ReproduçãoA comemoração de Dirceu após ganhar um habeas corpus do ex-companheiro Dias Toffoli: vinho e almoço com familiares e militantes na casa da sogra

O operador voltou

Condenado no mensalão e no petrolão, o ex-ministro José Dirceu estranhamente pediu que seus seguidores interrompessem os ataques ao Supremo três dias antes de ser beneficiado por um questionável habeas corpus. O chefão, agora solto, está cada vez mais ativo na articulação política e se prepara para ser um dos estrategistas da campanha petista ao Planalto
06.07.18
Mais notícias
TOPO