ReproduçãoTrump foi oficializado como candidato à reeleição: para os republicanos, ele é o mais capacitado para gerar empregos

O plano de Trump

Para tentar reduzir a diferença que o separa do democrata Joe Biden, o presidente americano molda o seu discurso, promete a recuperação econômica e o fim dos distúrbios sociais
28.08.20

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi oficializado nesta quinta, 27, como o candidato do Partido Republicano nas eleições de novembro. Ao longo de pouco mais de dois meses, ele tentará encurtar a distância que o separa do democrata Joe Biden, à frente em quase todas as pesquisas de opinião. A estratégia que será empregada para reduzir a vantagem do seu adversário foi delineada justamente na convenção desta semana.

Nas quatro noites da convenção, a pandemia do coronavírus foi tratada como algo que já está sob controle, em sua fase final — e também como problema mais da alçada dos governadores. Alguns dos discursos ocorreram até mesmo com presença de público, com os convidados sem máscaras. Para os republicanos, mais conveniente que abordar a gravidade da pandemia é acenar com a reativação da economia, assunto que aparece nas pesquisas como o tema mais premente. Os republicanos afirmam que o atual presidente é a pessoa mais capacitada para religar os motores e criar empregos. Em um vídeo gravado, Trump se declarou como “o maior gerador de empregos que Deus já criou”.

Sendo Trump o presidente em exercício, a crise econômica não o favorece. A taxa de desemprego em julho foi de 10%. Massachusetts é o estado com o maior índice, com 16% das pessoas sem trabalho. No segundo trimestre, o PIB dos Estados Unidos caiu 31%. Foi o maior declínio já registrado na história.

Ivanka Trump, durante oficialização da candidatura do pai: “Estou diante de vocês como a orgulhosa filha do presidente do povo”
Ainda assim, o presidente tem boas chances de se beneficiar com um discurso centrado na economia. Pesquisas feitas nos subúrbios das cidades mostram que seus moradores não veem o presidente como o responsável pela situação. Ainda que os eleitores admitam que Trump não soube lidar com a Covid, eles acreditam que a culpa é principalmente do vírus, como se a sua disseminação não pudesse ter sido mais controlada.

Ao longo dos últimos meses, Trump tem conseguido se firmar na opinião dos americanos como a pessoa mais qualificada para lidar com a economia. Em quatro pesquisas de opinião conduzidas em agosto (CNN, Fox, Pew Research e NBC), os entrevistados disseram preferir o republicano para assumir essa missão. A vantagem de Trump em relação a Biden oscilou entre 3 e 10 pontos percentuais.

A retórica dos republicanos é lembrar que Trump estava indo bem nos três primeiros anos de mandato. De fato, no final de 2019, o desemprego chegou a 3,5%, a menor taxa em 50 anos. A mensagem dos estrategistas é a de que ele já teve sucesso uma vez, antes da pandemia, e poderia repetir o feito. Os democratas, do outro lado, investem em uma narrativa diversa. Para eles, o fato de que Trump não soube lidar com a pandemia é o que impede a recuperação da economia. “Os democratas ainda querem apontar um responsável pela pandemia do coronavírus. É um discurso que pode estimular aqueles grupos que são mais atentos para a política”, diz o cientista político Christopher Mendonça, do Ibmec de Belo Horizonte. “Os republicanos fizeram diferente e formataram um discurso para o pós-pandemia. Eles vendem um cenário de esperança e de oportunidade, algo que chega mais fácil ao eleitor americano médio”.

Outro ponto que está sendo martelado pelos republicanos é o de relacionar os democratas com os distúrbios que continuam acontecendo nas ruas do país. Manifestações e atos de vandalismo ressurgem sempre que vídeos se espalham nas redes sociais mostrando cenas de violência policial, especialmente com pessoas negras como vítimas. Nesta semana, duas pessoas morreram em confrontos entre um grupo de civis armados e manifestantes que pediam justiça, após um homem negro ter sido baleado nas costas, no estado de Wisconsin.

