teve uma mudança de 80% na eleição da Casa, pelo visto nada mudou. As laranjas podres já corromperam os novatos .

    1. Fica evidente, que apenas 20% dos dos eleitos, tinham boas intenções e responsabilidade, o restante não precisam de maus exemplos, são escroques natos que proliferam no país, que confundem política com interesses próprios e oportunidade para a prática da corrupção, sob o guarda-chuva da impunidade.

  48. Alcolumbre sequer tem postura política para ser vereador de Macapá; mas, alia em torno de si o pior do que existe no Senado, e a Constituição é clara sua reeleição é proibida, a vergonha está em Tribunal Constitucional (STF) não se manifestar em defesa da Carta Magna

  49. "I la nave va", sem provocar nenhum rebuliço na midia nacional provando que estão todos "ca..do e andando" pros descumprimentos tortuosos da Carta Magna. Continua a Crusoé bradando no deserto apenas como a única a desmascarar quase sem nenhum efeito resultante. Estamos todos anestesiados deixando a manada passar, parafraseando aquele célebre ministro do meio ambiente? Alvaro Costa/df

  50. Em 2022 SÉRGIO MORO “PRESIDENTE LAVA JATO PURO SANGUE” é nossa resposta ao ACORDÃO de BOLSONARO com o ESTABLISHMENT! Não seremos LUDIBRIADOS com o “velho plano de MELHORAS NA ECONOMIA!” Triunfaremos!

  51. Uma vergonha, como pode um presidente do senado ter tanto poder e ferir tão gravemente a constituição, dá-se a entender que o demais senadores contra tais medidas não tem nenhum poder... Ministro do STF em jantar particular com canalhas em pró de defender interesses próprios.

    1. Pra que sustentar nababescamente 81 senadores se um só controla o que realmente interessa? Muda Senado, e urgentemente!

  52. Há tempos atrás, já tinha minha opinião formada que com Rodrigo Maia na Câmara e Alcolumbre no Senado o Brasil não tem futuro. Sem esquecer da turma do STF.

  53. O trono desse Davi ,sabemos qual é. E está cheio. A descarga é função nossa. O Brasil oficial e paralelo é um nojo, uma barragem prestes a romper.

  54. De como uma inexpressiva figura do Amapá invade o poder e se assenhora do futuro e rumos da nação! O que o gosto pelo poder ilimitado faz!

    1. Simples, o inepto porquinho caruncho, é inescrepuloso é adepto do "de cá, leve lá", é exímio chantagista.

Mais notícias
Assine
TOPO