Flickr/Gage SkidmoreFlickr/Gage SkidmoreOs republicanos acusam Joe Biden de ser um “cavalo de Troia” ligado aos grupos que geram o caos
O candidato democrata Joe Biden é um moderado que apoia a polícia e aprovou uma lei em 1994 cujo efeito foi cortar pela metade a taxa de homicídios. Os republicanos, contudo, dizem que Biden faz parte do mesmo grupo que está gerando o que seria o caos. No discurso deles, é um “cavalo de Troia”, que poderá abrir as portas para “grupos raivosos” que derrubam estátuas, desrespeitam os heróis americanos e desencadeiam uma onda de crimes violentos.

No primeiro dia da convenção, os republicanos convidaram o casal Mark e Patricia MacCloskey, de Saint Louis, no Missouri, para dar seu depoimento. Os dois ganharam notoriedade no final de junho ao aparecer apontando armas para manifestantes do grupo Black Lives Matter. “Parece que os democratas não veem mais que o papel do governo é proteger os cidadãos dos criminosos, e sim o de proteger os criminosos dos cidadãos honestos”, disse Mark MacCloskey. Segundo ele, grupos marxistas gritavam, na porta de sua mansão, que eles não poderiam parar a revolução. “É o partido de Joe Biden”, prosseguiu o advogado na convenção virtual. “Eles querem acabar com os subúrbios”, emendou Patricia.

Da Casa Branca, Trump promete neutralizar o que chama de baderna, enviando tropas para os estados e neutralizando qualquer intento de abolir a polícia ou reduzir suas verbas. Segundo o instituto de pesquisas Rasmussem, 50% dos americanos querem que a polícia acabe com os protestos, enquanto 38% preferem que os manifestantes decidam quando os atos devem parar. Nesta quinta, ao discursar no encerramento da convenção, Trump disse: “Nós levamos a economia aos maiores níveis da história. Vocês devem escolher entre o sonho americano e a agenda socialista“.

Já é assinante?

Continue sua leitura!

E aproveite o melhor do jornalismo investigativo.

O maior e mais influente site de política do Brasil. Venha para o Jornalismo independente!

Assine a Crusoé

CONFIRA O QUE VOCÊ GANHA

  • 1 ano de acesso à CRUSOÉ com a Edição da Semana: reportagens investigativas aprofundadas, publicadas às sextas-feiras, e Diário, com atualizações de segunda a domingo
  • 1 ano de acesso a O ANTAGONISTA+: a eletrizante cobertura política 24 horas por dia do site MAIS conteúdos exclusivos e SEM PUBLICIDADE
  • A Coluna Exclusiva de Sergio Moro
  • Podcasts e Artigos Exclusivos de Diogo Mainardi, Mario Sabino, Claudio Dantas, Ruy Goiaba, Carlos Fernando Lima e equipe
  • Newsletters Exclusivas

Os comentários não representam a opinião do site. A responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos.

500
  1. Hahaha, Biden é democrata moderado?????? Hahaha, cadê os 12 pontos de vantagem do velho caquético, o Dilma Roussef americano??? Em 2016 a vitória da Hillary era cristalina. Como agora , segundo vocês, é a do Biden. GO, GO,GO, GO , TRUMP!

  2. Há semelhanças de estratégia com o Bolsonarismo. Mas, diferente de Trump, Bolsonaro ainda não tem nada pra mostrar - está em seu segundo ano de mandato. A intensa atividade de inaugurações de postes, poços, calçadas, pedras fundamentais e outros assemelhados, é pra tirar o presidente do cercadinho da baba. O corona-voucher faz a parte mais graúda da estratégia do governo de melhorar sua popularidade. Isso dura até quando? 2022 parece longe. Se passar a nova cpmf, melhor renunciar!

  3. Assim como Hylari a frente das pesquisas, mais uma derrota democrata, agora, do candidato cavalo de tróia ligado aos grupos que pregam o caos. Com efeito, o nível de informação do americano médio é um abismo acima do brasileiro. Lá, o cidadão tem o hábito de se debruçar sobre alguns livros por ano. Além disso, os movimentos conservadores americanos são um fenômeno monstruoso. Desse modo, o desmantelamento do intelecto americano, causado pelo bombardeio de slogans nas mídias de massa é um process

    1. Acho que não é mais assim não, Carlão... EUA e Brasil nunca estiveram tão próximos em ignorância. Tanto é que nós elegemos Bolsonaro e eles o Trump. Espero que não nos reencontremos nas fronteiras do absurdo reelegendo ambos!

  4. O Biden pode até ter sido moderado no passado, mas está surfando a onda da "revolução" e escolheu a Kamala Harris, que é uma guerrilheira. Considerando que ele faz 78 anos esse ano, quem de fato está sendo eleito?

  5. Os últimos 16 meses do governo Obama foram de crescimento econômico e geração de emprego ininterruptos. Proporcionalmente, a economia e o emprego cresceram mais sob Obama que com Trump, sendo que Obama herdou do republicano Bush a maior recessão desde o “Crash” de 29 e Trump pegou a economia já decolando. Na segurança, Trump promete fazer no futuro o que não consegue fazer agora, pura lorota. Se os democratas não se esforçassem tanto para perder a eleição com Biden e Nancy Pelosi...

    1. A minha amiga Albertinha cucaracha está cada vez mais nervosa com a vitória dos democratas. Qual a razão? Já sei, já sei, ela está com medo de quebra democratas descubram a casa de massagem ilegal que ela mantém nos subúrbios da gringolandia. Albertinha, Albertinha, tome cuidado. A KKK está doida para te pegar e te jogar do outro lado do muro!

    2. Albertonto, tem algum dado para apresentar ou vai ficar só no achismo burro?

    3. KKKKK, Esse Eduardo viaja na maionese. Delírios típicos de um débil mental. Querer fazer crer que o desgoverno Obama foi bom, é caso para análise psiquiátrica. E o diagnóstico é Mata-Burro na Sinapse.

  6. Mais uma matéria imunda da Crusoé sobre a política americana. Biden, "moderado"? Até poderia colar, quando ele não era a múmia de Stálin, um morto muito louco embalado pelos marxistas do BLM (sim, marxistas, leiam o site do movimento de extrema-esquerda) e por comunistas como Bernie Sanders e AOC. Trump pode parecer um falastrão de reality show, mas é o único candidati que não abomina os EUA e o Ocidente.

    1. Biden é moderado, o BLM, Sanders e AOC não têm nenhuma ascendência sobre o establishment democrata, corrupto e pró-corporações, comandado por Pelosi e Schummer. As principais bandeiras progressistas foram rechaçadas por Biden e Trump, como seu clone defeituoso, só pensa em si e sua família. Precisa se informar melhor e parar com narrativa sem-vergonha.

    2. Biden é moderado e Sanders, AOC e o BLM não tem nenhuma ascendência sobre o establishment democrata, elitista, milionário, corrupto e pró-corporações, liderado por Nancy Pelosi e Chuck Schummer. Basta ver o espaço que cada um teve na convenção do partido. Trump, como nosso amado “mito”, não dá a mínima para os EUA, só se preocupa com sigo mesmo e com a família. Errou em tudo, amigo.

    3. Biden é moderado, e Sanders, AOC e o BLM não tem nenhuma ascendência sobre o establishment democrata de Pelosi e Schumer, corrupto, elitista e pró-corporações, basta ver o espaço que cada um dos “socialistas” teve na convenção do partido. Trump não dá a mínima para os EUA, como certos presidentes, só liga para si e sua família.

  7. TENTAR reduzir o que nunca houve??? As enquetes feitas pela corja socialista nos E.U.A tem a mesma credibilidade que a nossa "DataFoice" e o tal de Ibope. Já disse e reafirmo, VAI SER DE LAVADA! President Trump, keep America great!

    1. O Aberto é militante, para ele a verdade não importa.

    2. Aberto, defina lavada porque Trump perdeu em 2016 por 2 milhões de votos.

    3. A boneca está com medo de perder os fregueses da casa de massagem dela: conservadores que gostam de sacanagem, kkkkkk. Albertinha cucaracha, você é uma hipócrita!

    4. Explica aí o que para você é lavada, para eu poder voltar aqui e tirar um sarro da sua cara. Trump perdeu em 2016 por dois milhões de votos.

  8. a grande falácia da imprensa é tentar comparar as direitas do BR e USA. BR não tem projeto de governo, nunca teve, não temos direita e esquerda, só temos o centrão pra se perpetuar no poder, como bem disse o Mainardi

  9. nós nao somos contra a protestos, é um direito muito valido, somos contra aos atos de vandalismo, a destruicao de propriedades. Deixa de ser loko. materia tendenciosa essa

    1. Não vi tendenciosidade, apenas um relato de como está sendo visto o cenário, até pelos próprios analistas americanos. Quanto a direita brasileira, é uma piada. Existe?

  10. O melhor presidente americano das últimas décadas! Somente os presos aos currais informativos de Crusoe e Globo é que sempre terão uma péssima perspectiva sobre Trump, construída por tais veículos! Para aqueles que saem um pouquinho dessa bolha, percebem que Trump é um grande presidente! E os americanos sabem disso também, por isso será reeleito com facilidade esse ano!

  11. Trump, naturalmente é o melhor, disparado. Os democratas americanos (pós JFK e LBJ) tramsformaram-se no PSDB + PSOL, falando inglês . São populistas e enganadores. Incompetentes e arrogantes. Fingem-se "povão", mas, ao se misturarem, tapam o nariz !! Se vencerem.....adeus progresso para as Américas !!

    1. Concordo com vc Ney !Brasileiros não conseguem entender que a America sempre foi conservadora independente de ser Republicano ou democrata ,Trump é um pesadelo em tudo que diz e faz!

  12. Movidos apenas pelo ódio e desfaçatez de sempre, imprensa a soldo, Partidos Políticos, " celebridade " que de célebres não têm nada, opináticos raivosos, ignorantes amestrados, malfeitores de todos os matizes, deitam falação contra o Trump apenas e tão somente por ele ter proximidade com Bolsonaro. A geopolítica da escumalha é apenas o discurso de ódio de sempre. Gostaria de ver esses valentes da escuridão serem valentes nos países desgovernados por regimes de esquerda, como na China. Coragem!

  13. Apesar d estabanado, Trump é um grande presidente. Os democratas perderam o rumo, desde q abrigaram socialistas no partido, virando as costas à bela, densa e algumas vezes triste, mas sempre contributiva história norte-americana

    1. Quaquaqua.. esse cara aí👇🏾é um demolidor.. hiper radical..será que esse cara dorme?

    2. Ney, Ney... tá defecando pelos dedos. Fecha essa latrina digital. Quanta imbecilidade!

    3. Silas, toda a razão. Esse cidadão Ney deve ser um psdbpsololulopetista que perdeu a boquinha e odeia JB, por motivos óbvios. Sabe tanto sobre regimes de governo , que fico admirado. Provavelmente nunca ouviu falar de Roberto Campos e Paulo Francis e Nelson Rodrigues. Vai estudar, analfabeto !!

    4. Silas, você tem razão. Esse cidadão Ney, tão ignorante, deve ser um psololulopetista complexado. Com certeza perdeu a boquinha com JB. Seu nivel cultural e mental deve se situar um pouco acima do homo sapiens. JB em 2022 vai cravar o último prego nessa turma enganadora psdbpsololulopetista !!

    5. Os socialistas de lá são direita aqui. Acorda bozomerda

Mais notícias
Assine 7 dias grátis
TOPO